Difusor e moenda cana

Difusor e moenda cana

(Parte 2 de 7)

Espalhador

Faz-se necessária esta descompactação para obtermos uma camada fina e uniforme de cana desfibrada, pois a mesma sai do desfibrador de forma de pacotes.

Aperfeiçoa a alimentação tornando-a homogênea.

Separador Magnético (Eletroímã)

É instalado ocupando toda a largura do condutor e tem a finalidade de atrair e reter os pedaços de ferro que passam pelo seu campo de ação Protege os componentes da moenda contra materiais ferrosos estranhos, que por ventura venham junto com o carregamento ou desprendidos dos equipamentos..

Os objetos mais frequentes são pedaços de faca de picadores. Ganchos de leradeiras de palha, porcas, etc.

Pode contar com a eliminação completa dos objetos todos os pedaços de ferro são atraído pelo o eletroímã até os que se acham na parte inferior da cama de cana normalmente, pode-se calcular que o separador magnético evita cerca de 80% dos danos que seriam causados à superfície dos rolos sem o uso.

A cana após passar por estes processos descritos, cuja finalidade é prepará-la para posterior moagem.

Ternos de Moenda

Conjunto de 04 rolos de moenda dispostos de maneira a formar aberturas entre si, sendo que 03 rolos giram no sentido horário e apenas 01 no sentido anti-horário.

Sua função é forçar a cana a passar por essas aberturas de maneira separar o caldo contido no bagaço.

Rolos de Moenda sentido trabalho

Terno da moenda Rolo da moenda a) Rolo de Pressão

Encontra-se na parte superior do termo logo acima do rolo inferior de entrada. Sua função é compactar a camada de cana permitindo uma melhor alimentação do termo.

b) Rolo Superior

Está localizado na parte superior do castelo, entre o rolo de entrada e o rolo de saída, gira no sentido anti-horário. É muito importante no conjunto de ternos devido ao maior contato com a cana.

Também recebe a força através do acoplamento e transmite aos demais rolos por intermédio dos rodetes.

c) Rolos Inferiores

Em cada terno de moenda possui 02 rolos (entrada e saída), a função do de entrada é fazer uma pequena extração de caldo e direcionar a cana na abertura de saída.

Rolos de Moenda

Desempenho dos Ternos O desempenho dos ternos está relacionado ao: Preparo da cana;

Regulagem do terno;

Condições operacionais. Os seguintes fatores devem analisados visando melhora o desempenho dos ternos:

Índice de Preparo;

Alimentação de Cana; Pressão hidráulica aplicada; Rotação e oscilação; Aberturas; Condições Superficiais dos rolos

Picotes, Chapiscos; Frisos;

Estados dos Pentes; Ajuste entre a bagaceira e o rolo de Entrada.

Observação: É de fundamental importância no processo de moagem a extração no 1°

Terno, este é responsável por cerca de 70% de todo caldo contido na cana. Quando não atingimos está extração de caldo, a extração global da moenda é insatisfatória.

Castelos

São armações laterais da moenda, construídos em aço e são fixados em bases de assentamento. São responsáveis pela sustentação da moenda. Podem ser inclinados ou retos.

Castelo Inclinado

Castelo reto

Castelo inclinado

Rodetes

São construídos em aço, tem como função acionar o rolo de entrada, saída e o rolo de pressão através do rolo superior tem 15 dentes.

Pentes

Elementos colocados na região de descarga da moenda para limpeza das camisas: (imagem pente superior e saída)

Pente do Rolo superior; Pente do rolo de saída.

Pentes Bagaceira

Bagaceira

Tem como função conduzir o bagaço do rolo de entrada para o rolo de saída. É resultante do traçado de cada terno objetivando o melhor desempenho do terno.

Cuidados

Se for instalada muito alta, a carga sobre o rolo superior é muito elevada, ocorrendo desgaste da bagaceira, aumentando a potencia absorvida, sufocando a passagem de bagaço. Resultando em alimentação deficiente do terno.

Se for instalada muito baixa, o bagaço ao passar sobre ela não é comprimido. suficientemente para impedir que o rolo superior deslize sobre a camada de bagaço resultando em embucha mento.

Messchaerts http://www.agencia.cnptia.embrapa.br/Repositorio/05_-

_Moendas_000fxourdm402wyiv8018wi9tas2husf.pdf

As ranhuras Messchaerts têm o objetivo de melhorar a extração.

Na zona AB o rolo de entrada do bagaço recebe a pressão máxima que o caldo é extraído. Este caldo, porém tem apenas 2 saídas: uma na frente do outro lado da bagaceira e outra atrás na direção do ponto C. Nestes dois lados encontrasse uma camada muito grossa de bagaço, dificultando a passagem.

Os messchaerts são conseguidos de 2 maneiras: 1. Eliminando 1 dente e colocando o messchaert no eixo do dente eliminado; 2. Deixando todos os dentes e colocando o messchaert entre dois dentes;

(Parte 2 de 7)

Comentários