Historia da educação - 1964

Historia da educação - 1964

GRUPO EDUCACIONAL UNIESP

UNIDADE TIJUCUSSU

FERNANDA CAMILO RA:

LUCIANA LIMA AMORIM RA: 0050021338

SILVANIA MARTINS RA:

RAQUEL M. U. ROSA RA:

HITÓRIA DA EDUCAÇÃO PERÍODO DE 1963”

REGIME MILITAR”

SÃO PAULO, 05 DE ABRIL DE 2012.

FERNANDA CAMILO RA:

LUCIANA LIMA AMORIM RA: 0050021338

SILVANIA MARTINS RA:

RAQUEL M. U. ROSA RA:

HITÓRIA DA EDUCAÇÃO PERÍODO DE 1963”

REGIME MILITAR”

TRABALHO APRESENTADO AO CURSO DE PEDAGOGIA NA DISCIPLINA: HISTOIA DA EDUCAÇÃO

TURMA 1MA- SALA 05

Prof.ª MS. MARCIA AMALIA AFONSO CALEGARI

SUMÁRIO

Texto página

Período do regime militar 04

HISTORIA DA EDUCAÇÃO PERÍODO DE 1963 – REGIMES MILITAR

1960/1961-Em 21 de Abril de 1960, a capital do Brasil é transferida do Rio de Janeiro para Brasília.

Em três de outubro de 1960, Jânio Quadros é eleito presidente do Brasil. Em 25 de agosto de 1961, Jânio Quadros renuncia.

O período populista continua liderando no poder de Jânio Quadros (1961), que renuncia ainda no início do mandato. Já no governo de João Goulart, herdeiro político de Vargas, o populismo já está desgastado.Foi marcante a criação da lei de Diretrizes e Bases 4024/61, engloba todos os graus e modalidades do ensino, mas demorou treze anos para entrar em vigor.Na década de 60, foi questionado sobre a educação popular, foi um momento de Paulo Freire, onde alcançou repercussão nacional e internacional.

Em 22 de novembro de 1963, enquanto fazia uma visita à Dallas, o presidente J. F. Kennedy é assassinado.

1963/64 - Os estudantes foram responsáveis por um dos mais importantes momentos de agitação cultural da história do país. Era a época do Centro Popular de Cultura (CPC) da UNE, que produziu filmes, peças de teatro, músicas, livros e teve uma influência, que perdura até os dias de hoje, sobre toda uma geração.

1964 - Em 1º de abril, o Golpe Militar derrubou o presidente João Goulart. A partir daí foi instituída a ditadura militar no Brasil, que durou até o ano de 1985. Neste período as eleições eram indiretas, sem participação direta da população no processo de escolha de presidente e outros representantes políticos.Os estudantes formavam uma resistência contra o regime militar, expressando-se por meio de jornais clandestinos, músicas e manifestações, apesar da intensa repressão.

Alguma coisa acontecia na educação brasileira. Foi criado o Mobral com o objetivo de erradicar definitivamente o analfabetismo através de um programa nacional, aproveitou-se a didática de Paulo Freire, levando-se em conta as diferenças sociais, econômicas e culturais de cada região. A criação da Universidade de Brasília, em 1961, permitiu vislumbrar uma nova proposta universitária, com o planejamento, inclusive, do fim do exame vestibular, valendo, para o ingresso na Universidade, o rendimento do aluno durante o curso de 2º grau. (ex-colegial e atual Ensino Médio) O período anterior, de 1946 ao princípio do ano de 1964, talvez tenha sido o mais fértil da história da educação brasileira. Neste período atuaram educadores que deixaram seus nomes na história da educação por suas realizações. Como educadores do porte de Anísio Teixeira, Fernando de Azevedo, Lourenço Filho, Carneiro Leão, Paulo Freire, Lauro de Oliveira Lima, entre outros. Depois do golpe militar de 1964 muito educadores passaram a ser perseguidos em função de posicionamentos ideológicos. Muito foram calados para sempre, alguns outros se exilaram, outros se recolheram a vida privada e outros, demitidos, trocaram de função.

O regime militar espelhou na educação o caráter de governo; professores foram presos e demitidos, universidades foram invadidas; estudantes foram presos e alguns foram até mortos. O Decreto-Lei 477 calou a boca de alunos e professores, o Ministro da Justiça declarou que estudantes tem que estudar e não podem fazer baderna esta era a prática do Regime.

Neste período deu-se a grande expansão das universidades no Brasil. E, para acabar com os excedentes, ou seja, aqueles que tiravam notas suficientes mas não conseguiam vagas para estudar, foi criado o vestibular classificatório.É no período mais cruel da ditadura militar, onde qualquer expressão popular contrária aos interesses do governo era abafada, até com violência física, que é instituída a Lei 4.024, em 1971, a característica mais marcante dessa lei era dar a formação profissionalizante.Foi desfeita a ditadura militar por si mesmo. Os militares deixaram o governo através de uma eleição indireta, mesmo que concorressem somente dois civis: Paulo Maluf e Tancredo Neves.

Em 1966, tem inicio a Revolução Cultural na China.

1968 - Em março, morre o estudante Edson Luís, assassinado por policiais no restaurante Calabouço, no Rio de Janeiro. No congresso da UNE, em Ibiúna, os estudantes reuniram-se para discutir alternativas à ditadura militar. Houve invasão da polícia, muitos estudantes foram presos, mortos ou desapareceram, evidenciando a repressão e a restrição à liberdade de expressão que eram características desse período. Em junho deste ano ocorre a passeata dos Cem Mil, que reuniu artistas, estudantes, jornalistas e a população em geral, em manifesto contra os abusos dos militares.Em dezembro, durante o governo do general Arthur da Costa e Silva, foi assinado e decretado o Ato Institucional número 5 (AI-5) que cassou a liberdade individual, acabando com a garantia de Habeas Corpus da população.O que é HABEAS CORPUS? É o instrumento de defesa contra atos arbitrários que ferem o direito de ir e vir de cada indivíduo.

Em quatro de abril de 1968, é assassinado o ativista pelos direitos civis Martin Luther King.

1979 - As entidades estudantis começam a ser reativadas. Acontece a primeira eleição por voto direto na história da UNE, quando é eleito o presidente baiano Rui César Costa e Silva.

ANO

HISTÓRIADA EDUCAÇÃOBRASILEIRA

HISTÓRIADOBRASIL

HISTÓRIAGERALDA EDUCAÇÃO

HISTÓRIADOMUNDO

1964

1964

1964

· Segundo a Secretaria de Educação e Cultura, do Ministério de Educação e Cultura, de cada mil (1000) alunos que entraram na 1a série no ano de 1963, quatrocentos e quarenta e nove (449) passam para a 2a série do 1o grau. · É criado o Plano Nacional de Alfabetização - PNA, ainda no governo do Presidente João Goulart, e extinto após o golpe militar. · O jurista Luiz Antonio da Gama e Silva, acumula os cargos de Ministro da Justiça e Ministro da Educação e Cultura nos primeiros dias do golpe militar. · São Ministros da Educação e Cultura do Governo do General Castelo Branco: Flávio Suplicy de Lacerda, Raimundo de Castro Moniz de Aragão (interino), Pedro Aleixo e Guilherme Augusto Canedo de Magalhães (interino). · A Universidade de Brasília - UnB é invadida por tropas militares. O reitor Anísio Teixeira é destituído do cargo e substituído pelo professor Zeferino Vaz, da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Este, indicado por Luiz Antonio da Gama e Silva, que acumulava os cargos de Ministro da Justiça e Ministro da Educação e Cultura. · A ditadura militar coloca na ilegalidade a União Nacional dos Estudantes - UNE e cria os Diretórios Acadêmicos - DAs, restrito a cada curso, e o Diretório Central dos Estudantes - DCE, no âmbito da universidade. Assim é eliminada a representação a nível nacional bem como qualquer tentativa de ação política. O lema da ditadura é "estudante é para estudar; trabalhador para trabalhar". · A sede da União Nacional dos Estudantes - UNE, na Praia do Flamengo, no Rio de Janeiro, é invadida e incendiada. · O Serviço de Assistência ao Menor - SAM é extinto e criado em seu lugar a Fundação Nacional do Bem-Estar do Menor - FUNABEM, vinculada diretamente à Presidência da República, com o objetivo de atender aos ditos menores carentes. · Acordo Ministério da Educação e Cultura - MEC/United States Agency International for Development - USAID para Aperfeiçoamento do Ensino Primário. Visava a contratação de 6 assessores americanos por dois anos. · A Lei 4.440 institui o salário-educação, provenientes de recursos das empresas.

· O Presidente João Goulart realiza o Comício da Central do Brasil, no Rio de Janeiro, onde assina publicamente o decreto de nacionalização de todas as refinarias de petróleo particulares e o de criação da Superintendência da Reforma Agrária · SUPRA. · É realizada a Marcha da Família com Deus pela Liberdade, patrocinado principalmente por grupos de mulheres. · Os marinheiros, liderados pelo Cabo Anselmo, que mais tarde soube-se que era um agente provocador infiltrado pela CIA, revoltam-se, pedindo a exoneração do ministro da Marinha, Silvio Mota, para ser substituído pelo Almirante Aragão, conhecido como "almirante do povo". · O general Olímpio Mourão Filho marcha para a cidade do Rio de Janeiro, deflagrando um Golpe Militar. · Os estudantes esboçam uma reação romântica, logo debelada. · O Presidente viaja para o Rio Grande do Sul e de lá para o Uruguai. O governador daquele Estado, Leonel Brizola, diz que a resistência é possível, mas o Presidente não aceita. · O Presidente da Câmara, Paschoal Ranieri Mazzilli, assume interinamente a Presidência da República. · Os ministros militares, general Arthur da Costa e Silva, brigadeiro Francisco de Assis Correa de Melo e o almirante Augusto Rademaker Grünewald decretam o Ato Institucional número 1 (AI-1). · O Congresso Nacional elege o general Humberto de Alencar Castello Branco Presidente da República, dando início a uma série de cassações de mandatos e suspensões de direitos políticos. · Visitam o país o Presidente da França Charles de Gaulle e a cantora Rita Pavone. · A novela "O Direito de Nascer" é um sucesso absoluto na televisão, abrindo caminho para diversas outras.

1965

· Segundo a Secretaria de Educação e Cultura, do Ministério de Educação e Cultura, de cada mil (1000) alunos que entram na 1a série no ano de 1963, trezentos e treze (313) passam para a 3a série do 1o grau. · A Universidade de Brasília - UnB é novamente invadida por tropas militares, visando reprimir uma greve de professores e alunos contra atos autoritários da reitoria. · Duzentos e dez professores da Universidade de Brasília pedem demissão coletivamente em sinal de protesto diante da situação reinante. · Tropas da polícia invadem a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo - USP, destroem equipamentos e prendem diversos professores e alunos. · O Parecer no 977 define cursos de pós-graduação. · O Decreto-Lei 55.551 estende o salário-educação a todos os empregados públicos e privados. · O educador Paulo Freire escreve o livro "Educação como Prática da Liberdade". · É fundada a Universidade de Itaúna, em Minas Gerais. · Acordo MEC/Conselho de Cooperação Técnica da Aliança para o Progresso - CONTAP/USAID para melhoria do ensino médio. Previa assessoria técnica americana para o planejamento do ensino e treinamento de técnicos brasileiros nos Estados Unidos. · Acordo MEC/USAID para dar continuidade e suplementar com recursos e pessoal o primeiro acordo para o ensino primário.

· O Presidente Castello Branco assina o Ato Institucional número 2 (AI-2), extinguindo os partidos políticos e instituindo a eleição indireta para Presidente da República, Governadores e Prefeitos de cidades consideradas de segurança nacional. · São criados os partidos Aliança Renovadora Nacional - ARENA, da situação, e o Movimento Democrático Nacional - MDB, de oposição. · É criada a Empresa Brasileira de Telecomunicação - EMBRATEL. · Entra no ar a TV Globo, canal 4, na cidade do Rio de Janeiro.

· Morre o pedagogo suíço Pierre Bovet. · É editada a obra "Sabedoria e as ilusões da filosofia", de Jean Piaget.

· Os Estados Unidos invadem São Domingos. · Charles de Gaulle é reeleito Presidente da França. · É lançado o filme "Help", estrelado pelos "The Beatles". · Os quatro componentes do conjunto musical "The Beatles" são condecorados pela Rainha da Inglaterra. Várias pessoas condecoradas anteriormente devolvem suas homenagens em sinal de protesto. · O astronauta soviético Alekséi Leonov é o primeiro homem a realizar um passeio no espaço ligado a nave por um cabo. · É lançado ao espaço o satélite Intelsat I, permitindo transmissões de rádio, telefone e televisão, via satélite.

1966

· Segundo a Secretaria de Educação e Cultura, do Ministério de Educação e Cultura, de cada mil (1000) alunos que entraram na 1a série no ano de 1963, duzentos e quarenta e cinco (245) passam para a 4a série do 1o grau. · É promulgado o Decreto-Lei no 53 objetivando a reforma universitária, caracterizando-a como instituição de ensino e pesquisa. Determina ainda que sejam feitas na universidade mudanças de organização, a fim de se evitar desperdícios de recursos. · A Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN cria o Centro Rural Universitário de Treinamento e Ação Comunitária · CRUTAC. · É organizado o Projeto Rondon a partir do I Seminário de Educação e Segurança Nacional, promovido conjuntamente pela Universidade do Estado da Guanabara e a Escola de Comando e Estado Maior do Exército. · Acordo Ministério da Agricultura/Conselho de Cooperação Técnica da Aliança para o Progresso - CONTAP/ United States Agency International for Development - USAID para treinamento de técnicos rurais. · Acordo MEC/ CONTAP/ USAID de assessoria para a expansão e aperfeiçoamento do quadro de professores de ensino médio no Brasil. · Acordo MEC/ USAID de assessoria para modernização administrativa universitária. · Acordo MEC/ INEP/ CONTAP/ USAID sob a forma de termo aditivo aos acordos anteriores para aperfeiçoamento do ensino primário. · Acordo MEC/ SUDENE/ CONTAP/ USAID para criação de um Centro de Treinamento Educacional em Pernambuco. · São fundadas a Universidade do Maranhão e a Universidade Regional do Nordeste, em Campina Grande, na Paraíba. · Os estudantes realizam um protesto geral contra os acordos MEC/USAID. · O Programa de Pós-Graduação em Educação da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro é o primeiro curso de pós-graduação em educação do Brasil.

· É cassado o mandato do governador Adhemar de Barros, um dos líderes do movimento de 1964, e em seu lugar é indicado Laudo Natel. · É promulgado o Ato Institucional número 3 (AI-3), estabelecendo normas para as eleições federais, estaduais e municipais. · É promulgado o Ato Institucional número 4 (AI-4), estabelecendo as condições para a votação pelo Congresso Nacional do projeto de Constituição elaborado pelo Executivo.

· Morre na França, em sua escola na cidade de Vence, o educador Célestin Freinet. · São editadas as obras "A psicologia da criança", "Lógica e conhecimento científico" e "Biologia e conhecimento", de Jean Piaget.

· Tem início na China a Revolução Cultural.

1967

· Segundo a Secretaria de Educação e Cultura, do Ministério de Educação e Cultura, de cada mil (1000) alunos que entram na 1a série no ano de 1963, cento e sessenta e cinco (165) passam para a 5a série do 1o grau. · São Ministros da Educação e Cultura do Governo do General Costa e Silva: Tarso de Moraes Dutra e Favorino Bastos Mércio (interino). · Acordo MEC/Sindicato Nacional dos Editores de Livros - SNEL/CONTAP/USAID de cooperação para publicações técnicas, científicas e educacionais. · Acordo MEC/USAID de reformulação do primeiro acordo de assessoria à modernização das universidades, sendo substituído por assessoria do planejamento do ensino superior. · Acordo MEC/CONTAP/USAID de cooperação para a continuidade do primeiro acordo relativo à orientação vocacional e treinamento de técnicos rurais. · Sai a primeira expedição do Projeto Rondon à Região Norte do país. · É constituída uma comissão, conhecida como "Comissão Meira Mattos", para analisar a crise estudantil e sugerir mudanças no sistema de ensino, notadamente nas universidades. · É promulgado o Decreto-lei 252, objetivando a reforma universitária e criando a estrutura de departamentos. · A Lei 5.370 cria o Movimento Brasileiro de Alfabetização - MOBRAL, com objetivo de erradicar o analfabetismo do Brasil em dez anos. · O índice de analfabetismo no Brasil é de 32,05%. · É fundada a Universidade de Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul.

· É criado um novo padrão monetário adotando-se o Cruzeiro Novo, em substituição ao Cruzeiro. · O general Arthur da Costa e Silva torna-se Presidência da República, através de eleição indireta. · É promulgada uma nova Constituição para o país, substituindo a de 1946. · Morre num acidente aéreo o ex-Presidente Castello Branco.

· O Egito exige a retirada das forças de paz da ONU. · Após o Egito ter fechado o porto de Eilat, Israel invade o Egito, a Síria e a Jordânia, numa ação fulminante, com apoio dos Estados Unidos. A ONU determina o cessar fogo mas Israel não devolve as regiões ocupadas sob o pretexto de segurança. · O Rei Constantino da Grécia é deposto por um golpe de estado. · O revolucionário argentino Ernesto "Che" Guevara é assassinado pelo exército boliviano, após ter sido ferido e aprisionado. · Mais uma vez Charles de Gaulle veta o ingresso da Grã-Bretanha no Mercado Comum Europeu. · São publicadas duas encíclicas: a "Populorum Progressio", sobre o desenvolvimento das nações e a "Sacerdotalis celibatus", sobre o celibato dos padres.

1968

· Segundo a Secretaria de Educação e Cultura, do Ministério de Educação e Cultura, de cada mil (1000) alunos que entram na 1a série no ano de 1963, cento e trinta e três (133) passam para a 6a série do 1o grau. · Grupos paramilitares de direita, do Comando de Caça aos Comunistas - CCC, protegidos pela polícia, invadem a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo - USP, depredam o prédio e resulta na morte do estudante José Guimarães. · O Restaurante Universitário Calabouço é invadido e o estudante Edson Luiz Souto é assassinado pela polícia. · Os estudantes fazem na cidade do Rio de Janeiro a "Passeata dos Cem Mil", ferozmente reprimida pela polícia. · A polícia cerca a Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ e prende cem estudantes no estádio do Botafogo Futebol e Regatas. · A Universidade de Brasília é invadida pela terceira vez, com muitos alunos feridos gravemente, parlamentares espancados e com a prisão do estudante Honestino Guimarães, morto pela polícia em 1973. · A polícia descobre que estava sendo realizado o XXX Congresso da União Nacional dos Estudantes - UNE em Ibiúna, São Paulo, e prende cerca de novecentos estudantes. · O Decreto 63.281 cria o Centro Nacional de Recursos Humanos - CNRH. · É formado o Grupo de Trabalho da Reforma Universitária - GTRU, cujo projeto transformou-se na Lei 5540 e depois regulamentado no Decreto-lei 464. · São fundados os Centros de Atendimento ao Pré-Escolar - CAPEs, pelo Comitê Nacional Brasileiro da Organização Mundial de Educação Pré-Escolar - OMEP. · O Decreto 63.341, de 1o de outubro, fixa critérios para a expansão do ensino superior. · A Lei 5.537, de 21 de novembro, cria o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE. · A Lei 5.540, de 28 de novembro, fixa normas de organização e funcionamento do ensino superior e sua articulação com a escola média. · O Decreto-lei 405, de 31 de dezembro, fixa normas para incremento de matrículas no ensino superior. · Acordo MEC/USAID para dar continuidade e complementar o primeiro acordo para desenvolvimento do ensino médio. · O deputado Márcio Moreira Alves publica o "O Beabá do MEC/USAID", tornando público os acordos entre o Ministério da Educação e Cultura e a United States Agency International for Development - USAID. · São fundadas a Universidade de Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, a Universidade Regional de Blumenau, em Santa Catarina, a Universidade Federal do Piauí, a de São Carlos, em São Paulo, e a de Sergipe.

· A Rainha Elizabeth faz sua primeira e única visita ao Brasil. · O Deputado Márcio Moreira Alves faz um discurso no Congresso propondo um boicote ao 7 de setembro, dia da Pátria. · Começa a circular a Revista Veja no mês de setembro. A partir da décima quinta edição passa a ser censurada. · O Presidente Costa e Silva, juntamente com o Ministro da Justiça Luiz Antônio da Gama e Silva, decreta o Ato Institucional número 5 (AI-5), fechando o Congresso, cassando mandatos e censurando a imprensa. O AI-5 vigorou até 1978. · Ao surgir a imagem do presidente Costa e Silva no jornal cinematográfico Canal 100, este é vaiado pela platéia. Dentro do cinema havia um militar que telefonou pedindo intervenção ao Forte de Copacabana. Os ônibus que fazem ponto final próximo ao quartel foram requisitados e levados para a porta do Cinema Copacabana, onde a sessão foi interrompida e todos os espectadores presos e levados àquela guarnição militar. · Uma passeata de protesto contra a ditadura no Rio de Janeiro termina com cerca de mil presos, cinqüenta e sete feridos e três mortos. · Os metalúrgicos da cidade de Contagem, estado de Minas Gerais, entram em greve. · Num Festival Internacional da Canção Geraldo Vandré canta que "quem sabe faz a hora, não espera acontecer", tornado quase que como um hino da esquerda. · Os cantores Caetano Veloso e Gilberto Gil lançam a Tropicália e Caetano canta num Festival da Televisão Record "É Proibido Proibir". · O Teatro Ruth Escobar, em São Paulo, quando apresentava a peça "Roda Viva", de Chico Buarque de Holanda, é invadido por elementos do Comando de Caças aos Comunistas - CCC, os atores espancados e o teatro depredado. · O Teatro Opinião, o jornal Correio da Manhã, a Editora Tempo Brasileiro e a Associação Brasileira de Imprensa - ABI, no Rio de Janeiro, sofrem atentados à bomba. · O médico Euclides de Jesus Zerbini realiza o primeiro transplante de coração do país, no Hospital das Clínicas de São Paulo. · Morrem o humorista Sérgio Porto, conhecido como Stanislaw Ponte Preta, o poeta Manuel Bandeira e o criador e diretor das Emissoras e Diários Associados Assis Chateaubriand.

· Jean Piaget publica "O estruturalismo". · Devido a uma proibição de que os rapazes pudessem visitar as moças em seus dormitórios, eclode em Nanterre, que se estenderá por toda a França, uma revolta onde os jovens liderados por Daniel Co-Bendit (o Dani le Rouge), tomam a Sorborne e as ruas, no mês de maio. · É criado o Conselho para Educação Ambiental, no Reino Unido.

· A Primavera de Praga, que visava implantar no país um regime socialista e liberal, liderada por Alexander Dubcek, é contida por tanques soviéticos que invadem a Tcheco-Eslováquia. · Nos Estados Unidos o senador Robert (Bob) Kennedy e o líder negro Martin Luther King são assassinados a tiros. · Richard Nixon é eleito o 37o Presidente do Estados Unidos. · No cinema o sucesso foi "A Primeira Noite de um Homem" e no teatro a peça "Hair" (referência ao cabelo dos hippies cabeludos) anuncia a Era de Aquário. · Jacqueline Kennedy casa-se com o armador grego Aristóteles Onassis. · Três astronautas americanos realizam o primeiro vôo tripulado em órbita da Lua.

1969

· Segundo a Secretaria de Educação e Cultura, do Ministério de Educação e Cultura, de cada mil (1000) alunos que entraram na 1a série no ano de 1963, cento e quinze (115) passam para a 7a série do 1o grau. · É Ministro da Educação e Cultura do Governo do General Garrastazu Médici: Coronel Jarbas Gonçalves Passarinho. · Entra em vigor o Decreto-Lei 477, aplicado aos professores, alunos e funcionários das escolas, proibindo qualquer manifestação de caráter político, com o objetivo de banir o protesto estudantil. · São fundadas a Universidade Federal de Ouro Preto e a de Viçosa, em Minas Gerais, a de Pelotas, no Rio Grande do Sul, e as Universidades de Rio Grande e a do Vale dos Sinos, também no Rio Grande do Sul, a de Uberlândia, em Minas Gerais. · Vários professores da Universidade de São Paulo são aposentados compulsoriamente. Entre eles Bolívar Lamounier, Florestan Fernandes, Villanova Artigas, José Leite Lopes, Manuel Maurício de Albuquerque, Maria Yeda Linhares, Míriam Limoeiro Cardoso, Bento Prado Júnior, Caio Prado Júnior, Elza Berquó, Emília Viotti da Costa, Fernando Henrique Cardoso (futuro presidente da República), Isaias Raw, Jean Claude Bernardet, José Artur Gianotti, Luiz Hildebrando Pereira da Silva, Mário Schemberg, Octavio Ianni, Paulo Duarte e Paul Singer. · O Parecer no 77 regulamenta o sistema nacional de Pós-Graduação. · O Decreto-Lei 574 proibe as instituições educacionais de promoverem redução de suas vagas iniciais

· Uma trombose mata o Presidente Costa e Silva, sendo substituído por uma junta militar (que não permitiu que o vice-presidente Pedro Aleixo assumisse o poder), composta pelo Ministro da Marinha Augusto Rademaker, pelo Ministro da Aeronáutica Marcio de Souza e Mello e pelo Ministro do Exército Lyra Tavares. O então Deputado Ulisses Guimarães chama-os de "os três patetas". · Entra no ar o "Jornal Nacional" da Televisão Globo. · No dia 18 de julho um grupo de militantes dos grupos Comando de Libertação Nacional - COLINA e Vamguarda Popular Revolucionária - VPR roubam dois milhões e quatrocentos mil dólares do cofre de Ana Capriglione, conhecida como a amante do ex-Governador paulista Adhemar de Barros. · Embora ainda não se tenha um levantamento histórico preciso, talvez este ano tenha sido o mais cruel tempo da tortura aos chamados presos políticos no Brasil. · É seqüestrado no Rio de Janeiro, pelos grupos Aliança Libertadora Nacional - ALN e Movimento Revolucionário 8 de Março - MR-8, o embaixador dos Estados Unidos Charles Elbrick. Ele foi trocado por quinze presos políticos que sofreram pena de banimento pela ditadura militar e seguiram para o México. · É morto em São Paulo, pela equipe do delegado Luiz Paranhos Fleury, Carlos Marighella. · Assume a Presidência da República o General Emílio Garrastazu Médici, ex-chefe do Serviço Nacional de Informações - SNI, escolhido pelo Alto Comando do Exército e referendado pelo Congresso Nacional, dominado pela ditadura militar. · É outorgada uma nova Constituição para o país. · Pelé faz seu milésimo gol no Maracanã, de pênalti, num jogo contra o Vasco da Gama. · Entra em circulação o jornal "O Pasquim". · Um ratinho, importado da Itália, o Topo Gigio, divide o sucesso na televisão brasileira com a novela "Beto Rockfeller". · Os cantores e compositores Caetano Veloso, Gilberto Gil, Chico Buarque de Hollanda, Edu Lobo e Geraldo Vandré partem voluntariamente para o exílio. · É realizada a primeira transmissão internacional de televisão para o Brasil. O jornalista Hilton Gomes realizou uma reportagem de Roma através do satélite Intelsat I. · Num intervalo da peça "Esperando Godot", de Beckett, morre a atriz brasileira Cacilda Becker, vitimada por um derrame cerebral.

· Jean Piaget recebe um prêmio da "American Psichology Association", por sua marcante contribuição à psicologia.

· O Papa Paulo VI elimina cerca de duzentos santos do calendário litúrgico. · Em 20 de julho, uma segunda-feira, às onze horas e cinqüenta e seis minutos da noite, hora de Brasília, o astronauta Neil Armstrong deixa a marca de seus pés na Lua e diz: "Este é um pequeno passo para o homem, mas um gigantesco salto para a humanidade". · Realiza-se nos Estados Unidos o Festival de Woodstock, reunindo cerca de quatrocentos mil jovens numa fazenda próxima de New York, quando a filosofia do movimento "hippye" de "paz e amor" e ""faça amor e não a guerra" encontra-se no auge. · Realiza-se o Festival de Altamont, terminando com várias pessoas feridas, o que evidencia a violência dentro do movimento da contra-cultura. · O cantor John Lennon devolve a condecoração, recebida das mãos da Rainha, em sinal de protesto pelo envolvimento da Inglaterra nas guerras do Vietnam e Biafra. · O cantor John Lennon pede na justiça a dissolução legal do conjunto "The Beatles" · No cinema o filme "Sem Destino" (Easy Rider) faz sucesso. · A atriz Sharon Tate, grávida de oito meses de um filho do diretor de cinema Roman Polanski, é cruelmente assassinada por um bando místico, juntamente com outras quatro pessoas.

1970

· Segundo a Secretaria de Educação e Cultura, do Ministério de Educação e Cultura, de cada 1000 alunos que entram na 1a série no ano de 1963, cento e um (101) passam para a 8a série do 1o grau. · Começa a funcionar de fato no Brasil o Movimento Brasileiro de Alfabetização - MOBRAL, criado para acabar com o analfabetismo. Seu projeto mostra uma forte influência das idéias de Paulo Freire, perseguido pela ditadura militar. · O Decreto 68.908 resolve a crise dos chamados "excedentes" com a criação do vestibular classificatório. · O educador brasileiro Paulo Freire funda em Genebra, onde se encontrava exilado, juntamente com outros exilados brasileiros, o Instituto de Ação Cultural · IDAC. · O educador Paulo Freire publica "Pedagogia do Oprimido". · São fundadas a Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul, a Estadual de Maringá e a de Ponta Grossa, no Paraná, a Universidade Federal do Acre e a de Mato Grosso. · Morre Lourenço Filho (Manoel Bergström) na cidade do Rio de Janeiro.

· É lançado primeiramente na cidade do Rio de Janeiro a Loteria Esportiva. · Inicia-se a transmissão de TV à cores para o Brasil. · O ministro da Justiça Alfredo Buzaid declara categoricamente à imprensa que não há tortura no Brasil. · Dois "terroristas" são apresentados à imprensa e se declaram arrependidos de terem entrado na luta armada. Massafumi Yoshinaga e Celso Lungaretti pertenciam ao grupo Vanguarda Popular Revolucionária - VPR. · O presidente Médici diz que quer ver o jogador Dario, também conhecido por "Dadá Maravilha", do Clube Atlético Mineiro, na Seleção Brasileira de Futebol. O técnico João Saldanha, que também era jornalista, responde que o presidente escala o ministério e ele a Seleção. · A Confederação Brasileira de Futebol dispensa o técnico João Saldanha e convoca Zagalo para dirigir a Seleção Brasileira. Este convoca o jogador Dario, o "Dadá Maravilha". · O Brasil torna-se pela terceira vez Campeão Mundial de Futebol, no México. · Os setores de propaganda da ditadura lançam os "slogans" "Pra frente Brasil" e "Brasil: Ame-o ou Deixe-o". · É o ano do "Brasil Grande" e do "Milagre Econômico". O percentual do Produto Interno Bruto - PIB crescia 10%, as Bolsas de Valores disparam, começam as obras da estrada Transamazônica e o país compra 16 caças supersônicos Mirage.

· Morre na França Charles De Gaulle, Presidente do país de 1958 a 1969. Seu poder foi severamente enfraquecido pelo movimento estudantil de maio de 1968. · Morrem nos Estados Unidos, vitimados por "overdose" de drogas químicas, o guitarrista Jimi Hendrix e a cantora Janis Joplin. · O avião Jumbo 747 entra na aviação comercial, tornando-se a maior aeronave comercial do mundo. · O lutador de box Muhammad Ali (ex-Cassius Clay) volta ao ringue e vence, depois de ter seu título cassado por se recusar a lutar na guerra do Vietnam. · A África do Sul é excluída dos Jogos Olímpicos por sua política de "apartheid". · No cinema o filme romântico "Love Story" faz milhões de pessoas chorarem em suas sessões.

1971

· Segundo a Secretaria de Educação e Cultura, do Ministério de Educação e Cultura, de cada mil (1000) alunos que entram na 1a série do 1o grau no ano de 1963, cem (100) passam para a 1a série do 2o grau. · É promulgada a Lei 5692 que regulamenta o ensino de primeiro e segundo graus. Entre outras determinações amplia a obrigatoriedade escolar de quatro para oito anos, aglutina o antigo primário com o ginasial, suprimindo o exame de admissão e criando a escola única profissionalizante. · A Resolução no 8 do Conselho Federal de Educação fixa o núcleo comum para os currículos do ensino de 1o e 2o graus, definindo seus objetivos e a amplitude. · O Parecer 853 do Conselho Federal de Educação define a doutrina de currículo, indica os conteúdos de núcleo comum, apresenta o conceito de matéria, orienta suas formas de tratamento e integração, indica os objetivos das áreas de estudo e os do processo educativo, remetendo-os ao objetivo geral do ensino de 1o e 2o graus e aos fins da educação brasileira. · O Decreto 68.908 dispõe sobre o concurso vestibular, fixando as condições para o ingresso na Universidade. · Morre no Rio de Janeiro o educador Anísio Teixeira.

· O Brasil determina o limite de 200 milhas para o seu mar territorial não sendo reconhecido pela ONU. · O General Médici, Presidente do Brasil, vai a Washington e ouve de Richard Nixon que "para onde for o Brasil, irá toda a América Latina". Os países vizinhos protestam. · O embaixador suíço Giovanni Bucher é seqüestrado na cidade do Rio de Janeiro e trocado por setenta presos políticos. · O Governador do Paraná Haroldo Leon Peres é deposto por tentar extorquir do empresário Cecílio do Rego Almeida dinheiro para liberar verbas de obras públicas. · O jovem Teodomiro Romeiro é condenado à morte por um Tribunal Militar, por ter assassinado um sargento da Aeronáutica. Mais tarde sua pena foi alterada para prisão perpétua. · O deputado Rubem Paiva é preso em sua casa e nunca mais é encontrado. · O filho da estilista Zuzu Angel, Stuart Angel Jones, do MR-8, morre no Centro de Informações e Segurança da Aeronáutica. · Desaba, na cidade do Rio de Janeiro, o Elevado Paulo de Frontin que estava em fase de construção, matando quarenta e oito pessoas e mutilando outras.

· A China é finalmente aceita na Organização das Nações Unidas - ONU. · O governo chileno nacionaliza as empresas estrangeiras que comercializam o cobre no país. · Morre o ditador do Haiti François Duvalier, o Papa Doc. Seu filho Jean Claude Duvalier, o Baby Doc, assume o poder. · Morre aos 87 anos, na França a estilista Gabrielle Bonheur, a Coco Chanel. · As mulheres conquistam o direito ao voto na Suíça.

1972

· Segundo a Secretaria de Educação e Cultura, do Ministério de Educação e Cultura, de cada mil (1000) alunos que entram na 1a série do 1o grau no ano de 1963, oitenta e cinco (85) passam para a 2a série do 2o grau. · O Parecer no 45 do Conselho Federal de Educação fixa o currículo mínimo a ser exigido em cada habilitação profissional ou conjunto de habilitações afins, no ensino de 2o grau. · O Parecer 339 recomenda a formação especial para o 1o grau. · O Parecer 871 do Conselho Federal de Educação reforça e esclarece os conceitos e a organização curricular, na forma estabelecida pelo Parecer 853/71. · A Universidade Federal do Rio Grande do Sul criou o primeiro curso de pós-graduação em Ecologia do país.

· Morre num acidente de avião, na Índia, a atriz Leila Diniz. · O piloto Emerson Fittipaldi torna-se o primeiro brasileiro a vencer o Campeonato Mundial de Fórmula 1. · Nos festejos do Sesquicentenário da Independência do Brasil são trazidos para o Brasil os restos mortais de D. Pedro I.

· É realizado em Estocolmo a Conferência das Nações sobre o Ambiente Humano. · A ONU cria o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente - PNUMA, sediado em Nairobi.

· Após 17 anos de exílio, Juan Domingos Perón volta à Argentina. · O Presidente dos Estados Unidos Richard Nixon torna-se o primeiro presidente a visitar a China desde 1949, quando foram rompidas as relações diplomáticas entre os dois países. · Francis Ford Coppola lança seu "O Poderoso Chefão" e Bob Fosse lança o musical "Cabaret". · Jacqueline Onassis é fotografada nua por "papparazzi" na ilha de seu marido Onassis. · A feminista Glória Stein lança a revista feminista "Ms.", nos Estados Unidos. · Integrantes da organização Setembro Negro invadem a vila olímpica de Munique e assassinam nove atletas da delegação de Israel. · O nadador Mark Spitz é a sensação da natação ao ganhar sete medalhas de ouro na Olimpíada de Munique. · Morre Eduardo VIII, aos 77 anos, depois de ter renunciado à coroa britânica por amor à plebéia Wallis Simpson. · Os Estados Unidos lançam a sonda Pioner 10 com o objetivo de sair da Via Láctea.

1973

· Segundo a Secretaria de Educação e Cultura, do Ministério de Educação e Cultura, de cada mil (1000) alunos que entram na 1a série do 1o grau no ano de 1963, setenta e cinco (75) passam para a 3a série do 2o grau. · É fundada a Universidade de Fortaleza, no Ceará, e a Universidade de Mogi das Cruzes, em São Paulo.

· Cai, próximo do aeroporto de Orly, em Paris, um Boeing 707 da Varig, matando 122 pessoas, entre elas o deputado Filinto Müller, da Arena e ex-chefe da polícia política do governo Getúlio Vargas, o cantor Agostinho dos Santos e Regina Leclery. · O personagem Valfrido Canavieira, de Chico Anísio, apresentado no programa "Chico City" e personificando um Prefeito corrupto é proibido pela censura sob a alegação de que "no Brasil não existem Prefeitos corruptos". · O Presidente do Brasil, Garrastazu Médici, e do Paraguai, Alfredo Stroessner, assinam um acordo para a construção da usina de Itaipu.

· Um acidente de avião nos Andes obriga aos sobreviventes a comerem carne humana de seus companheiros mortos. · A Inglaterra é finalmente aceita no Mercado Comum Europeu. · Morre aos 92 anos o pintor espanhol Pablo Picasso, autor de "Guernica". · O líder do Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde, Amílcar Cabral, é assassinado. · Juan Domingo Perón e sua esposa Maria Estela Martinez de Perón, a Isabelita Perón, são eleitos respectivamente Presidente e Vice-Presidente da Argentina. · Um golpe militar assassina, no dia 11 de setembro, o presidente constitucional do Chile Salvador Allende, dentro do Palácio de La Moneda. Assume o poder o General Augusto Pinochet, chefiando uma ditadura militar. Tem início uma repressão cruel a grupos opositores da ditadura. · É assassinado o cantor e compositor chileno Victor Jara, depois de ser torturado, tendo sido quebrado seus dedos da mão e obrigado a tocar violão. · Os Estados Unidos são derrotados e se retiram do Vietnam. · Morre o poeta comunista, Prêmio Nobel de Literatura, Pablo Neruda. · A sonda Pioner 10 fotografa Jupiter de perto.

BIBlIOGRAFIA

WWW.MUNDOJOVEM.COM.BR

FONTE: CADERNOGREMIOEM FORMA, DO INSTITUTO SOUDA PAZ.

SITE:HTTP://WWW.soudapaz.org/

WWW.pedagogiaemfoco.pro.br

Comentários