Trabalho de Geologia - Eras Geológicas

Trabalho de Geologia - Eras Geológicas

FACULDADES INTEGRADAS DA VITÓRIA DE SANTO ANTÃO

GEOLOGIA

PETRÓLEO E GÁS

ERAS GEOLÓGICAS

Aluno: Artur Felipe

Professora: Vilma

Vitória de Santo Antão, PE, Brasil.

27 de fevereiro de 2012.

SUMÁRIO

  1. INTRODUÇÃO................................................................................3

  1. TABELA GEOLÓGICA...................................................................4

  1. ERAS ARQUEOZÓICA E PROTEROZÓICA (PRÉ CAMBRIANA).................................................................................5

  1. ERA PALEOZÓICA.........................................................................6

  1. ERA MESOZÓICA..........................................................................6

  1. ERA CENOZÓICA...........................................................................7

  1. CONSIDERAÇÕES FINAIS............................................................8

  1. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS...............................................9

  1. INTRODUÇÃO

O estudo geomorfológico não pode ser plenamente realizado sem o estudo da História do planeta Terra. Não se trata da História do Homem, mas da História da Natureza. Está é dividida em ‘momentos’, chamados de Eras Geológicas; como a História do Homem é também dividida em momentos, chamados de Idades (Antiga, Média, Moderna, Contemporânea).

Estas cinco eras são subdivididas em períodos; estes, em épocas; estas, em idades e estas, em fases. Ficamos apenas com as cinco eras, que, cronologicamente, são as seguintes: Arqueozóica, Proterozóica, Paleozóica, Mesozóica e Cenozóica.

Alguns autores, ainda falam na Era Azóica, mas, a moderna Geologia já não descreve este momento geológico, o qual foi absorvido pela Arqueozóica.

O estudo dessas eras permitem observar o processo evolutivo do planeta Terra e a inter relação entre os diversos elementos que o formam.

Apresentamos algumas das características dessas eras.

  1. TABELA GEOLÓGICA

  1. ERAS ARQUEOZÓICA E PROTEROZÓICA

(PRÉ CAMBRIANA)

Registram os fatos ocorridos há mais de 3,5 bilhões de anos AP (antes do presente). Estes fatos foram:

- Formação dos primeiros escudos cristalinos, a partir da solidificação do magma (surgem as rochas magmáticas). Dentre esses escudos, destacam se a formação do escudo Brasileiro e do Guiano, que formam o nosso embasamento continental;

- Intenso vulcanismo, formando montanhas vulcânicas. Este vulcanismo deve ter sido responsável por uma atmosfera pobre em oxigênio e rica em metano e gás carbônico. Por esta razão, na fase inicial dessa era não se registram a presença de formas de vida, as quais só vêm surgir, na sua fase final, nos oceanos;

- É provável que tenha existido apenas um bloco continental – Pangéia – (segundo Wegener) e, conseqüentemente, um só oceano – Pantalassa;

- Os seres vivos, fitoplânctons, foram os responsáveis pela substituição do gás carbônico pelo oxigênio, através da fotossíntese;

- Na Proterozóica, surgem alguns animais mais simples, como: protozoários e outros invertebrados sem carapaças. No final dessa era, ocorrem as primeiras glaciações no hemisfério Sul.

Essa foi a era da formação inicial dos minérios metálicos, como ferro, manganês, ouro, bauxita, cassiterita. Como apenas 4% do nosso território data dessa Era, as áreas então formadas são importantes por possuírem riquezas metálicas, como é o caso do Quadrilátero Ferrífero em Minas Gerais; a região de Carajás, no Pará; a Serra do Navio, no Amapá; o Maciço do Urucum, no Mato Grosso. Esse longo período formado por essas duas eras é chamado de Pré Cambriano ou Primitivo.

  1. ERA PALEOZÓICA

Ocorreu há cerca de 600 milhões de anos AP (antes do presente). Os principais acontecimentos foram:

- Evolução da vida, surgindo seres mais complexos. É a era dos peixes, entre eles, o tubarão. Surgiram grandes florestas de coníferas, que após terem sido soterradas, deram origem ao carvão mineral, no hemisfério Sul, inclusive no Brasil, que será o combustível da I Revolução Industrial;

- Novas glaciações no hemisfério Sul, as quais deixaram vestígios nas áreas mais meridionais do nosso território, notadamente nas regiões de Taubaté e Itu, no Estado de São Paulo.

  1. ERA MESOZÓICA

É a era da transição, das mudanças nas diferentes formas de vida. Os argumentos da teoria evolucionista de Charles Darwin foram retirados de evidências fossilíferas dessa era.

- Surgem, desaparecem e transforma se diferentes formas de vida vegetais e animais, como é o caso dos Sáurios (Dinos): os animais gigantes que viveram e desapareceram nesse período;

- No Brasil, ocorrem imensas atividades vulcânicas, notadamente no Centro Sul do nosso território. Esses derrames basálticos vão formar, mais adiante, a terra roxa;

- Surge o petróleo, que irá ser o combustível da II Revolução Industrial;

- Ocorre a fragmentação da Pangéia e a migração dos continentes, segundo Wegener.

  1. ERA CENOZÓICA

É a era atual, dividida em dois grandes momentos: o Terciário e o Quaternário.

Os fatos mais desse período foram:

- A formação das grandes cadeias de montanhas da atualidade (Dobramentos Modernos), como os Alpes, na Europa; os Andes, na América do Sul; as Rochosas, na América do Norte; o Himalaia, na Ásia e a Cadeia do Atlas, no norte da África;

- Surge o oceano Atlântico com a separação Brasil – África;

- Aparecem os primeiros primatas; é o domínio das mamíferos;

- Desenvolvem se extensas bacias sedimentares;

- Já no Quaternário, devemos registrar o aparecimento do Homem primitivo;

- Ocorrem grandes glaciações no hemisfério Norte alterando os níveis dos oceanos (transgressão e regressão marinhas), mas o fato mais importante foi o aparecimento do Homem e as modificações que ele provoca no nosso planeta;

- A extinção de algumas plantas e animais. Notem se que alguns animais foram extintos em era anteriores, porém, por uma ação trópica, isto é, das leis da natureza. Agora, essas mudanças são antrópicas, isto é, resultam da ação do homem, refletida (pensada) ou não;

- Vegetais são substituídos por cultivos agrícolas; animais têm seu comportamento alterado e até sua estrutura molecular, através da biogenética, para atender aos interesses do Homem. O mesmo se dá com as plantas. Cursos de água são represados ou desviados. Enfim, a natureza passou milhões de anos evoluindo para receber o Homem que passa, na sua ação, a modificá-la, colocando em risco não só a Humanidade mas também, estabilidade do nosso planeta.

  1. CONSIDERAÇÕES FINAIS

O conhecimento das Eras Geológicas significa, o estuda da História da Natureza, com o propósito de oferecer ao Homem conhecimentos sobre as potencialidades econômicas, recursos naturais, tais como: depósito de água, minerais, melhores ambientes para práticas agrícolas, para construção de represas, catástrofes como terremotos e deslizamentos.

  1. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Creso Staudinger – Kiko Santos, Coleção Ensino Médio.

Geografia Física – Geomorfologia.

Recife – PE: Editora: Água Marinha Mídia Educacional, 2000.

Site da Tabela: Tempo Geológico

http://www.google.com.br/imgres?q=eras+geologicas+em+tabela&hl=pt-BR&biw=1440&bih=809&tbm=isch&tbnid=Nyp_BEQGF8Ya7M:&imgrefurl=http://nr.com.br/acampamento-escolar/2008/01/15/nr-evolucao/&docid=5uvQA0iQddIKqM&imgurl=http://nr.com.br/acampamento-escolar/files/2010/09/tabela_01.jpg&w=715&h=521&ei=qZBJT-KiK8W-twetz6DuAg&zoom=1

Comentários