Explorando - o-Ensino - modulo - Sociologia

Explorando - o-Ensino - modulo - Sociologia

(Parte 1 de 6)

UME 15

Sociologia:Layout 1 04/03/1 14:48 Página 1

Presidência da República

Ministério da Educação

Secretaria Executiva Secretaria de Educação Básica

Sociologia:Layout 1 04/03/1 14:48 Página 2

SOCIOLOGIA VOLUME 15

Vol. 1 – Matemática Vol. 2 – Matemática Vol. 3 – Matemática Vol. 4 – Química Vol. 5 – Química Vol. 6 – Biologia Vol. 7 – Física Vol. 8 – Geografia Vol. 9 – Antártica Vol. 10 – O Brasil e o Meio Ambiente Antártico Vol. 1 – Astronomia Vol. 12 – Astronáutica Vol. 13 – Mudanças Climáticas Vol. 14 – Filosofia

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) Centro de Informação e Biblioteca em Educação (CIBEC)

Sociologia : ensino médio / Coordenação Amaury César Moraes. -
Brasília : Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2010.
304 p. : il. (Coleção Explorando o Ensino ; v. 15)
1.Sociologia. 2. Ensino Médio. I. Moraes, Amaury César. (Coord.)
I. Brasil. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. II. Série.

ISBN 978-85-7783-039-8 CDU 316:373.5

SOCIOLOGIA Ensino Médio

Brasília 2010

Coordenação da obra Amaury Cesar Moraes

Autores Amaury Cesar Moraes Andrea Cardarello Antonio Carlos de Souza Lima Claudia Fonseca Elisabeth da Fonseca Guimarães Emerson Giumbelli Ileizi Luciana Fiorelli Silva Janina Onuki João Feres Júnior José Ricardo Ramalho Juarez Tarcísio Dayrell Júlio Assis Simões Magna Inácio Maria do Socorro Sousa Braga Maria Stela Grossi Porto Melissa de Mattos Pimenta Paula Montero Sergio Ricardo Rodrigues Castilho Thamy Pogrebinschi Tom Dwyer

Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP Instituição responsável pelo processo de elaboração dos volumes

Secretaria de Educação Básica

Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e de Tecnologias para Educação Básica

Coordenação-Geral de Materiais Didáticos

Equipe Técnico-pedagógica

Andréa Kluge Pereira Cecília Correia Lima Elizangela Carvalho dos Santos Jane Cristina da Silva José Ricardo Albernás Lima Lucineide Bezerra Dantas Lunalva da Conceição Gomes Maria Marismene Gonzaga

Equipe de Apoio Administrativo Gabriela Brito de Araújo Gislenilson Silva de Matos Neiliane Caixeta Guimarães Paulo Roberto Gonçalves da Cunha

Tiragem 27.934 exemplares

Esplanada dos Ministérios, Bloco L, Sala 500 CEP: 70047-900 Tel: (61) 2022 8419

APRESENTAÇÃO7
INTRODUÇÃO9

Sumário AmAury CésAr morAes

Capítulo 1 O ensino das Ciências Sociais/Sociologia no Brasil: histórico e perspectivas ..15 IleIzI luCIAnA FIorellI sIlvA

Metodologia de Ensino de Ciências Sociais: relendo as OCEM-Sociologia45

Capítulo 2 AmAury CesAr morAes elIsAbeth dA FonseCA GuImArães

A juventude no contexto do ensino da sociologia: questões e desafios65

Capítulo 3 JuArez tArCísIo dAyrell

Trabalho na sociedade contemporânea85

Capítulo 4 José rICArdo rAmAlho

A Violência: possibilidades e limites para uma definição103

Capítulo 5 mArIA stelA GrossI Porto

Religião: sistema de crenças, feitiçaria e magia123

Capítulo 6 PAulA montero

Diferença e Desigualdade139

Capítulo 7 melIssA de mAttos PImentA

Sociologia, Tecnologias de Informação e Comunicação163

Capítulo 8 tom dwyer

Cultura e alteridade187

Capítulo 9 JúlIo AssIs sImões emerson GIumbellI

Família e parentesco209

Capítulo 10 ClAudIA FonseCA AndreA CArdArello

Grupos étnicos e etnicidades231

Capítulo 1 AntonIo CArlos de souzA lImA serGIo rICArdo rodrIGues CAstIlho

Democracia, Cidadania e Justiça249

Capítulo 12 João Feres JúnIor thAmy PoGrebInsChI

Partidos, Eleições e Governo267

Capítulo 13 mArIA do soCorro sousA brAGA mAGnA mArIA InáCIo

O Brasil no sistema internacional289

Capítulo 14 JAnInA onukI

7 Sociologia – Volume 15

Apresentação

A Coleção Explorando o Ensino tem por objetivo apoiar o trabalho do professor em sala de aula, oferecendo-lhe um material científico-pedagógico que contemple a fundamentação teórica e metodológica e proponha reflexões nas áreas de conhecimento das etapas de ensino da educação básica e, ainda, sugerir novas formas de abordar o conhecimento em sala de aula, contribuindo para a formação continuada e permanente do professor.

Planejada em 2004, no âmbito da Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação, a Coleção foi direcionada aos professores dos anos finais do ensino fundamental e ensino médio e encaminhada às escolas públicas municipais, estaduais, federais e do Distrito Federal e às Secretarias de Estado da Educação. Entre 2004 e 2006 foram encaminhados volumes de Matemática, Química, Biologia, Física e Geografia: O Mar no Espaço Geográfico Brasileiro. Em 2009, foram cinco volumes – Antártica, O Brasil e o Meio Ambiente Antártico, Astronomia, Astronáutica e Mudanças Climáticas.

Agora, essa Coleção tem novo direcionamento. Sua abrangência foi ampliada para toda a educação básica, privilegiando os professores dos anos iniciais do ensino fundamental com seis volumes – Língua Portuguesa, Literatura, Matemática, Ciências, Geografia e História – além da sequência ao atendimento a professores do Ensino Médio, com os volumes de Sociologia, Filosofia e Espanhol. Em cada volume, os autores tiveram a liberdade de apresentar a linha de pesquisa que vêm desenvolvendo, colocando seus comentários e opiniões.

Coleção Explorando o Ensino 8

A expectativa do Ministério da Educação é a de que a Coleção

Explorando o Ensino seja um instrumento de apoio ao professor, contribuindo para seu processo de formação, de modo a auxiliar na reflexão coletiva do processo pedagógico da escola, na apreensão das relações entre o campo do conhecimento específico e a proposta pedagógica; no diálogo com os programas do livro Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) e Programa Nacional Biblioteca da Escola (PNBE), com a legislação educacional, com os programas voltados para o currículo e formação de professores; e na apropriação de informações, conhecimentos e conceitos que possam ser compartilhados com os alunos.

Ministério da Educação

9 Sociologia – Volume 15

Introdução

A aprovação da obrigatoriedade do ensino de Sociologia nas escolas de Ensino Médio (Parecer CNE/CEB 38/2006 e Lei n. 1.684/2008) impôs a necessidade de uma discussão ampla a respeito da formação dos professores da disciplina e encaminhamentos para o apoio de seu trabalho em sala de aula. Esta já era uma demanda prevista pelos proponentes da reinclusão da disciplina nos currículos da escola média. Prevíamos que além dos eventos – seminários, congressos, encontros etc. –, dever-se-ia iniciar um processo de elaboração e divulgação de materiais didáticos e paradidáticos que pudessem contribuir para as discussões, preparação e atualização dos professores em atividade ou que entrariam no mercado de trabalho em seguida. Além disso, nunca esteve fora de nossos objetivos que as Orientações Curriculares para o Ensino Médio, no caso as OCEM-Sociologia, deveriam passar por um amplo processo de discussão e aperfeiçoamento para implantação. Não que as OCEM, segundo entendemos, sejam em si algo de difícil compreensão, pois procuramos redigi-las dentro de um espírito de aproximação com os professores, mas também de tentativa de sistematização e correção de percursos para consequente elevação do nível dos debates, aprimoramento efetivo das condições do trabalho, garantia da qualidade do ensino e autorreflexão sobre a

Amaury César Moraes*

* Doutor em Educação. Professor de Metodologia de Ensino de Ciências Sociais da Faculdade de Educação da USP.

Coleção Explorando o Ensino 10 profissão e exercício do ensino de Sociologia no nível médio. Para isso, a Sociedade Brasileira de Sociologia (SBS) vem desenvolvendo atividades, pela sua Comissão de Ensino, quer na divulgação das OCEM-Sociologia (I Seminário Nacional sobre Ensino de Sociologia no nível médio, USP, São Paulo, março de 2007), quer na divulgação de pesquisas sobre o ensino de Sociologia (XIII Congresso Brasileiro de Sociologia, UFPE, Recife, GTs Ensino de Sociologia, maio e junho de 2007; I Seminário Nacional de Educação em Ciências Sociais, UFRN, Natal, março de 2008; I Encontro Estadual de Ensino de Sociologia, UFRJ, Rio de Janeiro, junho de 2008; I Simpósio Estadual sobre a Formação de Professores de Sociologia, UEL, Londrina, setembro de 2008; I Encontro Nacional sobre Ensino de Sociologia na Escola Básica, UFRJ, Rio de Janeiro, julho de 2009). Acresce que há uma demanda, que se vinha reprimindo há décadas, a respeito de materiais didáticos para apoio aos professores: coletâneas de textos, resenhas, informações sobre pesquisas no campo, material para alunos, etc. Mas, essa demanda que planejamos ir atendendo mais alentadamente, conforme fôssemos desenvolvendo outras atividades – principalmente a divulgação das OCEM-Sociologia –, acabou se impondo de imediato, em vista justamente das contingências produzidas pela própria intermitência da presença da disciplina Sociologia nas escolas de nível médio do País: formação dos professores, professores em exercício formados em Ciências Sociais há muito tempo, professores formados em outras disciplinas que ensinam Sociologia, falta de material didático de qualidade, entre outros. Assim, partindo das OCEM-Sociologia, elaboramos o presente volume com o objetivo de contribuir para a formação do professor e o aprimoramento de suas atividades de ensino.

As discussões sobre o que se ensina na disciplina Sociologia no nível médio continuam. Desse modo, seria necessário ainda retomar o debate sobre a presença das três Ciências Sociais – Antropologia, Ciência Política e Sociologia – nos conteúdos ensinados como Sociologia. Isso se deve à formação dos licenciados em Ciências Sociais, mas também à variedade de temas que se inscrevem muitas vezes em uma ou outra dessas ciências e ainda a uma certa continuidade que autores, temas ou conceitos descrevem, construindo pontes e não levantando muros entre essas ciências.

1 Sociologia – Volume 15

Por isso, para a elaboração do livro, contamos com a colaboração inestimável da Associação Brasileira de Antropologia (ABA) e da Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP), que prontamente designaram membros de seus quadros para elaborar capítulos fundamentais no campo dessas ciências, o mesmo fazendo a SBS no que se refere a capítulos de Sociologia.

Entendemos que neste volume da Coleção Explorando o Ensino, dedicado à disciplina Sociologia, a definição dos capítulos ainda se refere à retomada e sistematização do que se tem feito nesse campo de ensino e pesquisa. Assim, dividimos o volume em duas partes: na primeira, visa-se à contextualização pedagógica e histórica para a prática de ensino de Sociologia na escola média brasileira. São capítulos que se referem às OCEM-Sociologia, a questões de Metodologia do Ensino da disciplina e à História e Perspectivas do Ensino de Ciências Sociais no Brasil. De algum modo, pensamos num quadro que contribua para a formação e atualização dos professores, com textos que sintetizam as principais referências hoje para o ensino de Sociologia – entendida sempre como um espaço disciplinar correspondente ao campo das Ciências Sociais.

A segunda parte versa sobre o recorte de temas, objetos e questões das Ciências Sociais, que constituem os conteúdos da disciplina Sociologia no ensino médio; nesta parte, visa-se, com sua apresentação, subsidiar os professores no processo de elaboração de propostas programáticas de ensino, não constituindo em si um programa. Esse conjunto de temas, objetos ou questões pesquisados e/ou debatidos pelas Ciências Sociais pode servir de referência para os professores do Ensino Médio organizarem suas propostas de curso, aulas e demais atividades de ensino. Visa-se não esgotar uma lista de conteúdos – que tanto mais exaustiva fosse, menos realista e prática seria –, mas convidar os professores a pensarem em tantos outros temas possíveis e necessários, tendo em vista as realidades tão diversas em que as escolas estão inseridas. Pretendese, ainda, que cada capítulo, escrito por especialistas, e a partir de suas pesquisas, traga informação, atualize debates e, se não apresentar modelos ou receitas de aulas a serem trabalhados em sala, ao menos, e especialmente, forneça quadros teóricos, metodológicos e empíricos para a abordagem de tais temas.

Com a publicação deste volume, mantemos nosso compromisso com a formação dos jovens e a intervenção responsável na Educação

Coleção Explorando o Ensino 12

Básica nacional, atendendo àquele objetivo enunciado por Florestan Fernandes, em 1954, durante o I Congresso Brasileiro de Sociologia: “debater a conveniência de mudar a estrutura do sistema educacional do país e a conveniência de aproveitar, de uma maneira mais construtiva as ciências humanas no currículo da escola secundária”.

13 Sociologia – Volume 15

Primeira Parte

Contexto Histórico e Pedagógico do Ensino de Sociologia na Escola Média Brasileira

Coleção Explorando o Ensino 14

Sociologia – Volume 15

Introdução

A inclusão da Sociologia nos currículos do Ensino Médio, mais uma vez, amplia as possibilidades de inserção dos saberes das Ciências Sociais nos níveis de formação básica. Sabemos que muitas justificativas, argumentos e ações terão que ser mobilizados nas escolas a fim de legitimar essa disciplina nos projetos político-pedagógicos de cada unidade. Ter uma história, mesmo que fragmentada e intermitente, ajuda-nos a começar o debate. Ajuda-nos, ainda, a conscientizarmo-nos de nossas origens, percebendo que fazemos parte de uma história maior e que temos pontos de partida para a continuidade do processo de consolidação da disciplina nos currículos e nos projetos político-pedagógicos. Imaginamos ainda que pensar sobre nosso movimento e marcos ao longo da história potencializa nosso repertório de explicações sobre nossa ciência/disciplina diante dos alunos da educação básica. Com esse espírito e motivação trazemos uma possibilidade, entre tantas outras, de pensar a trajetória das Ciências Sociais/Sociologia no sistema de ensino brasileiro.

Capítulo 1

O ensino das Ciências

Sociais/Sociologia no Brasil: histórico e perspectivas

Ileizi Luciana Fiorelli Silva*

* Doutora em Sociologia. Professora Adjunto da Universidade Estadual de Londrina

Coleção Explorando o Ensino 16

1. História e perspectivas: introduzindo as questões pertinentes e persistentes

Pode-se afirmar que, desde o final do século dezenove, praticase o ensino das Ciências Sociais no Brasil. Se incluirmos nesse campo a Antropologia, a Ciência Política, a Economia, o Direito, a História, a Geografia, a Psicologia, a Estatística e a Sociologia, observaremos que há livros, manuais didáticos, artigos e documentos que se constituem em fontes secundárias sobre como ocorreu e como tem ocorrido o ensino dessas disciplinas. Ao longo desse tempo todo, quase mais de um século, o processo de institucionalização contou com lutas por autonomia das disciplinas mencionadas acima, que se estenderam até os dias de hoje. Os conhecimentos das Ciências Sociais entraram nos currículos da antiga escola secundária através da Sociologia. Entraram também via História, Geografia, Economia, Psicologia, Educação Moral e Cívica, Estudos Sociais. Mas, de forma explícita, e buscando autonomia científica em relação às outras disciplinas, pode-se considerar que foi com a inclusão da Sociologia, no período de 1925 a 1942, que identificamos evidências da institucionalização e sistematização de uma ciência da sociedade (MEKSENAS, 1995; MEUCCI, 2000; GUELFI, 2001). O que é curioso é que foi pela dimensão do ensino que, inicialmente e oficialmente, a Sociologia instalou-se no Brasil.

Quando se busca elucidar a configuração das Ciências Sociais/

Sociologia no Brasil partindo da sua produção científica, não é possível encontrar, até 1933, espaços oficiais de formação e produção acadêmica e por isso revela-se uma fase anterior pré-acadêmica, em que se praticavam as Ciências Sociais de forma autodidata e no ensino nos cursos de preparação para o exercício do magistério, nas Escolas Normais, e nas então denominadas Escolas Secundárias. Nessa fase, produziram-se muitos manuais de Sociologia (MEUCCI, 2000), alguns eram traduzidos da língua francesa e outros foram escritos e editados aqui no Brasil, por pensadores e professores formados em outras áreas, mas que passaram a dedicar-se à Sociologia.

(Parte 1 de 6)

Comentários