Relatorio sobre extração de dna

Relatorio sobre extração de dna

CAPA:

F

ACULDADE ALIANÇA

DISCIPLINA.: BASES BIOLÓGICAS DOS EXERCÍCIOS FÍSICOS

TURNO.: TARDE/NOITE CARGA HORÁRIA.: 45 hs

CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA

PROFESSORA: MSc. ADRIANA SARAIVA DOS REIS

RELATÓRIO REFERENTE À AULA PRÁTICA: EXTRAÇÃO DE DNA

LINA TAINÁ

MARÇO/2012

LINA TAINÁ

RELATÓRIO REFERENTE À AULA PRÁTICA: EXTRAÇÃO DE DNA

Relatório apresentado como parte dos requisitos para a aprovação na Disciplina Bases Biológica dos Exercícios Físicos, oferecida no bloco I pelo curso de Bacharelado em Educação Física – Faculdade Aliança

TERESINA/PIAUÍ

2012

INTRODUÇÃO

Durante a evolução da célula formou-se uma molécula, que hoje sabemos ser o ácido desoxirribonucléico (DNA ou ADN): molécula longa, constituída por uma seqüência de nucleotídeos, que por sua vez é formado por três diferentes tipos de moléculas: um açúcar (pentose), um grupo fosfato, e uma base nitrogenada (Fig.1). Essa importante molécula contém as informações básicas para a formação de um ser vivo e para sua reprodução.

Como já disse, o DNA é formado por nucleotídeos,existem quatro tipos de nucleotídeos, representados pelas letras A, C, G e T (Fig.2). As formas como esses nucleotídeos se arrumam é que faz com que os seres vivos sejam diferentes um dos outros. E por isso, as mínimas mutações ocorridas em apenas um nucleotídeo de sua fita, pode alterar a produção de uma proteína importante e causar doenças genéticas, que podem comprometer o ser vivo. Assim, os quatro tipos de nucleotídeos se arrumam de diversas maneiras na molécula de DNA, formando os diferentes seres vivos.

Uma molécula de DNA é formada por duas fitas de nucleotídeos, que ligados pelas pontes de hidrogênio, forma o que é chamado de dupla hélice (Fig 3). O modelo da dupla-hélice de Watson e Crick foi prontamente aceito pela comunidade científica; ele explicava pelo menos três características fundamentais do material genético: a capacidade de duplicação, a capacidade de conter informações para a produção de proteínas e a capacidade de sofrer mutação. Nessa fita, as bases nitrogenadas seguem o seguinte padrão de combinação: A (adenina) sempre se liga com T (timina), e C(citosina) com G (guanina). A simples combinação dessas letras é o que forma os seres vivos (Fig 4).

Pouco mais de 50 anos se passaram desde a descoberta da estrutura de DNA, e hoje assistimos a um espantoso avanço nesta área de pesquisa. As discussões sobre o DNA estão em toda parte: clonagem, Projeto Genoma, alimentos transgênicos, testes de paternidades; são várias as aplicações desse novo conhecimento, que também levanta questões éticas fundamentais que os cientistas tentam responder.

OBJETIVOS:

A extração das moléculas de DNA de células do bulbo da cebola. Aplicando os conhecimentos adquiridos em aula sobre o DNA, esse experimento serve como complemento para as atividades realizadas em classe e para enriquecimento da aprendizagem.

MATERIAL E MÉTODOS

» Cebola grande - 250 gramas

» Sal de cozinha - 3gramas

» Detergente neutro - 10ml

» Álcool etílico 95% gelado

» Papel filtro

» Almofariz

» Tubos de ensaio

» funil banho-maria a 60°C

Picou-se a cebola em pedaços pequenos. Em seguida iniciou-se a maceração, Misturou-se em um béquer 3g de NaCl, e 10ml de detergente e completou-se com água até obter 100 mL de solução. A solução com a cebola foi levada ao banho maria a 60ºC durante 15 minutos. Após este período resfriou-se colocando o recipiente em gelo. Coou-se a mistura em papel de filtro, sendo despejado em um tubo de ensaio. E delicadamente, o etanol 95% foi posto no tubo de ensaio. Na sequencia, o DNA subiu para o etanol, no qual é insolúvel, ficando preservado e visível.

RESULTADOS

Os esquemas abaixo são relativo a extração de DNA da cebola,realizado em laboratório.

Fig. 1 – Resultado da extração de DNA

Fig. 2 – Cadeia de DNA

DISCUSSÃO

PERGUNTAS PARA FIXAÇÃO DO ASSUNTO DA AULA

EXTRAÇÃO DE DNA NA CEBOLA:

1°. Qual a função de cada regente usado na extração simplificada do DNA explanada nesta aula prática?

R= A adição do sal (NaCl) no início da experiência proporciona ao DNA um ambiente favorável. O sal contribui com íons positivos e negativos. Os positivos neutralizam a carga negativa do DNA, e os negativos as histonas, permitindo que o complexo DNA+Histonas não se repila mais e então se enovele. Se não fosse a presença do sal, ele poderia desintegra-se. Um outro fato, é que o sal aumenta a densidade do meio, o que facilita a migração do DNA para o álcool. O detergente afeta a permeabilidade das membranas, que são constituídas, em parte, por lipídeos. Com a ruptura das membranas os conteúdos celulares, incluindo as proteínas e o DNA, são liberados e dispersam-se na solução. A função de algumas dessas proteínas é manter o DNA enrolado numa espiral muito apertada. O álcool etílico permite uma maior desidratação das moléculas.

2°. O que se consegue ver seria o DNA puro?

R= É possível a observação do DNA (emaranhado), que se apresenta por filamentos esbranquiçados; porém a observação das hélices só é possível através do uso de aparelhos sofisticados.

3°. Como se sabe que os filamentos são moléculas de DNA?

R= Porque, a partir de estudos das propriedades químicas dos filamentos sabe-se que estes têm as mesmas propriedades das moléculas de DNA. Por exemplo, o RNA não se enrolaria no palito, o DNA não é solúvel em álcool, é menos denso que a água, tem grande absorção de luz UV, quando corado com brometo de etídio mostra-se fluorescente em luz UV.

4°. Se fosse RNA seria possível enrolá-lo como foi feito para o DNA? Porque?

R= O RNA é formado por uma cadeia simples de nucleotídeos, e não uma de dupla hélice como o DNA. Um filamento de RNA pode se dobrar de tal modo que parte de sua próprias bases se pareiam umas com as outras. Tal pareamento intramolecular de bases é um determinante importante da forma do RNA. Assim, formando pontes intracadeia o RNA é capaz de assumir uma variedade muito maior de formas moleculares tridimensionais complexas do que a dupla hélice de DNA .

BIBLIOGRAFIA

Disponível na URL:

http://www.universitario.com.br/celo/topicos/subtopicos/genetica/dna/dna.html

Acesso às 19:30 do dia 11/04/12

Disponível na URL:

http://pt.scribd.com/doc/30280669/Relatorio-de-Extracao-de-DNA

Acesso às 19:56 do dia 11/04/12

Disponível na URL:

http://www.notapositiva.com/pt/trbestbs/biologia/11extrdnacelveg.htm

Acesso às 20:04 do dia 11/04/12

Disponível na URL:

http://www.biomol.org/historia/propduplahelice.shtml

Acesso às 20:17 do dia 11/04/12

Disponível na URL:

JUNQUEIRA, L. C.; CARNEIRO J. Biologia Celular e Molecular. Rio de Janeiro: 8ª ed. Guanabara. 2005.

Acesso às 10:43 do dia 12/04/12

Disponível na URL:

MENCK, Carlos Frederico Martins.Estudo de reparo de DNA e suas conseqüências biológicas. Projetos de pesquisa temáticos. Disponível em:

http://www.bv.fapesp.br/projetos-tematicos/1865/estudos-reparo-dna-consequencias-biologicas/

Acesso às 11:05 do dia 12/04/12

CONCLUSÃO

Esta aula prática teve como objetivo conhecer os princípios básicos da extração do material genético da cebola, a partir dos tecidos do bulbo.Através desse experimento pude concluir que a molécula do DNA:

- É pouco solúvel (pois não se dissolve facilmente)

- É muito pouco denso (dirigiu-se em direção ao álcool, que já por si é muito pouco denso)

- Possui ligações muito fracas, pois partem-se com muita facilidade, isto porque estas são feitas através de pontes de hidrogénio (as ligações através do hidrogênio são pouco intensas do ponto de vista energético).

------------------------------------ ANEXOS --------------------------------------

Fig. 1 - Nucleotídeo de DNA

Fig. 2 - Fita de DNA, com atenção as bases nitrogenadas

Fig. 3 - Dupla-hélice do DNA

Fig. 4 - Fitas de DNA ligadas nas bases nitrogenadas

Comentários