Cálculo para Rampa de Acesso

Cálculo para Rampa de Acesso

(Parte 1 de 5)

SEXTA-FEIRA, JULHO 04, 2008 Rampa: cálculo da inclinação

Como se calcula a inclinação da rampa? Existe alguma maneira simples de a medir?

Vale a pena divulgar a fórmula, e um procedimento expedito para a aplicar no terreno.

A fórmula

Como se sabe, a inclinação máxima das rampas vem indicada, nas normas técnicas, em percentagem (%). Deve notar-se, desde já, que a percentagem de inclinação é muito diferente do grau de inclinação (por outras palavras, 5% não é a mesma coisa que 5º).

A fórmula de cálculo desta percentagem é a seguinte: Inclinação = altura x 100 : comprimento

Por extenso: a percentagem de inclinação da rampa é igual ao produto da altura por 100, dividido pelo comprimento.

A “altura” é a altura que a rampa vence, medida na vertical, e o “comprimento” é a extensão horizontal em que a rampa vence essa altura.

Na realização do cálculo ambos devem ser referidos na mesma unidade, ou seja, se a altura entrar em centímetros, o comprimento também terá de entrar em centímetros. Se a rampa vencer 8 centímetros numa extensão de 2 metros, usaremos para o cálculo 8cm e 200cm.

No terreno

Para não ter de estar sempre a realizar estes cálculos, podemos usar um “truque”.

Share it

Share this on Facebook

Tweet this

View stats Get more gadgets for your site

Muito texto? É chato procurar? O índice das respostas resolve. É gratuito. Peça por e-mail para acesso.portugal@gmail.com

Está aberta uma lista de pré-inscrições para a Acção de Formação em Acessibilidade e Design Universal, em todo o País. Saiba mais aqui.

Perguntas e sugestões bem-vindas. Escreva-nos para acesso.portugal@gmail.com

Legislação

Lei 46/2006 (proíbe e pune discriminação)

Lei 67/2007 (responsabilidade civil extracontratual do Estado)

Seguir Compartilhar Denunciar abuso Próximo blog»rafaelkr@gmail.com Painel Sair

Acessibilidade Portugal

Partilha de conhecimentos e esclarecimento de dúvidas sobre as normas técnicas de Acessibilidade e sobre o Design Universal (ou Design Inclusivo), considerados uma forma de prevenir a exclusão de pessoas com mobilidade condicionada e de promover, objectivamente, a qualidade de espaços, edifícios e serviços, e a segurança, conforto e autonomia de todos os seus utilizadores. Accessibility - Accesibilidad - Accessibilité - Acessibilidade e Mobilidade para Todos

Esse “truque” dispensa-nos de medir todo o comprimento da rampa e toda a altura, tomando por referência uma parte da rampa que tenha a mesma inclinação da restante.

Olhando para a fórmula, o que verificamos é que se o comprimento medido for 1 metro (ou 100 centímetros, que é o mesmo), o valor da altura vencida pela rampa será idêntico ao valor da inclinação.

Vejamos: Inclinação = altura (cm) x 100 : 100 (cm) Ora, se 100 a dividir por 100 dá 1, então... Inclinação (%) = altura (cm)

Para aplicar este “truque” no terreno, bastará usar um nível de bolha (à venda em lojas de ferramentas) que tenha 1 (um) metro de comprimento. Se o nível for mais curto, pode adicionar-se uma régua de madeira ou alumínio que tenha 1 metro de comprimento, e fixá-la seguramente (com fita-cola, por exemplo). E depois:

1. Escolha a direcção em que quer medir a inclinação.

2. Coloque o nível na posição horizontal, a tocar com um dos seus extremos no pavimento (Fig. 1).

3. Usando uma fita métrica, meça na vertical, no extremo oposto do nível, a altura que vai do pavimento até à base do nível.

4. O valor que obtiver é idêntico ao valor da inclinação.

Fig. 1 Alinhar a régua, assentar num extremo, colocar de nível

Lei 60/2007 (regime jurídico da urbanização e edificação)

Portaria 232/2008 (elementos instrutórios pedidos realização operações urbanísticas)

Notas importantes:

1. A elaboração deste blog é um trabalho voluntário, não remunerado, dependente nalguns casos da disponibilidade de apoio técnico especializado. Agradecemos a sua compreensão para eventuais falhas ou demora nas respostas. E agradecemos ainda mais a colaboração que nos puder prestar :)

2. Em resposta a emendas é possível que a redacção de alguns posts sofra rectificações. Verifique na linha final de cada post a data de publicação da versão corrente.

3. Os textos constantes deste blog foram elaborados sem fins lucrativos, para apoiar o cumprimento da lei, mas estão protegidos por direitos de autor. A consulta é livre, mas para a utilização com fins lucrativos não é autorizada a reprodução total ou parcial do texto, sem autorização do seu autor.

4. As opiniões expressas não têm carácter institucional, e os esclarecimentos prestados não substituem, em caso de necessidade, o devido parecer técnico ou jurídico.

Acerca de mim

Pedro Homem de Gouveia

Sou arquitecto (FAUTL, 1997).

Fig. 2 Medir a altura no extremo oposto. Outras inclinações

Este método é bastante útil para medir a inclinação longitudinal (na direcção do movimento) de lanços de rampa rectos.

Pode não ser tão fácil aplicá-lo quando se quer medir a inclinação transversal (i.e., a que é perpendicular à direcção do movimento) de lanços rectos.

E não deve ser aplicado em rampas curvas (noutro texto veremos porquê).

PHG 4JUL08

Agradecimentos: Celeste Costa (pela oportunidade), António G., e ao modelo, encarregado da minha primeira obra (Alcântara, 2004)

Publicada por Pedro Homem de Gouveia em 1:10 PM

(Parte 1 de 5)

Comentários