A importancia da prática de ensino na formação do educador

A importancia da prática de ensino na formação do educador

A IMPORTANCIA DA PRÁTICA DE ENSINO NA FORMAÇÃO DO EDUCADOR.

É muito importante que o graduando passe pela experiência de Praticas de Ensino para que o mesmo possa perceber as tarefas realizadas pelo professor na sua atuação depois de formado e em quanto isso contribui para uma sociedade melhor e que requer do profissional um trabalho de construção de conceitos apartir da visão do aluno e do que ele já conhece e fazer com que o próprio aluno descubra os conceitos e idéias a serem assimiladas, dando a ele a oportunidade da descoberta e gosto pelo saber. O conhecimento resulta de uma construção continua, interativa entremeada pela invenção e pela descoberta de conhecimentos. O processo educativo, onde quer que se dê, é sempre contextualizado social e politicamente. Tais influencias, se manifestam através de conhecimento, experiências, valores, crenças, modos de agir, técnicas e costumes acumulados por muitas gerações de indivíduos e grupos, transmitindo, assimilados e recriados pelas novas gerações. Nesse aspecto o professor deve relevar todo o conhecimento prévio do discente para que nele flua a descoberta do saber.

O trabalho do professor vai além do processo de transmitir conhecimento para outro individuo é um trabalho que requer do transmissor um desafio de construir ao receptor seu próprio conceito sobre o que se é transmitido e o que se deve aplicar sem ultrapassar as regras pré-estabelecidas do conteúdo assimilado. Nesta perspectiva torna-se fundamental compreender a visão do receptor para ser um facilitador nesse processo de desenvolvimento do seu intelecto. É muito importante para o graduando que esta neste processo de transmissão de conhecimentos , seja organizado, ou seja , planejar cada ação a ser desenvolvida durante esse período probatório e se adapte as condições da comunidade escolar na qual esta passando pelo seu estagio.

A ação educativa não é uma a neutra, pois ela está bem relacionada com outras estruturas, vinculadas na realidade sócio-político e econômico que serve para reforçá-la, modificá-la e mantê-la. Em seu desenvolvimento o contato com o espaço educativo da escola é imprescindível, pois é dessa realidade que surgem as grandes propostas de ensino e ampliação do conhecimento do receptor. Em vários momentos refletindo nesse processo que me dei conta de quão importe é o papel do educador na sociedade, pois ele ter como característica principal de seu trabalho transformar um indivíduo, em um cidadão conhecedor dos padrões de cultura na sociedade na qual ele vive. É difícil perceber esse significado da real importância do profissional da educação, sem a vivência dessa experiência, o contato real com a sala de aula que o Estagio Supervisionado proporciona ao formando. Nada disso que foi dito do profissional da educação é feito sem que o mesmo perceba que além do conhecimento adquirido na sua atuação acadêmica de nada vale se o mesmo não trabalhar com os educando compreensão da sua realidade ,pois com ela o educador consegue atingir todos os objetivos e alcançar as expectativas desejadas no atuar como transmissor e receptor do conhecimento . Cada ser humano tem seu potencial a ser descoberto e aprimorado, para que possa encontra e ocupar seu lugar devido na sociedade na qual está inserido, e cabe ao educador essa tarefa, em fazer com que os educando se tornem pessoas com competências aprimoradas, um indivíduo com uma consciência critica para apurar, racionar e entender o mundo ao seu redor em amplo sentido.

A reflexão sobre o cotidiano, sobretudo, apartir das duvidas reais do educador é que vemos as dificuldades vividas por esses profissionais. A prática de ensino a meu ver tem vários aspectos importantes, principalmente pela oportunidade entrar na sala de aula e por em pratica não apenas a teoria aprendida na universidade, mas para poder participar da realidade vivenciada pelo professor na escola e mediante a sociedade. A prática nos ensina a criar e a estudar novos meios de ensinar, além de lidar com o trabalhar de projetos planos de aulas, diários de classes entre outros. Muito mais do que todas essas coisas, o papel do educador deve ser feito com amor e dedicação, pois o seu desenvolvimento vai muito além de simplesmente transmitir conhecimento, ele deve ser baseado no afeto, dedicação e compreensão, para que possa fluir todo o processo de aprendizagem e desenvolvimento do educando. Tudo isso será parte da realidade do educador, e ele deve ter muito mais que conhecimento, e às vezes alguns graduandos não tem a idéia de como é o desafio do educar.

A dificuldade dos graduandos e profissionais integrarem prática e teoria é, por vezes, trazido à tona pela Prática de Ensino. Propõe-se uma Prática de Ensino e Estágio Curricular não apenas como cumprimento de uma exigência legal, desligado de sua realidade, mas contextualizados e comprometidos com a transformação social; onde se encontra unidade entre: formação profissional e pessoal, responsabilidade individual e social, conhecimento e ação e pratica. A pratica educacional é uma atividade que exige mais do que só conhecimento acadêmico , a educação vai muito além do que se imagina ,pois a mesma tem a característica de mudança em cada individuo , transformando sua realidade , e como isso é possível sem que o graduando vivencie essa realidade ? Aceitar a formação profissional como um processo significa aceitar que não existe separação entre formação pessoal e profissional. A formação de profissionais como pessoas e cidadãos deve passar por estes itens e, além disto, deve o aluno-estagiário ter em mente que é “fundamental criar condições para que o futuro profissional entenda que, se é importante ele ter consciência dos problemas, também é importante que ele seja capaz de propor alternativas para a sociedade” (Fávero, 1992, p.67).

Ao longo do processo de estagio com a perspectiva de estarmos propondo um processo educativo em constante construção, desde a primeira aula apresentamos nossa proposta aos alunos para que fosse discutida, criticada e adequada ao interesse coletivo. Além da metodologia que na medida do possível, atividades expositivas do professor diante dos alunos. Mas sem duvida que quando há a participação do aluno é mais constante na construção de conceitos, existe mais aproveitamento e o processo de aprendizagem flui e a o desenvolvimento por parte do discente.A postura tradicional, na qual, em determinado momento, os conteúdos são apresentados no quadro para em seguida serem sedimentados por meios de exercícios, muitas vezes é necessária esquecer para conseguir a atenção dos alunos, por isso reafirmo que é necessario que o professor seja adaptavel as condiçoes de cada grupo de alunos na qual suas atividades sejam desenvolvidas e para o estagiario a observação e comparação dessas diferença de ideais e pensamento é deverás importante para o licenciado ver que postura deve adotar no dempenhar seu papel como educador. A transformação das aulas momentos estimulantes, deve ser continua, onde alunos e professores possam interagir num ambiente propício à discursões que facilitem na tomada de decisões e resoluções em diversas situações-problema, que exijam um conhecimento das condições socioculturais, as expectativas e o nível de conhecimento dos alunos, mostrando conteúdos com aplicações em seu cotidiano, abrindo espaço para que a classe traga as suas experienências e apartir delas fazer uma contextualização dos conteudos a serem apresentados.

Observando também o pensamento de Jeremias W. Jenks que diz :

“A entrada para a mente do homem é o que ele aprende, a saída é o que ele realiza. Se sua mente não for alimentada por um fornecimento contínuo de novas idéias, que ele põe a trabalhar com um propósito, e se não houver uma saída por uma ação, sua mente torna-se estagnada. Tal mente é um perigo para o indivíduo que a possui e inútil para a comunidade."

vemos que uma pessoa sem o seu desenvolvimento intelectual aprimorado pelo profissional da educação , torna-se uma pessoa ser propósito e fora da realidade na sociedade em que vive , sendo um individuo marginalizado pelo meio donde ETA situado. Daí a importância da habilidade do educador para que tanto o educando quanto a sociedade sejam potencializados em todos os sentidos para que juntos possam caminhar . O trabalho docente é parte integrante do processo educativo mais global pelo qual os membros da sociedade são preparados para a participação na vida social. O graduando em Licenciatura de maneira alguma pode perceber essa importância de uma maneira clara e objetiva sem a devida experiência adquirida na preparação que é oferecida na Pratica de Ensino e Estagio Supervisionado.

Ensinar é mais do que só fazer a passagem de conhecimento é também você participar do processo também como aprendiz, segundo Paulo Freire, ”Quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao aprender.” Na realidade vivenciada na Pratica de Ensino e Estagio Supervisionado é que o graduando de Licenciatura consegue ter mais amplitude sobre o aspecto da difícil arte de educar, ”o se fazer entender”. Muitas vezes para que haja o entendimento o trabalho do docente deve ser ultrapassar a barreira que há entre o mundo do aprendiz e o mundo do ensinante , fazer um elo entre esses mundos é fazer com que o conhecimento adquirido tenha um sentido na sua realidade e que ele possa ter oportunidades de ampliar o seu mundo e a sociedade na qual está inserido.

O professor deve estar atento e consciente de sua responsabilidade como educador. O ambiente da sala de aula , que muitas vezes pode ser se mostrar frio ,severo e hostil aos nossos educandos , deve ser recolocado , reapresentado aos membros de forma mais amena e amigável .Hoje muito se sabe que o lado intelectual anda de mãos dada com o lado afetivo. O professor precisa compreender o aluno e seu universo sócio-cultural. Mas conhecer esse aluno ( e seu Universo ) implica em uma pré-disposição de amá-lo . Quando o professor consegue entender o poder dessa pedagogia do amor e toda a bem querência que a mesma traz ,mais e mais alunos aprenderão com amor facilidade e gosto e, acima de tudo , mais e mais professores notáveis e inesquecíveis passarão pela vida de nossos educandos deixando suas marcas positivas nos alunos e na sociedade.

A Prática de Ensino e o Estágio Supervisionado nos cursos de Licenciatura não devem resumir-se às formalidades e/ou ao conhecimento racional-técnico, mas transcendê-lo através da reflexão na ação, experienciando cada instante do processo de educação como um novo instante, que, por si só, o é. Entretanto, a dificuldade inerente à disciplina, é um problema aparece diante dos alunos-professores que, se deparam diante de uma situação fortemente enraizada em nosso meio, ou seja, a relação entre a matéria ensina por outros colegas da área e o que de fato, é o conhecimento adquirido pelo discente. Acredito também que a falta de estimulo do aluno vem também do fato que o professor, às vezes não procura modificar e acompanhar o que hoje a sociedade vivencia e até a aonde vai a quantidade de informações que o aluno já tem possui e canalizá-las para que se possa desenvolver no educando suas capacidades e habilidades . Cada sociedade precisa cuidar da formação dos indivíduos, auxiliar no desenvolvimento de suas capacidades físicas e espirituais prepará-los para a participação ativa e transformadora nas varias instancias da vida social. Ser professor é hoje uma tarefa muito difícil, que exige do profissional uma habilidade de superar os problemas e criar novas condições para que o ensino não pare, e que o desempenho de aprendizagem seja cada vez mais aprimorado e um senso critico apurado.

O professor deve ser um exemplo para os seus alunos e para a sociedade, um formador de opiniões e valores, um incentivador na busca do saber, um agente multiplicador de conhecimento e mediador do mesmo e tendo o mundo como espaço comum e de vasta exploração, hoje é esse o papel do professor-educador deste país. Sendo assim, a Prática de Ensino e do Estágio Supervisionado ao contato direto e atendimento às demandas da comunidade, deverá certamente engajar o licenciando na realidade escolar, oferecendo ao aluno a possibilidade de perceber os desafios da carreira do magistério e de refletir maduramente sobre a profissão que vai assumir.

Comentários