Segurança em laboratório químico

Segurança em laboratório químico

O que é Segurança no Trabalho?;

  • O que é Segurança no Trabalho?;

  • Dispositivos, Equipamentos e Procedimentos;

  • Riscos e Perigos;

  • Derrame de produto químico;

  • Vias de entrada das substâncias químicas;

  • Pictogramas;

  • Diagrama de Hommel.

“No laboratório, sempre que abrimos um frasco de um reagente químico, este, por sua pressão de vapor maior ou menor, estará emitindo vapores em níveis prejudiciais, dependendo da natureza do produto”.

  • “No laboratório, sempre que abrimos um frasco de um reagente químico, este, por sua pressão de vapor maior ou menor, estará emitindo vapores em níveis prejudiciais, dependendo da natureza do produto”.

  • (Antônio Ferreira Verga Filho – Bacharel em Química e diretor da Isolab Treinamentos)

Segundo o Conselho Regional de Química – IV Região (SP), por ordem decrescente de freqüência, os riscos aos quais está sujeito quem trabalha em laboratório são elencados da seguinte forma.

  • Segundo o Conselho Regional de Química – IV Região (SP), por ordem decrescente de freqüência, os riscos aos quais está sujeito quem trabalha em laboratório são elencados da seguinte forma.

Exposição a agentes agressivos ou tóxicos

  • Exposição a agentes agressivos ou tóxicos

  • Lesões com produtos cáusticos e corrosivos

  • Queimaduras com produtos inflamáveis

  • Acidentes com vidrarias e materiais cortantes e contundentes

  • Acidentes com equipamentos elétricos

  • Problemas de exposição a radiações

As boas práticas em laboratório químico são um conjunto de ações que garantem a saúde e a integridade física do analista. As boas práticas são corretos procedimentos que estão de acordo com a SEGURANÇAO no TRABALHO.

  • As boas práticas em laboratório químico são um conjunto de ações que garantem a saúde e a integridade física do analista. As boas práticas são corretos procedimentos que estão de acordo com a SEGURANÇAO no TRABALHO.

O que é SEGURANÇA no TRABALHO?

  • O que é SEGURANÇA no TRABALHO?

Segurança no Trabalho é um conjunto de PROCEDIMENTOS que visa prevenir os acidentes de trabalho, as doenças profissionais bem como proteger a integridade física do trabalhador.

  • Segurança no Trabalho é um conjunto de PROCEDIMENTOS que visa prevenir os acidentes de trabalho, as doenças profissionais bem como proteger a integridade física do trabalhador.

Para garantir a Segurança no trabalho em laboratório químico, há dispositivos regulamentados por lei, bem como equipamentos dotados de meios de proteção e procedimentos adequados para o manuseio de substâncias perigosas.

  • Para garantir a Segurança no trabalho em laboratório químico, há dispositivos regulamentados por lei, bem como equipamentos dotados de meios de proteção e procedimentos adequados para o manuseio de substâncias perigosas.

EPI’s

  • EPI’s

Equipamentos

  • Equipamentos

Procedimentos

  • Procedimentos

Os procedimentos são instruções a serem seguidas para efetuar uma tarefa.

  • Os procedimentos são instruções a serem seguidas para efetuar uma tarefa.

Trabalhos com mufla;

  • Trabalhos com mufla;

  • Trabalhos com gases comprimidos;

  • Trabalhos com chapas aquecedoras;

  • Trabalhos com equipamentos de pressão;

  • Trabalhos com materiais perfuro-cortantes;

Gases Comprimidos – regras de armazenamento:

  • Gases Comprimidos – regras de armazenamento:

  • tenha o mínimo de cilindros armazenados para uso no laboratório;

  • todos os cilindros devem estar seguros por correntes para evitar quedas;

  • só retirar o selo ou capacete do cilindro quando for colocar em uso;

nunca abrir totalmente a válvula de segurança, pois numa emergência fechar é mais difícil;

  • nunca abrir totalmente a válvula de segurança, pois numa emergência fechar é mais difícil;

  • os cilindros de acetileno devem ser movimentados sempre na vertical e mantidos em repouso por uma hora antes do uso;

  • manter sempre extintor de pó seco nas proximidades do local de armazenamento de gases;

  • remover toda e qualquer fonte de ignição das proximidades do local de armazenamento de gases;

  • quando o cilindro estiver vazio, feche a válvula de segurança;

nunca use cilindros identificados apenas pela cor;

  • nunca use cilindros identificados apenas pela cor;

  • em caso de vazamento, nunca improvise, entre em contato com o fornecedor para proceder a troca do cilindro;

  • mantenha a FISPQ do gás sempre a disposição de todos que manipulam gases comprimidos.

Risco é a Possibilidade ou a Probabilidade de ocorrer um acidente ou doença profissional.

  • Risco é a Possibilidade ou a Probabilidade de ocorrer um acidente ou doença profissional.

  • Risco é um resultado medido do efeito potencial do perigo.

Segundo a Portaria do Ministério do Trabalho, MT nº 3214, de 08/06/78, há 5 tipos de RISCOS

  • Segundo a Portaria do Ministério do Trabalho, MT nº 3214, de 08/06/78, há 5 tipos de RISCOS

  • Riscos de Acidentes

  • Riscos Ergonômicos

  • Riscos Físicos

  • Riscos Químicos

  • Riscos Biológicos

Riscos de Acidentes – qualquer fator que coloque o trabalhador em situação de perigo, e possa afetar sua integridade, bem estar físico e moral.

  • Riscos de Acidentes – qualquer fator que coloque o trabalhador em situação de perigo, e possa afetar sua integridade, bem estar físico e moral.

  • Ex. Arranjo físico inadequado, armazenamento inadequado, probabilidade de incêndio ...

Riscos Ergonômicos – qualquer fator que possa interferir nas características psicofisiológicas do trabalhador causando desconforto ou afetando sua saúde.

  • Riscos Ergonômicos – qualquer fator que possa interferir nas características psicofisiológicas do trabalhador causando desconforto ou afetando sua saúde.

  • Ex. levantamento e transporte manual de peso, monotonia, responsabilidade excessiva, trabalho em turno ...

Riscos Físicos – diversas formas de energias a que possam estar expostos os trabalhadores.

  • Riscos Físicos – diversas formas de energias a que possam estar expostos os trabalhadores.

  • Ex. ruído, vibrações, temperaturas extremas, radiações ionizantes e não ionizantes, pressões anormais.

Riscos Químicos – substâncias ou produtos que possam penetrar no organismo pela via respiratória, pela pele ou pela ingestão.

  • Riscos Químicos – substâncias ou produtos que possam penetrar no organismo pela via respiratória, pela pele ou pela ingestão.

  • Ex. fumos, fumaças, nevoas, neblina, gases e vapores.

Riscos Biológicos – São os microorganismos, susceptíveis de provocar infecções, alergias ou intoxicações.

  • Riscos Biológicos – São os microorganismos, susceptíveis de provocar infecções, alergias ou intoxicações.

  • Ex. bactérias, vírus, fungos, leveduras

Procedimentos imediatos:

  • Procedimentos imediatos:

  • Se possível interrompa a análise;

  • Avise as pessoas nos ambientes vizinhos;

  • Ventile o local abrindo portas e janelas;

  • Se o produto for extremamente tóxico evacuar o local e usar máscara adequada na operação de limpeza;

Vermiculita - um poderoso absorvedor de ácidos, bases e produtos orgânicos.

  • Vermiculita - um poderoso absorvedor de ácidos, bases e produtos orgânicos.

Propriedades da vermiculita:

  • Propriedades da vermiculita:

  • Absorção rápida;

  • Não tóxico;

  • Suporta ambiente agressivos.

Usando o kit de Absorção – passo a passo.

  • Usando o kit de Absorção – passo a passo.

Colocar as luvas de segurança;

  • Colocar as luvas de segurança;

  • Estender o cordão de isolamento;

  • Conter o derrame com as almofadas;

  • Limpar a área contaminada com as mantas;

  • Recolher todo material contaminado em sacos plásticos;

  • Promover a ventilação do local;

  • Destinar os resíduos para a Central de armazenamento de resíduos;

  • Providenciar junto à segurança novo KIT.

Derrame de Mercúrio – o que fazer?

  • Derrame de Mercúrio – o que fazer?

Recolha com cuidado as gotas maiores com auxílio de papel utilizando luvas apropriadas;

  • Recolha com cuidado as gotas maiores com auxílio de papel utilizando luvas apropriadas;

  • Cubra o local com enxofre em pó ou zinco em pó, para amalgamar as gotas microscópicas;

  • Recolha o resíduo e coloque-o em um recipiente de vidro para descarte, sinalizando-o;

  • Não use aspirador de pó.

Vias de acesso de produtos químicos no corpo humano:

  • Vias de acesso de produtos químicos no corpo humano:

  • Via pulmonar (via respiratória)

  • Via cutânea

  • Via digestiva – ocorre quanto acidentalmente a pessoa leva a mão contaminada à boca ou come algum alimento contaminado.

Fatores que favorecem a entrada de substância química pela pele:

  • Fatores que favorecem a entrada de substância química pela pele:

  • Lipo e hidrossolubilidade;

  • Peso molecular;

  • Área e tempo de contato das substâncias;

  • Umidade da pele;

  • Local da exposição;

  • Integridade da pele.

Pictograma é um símbolo que representa um objeto ou conceito por meio de desenho.

  • Pictograma é um símbolo que representa um objeto ou conceito por meio de desenho.

  • Há muitos pictogramas nos frascos de reagentes do laboratório.

  • A familiarização dos pictogramas ajuda no desenvolver da atividade com menos riscos.

Mundialmente conhecido como NFPA – uma simbologia empregada pela Associação Nacional para Proteção contra Incêndios (em inglês: National Fire Protection Association)

  • Mundialmente conhecido como NFPA – uma simbologia empregada pela Associação Nacional para Proteção contra Incêndios (em inglês: National Fire Protection Association)

  • Muito usado em rótulos de produtos químicos, pois facilita a rápida identificação do risco.

Comentários