categorias da pedagogia

categorias da pedagogia

7

I. Categorias Da pedagogia

A pedagogia como ciência e técnica de educar o Homem, desenvolve com base nas suas categorias. As suas manifestações constituem conceitos precisos de acordo com as conformidades da sua natureza.

Os seus conceitos e a sua natureza justificam como a ciência e suas formas de operacionalização.

  • Pedagogia é o campo de conhecimento que se ocupa do estudo científico da educação.

Deste modo podemos destacar as seguintes categorias:

1-Educação

2-Auto-Educação

3-Instrução

4-Auto-Instrução

5-Ensino

Educação

A Educação tem como função de determinar se o indivíduo esta mais apto por natureza de modo a prepara-lo para esses serviços.

Ela existe desde que existiu o primeiro Homem. Ninguém escapa a educação, na

rua, em casa, na igreja ou na escola, de um modo ou de muitos, todos nós, nos envolvemos com

ela, para saber, para fazer, para ser ou conviver. A escola não é o único lugar em que ela

acontece e nem o professor profissional não é o único praticante.

Conceito de Educação

O termo educação tem sua origem do latim educare que significa alimentar, criar.

Este verbo expressa, portanto, a ideia de que a educação é algo externo, concedida a alguém.

A educação, pela sua característica fundamental, é o desenvolvimento/formação de comportamento, atitude e convicções; isto é, a formação de traços/sinais da personalidade.

  • A educação é um processo que visa o desenvolvimento nos Homens nos aspectos morais intelectual, físico e a sua inserção na sociedade.

Existe três (3) tipos de educação a saber:

  • Formal

  • Não formal

  • Informal

Educação formal – estruturada, organizada, planeada intencionalmente, e sistemática. Ocorre no espaço da escola que, nas palavras de Gohn (2006:29) “são instituições regulamentadas por lei, certificadoras, organizadas segundo directrizes nacionais”.

Educação não formal – programas educacionais que não conduzem a obtenção de grau académico ou ocupacionais, certificados. Seria a realidade em instituições educativas fora dos marcos institucionais, mas com certo grau de sistematização e estruturação. Realiza-se fora do sistema escolar formal, embora por vezes em estilo escolar.

Educação informal – corresponde a acções e influencia exercidas pelo meio, pelo ambiente sociocultural que se desenvolvem, pelo meio das relações dos indivíduos e grupos com seu ambiente social, humano, ecológico e físico. É fornecida por grupos sociais através de experiencias não intencionalmente organizadas.

A educação informal pode definir-se como tudo que aprendemos mais ou menos espontaneamente a partir do meio em que vivemos, dos livros que lemos, da televisão que vemos, da multiplicidade de experiencias que vivemos quotidianamente.

Educação

1.1 Quanto ao sentido

A Educação no sentido lato refere-se a influencia educativa, de todo o regime social, incluindo a do meio ambiente. Queremos falar dos Pais, familiares, vizinhança, estruturas sociais do local de residência.

Em sentido lato ou Amplo, educação é sinónimo de socialização (processo pelo qual o

indivíduo é integrado na sociedade). Socialização significa aprendizagem ou educação, que

começa na primeira infância e termina com a morte da pessoa.

Segundo HAYDT (2000:11), a educação do ponto de vista social é a acção que as gerações

adultas exercem sobre as gerações jovens, orientando sua conduta por meio da transmissão de

conjunto de normas, valores, crenças, usos e costumes aceites pelo grupo social.

A Educação no sentido restrito ou Pedagógico trata se da educação que compreende o trabalho educativo, planificado e dirigido para a formação de certas qualidades. Ė aquela em que actuam elementos pedagógicos para a formação e desenvolvimento da personalidade. Realiza-se nas instituições como Creches, Jardins Infantis e escola.

Em sentido restrito ou pedagógico, a educação compreende todos aqueles processos,

institucionalizados, que visam ensinar aos jovens determinados conhecimentos e padrões de

comportamento, a fim de garantir a continuidade de Cultura na sociedade.

O carácter institucional da educação se manifesta na sua forma mais concreta que é a escola.

Auto-Educação

É uma tarefa que impõe o desenvolvimento intelectual que lhe permite usar a razão e o descentimento para distinguir o certo do erro.

Não existe educação sem auto-educação.

Muitas pessoas ficam reclamando da vida, desesperadas, dizendo que são ignorante, que não entendem nada, isto é, consequência da falta de educação. Não estamos falando da educação sistemática, profissional, mas de uma qualidade de educação mais normal, vital, que funciona 24 horas. A maioria dos Líderes que deixaram uma realização histórica mais importante não estudaram.

A pessoa mais valiosa pouco estudou nas escolas do sistema, exemplo Jesus Cristo, então o estudo não esta relacionado apenas com o interesse profissional, externa. A super valorização da educação formal, independente é um erro grave. A educação interna, a auto-educação são as principais.

Não existe educação sem auto educação, sem a educação de si próprio. A qualidade de educação que nós precisamos esta baseada no diálogo nos relacionamentos, na experiencia. Ela é efectiva, prática e fácil. A auto-educação não possui mensalidade.

A auto-educação é viver, sonhar, dialogar e relaciona-se, ele é muito económico.

A Auto-Educação é o trabalho individual consciente a sua formação em si. Formam-se qualidades, traços individuais e formas de comportamento seleccionados individualmente.

Exemplo: Um aluno quando tem de fazer um seminário independente para no dia seguinte, dá o seu máximo nos estudantes porque tem que de mostrar as suas qualidades, tem que estar consciente porque encontra se sozinho com o dever de convencer o auditório e o docente.

II Instrução

Ė o processo e o resultado da apropriação pelos alunos, do sistema de conhecimentos científicos, Habilidades, Experiencias cognitivas, na base das quais se formam a concepção do mundo e as qualidades morais.

Instruçãoé a transmissão de conhecimentos, capacidades, habilidades; podemos também defini-la como sendo o processo e o resultado da assimilação de conhecimentos sistemáticos, assim como das acções e procedimentos inerentes a eles.

Pela Instrução formam-se também forcas criativas e se desenvolvem as qualidades intelectuais constituindo o aspecto da educação que compreende os sistemas dos valores científicos, culturais e acumulados pela humanidade. A Instrução não é directamente um processo educativo.

A Instrução deve ser considerada como uma das melhores formas de aperfeiçoar e optimizar o processo educativo, o que é diferente (Mediação e desenvolvimento das capacidades e habilidades cognitivas).

Ao falarmos de instrução, no processo de formação humana, estamos nos posicionando principalmente do lado do desenvolvimento no individuo da:

Instrução

Quer dizer, deixamos de parte o saber ser (atitudes, valores, convicções),assim como o saber estar (comportamentos e hábitos) que são também importantes para se conseguir o desenvolvimento integral do homem.

2.1 Auto-Instrução

Pressupõe o trabalho individual ligado á assimilação do saber no campo de interesse pessoal.

Parte da Influencia da informação dos meios de ensino e do meio ambiente circundante. Exemplo: A escolha individual de um ídolo e a imitação das suas características.

Concluindo podemos dizer que o desenvolvimento da pessoa depende de processos internos e externo, dirigidos e espontâneos.

Este tipo de procedimento pode ser utilizado para a crianças a ter maior controlo sobre actividades que precisa realizar, assim como pode fornecer a si mesmo, auto-instrução no sentido de controlar o seu comportamento agressivo.

Exemplo: Um individuo que vai fazer exame na escola de condução sem ter sentado na cadeira da tal escola para ser instruído, tendo estudado individualmente em casa.

III. Ensino

Ė o processo de cooperação aluno-professor, no qual se realiza a instrução, a educação e o desenvolvimento intelectual da pessoa. Como processo de cooperação, o processo passa a se chamar de Ensino-Aprendizagem

Ensino é o principal meio e factor da educação. Ensino é o campo principal da instrução e educação. Pode se educar em instruir, e instruir se em educar.

Também podemos definir ensino como forma sistemática de transmissão de conhecimento utilizados pelos Homens, com objectivo de instruir e educar; geralmente ocorre em local reconhecidos tais como: Escola, creches.

O ensino corresponde a acções, meios e condições para a realização da instrução.

Existe relação de subordinação entre instrução e educação, o processo e o resultado da instrução são orientados para o desenvolvimento das específicas da personalidade. A instrução mediante o ensino tem resultados formativos quando confere para o objectivo educativo, isto é quando os conhecimentos, habilidades e capacidades propiciados pelo ensino se tornam princípios regulares da acção humana, em convicções e atitudes reais frente á realidade. Há pois, uma unidade entre educação e instrução, embora sejam processos diferentes, pede se instruir sem educar e educar sem instruir, pós conhecer conteúdos de uma matéria, conhecer os princípios morais e normas de conduta, não leva necessariamente a pratica-los, isto é, a transforma-los em convicções e atitudes efectivas frente aos problemas e desafios da realidade. Ou seja, objectivo educativo não é um resultado natural e colateral do ensino, devendo se supor parte do educador um propósito intencional e explicito de orientar a instrução e o ensino para objectivos explicativos. Cumpre acentuar, entretanto que o ensino é o principal meio e factor da educação – ainda que não é o único – e, por isso, destaca se como campo principal da instrução e educação pois educação escolar referimo-nos ensino.

O ensino é que permite como e onde acontece educação e instrução.

IV. Conclusão

Em forma de uma breve conclusão no que diz respeito as categorias pedagógicas, tivemos como pano de fundo a inseparabilidade destas categorias pedagógicas, que uma sustenta a outra e vice-versa.

Deu para notar se, que as categorias pedagógicas tem uma ligação com o processo Ensino-Aprendizagem porque é no processo de Ensino-Aprendizagem que encontramos os objectivos que são: Instrução e Educação. Então as categorias pedagógicas têm a sua essência no processo de Ensino-Aprendizagem.

Sendo assim as categorias tem como finalidade ajudar o Homem na sistematização de conhecimentos e também na formação de comportamento.

Comentários