Introdução a Embriologia Reprodução humana

Introdução a Embriologia Reprodução humana

Introdução à Embriologia – Reprodução humana

ProfªMSc. Cristiane Carvalho

• A reprodução humana começa com a fecundação de um óvulo (ovócito) por um espermatozóide;

ovo ou zigoto 23 indivíduo n= 46

Puberdade

•Se inicia quando as características sexuais secundárias surgem.

Término –meninas : aos 16 anos; meninos: quando os espermatozóides maduros são produzidos.

Capacidade de reprodução

Órgãos reprodutores

• Cada sexo possui órgãos reprodutores que produzem e transportam as células germinativas (os óvulos e os espermatozóides.

Órgãos reprodutores femininos

• Responsável pela produção de ovócitos e hormônios;

• Criação de condições propícias à fecundação

• Proteção ao desenvolvimento do embrião. Constituído basicamente pelos: ovários, trompas de

Falópio, útero, vagina e pela vulva.

Vagina

• Órgão destinado a cópula, ao parto e à eliminação dos resíduos menstruais.

• É constituído por um canal muscular e elástico, com aproximadamente 10 cm de profundidade por 3 cm de diâmetro.

• Este canal tem início anteriormente na vulva, orientando-se para o interior em direção ao colo uterino.

Vulva

Grandes lábios -Formações cutâneas que circundam os pequenos lábios e unem-se anteriormente para formar o monte de vênus.

Pequenos lábios -Duas pregas cutâneas de coloração rósea, situadas por dentro dos grandes lábios.

Abertura da uretra -Orifício para saída da urina

Clitóris-Pequena saliência arredondada e erétil. Possui função de estimulo sexual.

Útero

• Localiza-se na linha mediana da bacia, atrás da bexiga urinária.

• Possui a forma e as dimensões semelhante às de uma pêra.

• Camadas:

o epimétrio: é uma delicada serosa que reveste o útero externamente.

o endométrio: é uma mucosa que reveste internamente o útero, cresce durante o ciclo ovulatório e desprende-se ao final do ciclo.

o miométrio: porção intermediária da parede uterina, está representada por um conjunto de músculos lisos aumenta de tamanho na gravidez e contrai no parto.

Tubas uterinas

• Dois formadas por dois condutos com aproximadamente 12 cm de comprimento.

• Divide-se em 4 regiões:

o intramural: localiza-se no interior da parede uterina;

Tubas uterinas o ístimca: porção intermediária, apresenta a maior parte da trompa e também a mais estreita.

o Ínfundibular: extremidade oposta à intramural.

Possui as bordas franjeadas (fímbrias) que ficam em contato com os ovários e são responsáveis pela captura do óvulo quando ele eclode na superfície dos ovários.

Ovários

• Gônadas femininas São duas glândulas mistas com um formato semelhante ao das amêndoas, medem aproximadamente 4 cm de comprimento por 2 cm de largura. Localiza-se no interior da cavidade abdominal, nos lados direito esquerdo do útero.

Ovários

• Função: produção de óvulos e hormônios (estrógeno e progesterona).

• Regiões: - externa (cortical): tom cinza com cicatrizes que correspondem às ovulações ocorridas.

• No córtex, estão presentes pequenas formações, os folículos ovarianos, que sofrem a ação de hormônios hipofisiários, originando os óvulos

Ovários

• Interna (medular): esta região está envolvida pelo córtex, exceto o hilo que dá passagem a nervos e vasos sangüíneos.

Órgãos reprodutores masculinos

• Formado pelo pênis, testículos, epidídimos, ductos deferentes, próstata, vesículas seminais, glândulas bulbouretrais, ducto ejaculatórios e o pênis.

Órgãos reprodutores masculinos

Testículos -Túbulos seminíferos – produzidos os SPTZ*

Epidídimo -armazena os sptz imaturos

* SPTZ = espermatozóides

Canal deferente -conduz os SPZ até a uretra.

URETRA – percorre toda extensão do pênis. Conduz os SPTZ e a urina para fora do corpo.

Recoberta por tecido esponjoso(erétil). Sêmen – Sptz misturados com líquidos produzidos nas vesículas seminais, glândulas bulbouretrais e próstrata.

Órgãos reprodutores masculinos

Testículos Epidídimo

Canal deferente

Próstata

Vesícula seminal

Uretra Pênis

Gametogênese

• Processo de formação de gametas. Em animais ocorre nas gônadas. A formação de gametas femininos é a ovulogênese, o ovogênese, e ocorre no ovário. A formação de gametas masculinos é a espermatogênese e ocorre nos testículos

Gametogênese

• Fase de multiplicação – ocorrem divisões mitóticas contínuas, aumentando o número de células que poderão se transformar em gametas. Estas células resultantes são denominadas de gônias, todas diplóides.

• Fase de crescimento – ocorre diferenciação celular acúmulo de reservas nutricionais, acentuada na formação de gametas femininos e pouco acentuada na formação de gametas masculinos. Célula resultante – CITO I (diplóide)

• Fase de maturação - ocorre a meiose, na primeira divisão meiótica

(M 1) resultam células haplóides (CITO I), e na segunda divisão meiótica (M 2), ocorre a formação de gametas igualmente haplóides. Resultado ( quatro células haplóides)

Etapas da gametogênese feminina -

ovulogênese Realiza-se a partir do epitélio germinativo do ovário.

Etapas da gametogênese masculina -

espermatogênese

Fase de multiplicação - As espermatogônias (2N) dividem-se por mitosespara aumentar o nº de células.

Fase de crescimento - As espermatogônias aumentam ligeiramente de volume, transformandose nos espermatócitosI (2N)

Fase de maturação - Cada espermatócito I sofre a meiose originado dois espermatócitos I (N). Em seguida , cada espermatócito I sofre a segunda meiose e originaquatro espermátides(N).

Espermiogênese - Cada espermátide se transformaem um espermatozóide(N).

Ciclo ovulatório

Início da Puberdade

Hormônio liberador de gonadotrofinas - GnRH

FSH(hormônio folículo estimulante)

Ciclos reprodutivos regulados pelo hipotálamo,hipófise e ovários.

LH (hormônio luteinizante)

Desenvolvimento e a maturação dos folículos ovarianos estimula a Produção de estrógeno.

Estimula a ovulação e o desenvolvimento do corpo lúteo estimula a Produção de progesterona

• O folículo é uma unidade formada por muita células, presentes nos ovários. É dentro dos folículos que se desenvolve o óvulo e ocorre a produção de hormônios sexuais femininos.

200.0 folículos primários Nascimento amadurecimento

Folículo secundário

Puberdade

Uma vez por mês Liberação de um folículo secundário

Hormônio FSH

Folículo maduro ou folículo de Graaf

Contém o óvulo e produz grande quantidade de estrógeno (prepara o útero para a gravidez)

14º dia após o 1º dia da menstruação – folículo totalmentemaduro

Hormônio LH estimula a ovulaçãoApós a ovulação Formação do corpo lúteo

Produz progesterona

Prepara o útero para a gravidez fecundação

O corpo lúteo continua a produzir mais progesterona.

Gonadotrofina cariônica

Caso não ocorra a fecundação

O corpo-lúteo regride, transformando-se no corpo albicans. Após 14 dias da ovulação, pela falta de progesterona, o endométrio descama, constituindo a menstruação, quando tem início um novo ciclo hormonal.

A ovulaçãose encerra na menopausa. Em um ciclo de 28 dias, o período de maior fertilidade fica entre o 10º e o 18º dia do ciclo. A suspensão da menstruação é um dos sintomas da gravidez. Durante ela, não ocorrerão novas ovulações e nem menstruações.

Óvulo

• Simples, esférico, constituído por membrana plasmática, citoplasma e núcleo.

o Membrana primária: mais interna; o Membrana secundária: formada pelas secreções das células foliculares (membrana pelúcida); o Membranas terciárias - ao redor do óvulo (coroa radiada) formada pelas células foliculares.

Espermatozóide

• É uma célula flagelada, constituída pela cabeça, peça intermediária e cauda. Na cabeça encontra-se o núcleo (23 cromossomos) e o acrossoma que contém enzimas (hialuronidase).

• A cauda do espermatozóide é formada por três segmentos: a peça intermediária, a peça principal e a peça terminal.

Embriologia

• É o estudo das etapas e dos mecanismos de formação do embrião, abrangendo o período que vai desde a segmentação da célula-ovo até o nascimento do novo indivíduo.

• O zigoto é uma célula altamente especializada totipotente resultante da união de um espermatozóide e um ovócito. Divide-se muitas vezes e transforma-se, progressivamente, em um ser humano multicelular,

Fecundação

• O sítio de fecundação é a ampola uterina;

• Se o ovócito não for fecundado é eliminado do útero.

Fases da fecundação

• Passagem do espermatozóide através da corona radiata do ovócito; • Penetraçãoda zona pelúcida;

Término da segunda divisão meiótica do ovócito e formação do prónúcleofeminino;

Pronúcleo masculino Pronúcleo feminino

Formaçãodo pró-núcleomasculino; Quebra das membranas pronucleares, condensação dos cromossomos e arranjo dos cromossomaspara a divisãocelularmitótica; Formaçãodo zigoto.

Fases da fecundação

Formaçãodo pró-núcleomasculino; Quebra das membranas pronucleares, condensação dos cromossomos e arranjo dos cromossomaspara a divisãocelularmitótica

• Zigoto – geneticamente único, por que metade dos seus cromossomos vem do pai e metade da mãe;

• A meiose proporciona a distribuição dos cromossomos paternos e maternos apartir do crossing over.

• Proporciona a variabilidade genética.

Comentários