Isolamento de fungos de folha

Isolamento de fungos de folha

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE

CENTRO DE SAÚDE E TECNOLOGIA RURAL

UNIDADE ACADÊMICA DE ENGENHARIA FLORESTAL

CAMPUS DE PATOS

ISOLAMENTO DE FUNGOS DE FOLHAS

JULIANA SOARES DA SILVA

PATOS – PARAÍBA – BRASIL

ABRIL, 2012

JULIANA SOARES DA SILVA

ISOLAMENTO DE FUNGOS DE FOLHAS

Relatório apresentado à disciplina Patologia Florestal como requisito para avaliação.

PATOS – PARAÍBA – BRASIL

ABRIL, 2012.

  1. INTRODUÇÃO

    1. ISOLAMENTO DE FUNGOS

O isolamento de fungos pode ser feito diretamente a partir de algum substrato ou de um compartimento ambiental (ar, água, solo), utilizando vidraria (tubos de ensaio, placas de petri) e instrumentos (estiletes, pinças, agulhas) esterilizados, com a manipulação em uma zona de segurança próximo a uma chama e/ou em uma câmara de fluxo laminar. Para que ocorra o isolamento dos fungos, é necessário oferecer condições propícias para o desenvolvimento dos mesmos. O isolamento pode ser realizado a partir de câmaras úmidas (recipiente semi-fechado com fonte de umidade (ex. placas de petri forradas com papel filtro embebido com água destilada estéril) ou a partir de um meio de cultura sólido ou líquido, semi-sintético ou sintético (ex. tubos de ensaio ou placas de petri contendo meio de cultura).

    1. MEIO DE CULTURA

Os meios de cultura (preparações sólidas, líquidas ou semi-sólidas que contêm todos os nutrientes necessários para o crescimento de microrganismos) são utilizados com a finalidade de cultivar e manter microrganismos viáveis no laboratório, sob a forma de culturas puras.

Os meios de cultura devem ter na sua composição, os nutrientes indispensáveis ao crescimento do organismo em questão, sob forma assimilável e em concentração não inibitória do crescimento. Além disso, após a sua preparação, cada meio de cultura deve ser submetido à esterilização, por forma a eliminar qualquer organismo vivo contaminante.

Os meios de cultura se classificam em:

  • Meios naturais- São aqueles pbtidos de produtos vegetais ou animais, cuja composição e quantidade dos componentes são conhecidas.

  • Meio semi-sintetico- São aqueles que têm parte da composição e quantidades conhecidas dos componentes.

Exemplos: CENOURA-DEXTROSE-ÁGAR (BDA)

CENOURA....................... 200g

DEXTROSE................. 20g

ÁGAR............................ 20g

O meio de cultura cenoura dextrose ágar, também conhecido como CDA, é recomendado para o isolamento de leveduras e fungos filamentosos. Pode ser utilizado para a contagem padrão em placa de fungos a partir de alimentos, água e outros materiais. É também bastante utilizado para a realização de micro cultivo em lâmina.

Esse foi o meio de cultura utilizado por seis dos estudantes na aula pratica.

  • Meio sintéticos- São aqueles que têm composição e quantidade dos componentes conhecidas.

  1. OBJETIVOS

Mostrar aos alunos quais as maneiras certas de Isolar os fungos, ou seja, ter uma cultura evitando o mínimo de contaminação dos trabalhos realizados.

  1. MATERIAIS E METODOS

3.1 MATERIAIS

  • Folha com tecido necrose sadio

  • Papel toalha

  • Lamparina

  • Pinça

  • Alça platina

  • Lápis retroprojetor

  • Placa de Petri

  • Vidro de relógio

  • Lâmina de barbear

  • Lâmina de vidro

  • Durex

  • Água estéril

  • Água sanitária 10%

  • Etanol

    1. METODOLOGIA

Os procedimentos deram inicio quando todos os alunos já haviam coletado na universidade suas folas com tecidos vivos e tecidos necrosados, com isso lavaram as folas em água corrente e cortaram pedaços onde apresentava tecidos vivos e tecidos necrosados, após isso na capela foi colocado os pedaços da folha em álcool a 50% por 1 minuto para desinfectar a superfície dos tecidos, Em seguida com auxilio da pinça transfere-se os pedaços de tecidos na solução de hipoclorito de sódio(1:3 ou 5% 10%) durante 1 minuto para desinfectar a superfície dos tecidos.Depois passar os fragmentos ou pedaços de tecidos em água estéril para retirar os excessos de álcool e hipoclorito. Depois de 7 dias caso haja crescimento micelial e esporulação, deve-se fazer a repicagem ou transferência do fungo para outra placa de Petri contendo o meio de cultura como CDA, para obtenção de cultura pura.

  1. CONCLUSÃO

Com isso foi concluído que essas aulas são de grande importância para os alunos, assim ajudando a fazer o isolamento de fungos sem haver contaminação e que a utilização do meio de cultura é importante por que satisfazem as necessidades nutricionais dos micro-organismos.

REFERENCIAS

Disponível em <http://www.e-escola.pt/topico.asp?id=312> Acessado em 14 de Abril de 2012.

Disponível em < http://www.e-escola.pt/topico.asp?id=312 Acessado em 15 de Abril de 2012.

Comentários