Normas Vancouver USP 2009

Normas Vancouver USP 2009

(Parte 1 de 7)

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SISTEMA INTEGRADO DE BIBLIOTECAS – SIBi/USP

Diretrizes para apresentação de dissertações e teses da USP: documento eletrônico e impresso

Parte IV (Vancouver)

Vânia M. B. de Oliveira Funaro - Coordenadora – FO/USP

Maria Cláudia Pestana - Vice-Coordenadora – FO/USP

Eliana Maria Garcia – ESALQ/USP

Maria Alice de França Rangel Rebello – HU/USP

Maria Aparecida B. Ayello – IGc/USP Maria José de J. Carvalho – ICB/USP

Maria Marta Nascimento – IP/USP

Rosana A. Paschoalino – EESC/USP

Suely Campos Cardoso – FM/USP Valéria de Vilhena Lombardi – FM/USP

2ª edição Revisada e Ampliada

São Paulo 2009

Cadernos de Estudos, 09 – 2ª edição – Revisada e Ampliada

Revisão: Lucia M. V. S. C. Ramos (FO/USP) Revisão Editorial: Adriana Hypólito Nogueira (DT/SIBi/USP) Editoração/Diagramação: Marco A. C. Brito / Lilian Ribeiro (DT/SIBi/USP) Arte da Capa: Estúdio Infinito

Ficha catalográfica Elaborada pelo Departamento Técnico do Sistema Integrado de Bibliotecas da USP

Universidade de São Paulo. Sistema Integrado de Bibliotecas da USP.

USP ; Vânia Martins Bueno de Oliveira Funaro, coordenadora[et al.] . - - 2. ed.

Diretrizes para apresentação de dissertações e teses da USP : documento eletrônico e impresso Parte IV (Vancouver) / Sistema Integrado de Bibliotecas da rev. ampl. - - São Paulo : Sistema Integrado de Bibliotecas da USP, 2009. 96 p. - - (Cadernos de Estudos ; 9)

1. Normalização da Documentação. 2. Teses. 3. Dissertação. 4. Documentos

(Elaboração). 5. Documentos Eletrônicos. I. Funaro, Vânia Martins Bueno de Oliveira. I. Pestana, Maria Cláudia. II. Garcia, Eliana Maria. IV. Rebello, Maria Alice de França Rangel. V. Ayello, Maria Aparecida Bezerra. VI. Carvalho, Maria José de Jesus. VII. Nascimento, Maria Marta. VIII. Paschoalino, Rosana Alvarez. IX. Cardoso, Suely Campos. X. Lombardi, Valéria de Vilhena. XI. Título. XII. Título: Documento eletrônico ou impresso Parte I (APA). XII. Série.

Depósito Legal na Biblioteca Nacional, conforme Decreto Nº 10.994, de 14 de dezembro de 2004.

PREFÁCIO9
APRESENTAÇÃO1
INTRODUÇÃO13
1 ESTRUTURA DO DOCUMENTO15
1.1 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS15
1.1.1 Capa15
1.1.2 Lombada17
1.1.3 Folha de rosto18
1.1.4 Verso da folha de rosto20
1.1.5 Errata21
1.1.6 Folha de aprovação2
1.1.7 Dedicatória(s)24
1.1.8 Agradecimento(s)24
1.1.9 Epígrafe(s)25
1.1.10 Resumo na língua portuguesa25
1.1.1 Resumo na língua estrangeira27
1.1.12 Listas28
1.1.13 Sumário31
1.2 ELEMENTOS TEXTUAIS32
1.2.1 Introdução32
1.2.2 Desenvolvimento32

SUMÁRIO 1.2.3 Conclusão .................................................................................... 32

1.3.1 Referências3
1.3.2 Glossário34
1.3.3 Apêndice(s)34
1.3.4 Anexo(s)34
1.3.5 Índice(s)35
2 INSTRUÇÕES GERAIS DE APRESENTAÇÃO36
2.1 REDAÇÃO36
2.2 NUMERAÇÃO PROGRESSIVA DAS SEÇÕES36
2.3 SIGLA(S)37
2.4 EQUAÇÃO(ÕES) E FÓRMULA(S)37
2.5 ILUSTRAÇÃO(ÕES)38
2.6 TABELA(S)40
2.7 APRESENTAÇÃO GRÁFICA42
2.7.1 Espacejamento42
2.7.2 Paginação43
3 CITAÇÕES4
3.1 CITAÇÃO DIRETA4
3.2 CITAÇÃO INDIRETA46
3.3 CITAÇÃO DE CITAÇÃO46
3.4 CITAÇÃO DE FONTES INFORMAIS47
3.5 DESTAQUES E SUPRESSÕES NO TEXTO50
3.6 NOTAS DE RODAPÉ52

1.3 ELEMENTOS PÓS-TEXTUAIS........................................................ 32 3.7 EXPRESSÕES LATINAS................................................................. 53

4.1 SISTEMA AUTOR-DATA5
4.1.1 Um autor56
4.1.2 Dois autores56
4.1.3 Três ou mais autores57
4.1.4 Documentos do mesmo autor publicados no mesmo ano57
4.1.5 Coincidência de sobrenome e ano57
4.1.6 Coincidência de sobrenome, inicial do prenome e ano58
4.1.7 Autoria desconhecida58
4.1.8 Autor entidade58
4.1.9 Eventos59
4.1.10 Vários trabalhos do mesmo autor59
4.1.1 Vários trabalhos de autores diferentes59
4.2 SISTEMA NUMÉRICO60
5 MODELOS DE REFERÊNCIAS61
5.1 MONOGRAFIAS61
5.1.1 Monografia no todo62
5.1.1.1 Um autor62
5.1.1.2 Até seis autores62
5.1.1.3 Com mais de seis autores63
5.1.1.4 Autoria desconhecida63
5.1.1.5 Tradutor64
5.1.1.6 Editor, compilador, organizador, coordenador etc64

4 APRESENTAÇÃO DE AUTORES NO TEXTO...................................5

públicas, particulares etc.)65
5.1.1.8 Série6
5.1.1.9 Mais de um volume6
5.1.1.10 Volume com título diferente da obra6
5.1.1.1 Título e texto em outro idioma67

5.1.1.7 Autor entidade (entidades coletivas, governamentais, 5.1.1.12 Trabalhos acadêmicos.............................................................. 67

5.1.1.14 Dicionário e Verbete68
5.1.2 Parte de monografia69
5.1.2.1 Mesmo autor da obra no todo69
5.1.2.1.1 sem indicação do número do capítulo69
5.1.2.1.2 com indicação do número do capítulo69
5.1.2.2 Autor distinto da obra no todo70
5.1.3 Evento70
5.1.3.1 No todo70
5.1.3.2 Trabalho apresentado em evento71
5.1.3.3 Trabalho de evento publicado em periódico71
5.1.4 Monografia em meio eletrônico72
5.1.4.1 CD-ROM e DVD72
5.1.4.2 Videocassete72
5.1.4.3 On-line73
5.1.4.4 Disquete74
5.1.4.5 Com anexos74
5.1.4.6 Parte de monografia on-line74
5.1.4.7 Trabalhos acadêmicos75
5.1.4.7.1 CD-ROM75
5.1.4.7.2 on-line75
5.1.5 Evento em meio eletrônico76
5.1.5.1 CD-ROM76
5.1.5.2 On-line76
5.2 PUBLICAÇÕES PERIÓDICAS76
5.2.1 Artigo de revista7
5.2.1.1 Artigo com título e texto em outro idioma78
5.2.1.2 Artigo com afiliação do autor78
5.2.1.3 Editorial, carta, abstract, entrevista79
5.2.1.4 Suplemento ou número especial80

5.1.1.13 Relatórios ................................................................................. 68 5.2.1.5 Volume e/ou número com parte.................................................80

5.2.1.7 Artigo contendo réplica do autor81
5.2.1.8 Errata82
5.2.1.9 Artigo republicado com correções82
5.2.1.10 Artigo com discussão82
5.2.1.1 Artigo contendo retratação82
5.2.1.12 Artigo retratado83
5.2.1.13 Artigo de periódico com DOI83
5.2.1.14 Artigo de periódico acompanhado de mídias eletrônicas83
5.2.2 No todo84
5.2.3 Artigo de jornal84
5.2.4 Publicações periódicas em meio eletrônico85
5.2.4.1 CD-ROM85
5.2.4.2 On-line85
5.2.4.3 Epub ahead of print86
5.2.4.4 Resumo de artigos em bases de dados86
5.2.4.5 Artigos de jornais86
5.3 PATENTES87
5.4 DOCUMENTOS JURÍDICOS87
5.4.1 Leis e decretos87
5.4.2 Constituição federal8
5.4.3 Emenda constitucional8
5.4.4 Medida provisória8
5.4.5 Portarias, deliberações e resoluções8
5.4.6 Consolidação de leis8
5.4.7 Jurisprudência89

5.2.1.6 Sem volume e/ou número...........................................................81 5.5 MATERIAIS ESPECIAIS .................................................................. 89

ELETRÔNICO90
5.6.1 Acesso a banco, base de dados e lista de discussão90
5.6.2 Bases de dados na internet90
5.6.3 Website91
5.6.4 Disquetes91
5.6.5 CD-ROM e DVD91
5.6.6 Mensagem eletrônica92
5.6.7 Digital Object Identifier (DOI)92
6 NOTAS GERAIS93

5.6 DOCUMENTOS DISPONÍVEIS SOMENTE EM SUPORTE REFERÊNCIAS...................................................................................... 95

A dissertação de Mestrado e a tese de Doutorado constituem exigências básicas para a obtenção do título de Mestre e de Doutor, sistematizando em linguagem científica da área o trabalho de investigação realizado.

A primeira edição das “Diretrizes para apresentação de dissertações e teses da USP: documento eletrônico e impresso” foi disponibilizada pelo SIBi/USP em 2004, com o objetivo de auxiliar a estruturação e organização dos textos das dissertações de Mestrado e teses de Doutorado elaboradas no âmbito dos Programas de Pós-Graduação da Universidade de São Paulo. A motivação para elaboração das Diretrizes fundamentou-se na premissa de que textos científicos bem preparados e organizados valorizam os resultados e a qualidade do trabalho de pesquisa realizado. Em seus quatro anos de existência as Diretrizes têm servido como base para os Programas de Pós-Graduação da USP construírem seus próprios modelos de dissertações e teses. Além disso, as Diretrizes contemplam normas para formatação da versão eletrônica de teses e dissertações para divulgação na Biblioteca Digital da USP, obrigatória desde abril de 2007 e fundamental para o incremento da visibilidade da Pós-Graduação da USP.

A segunda edição, revisada e atualizada, das Diretrizes, dá continuidade a esta importante prestação de serviços à comunidade universitária, e consolida-se como apoio para solução de dúvidas e problemas na preparação dos textos das dissertações e teses, na versão impressa e eletrônica. Penso que esta publicação é fonte de consulta obrigatória para aqueles que se preocupam com a eficácia da forma para ampla divulgação do conhecimento gerado na Pós-Graduação da USP.

Armando Corbani Ferraz Pró-Reitor de Pós-Graduação

O Sistema Integrado de Bibliotecas da Universidade de São Paulo – SIBi/USP, dentre suas propostas voltadas à padronização dos trabalhos científicos, publica trabalhos no sentido de orientar os alunos de pósgraduação na elaboração de suas teses e dissertações geradas na Universidade.

Neste sentido dando sequência a este trabalho, traz a público a atualização das “Diretrizes para apresentação de dissertações e teses da USP: documento eletrônico e impresso”.

Para facilitar a consulta às normas o Grupo responsável pela atualização elaborou o trabalho em quatro partes, cada parte enfocando uma norma específica: Parte I (ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas), Parte I (APA – American Psychological Association), Parte II (ISO – International Organization for Standardization) e Parte IV (Vancouver).

principalmente às dissertações e teses

O SIBi/USP espera que essa publicação traga relevante contribuição aos alunos no momento da preparação de seu trabalho científico,

Eliana de Azevedo Marques Diretora Técnica do SIBi/USP

O estilo Vancouver foi criado por um grupo de editores científicos da área médica, em Vancouver, no Canadá em 1978.

Esse grupo estabeleceu requisitos uniformes para a apresentação de trabalhos científicos para publicação em suas revistas, abrangendo as referências e tendo como base o padrão da American National Standards Institute (ANSI) adaptado pela US National Library of Medicine (NLM), publicado em 1978 como “Requisitos uniformes para os manuscritos apresentados às revistas biomédicas”.

Com a expansão do uso desses requisitos, passou a chamar-se Comitê Internacional de Editores de Revistas Médicas (International Committee of Medical Journals Editors – ICMJE) que se reúne anualmente, e inclui pareceres sobre aspectos ligados a direitos, privacidade, descrição de métodos e outros assuntos.

Desde a sua primeira edição houve várias revisões, sendo a última em 2007, disponível no endereço eletrônico do ICMJE: http://www.icmje.org.

Para abreviatura dos títulos dos periódicos recomenda-se consultar o “List of Journals Indexed in Index Medicus”, publicado pela NLM, através do endereço eletrônico:

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/sites/entrez?db=journals.

1 ESTRUTURA DO DOCUMENTO

De acordo com o Regimento de Pós-Graduação da Universidade de São Paulo (Universidade de São Paulo, 1999):

Artigo 1 - Considera-se dissertação de mestrado o trabalho supervisionado que demonstre capacidade de sistematização da literatura existente sobre o tema tratado e capacidade de utilização dos métodos e técnicas de investigação científica, tecnológica ou artística.

Artigo 12 - Considera-se tese de doutorado o trabalho de investigação que represente contribuição original ao estado da arte do tema tratado.

A apresentação das dissertações e teses deve seguir a estrutura abaixo.

1.1 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

Os elementos pré-textuais devem ser apresentados na seguinte ordem, conforme a ABNT NBR 14724 (Associação Brasileira de Normas Técnicas, 2005).

(Parte 1 de 7)

Comentários