(Parte 3 de 10)

• Cumprir normas e procedimentos do órgão; • Rever e fazer cumprir regras de segurança nos serviços a executar;

• Viabilizar recursos para os serviços;

• Alocar/distribuir recursos necessários para a execução dos serviços;

• Executar os serviços programados;

• Identificar as necessidades de treinamento;

• Garantir a qualidade de execução a cada fase;

• Analisar a necessidade de troca ou substituição de conjuntos, peças e subconjuntos;

• Consultar dados técnicos de execução;

• Registrar dados técnicos de execução;

• Apropriar recursos empregados nos serviços;

• Detectar/analisar a origem da falha ou defeito;

• Propor melhorias e novos métodos de trabalho;

• Fornecer subsídios para a elaboração de orçamento de custo;

• Elaborar e liberar relatórios técnicos para pagamento de fornecedores;

• Manter imagem e relacionamento junto aos usuários;

• Analisar documentação técnica do contrato;

• Elaborar orçamento de serviços específicos/não sistemáticos;

• Garantir o custo da unidade operacional;

• Emitir as ordens de manutenção não programadas.

• Manter acervo técnico atualizado; • Analisar dados de manutenção;

• Apresentar relatórios gerenciais de manutenção;

• Divulgar indicadores de desempenho da função operacional;

• Detectar e informar desvios para planejamento e programação;

• Analisar custos de serviços específicos;

• Administrar a carteira de serviços e analisar pendências;

• Auditar a satisfação dos usuários e os benefícios produzidos pelo sistema.

4.6 Elaborar estudos (engenharia de manutenção)

• Desenvolver a aplicação de novos métodos e sistemas; • Estudar novas tecnologias, materiais e processos;

• Estudar o desempenho e confiabilidade de equipamentos;

• Elaborar estudos técnico-econômico operacionais de substituição e adequação de equipamentos e sistemas; • Estudar, revisar e completar projetos de equipamentos, componentes e instalações;

• Estudar a nacionalização, padronização e substituição de componentes;

• Apresentar estudos e desenvolvimentos realizados;

• Solicitar pesquisas e estudos específicos;

• Desenvolver parcerias técnicas;

• Aprimorar o manual da função manutenção.

4.7 Inspecionar

• Monitorar os padrões de qualidade estabelecidos; • Analisar a documentação técnica;

• Realizar inspeção, identificando falhas e analisando defeitos;

• Definir necessidades de intervenção;

• Identificar e comunicar falhas de evidências à execução;

• Emitir relatórios de inspeção não sistemáticos;

• Fornecer subsídios quantitativos para estudos de performance e confiabilidade de equipamentos.

Secretaria de Vigilância em Saúde/MS • 13

6 PLANO DE AÇÃO OPERACIONAL

6.1 Central de atendimento ao usuário

6.1.1 Consulta técnica Consiste em solicitação para verificação e/ou emissão de laudo técnico, com atendimento do usuário quanto à necessidade de intervenção técnica em sua instalação.

6.1.2 Solicitação de orçamento É a solicitação explícita do cliente para a formação de uma proposta técnico-comercial para a solução de um problema ou necessidade de instalação de equipamento.

6.1.3 Atendimento de emergência São todos os atendimentos feitos, mediante solicitação, que interrompam as atividades previamente programadas, dentro ou fora do horário normal de trabalho.

As solicitações poderão ser feitas, por qualquer meio de comunicação, a qualquer momento do período de 24 horas, para o setor de plantão.

Logística

(Parte 3 de 10)

Comentários