Periodonto - Resumo

Periodonto - Resumo

(Parte 1 de 2)

De proteção: gengiva De sustentação: ligamento periodontal, cemento e osso alveolar

Gengiva:

Gengiva livre/marginal

É a margem que circunda os dentes Rósea, superfície opaca, consistência firme, compreendendo o tecido gengival das partes vestibular e lingual ou palatina dos dentes, além da gengiva interdental ou papilas interdentárias. Composta pelo sulco + epitélio juncional

Epitélio oral/externo: (epitélio estratificado pavimentoso queratinizado orto/para) É o mais espesso dos epitélios encontrados no periodonto, apresentando diversas camadas celulares, com suas células unindo-se entre si, através de desmossomos

Epitelio do sulco gengival: (epitélio estratificado pavimentoso não queratinizado) Trata-se de um epitélio fino, delgado, com poucas camadas celulares. Apresenta permeabilidade e espaço intercelular amplo.

Epitelio Juncional: (epitélio estratificado pavimentoso não queratinizado) (1,5mm) é formado na erupção dental na fase de raiz, pela fusão do epitélio reduzido do órgão do esmalte + epitélio gengival. Tem alto turn over, poucos desmossomos (facilita passagem de substâncias), alta permeabilidade, susceptível a agressões. É unido ao dente por hemidesmossomos e membrana basal. Faz o selamento biológico da junção dento-gengival. É responsável pelo íntimo contato (aderência epitelial) com a superfície dentária. Promove o contato da gengiva com o dente.

Gengiva inserida

Rósea, superfície opaca, consistência firme, textura pontilhada (Este aspecto é de grande importância sob o ponto de vista clínico, isto é, quando diante de um processo inflamatório os pontilhados desaparecem por causa do edema. É uma expressão de um comprometimento da gengiva aderida numa gengivite progressiva.) Resistente e fortemente inserida ao periósteo do osso alveolar através de fibras colágenas. Também conhecida como mucosa mastigatória. Vai da gengiva marginal até a mucosa do soalho da boca (pelo lado lingual) e da gengiva marginal até a união muco-gengival, pelo vestíbulo. A gengiva aderida mais larga é encontrada na região dos dentes anteriores e decresce desde a área do canino em direção aos dentes posteriores.

Exatamente na direção do epitélio juncional, onde se acha a aderência epitelial, encontra – se a ranhura gengival(G) que separa a gengiva marginal livre, da gengiva inserida.

A gengiva interdental é influenciada pela disposição dos dentes, pela resseção gengival, diastemas

Gengiva Interdental A forma da gengiva interdentária (a papila interdental) é determinada pelas relações de contato entre os dentes, pela largura da superfície proximal deste e pelo contato da junção cemento-esmalte. Nas regiões anteriores da dentição, a papila interdentária tem forma piramidal, enquanto nas regiões de molares, as papilas são mais achatadas no sentido vestíbulo lingual.

ÁREAS DE COL: Fica na região interproximal dos dentes, compreende a região entre a papila vestibular e lingual de pré-molares e molares (não ocorre em dentes anteriores se bem posicionados). É uma área menos queratinizada e mais susceptível a inflamação. Quando há perda óssea ou dentária: perde-se a área de COL.

Gengiva Clinicamente Saudável: Presença de microbiota e antigenicidade compatível com saúde Epitélio juncional infiltrado com neutrófilos Pouco infiltrado inflamatório (linfócitos, macrófagos) próximo ao epitélio juncional Presença de fluido gengival

Fluido gengival: no sulco gengival contem um fluido que exsuda dentro do sulco. Esse fluido possui ação mecânica, química e celular (presença de citocinas que agem na defesa). Tem funções de lavar o sulco (neutrófilos), contêm proteínas que melhoram a adesividade do epitélio, propriedades antimicrobianas e iniciam a atividade de anticorpos na defesa da gengiva. É a primeira linha de defesa da gengiva! Exsudato inflamatório: aumenta a permeabilidade vascular, gengivite.

Tecido conjuntivo gengival:

É formado por fibras colágenas, reticulares e elásticas, oxitalânicas, por vasos e nervos. *fibras colágenas tipo I(90%) dão resistência e tônus a gengiva.

*quando há inflamação gengival há perda dessas fibras colágenas. Tem função de tracionar os tecidos gengivais próximos da raiz.

FIBRAS COLÁGENAS: •Predominam no tecido conjuntivo gengival e constituem o mais importante dos componentes do periodonto

•Os Cimentoblastose os Osteoblastos são células que também possuem a capacidade de produzir colágeno

Predominates FIBRAS RETICULARES •Têm propriedades argirófilas e são numerosas no tecido adjacente à membrana basal.

•Estão presentes nas interfaces epitélio-tecido conjuntivo e endotélio-tecidoconjuntivo.

Adjacentes a membrana basal FIBRAS ELÁSTICAS •Estão presentes apenas em associação com os vasos sanguíneos. FIBRAS OXITALÂNICAS •Escassas na gengiva, mas numerosas no Ligamento Periodontal.

•A sua função é desconhecida.

1.Fibras Circulares (CF): Feixes de fibras dispostos na gengiva livre e que circundam o dente em forma de anel e se entrelaçam com outras fibras. Prendem a gengiva ao dente firmemente.

2.Fibras Dentogengivais(DGF): Feixes de fibras embutidas no cimento da porção supralveolar da raiz. Projetam-se em forma de leque na direcção do tecido gengival livre das superfícies V, L e interproximal. Prendem o dente firmemente.

3.Fibras Dentoperiósticas(DPF): Partem do cemento cervical até o periósteo da crista alveolar e das superfícies vestibular e bucal do osso alveolar. Se ancoram ao periósteo - prende o periósteo ao dente.

4.Fibras Transeptais(TF): Estendem-se entre o cimento supraalveolar de dentes vizinhos. Seguem um trajeto retilíneo sobre o septo interdental e estão inseridas no cimento de dentes adjacentes. Ancoram um dente ao outro.

Suprimento sanguíneo do Tecido Conjuntivo:

Há 3 principais fontes: - Vasos do septo interdental: contribuem para o suprimento sanguíneo adicional da gengiva livre.

- Vasos do ligamento periodontal (capilares): formam uma vasta malha ao redor da raiz e estendem-se além da crista alveolar para contribuir à circulação da gengiva livre. - Vasos supraperiostais: suprem a gengiva livre e inserida.

- Tecido conjuntivo denso não mineralizado, - Conjunto de tecidos que revestem e/ou suportam o dente, incluindo a gengiva (periodonto de revestimento), cemento, ligamento periodontal e osso alveolar (periodonto de sustentação). - Origem ectomesenquimal do folículo dental e depende da dentina radicular e da presença da bainha epitelial de Hertwig. - Feixes de fibras colágenas do ligamento se inserem no cemento e no osso alveolar formando as fibras de Sharpey.

Funções: - Suporte: do dente e do periodonto de proteção, resistir ao impacto das forças mastigatórias

- Sensorial: tátil e vibratória

- Nutricional: o ligamento periodontal nutre o cemento (avascular), osso e gengiva

- Regenerativa: possui fibroblastos, regenera as fibras colágenas

- Homeostática (remodelação): alterações na forma, resistência e esforços.

Fibras:

Crista alveolar: forças extrusivas Horizontais: forças de lateralidade

Oblíquoas: forças intrusivas

Apicais: todos os tipos de forças

Interrradiculares: todos os tipos de forças

Células:

- Fibroblastos: estão envolvidos na formação e degradação do colágeno e outras moléculas da matriz. Responsáveis pelo turn over. - Cementoblastos: formam o cemento, não tem capacidade de regeneração, se depositam por toda a vida

- Osteoblastos: estão mais próximos ao osso

- Osteoclastos

- Células nervosas

- Células Epiteliais(restos de Malassez): podem ser ativados quando há estabelecimento de processos inflamatórios no ligamento periodontal, podendo proliferar e desenvolver cistos periodontais laterais ou periapicais, segundo a sua localização. - Células Mesenquimais indiferenciadas: permitem a diferenciação, quando necessário, de novas células de natureza conjuntiva. - Vasos

Função: Inserção do dente no alvéolo, compensação do desgaste fisiológico, obliteração da dentina radicular. É um tecido conjuntivo mineralizado especializado, forma a camada mais externa da raiz, avascular, não sofre remodelação e pode ser depositado por toda a vida

Células típicas mais encontradas no cemento: - Cementoblastos

- Cementócitos

(Parte 1 de 2)

Comentários