Meios de cultura

Meios de cultura

MEIOS DE CULTURA

Como preparar

  • Meios comerciais devem ser hidratados

  • Primeiramente devem ser pesados

  • Tansferir para um frasco

  • Hidratar em pequena quantidade e misturar

  • Depois deve-se acrescentar o restante da água

  • Levar o meio para fundir  aquecer

  • Distribuir o meio antes de autoclavar - os tubos não precisam estar esterilizados previamente

  • Esterelizar em autoclave por 15 minutos e à temperatura de 121ºC

  • Distribuir o meio após a autoclavação - tubos, frascos, placas, pipetas e vidrarias  estéreis

  • Os meios devem ser autoclavados com as tampas semi-abertas - tampas fechadas não permitem a entrada do vapor

Classificação dos meios

  • Meios para transporte e conservação

  • Meios para cultivo e isolamento

  • Meios comerciais para provas de identificação

Transporte e conservação

  • Cary Blair

  • Salina Tamponada

  • Meio Stuart

  • Agar nutriente

Cary Blair

  • Microrganismos intestinais patogênicos e outros coliformes fecais sobrevivem bem neste meio.

  • ƒA carência de uma fonte de nitrogênio impede consideravelmente a multiplicação dos microrganismos e a composição nutritiva garante a sobrevivência deles.

  • Utilizado para transporte de material fecal e consequente conservação dos microrganismos.

Salina Tamponada

  • Meio líquido tamponado que mantém a bactéria viável.

  • Usado como meio de transporte de amostras biológicas.

  • Contém NaCl, fosfato dipotássico anidro, Glicerina bidestilada e água destilada.

Meio Stuart

  • A carência de uma fonte de nitrogênio impede consideravelmente a multiplicação de microrganismos e a composição nutritiva garante a sobrevivência deles.

  • Usado para transporte de diversos materiais e consequente conservação dos microrganismos.

  • ƒConservação de microorganismos patogênicos como: Haemophilus spp., Pneumococcus, Salmonella spp., Shigella spp. entre outros.

Agar Nutriente

  • É um meio relativamente simples, de fácil preparação e barato, muito usado nos procedimentos do laboratório de Microbiologia.

  • Usos:

  • ƒAnálise de água, alimentos e leite

  • Meio para cultivo preliminar das amostras submetidas a exames bacteriológicos

  • Isolamento de organismos para culturas puras.

  • Observar esporulação de espécies de bacilos Gram positivos.

  • O uso mais frequente - conservação de culturas em temperatura ambiente, para os laboratórios que não dispõem de crioconservação (freezer à - 70ºC).

Cultivo e Isolamento

  • Ágar TSA

  • Ágar Chocolate

  • Ágar MacConkey

  • Ágar Sangue

  • Ágar CLED

  • Ágar Salmonella-Shigella

  • Ágar Manitol (MSA)

  • Ágar EMB

  • Ágar Mycosel

  • Ágar Sabouraud

  • Ágar Verde Brilhante (BGA)

  • Caldo Tioglicolato com indicador

  • Caldo Tioglicolato sem indicador

Tryptic Soy Agar (TSA)

  • Caldo Triptona de Soja com 0,1% Agar

  • Também chamado de CASO Agar (Casein-peptone soymeal-peptone agar)

  • É recomendado para o cultivo de bactérias não fastidiosas – uso geral.

Caldo BHI

  • Brain Heart Infusion – meio enriquecido

  • É um meio derivado de nutrientes de cérebro e coração, peptona e dextrose.

  • Fornece fontes de nitrogênio, carbono, enxofre e vitaminas.

  • Meio para cultivo de estreptococcos, pneumococos, meningococos, enterobactérias, não fermentadores, leveduras e fungos.

  • Pode ser utilizado na preparação do inóculo para teste de susceptibilidade aos antimicrobianos

  • Realização de teste de coagulase em tubo

  • Teste de crescimento bacteriano a 42 e 44°C

  • Teste de motilidade em lâmina.

Agar Sangue

  • Meio enriquecido e diferencial

  • Compra-se a base comercial, depois de autoclavada e resfriada, adiciona-se sangue.

  • A conservação dos eritrócitos íntegros favorecem a formação de halos de hemólise nítidos.

  • Diferenciação de Streptococcus spp. e Staphylococcus spp.

Agar Chocolate

  • Meio de cultura enriquecido 

  • À base do meio, é adicionado sangue de cavalo, carneiro ou coelho em temperatura alta, o que faz com que as hemácias lisem, liberando hemina e hematina, compostos fundamentais para o crescimento dos microrganismos exigentes.

  • Utilizado no cultivo de organismos fastidiosos (Ex.: NeisseriaHaemophilus)

  • Alguns organismos que não crescem em meios comuns são capazes de crescer neste meio

Agar Thayer-Martin

  • Thayer-Martin Chocolate é um meio rico seletivo

  • É superior a outros meios de cultivo destinados para o isolamento de Neisseria gonorrhoeae e Neisseria meningitidis

  • Contém em sua fórmula antibióticos que inibem o crescimento de Neisserias saprófitas e outras bactérias, evitando contaminações.

Agar Salmonella-Shigella (SS)

  • Seletivo e diferencial

  • Possui componentes (sais de bile, verde brilhante e citrato de sódio) que inibem microrganismos Gram positivos.

  • O meio possui lactose, que permite diferenciar bactérias lactose positivas e negativas

    • Lactose positivas- produzem ácido que na presença do indicador vermelho - formação de colônias de cor rosa
    • Lactose negativas- formam colônias transparentes.
  • ƒPermite a detecção de H2S - formação de colônias de cor negra no centro.

Agar MacConkey

  • Seletivo e diferencial

  • O cristal violeta inibe o crescimento de microrganismos Gram positivos.

  • ƒ A concentração de sais de bile é relativamente baixa, por isso não é tão seletivo para Gram negativos como, por exemplo, o ágar SS.

  • Usado para isolar bacilos Gram negativos (enterobactérias e não fermentadores) e verificar a fermentação ou não da lactose.

Meio Hektoen

  • É um meio seletivo e diferencial 

  • Utilizado para detectar a fermentação de lactose e produção de H2S

  • Possui a capacidade de inibir o crescimento de bactérias não-entéricas 

  • Fermentados de lactose - amarelo ou salmão

  • Não fermentadores - sem cor

  • Produção de H2S - precipitado preto

Agar Sal Manitol

  • Meio seletivo e diferencial

  • Utilizado para selecionar Staphylococci, que crescem em altas concentrações de sal

  • Diferencia Staphylococcus aureus de outros Staphylococci 

  • Após o crescimento, Staphylococcus aureus é amarelo (fermenta o manitol), outros Staphylococci são brancos

Agar CLED

  • Cystine Lactose Eletrolyte Deficient – Seletivo e diferencial

  • A deficiência de eletrólitos inibe o véu de cepas de Proteus.

  • Usado para isolamento e quantificação de microrganismos presentes em amostras urina.

  • Eficiente para isolar e quantificar microrganismos Gram positivos, Gram negativos e leveduras.

  • ƒColônias lactose positivas: cor amarela/ negativas: cor azul.

Agar verde brilhante (BGA)

  • É um meio altamente seletivo, usado para o isolamento  de outras salmonelas que não a S. Typhi, existentes nas fezes e em outros materiais.

  • A presença de extrato de levedura e duas peptonas fornecem os  nutrientes

  • A lactose e a sacarose, juntamente com o vermelho de fenol, fornecem um sistema  de diferenciação de fermentadores da lactose e/ou sacarose (ex: E. Coli).

  • Salmonelas não produzem ácido a partir destes açúcares.

  • O verde brilhante é o  agente seletivo que inibe a flora de acompanhamento. 

Agar Eosina Azul de Metileno

  • Agar EMB é um meio para diferenciação ligeiramente seletivo

  • Utilizado para o isolamento e diferenciação de bacilos entéricos gram-negativos (Enterobacteriaceae e outros bastonetes gram-negativos).

  • Corantes Eosina Y e azul-de-metileno inibem as bactérias gram-positivas num determinado grau - diferenciar os fermentadores

  • Coliformes produzem colónias pretas-azuladas

  • Salmonella e Shigella são incolores ou têm uma cor âmbar transparente, não fermentam lactose

  • Escherichia coli poderão apresentar um reflexo verde metalizado característico, devido à rápida fermentação da lactose

Meio Löwenstein Jensen

  • A base do meio é constituída por ovos integrais, o que permite amplo crescimento das micobactérias

  • O crescimento é satisfatório para o teste de niacina (que é positivo para Mycobacterium tuberculosis)

  • Utilizado para isolamento primário das micobactérias

  • Crescimento bom a excelente (colônias amarelas) - Mycobacterium tuberculosis e Mycobacterium avium

  • Incubação por 60 dias

Agar Mycosel

  • A Cicloheximida, um dos componentes do meio, serve para selecionar dermatófitos.

  • O cloranfenicol inibe o crescimento de bactérias e alguns fungos filamentosos.

  • Usado para isolamento de fungos patogênicos, principalmente dermatófitos, a partir de material de investigação contaminado.

  • Crescimento bom a excelente: Trichophyton verrucosum, Candida albicans

  • Crescimento inibido: Aspergillus niger , Candida tropicalis, Penicillium spp.

Agar Sabouraud

  • Meio com nutrientes que favorece o crescimento de diversos fungos leveduriformes e filamentosos.

  • Cultivo e crescimento de espécies de Candidas e fungos filamentosos, particularmente associados a infecções superficiais.

  • Caracterização macroscópica do fungo filamentoso (colônia gigante).

Meios para identificação

  • Ágar TSI

  • CaldoTSB

  • Meio SIM

  • Ágar Citrato Simmons

  • Ágar Fenilalanina

  • Ágar base uréia

  • Caldo Triptona

  • Caldo Nitrato

  • Caldo Malonato

  • Ágar Bílis-Esculina

  • Ágar Sangue

  • Caldo base de Moeller

Veremos os meios para identificação na nossa próxima aula!

  • Veremos os meios para identificação na nossa próxima aula!

Comentários