ABNT-NBR-15527-2007 Agua da chuva reaproveitamento

ABNT-NBR-15527-2007 Agua da chuva reaproveitamento

(Parte 2 de 4)

Edital nº 05, de 23.04.207 a 21.05.207, com o número de 2º Projeto 0:01.7-01.

o l>

"u o o >

::l C3 o ::l n. E

©ABNT 2007 -Todos os direitos reservados iv

O"l o o o ir; NORMA BRASILEIRA ABNT NBR 15527:2007 o o li) li) o. E o N

o Água de chuva -Aproveitamento de coberturas em áreas urbanas para 'fins "tJ '6 não potáveis -Requisitose:­

N o o o co N o ~ 1 Escopo li) oEsta Norma fornece os requisitos para o aproveitamento de água de chuva de coberturas em áreas urbanas para 'c o fins não potáveis. I li)

E Esta Norma se aplica a usos não potáveis em que as águas de chuva podem ser utilizadas após tratamento zo adequado como, por exemplo, descargas em bacias sanitárias, irrigação de gramados e plantas ornamentais, "tJ lavagem de veículos, limpeza de calçadas e ruas, limpeza de pátios, espelhos d'água e usos industriais.

(IJ 2 Referências normativaso

'u Os documentos relacionados a seguir são indispensáveis à aplicação deste documento. Para referências datadas, o li) aplicam-se somente as edições citadas. Para referências não datadas, aplicam-se as edições mais recentes do ~ , referido documento (incluindo emendas). o

> Ui 13 Portaria nº 518, de 25 de março de 2004, do Ministério da Saúde (norma de qualidade de água para consumo x humano) o li) ro ABNT NBR 5626:1998, Instalação predial de água fria n.

ro Ci ABNT NBR 10844:1989, Instalações prediais de águas pluviais E x ABNT NBR 12213:1992, Projeto de captação de água de superficie para abastecimento público

ABNT NBR 12214:1992, Projeto de sistema de bombeamento de água para abastecimento público ABNT NBR 12217:1994, Projeto de reservatório de distribuição de água para abastecimento público

3 Termos e definições

Para os efeitos desta norma, aplicam-se os seguintes termos e definições.

3.1 água de chuva água resultante de precipitações atmosféricas coletada em coberturas, telhados, onde não haja circulação de pessoas, veículos ou animais

3.2 água não potável água que não atende à Portaria nO 518 do Ministério da Saúde

©ABNT 2007 -Todos os direitos reservados 1 o o

N ABNT NBR 15527:2007 ~ o n.

.§ 3.3 área de captação(J) o área, em metros quadrados, projetada na horizontal da superfície impermeável da cobertura onde a água é o captada -a iJ

~ 3.4 di coeficiente de escoamento superficial

~ coeficiente de runoff

~ C ~ coeficiente que representa a relação entre o volume total de escoamento superficial e o volume total precipitado,

~ variando conforme a superfície ~

3.5 conexão cruzada 'c qualquer ligação física através de peça, dispositivo ou outro arranjo que conecte duas tubulações das quais uma l conduz água potável e a outra água de qualidade desconhecida ou não potável

~ 3.6 demanda -a consumo médio (mensal ou diário) a ser atendido para fins não potáveis

]1 3.7 ~ escoamento inicial

'co ~ água proveniente da área de captação suficiente para carregar a poeira, fuligem, folhas, galhos e detritos

'u o

~ 3.8 suprimento fonte alternativa de água para complementar o reservatório de água de chuva x o 4 Condições gerais n.

{ 4.1 Concepção do sistema de aproveitamento de água de chuva E x w 4.1.1 A concepção do projeto do sistema de coleta de água de chuva deve atender às ABNT NBR 5626 e ABNT NBR 10844. No caso da ABNT NBR 10844, não deve ser utilizada caixa de areia e sim caixa de inspeção.

4.1.2 No estudo devem constar o alcance do projeto, a população que utiliza a água de chuva e a determinação da demanda a ser definida pelo projetista do sistema.

4.1.3 Incluem-se na concepção os estudos das séries históricas e sintéticas das precipitações da região onde será feito o projeto de aproveitamento de água de chuva.

4.2 Calhas e condutores 4.2.1 As calhas e condutores horizontais e verticais devem atender à ABNT NBR 10844.

4.2.2 Devem ser observados o período de retorno escolhido, a vazão de projeto e a intensidade pluviométrica.

4.2.3 Devem ser instalados dispositivos para remoção de detritos. Estes dispositivos podem ser, por exemplo, grades e telas que atendam à ABNT NBR 12213.

4.2.4 Pode ser instalado no sistema de aproveitamento de água de chuva um dispositivo para o descarte da água de escoamento inicial. É recomendado que tal dispositivo seja automático

4.2.5 Quando utilizado, o dispositivo de descarte de água deve ser dimensionado pelo projetista. Na falta de dados, recomenda-se o descarte de 2 m da precipitação inicial.

©ABNT 2007 -Todos os direitos reservados 2 cr> o o

N N ABNT NBR 15527:2007

!2 Iíl o

J; 4.3 Reservatórios tO o 4.3.1 Os reservatórios devem atender à ABNT NBR 12217. Iíl ~

4.3.2 Devem ser considerados no projeto: extravasor, dispositivo de esgotamento, cobertura, inspeção, ventilação e segurança.

Deve ser minimizado o turbilhonamento, dificultando a ressuspensão de sólidos e o arraste de materiais flutuantes. A retirada de água do reservatório deve ser feita próxima à superfície. Recomenda-se que a retirada seja feita a 15 cm da superfície.

4.3.3 O reservatório, quando alimentado com água de outra fonte de suprimento de água potável, deve possuir dispositivos que impeçam a conexão cruzada. ro

C 4.3.4 O volume de água de chuva aproveitável depende do coeficiente de escoamento superficial da cobertura, l bem como da eficiência do sistema de descarte do escoamento inicial, sendo calculado pela seguinte equação: ro o Z v = P x A x C X Ilfator de captação

-o onde:

~ V é o volume anual, mensal ou diário de água de chuva aproveitável; co o 'ro

<> ro P é a precipitação média anual, mensal ou diária;·u o

« , A é a área de coleta; o C é o coeficiente de escoamento superficial da cobertura; U o Ilfator de captação é a eficiência do sistema de captação, levando em conta o dispositivo de descarte de sólidos e ro desvio de escoamento inicial, caso este último seja utilizado.

(Parte 2 de 4)

Comentários