traco4,

traco4,

(Parte 1 de 2)

Prof. Marco Pádua

Em cada fase da obra usamos diferentes proporções de aglomerantes (cimento e cal), e agregados (areia e pedra) cujo objetivo pode visar: resistência, fechamento ou acabamento. É necessário então, fazermos um parêntese para explorar um pouco o assunto.

• É uma proporção na qual medimos as quantidades de materiais e utilizamos nas misturas. • Deve ser utilizado sempre o mesmo recipiente. Ex.: Lata de 18 litros ou carrinho de mão.

• Entende-se por mistura de concreto, a união do agregado miúdo (areia), agregado graúdo (pedra), aglomerante (cimento) e água.

• Entende-se por mistura de argamassa, a união do agregado miúdo, aglomerante e água.

• O concreto é utilizado nas estruturas como fundações, pilares, vigas e lajes.

• A argamassa é utilizada na elevação da alvenaria e no revestimento.

• A água deve dar característica plástica à mistura.

• Etapas: CONCRETO: areia + cimento, depois a pedra. Adicionar água aos poucos.

Obs.: Na argamassa, o cimento pode ser adicionado na hora de utilização

ARGAMASSA: areia + cal + cimento. Adicionar água aos poucos.

A seqüência é cimento, areia e pedra, para concreto e cimento, cal e areia, ou cimento e areia para argamassas. As misturas mais utilizadas são:

APLICAÇÃO:

Considerando o respectivo traço indicado, vamos calcular o consumo de materiais necessários para executar as peças abaixo que compõe uma estrutura. Para termos um volume significativo também vamos considerar 10 peças de cada.

ALICERCES E BROCAS1:2,5:4
SAPATAS ARMADAS1:2:3
PILAR E VIGA1:2:3
VERGA E CINTA DE AMARRAÇÃO1:2,5:4
LAJE1:3:5

SAPATA DE CONCRETO 1:3:6 ou 1:4:8 (leitos e camadas preparatórias)

BLOCO DE CONCRETO1:7 ou 1:0,5:8
BL. CERÂMICO E TIJOLO DE BARRO1:0,5:8
CHAPISCO1:3
EMBOÇO E REBOCO1:2:9
IMPERMEABILIZAÇÕES1:3 (c/ Vedacit)

RESOLUÇÃO: CONCRETO: Determinando as quantidades de cimento, areia e pedra para preenchimento das formas.

Utilizamos neste processo o volume das peças, adicionando uma porcentagem referente ao volume de vazios dos agregados.

1) Calculando o volume das peças em m3:

( 10 ) Vigas = 4,0 m3 ( 10 ) Pilares = 2,8 m3 3) Somando os valores obtemos o volume total de concreto:

2,8+ 4,0 + 2,8 = 9,6 m3
Obs.: Adicionamos 40 % para compensar o volume de vazios:9,6 x 1,4 = 13,4 m3
(este valor pode variar dependendo da dimensão da brita)

4) Determinando a quantidade de vezes que efetuaremos a mistura na proporção desejada para obter o volume necessário, temos:

Volume total de concreto = nº de masseiras Volume do traço

Traço 1:2:3 =6 latas x 18 L = 108 L

Obs.: - O volume do traço é calculado a partir do nº de latas x 18 L.

13.440L = 125 masseiras
108L
Nº de masseiras x ( 1 ) lata de cimento = ( 125) latas
125( 2 ) latas de areia = ( 250 ) “
( 3 ) latas de pedra = ( 375) “

5) Definimos agora, a quantidade de materiais em latas:

Obs.: - A lata mais usada em obras é a de 18 L. - Um saco de cimento equivale a duas latas de 18 L.

- Um saco de cal equivale a uma lata de 18 L.

6) Quantidades parciais:

Obs.: - Cimento e cal são vendidos em sacos, areia e pedra em m3 .

- Ao final das etapas é que acrescentamos as perdas e fazemos os arredondamentos para mais

a) Total de latas de cimento = sacos de cimento 2

125= 62,5 sacos

b) Total de latas de areia x 18 L = total em litros.

250x 18 L = 4.500 L
375x 18 L = 6.750 L

c) Total de latas de pedra x 18 l = total em litros.

b) Areia =4.500 L / 1.0 = 4,5 m3
c) Pedra =6.750 L / 1.0 = 6,75 m3

Obs.: - Transformar litros em m3 para areia e pedra. (Ex.: 1.0 L = 1 m3). ALVENARIA: Determinando a quantidade de blocos para elevação das paredes.

3,60m x 5,0 m = 18,0 m2
x 10 =180,0 m2

1) Área da parede x 10 = área total das paredes.

180,0m2
x 13 =2.340 blocos

2) Área total das paredes x 13 blocos (quantidade necessária por m2) = total de blocos de concreto.

ASSENTAMENTO: Determinando as quantidades de cimento, cal e areia para elevação das paredes. 1) Área total das paredes x 9 L = Volume total do assentamento.

180,0m2
x 9 L =1.620 litros

Obs.: O consumo de argamassa para assentamento é 9 L/m2 .

2) Volume total do assentamento = nº de masseiras

Volume do traço

Traço 1:0,5:8 =9,5 latas
x 18 L =171 L
1.620L = 10 masseiras (arredondando)
171L
3) Nº de masseiras x ( 1 ) lata de cimento = ( 10) latas
10( 0,5 ) lata de cal = ( 5 ) “
( 8 ) latas de areia= ( 80 ) “

4) Quantidades parciais: a) Total de latas de cimento = sacos de cimento 2

10= 5 sacos

2 b) Total de latas de cal = sacos de cal

5 latas= 5 sacos
80x 18 L = 1.440 L

c) Total de latas de areia x 18 L = total em litros

c) Areia =1.40 L / 1.0 = 1,4 m3

Obs.: Transformar litros em m3 para areia.

paredes

REVESTIMENTO – EMBOÇO: Determinando as quantidades de cimento, cal e areia para revestir as Obs.: Vamos desconsiderar o chapisco e o reboco, pois, o mecanismo de calculo é semelhante.

180m2
x 0,02 m =3,6 m3

1) Área total das paredes x 0,02 m (espessura do emboço) = Volume do emboço - Transformando m3 em litros para o emboço (x 1.0), temos = 3,6 X 1.0 = 3. 600 L

2) Volume total do emboço (x 2) = nº de masseiras

Volume do traço

Traço 1:2:9 =12 latas x 18 L = 216 L
7200L = 34 masseiras
216L

Obs.: Devemos considerar o emboço interno e o externo, ou seja, x 2.

34( 2 ) latas de cal = ( 68 ) “
( 9 ) latas de areia= ( 306 ) “

3) Nº de masseiras x ( 1 ) lata de cimento = ( 34 ) latas

4) Quantidades parciais: a) Total de latas de cimento = sacos de cimento 2

34
=17 sacos
68 latas= 68 sacos

b) Total de latas de cal = sacos de cal

306x 18 L = 5.508 L

c) Total de latas de areia x 18 L= total em litros

c) Areia =5.508 L / 1.0 = 5,50 m3

Obs.: Transformar litros em m3 para areia. VALORES FINAIS: Somando as várias etapas e acrescentando as perdas.

1) Total de blocos de concreto =2.340 blocos

Obs.: Já acrescentados 10 % de perda.

2) Cimento- Concreto = 62,5 sacos
- Assentamento =5 “
- Emboço =17 “
Total =84,5 + 10 % de perda = 93 sacos
3) Cal- Assentamento = 5 sacos
- Emboço =68 “
Total =73_ + 10 % de perda = 81 sacos
4) Areia- Concreto = 4,5 m3
- Assentamento =1,4 “
- Emboço =5,5 “
Total =1,4 + 25 % de perda* = 14,5 m3
5) Pedra usada no concreto =6,75 + 25 % de perda* = 8 m3

*Obs.: Quando a compra de areia e pedra for a pequenas quantidades devemos considerar que 1

conhecido

Se a compra vier em caminhões a caçamba deverá ser medida para ter seu volume NOTA: As quantidades obtidas serão sempre estimativas e poderão variar conforme o processo utilizado nas misturas, servindo de parâmetros para custos também estimativos.

(Parte 1 de 2)

Comentários