apost pre-vest termologia

apost pre-vest termologia

(Parte 1 de 3)

1.(PUC-campinas-SP) Sobre o conceito de calor pode-se afirmar que se trata de uma:

a) medida da temperatura de um sistema. b) Forma de energia em transito. c) Substancia fluida. d) Quantidade relacionada com o atrito. e) Energia que os corpos possuem.

2.(Unisa-SP) O fato de o calor passar de um corpo para outro deve-se a:

a) Quantidade de calor existente em cada um. b) Diferença de temperatura entre eles. c) Energia cinética total de suas moléculas. d) O numero de calorias existentes em cada um e) Nada do que se afirmou acima é verdadeiro.

3.(UFMG-MG) Quando dois corpos de materiais diferentes estão em equilíbrio térmico, isolados do meio ambiente, pode-se afirmar que:

a) O mais quente é o que possui menor massa. b) Apesar do contato, suas temperaturas não variam. c) O mais quente fornece calor ao mais frio. d) O mais frio fornece calor ao mais quente e) Suas temperaturas dependem de suas densidades

4.(FEI-SP) Quando dois corpos de tamanhos diferentes estão em contato e em equilíbrio térmico , isolados do meio ambiente:

a) O corpo maior é o mais quente b) O corpo menor é o mais quente c) Não há troca de calor entre eles d) O maior cede calor para o menor e) O menor cede calor para o maior

5.(FATEC-SP) Um sistema A esta em equilíbrio térmico com um outro, B, e este não esta em equilíbrio térmico com um outro C.

Então, podemos dizer que: a) Os sistemas A e C possuem a mesma quantidade de calor b) A temperatura de A é diferente da de B.

c) Os sistema A e B possuem a mesma temperatura.

d) A temperatura de B é diferente da de C, mas C pode ter temperatura igual a do sistema A.

e) Nenhuma das anteriores.

6.(PUC-SP) Um medico Inglês mede a temperatura de um paciente com suspeita de infecção e obtém em seu termômetro clinico o valor de 102,2 °F.

a) Tem ele motivo de preocupação com o paciente? Justifique.

b) Por que um doente com febre sente frio? Responda e defina também o conceito físico de calor.

7.(MACKENZIE-SP) No dia 1° de janeiro de 1997, Chicago amanheceu com a temperatura de 5 °F. Essa temperatura na escala Celsius, corresponde a:

8.(FESP-SP) Ao medir a temperatura de um gás, verificou-se que a leitura era a mesma, tanto na escala Celsius como na Fahrenheit. Qual era essa temperatura?

9.(FEI-SP) Uma diferença de temperatura de 100°C equivale a:

10.(PUC-RS) Duas escalas termométricas quaisquer, X e Y, relaciona-se conforme o diagrama seguinte.

O valor Y na escala Y que corresponde a 50 graus na escala X é:

1.(Unesp-SP) Quando uma enfermeira coloca um termômetro clínico de mercúrio sob a língua de um paciente, por exemplo, ela sempre aguarda algum tempo antes de fazer a sua leitura. Esse intervalo de tempo é necessário: a) para que o termômetro entre em equilíbrio térmico com o corpo do paciente. b) para que o mercúrio, que é muito pesado, possa subir pelo tubo capilar. c) para que o mercúrio passe pelo estrangulamento do tubo capilar. d) devido à diferença entre os valores do calor específico do mercúrio e do corpo humano. e) porque o coeficiente de dilatação do vidro é diferente do coeficiente de dilatação do mercúrio.

12.(PUC-SP) Identifique a frase mais correta conceitualmente.

a) “Estou com calor” b) “Vou medir a febre dele” c) “O dia está quente; estou recebendo muito calor” d) “O dia está frio; estou recebendo muito frio” e) “As alternativas c e d estão corretas.

13.(Uespi) Ao considerarmos a equação que relaciona os valores de temperatura medidos na escala Kelvin (T) com os valores correspondentes

de temperatura na escala Celsius ( C), podemos afirmar que uma variação de temperatura na escala Celsius igual a Δ c = 35 °C corresponde

a) ΔT = 308 Kc) ΔT = 70 K. e) ΔT = 0 K.
b) ΔT = 238 Kd) ΔT = 35 K.

a uma variação de:

14.(Unirio-RJ) Indique a proposição correta.

a) Todo calor é medido pela temperatura, isto é, calor e temperatura são a mesma grandeza. b) Calor é uma forma de energia em trânsito e temperatura mede o grau de agitação das moléculas de um sistema. c) O calor nunca é função da temperatura. d) O calor só é função da temperatura quando o sistema sofre mudança em seu estado físico. e) A temperatura é a grandeza cuja unidade fornece a quantidade de calor de um sistema.

15.(UEPB) Em 1851, o matemático e físico escocês William Thompson, que viveu entre 1824 e 1907, mais tarde possuidor do título de Lorde Kelvin, propôs a escala absoluta de temperatura, atualmente conhecida como escala Kelvin de temperatura (K). Utilizando-se das informações contidas no texto, indique a alternativa correta:

a) Com o avanço da tecnologia, atualmente, é possível obter a temperatura de zero absoluto.

b) Os valores dessa escala estão relacionados com os da escala Fahrenheit (°F), por meio da expressão K = °F + 273. c) A partir de 1954, adotou-se como padrão o ponto tríplice da água, temperatura em que a água coexiste nos três estados — sólido, líquido e vapor. Isso ocorre à temperatura de 0,01 °F ou 273,16 K, por definição, e à pressão de 610 Pa (4,58 m Hg). d) Kelvin é a unidade de temperatura comumente utilizada nos termômetros brasileiros. e) Kelvin considerou que a energia de movimento das moléculas dos gases atingiria um valor mínimo de temperatura, ao qual ele chamou zero absoluto.

16.(FUNREI-MG) A figura mostra uma ponte apoiada sobre dois pilares feitos de materiais diferentes.

Como se vê, o pilar mais longo, de comprimento

L1 = 40m, possui coeficiente de dilatação linear O pilar mais curto tem comprimento L2 = 30m. Para que a ponte permaneça sempre na horizontal, o material do segundo pilar deve ter um coeficiente de dilatação linear α2 igual a:

17.(UNI-RIO) Um quadrado foi montado com três hastes de alumínio (αAl = 24.10-6 C-1) e uma

a) quadradod) trapézio retângulo
b) retânguloe) trapézio isósceles

haste de aço (αaço = 12.10-6 C-1), todas inicialmente à mesma temperatura. O sistema é, então, submetido a um processo de aquecimento, de forma que a variação de temperatura é a mesma em todas as hastes. Podemos afirmar que, ao final do processo de aquecimento, a figura formada pelas hastes estará mais próxima de um: c) losango

18.(PUC-SP) Três barras – AB, BC e AC – são dispostas de modo que formem um triângulo isósceles. O coeficiente de dilatação linear de AB e BC é α, e o de AC é 2 α. A 0 °C, os comprimentos de AB e BC valem 2L e o de AC vale L. Aquecendo-se o sistema à temperatura t, observa-se que: a) o triângulo torna-se equilátero. b) o triângulo deixa de ser isósceles.

c) não há alteração dos ângulos . d) as barras AB e BC dilatam-se o dobro de AC. e) as três barras sofrem dilatações iguais.

19.(Enem) A gasolina é vendida por litro, mas em sua utilização como combustível a massa é o que importa. Um aumento da temperatura do ambiente leva a um aumento no volume da gasolina. Para diminuir os efeitos práticos dessa variação, os tanques dos postos de gasolina são subterrâneos. Se os tanques não fossem subterrâneos: I. Você levaria vantagem ao abastecer o carro na hora mais quente do dia, pois estaria comprando mais massa por litro de combustível. I. Abastecendo com a temperatura mais baixa, você estaria comprando mais massa de combustível para cada litro. I. Se a gasolina fosse vendida por kg em vez de ser vendida por litro, o problema comercial decorrente da dilatação da gasolina estaria resolvido. Dessas considerações, somente: a) I é correta. d) I e I são corretas. b) I é correta. e) I e I são corretas. c) I é correta.

20.(Uepa – mod.) Os trilhos de trem, normalmente de 20 m de comprimento, são colocados de modo a manter entre duas pontas consecutivas uma pequena folga chamada junta de dilatação. Isso evita que eles se espremam, sofrendo deformações devido à ação do calor nos dias quentes.

Considere que uma variação de temperatura da noite para o (meio) dia possa chegar a (aproximadamente) 25 °C, fazendo-os dilatar cerca de 5 m. Neste caso, qual o valor do coeficiente de dilatação linear do material de que é feito o trilho?

21.(Mack-SP) Num laboratório, um aluno aquece de 50 °C uma barra metálica de comprimento inicial 80 cm, observando que o seu comprimento aumenta de 0,8 m. Fazendo os cálculos, ele conclui que o coeficiente de dilatação linear do material da barra vale:

a) 5 · 10 –5 °C

2.(Unisa-SP) Uma linha férrea tem 300 km de extensão no inverno, quando a temperatura é –5 °C. Porém, no verão, a temperatura chega a 25 °C. Se os trilhos são construídos de um material de coeficiente de dilatação linear = 10 –5

°C –1 , qual é a variação de comprimento que os

a) 10 mc) 90 m. e) 200 m.
b) 20 md) 150 m.

trilhos sofrem na sua extensão?

23.(Olimpíada Brasileira de Física) A figura ilustra uma peça de metal com um orifício de diâmetro d1 e um pino de diâmetro d2 ligeiramente maior que o orifício d1, quando à mesma temperatura. Para introduzir o pino no orifício, pode-se: a) aquecer ambos: o orifício e o pino. b) resfriar o pino. c) aquecer o pino e resfriar o orifício. d) resfriar o orifício. e) resfriar ambos: o orifício e o pino.

24.(UFPB) Se o diâmetro de uma moeda aumenta de 0,2% quando sua temperatura é elevada em 100°C, os aumentos percentuais na espessura, na área e no volume serão respectivamente: a) 0,1%, 0,2%, 0,2% b) 0,2%, 0,2%, 0,2% c) 0,2%, 0,4%, 0,5% d) 0,2%, 0,4%, 0,6% e) 0,3%, 0,4%, 0,8%

25.(Unisa-SP) Um recipiente de vidro de 150 cm3 está completamente cheio de um líquido a 20 °C. Aquecendo-se o conjunto a 120 °C, transbordam

(Parte 1 de 3)

Comentários