A utilização das NTIC's na criação de redes de conhecimento no ensino de ciências

A utilização das NTIC's na criação de redes de conhecimento no ensino de ciências

A utilização das NTIC’s na criação de redes de conhecimento no ensino de ciências

Autor: Paulo Roberto Ferreira1, Orientador: José Antônio Duarte Santos2.

Instituto Federal do Norte de Minas Gerais – Câmpus Salinas

1-Acadêmico do curso superior de Licenciatura em Física do IFNMG – Câmpus Salinas. 2- Professor Ms. do IFNMG – Câmpus Salinas e coordenador do PIBID/IFNMG subprojeto Física.

1 – Introdução

Quem navega pela internet participa ou tem conhecimento da existência das redes sociais; espaços que favorecem uma cultura de participação e de trocas. Neste contexto, as redes sociais acabaram se tornando parte da vida das pessoas, transformando seus hábitos de comunicação, informação e realização de negócios e/ou consumo. Segundo o IBOPE (2011), as redes sociais estão cada vez mais populares entre os jovens. Para os professores, essa realidade traz um desafio, afinal, torna-se fundamental que os educadores conheçam essas ferramentas.

Nesta perspectiva, integrantes do subprojeto de Física do

Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência, PIBID, do

Instituto Federal do Norte de Minas Gerais, IFNMG – Câmpus

Salinas criaram um blog, intitulado Síndrome de Einstein, visando explorar as potencialidades pedagógicas da NTIC’s em relação à aprendizagem e à consequente constituição de redes de conhecimentos. Os blogs são ferramentas de trabalho que, quando utilizados na educação, possibilitam a ampliação da capacidade de escrita, e, se bem direcionados, podem se converter em um grande portfólio pedagógico dos conteúdos apreendidos e dos conhecimentos reflexionados.

2 – Novas Tecnologias da Informação e Comunicação no ensino de Ciência ( NTIC’s)

As NTIC’s podem ser definidas como tecnologias e instrumentos usados tanto para compartilhar, distribuir e reunir informações quanto para comunicarem-se umas com as outras, individualmente ou em grupo, mediante o uso de computadores e redes interconectados.

Assim o uso das NTICs torna a aprendizagem mais dinâmica, possibilitando ao aluno ser agente participativo do seu conhecimento a partir das descobertas que os ambientes informatizados em rede podem facilitar.

3 – Redes de Conhecimento

Inserir-se na sociedade da informação não quer dizer apenas ter acesso às novas tecnologias de informação e comunicação, mas principalmente saber utilizar essa tecnologia para a busca e a seleção de informações que permitam a cada pessoa resolver problemas do cotidiano, compreender o mundo e atuar na transformação de seu contexto. Assim, o uso das NTIC’s com vistas à criação de uma rede de conhecimentos favorece a democratização do acesso à informação, a troca de informações e experiências, compreensão crítica da realidade e o desenvolvimento humano, social, cultural e educacional.

4 – Metodologia

Diante do exposto, foi elaborado um blog hospedado no Blogger.

Este permite a hospedagem ilimitada de blogs nos servidores do

Google, que adotam o endereço:.blogspot.com, denominada

Síndrome de Einstein, na qual bolsistas do subprojeto de Física do

PIBID/IFNMG – Câmpus Salinas podem interagir e fazer divulgação das noticias mais atuais da área. Como o nosso objetivo é tecer uma rede de conhecimento, nada mais justo, que pessoas (“internautas”) que não estão ligados à instituição, possam também utilizar a rede em busca de informação.

5 – Conclusão

O que se percebe, enfim, é que as NTIC’s trouxeram impactos sobre nosso dia-a-dia, exercendo importante papel nos desdobramentos dos serviços educacionais. O movimento produzido pelo pensar em redes de conhecimento propicia ultrapassar as paredes da sala de aula e os muros da escola, rompendo com as amarras do estoque de informações contidas nas grades de programação de conteúdo.

Antes mesmo de influir sobre a aprendizagem do aluno, a utilização das novas tecnologias (informática e internet) implica ao educador repensar sua prática docente. Certamente, ao utilizar a informática como ferramenta pedagógica o professor necessita reestruturar seu planejamento escolar, e adaptar sua prática as novas possibilidades de ensino e aprendizagem.

6 – Referências

as tecnologias na educação/secretária de educação à distância. Seed, p. 70 a 74, 2005. Brasília

• ALMEIDA, M. E. B. Tecnologia na escola: criação de redes de conhecimentos. Integrando

•BARROS, D. M. V. Guia didático sobre as tecnologias da comunicação e informação:

material para o trabalho educativo na formação docente. Ed. Vieira e Lent, 2009, Rio de janeiro.

•IBOPE Nielsen Online. redes sociais. Artigo escrito por Jacqueline Alé, diretora geral do

IBOPE Inteligência do Chile, sobre mídias digitais. Na seção: Notícias, IBOPE Inteligência

Área: Notícias\2010, 29/1/2010. Disponível em:

http://www.ibope.com.br/calandraWeb/servlet/CalandraRedirect?temp=5&proj=PortalIBOPE& pub=T&db=caldb&comp=IBOPE+Inteligência&docid=591A344F785CBD9B832577EA004B 7709. Acesso em 18 de abril de 2012

Figura 1: logo do Blog.

Endereço do Blog: Sindromedeeinstein.blogspot.com.br

Conhecimento

Os 5% de conectados à internet que existem no mundo fazem parte de uma elite que tem acesso aos meios de comunicação somente por vantagens financeiras. Esse problema da inacessibilidade à internet e outros meios da tecnologia traz para o mundo demora no avanço e nos desenvolvimentos e progressos tanto financeiros como culturais.

Informação

Atualmente sabemos que no mundo existem somente 5% de conectados com a internet.

Dados 5% da população do mundo utiliza tecnologia.

Processo de comunicação na construção do conhecimento

De acordo com (BARROS, p. 17, 2009)

Comentários