(Parte 2 de 2)

Montgolfier, Jacques Etienne - Co-developer of the first practical hot-air balloonMoody, William H. - Supreme Court JusticeMorris, Dr. Robert - Poet and Founder of the Order of Eastern StarMozart, Wolfgang Amadeus - ComposerMurphy, Audie - Most decorated American Soldier of WWII.Naismith, James - Inventor of BasketballNelson, Samuel - Supreme Court JusticeNew, Harry S. - Postmaster General who established AirmailNewton, Joseph Fort - Christian MinisterNunn, Sam - U.S. SenatorOlds, Ransom E. - American automobile pioneerOtis, James - Famous for "Taxations without Representation is Tyranny"Palmer, Arnold - Golf ProPapst, Charles F. - Coined the term "Athletes Foot"Paterson, William - Supreme Court JusticePeale, Norman Vincent - Founder of "Guidepost" and MinisterPeary, Robert E. - First man to reach the North Pole (1909)Penny, James C. - RetailerPershing, John Joseph - Decorated American SoldierPike, Zebulon - Pike's Peak named after himPitney, Mahlon - Supreme Court JusticePoinsett, Joel R. - U.S. Minister to Mexico who developed the flower:Poinsettia

Lloyd, Harold C. - EntertainerLouis Armstrong BartholdiMacArthur, General Douglas - Commander of Armed Forces in PhilillinesMacDonald, Sir John A. - Prime Minister of Canada 1867-73 & 1878-91Marshall, James W. - Discovered Gold at Sutter's Mill California 1848Marshall, John - Chief Justice U.S. Supreme Court 1801 - 1835Marshall, Thurgood - Supreme Court JusticeMathews, Stanley - Supreme Court JusticeMark TwainMayer, Louis B. - Film producer who merged to form Metro-Goldwyn-Mayer (MGM)Mayo, Dr. William and Charles - Founded the Mayo ClinicMaytag, Fredrick - MaytagMcKinley, William - President of the U.S.Mecherle, George Jacob - Founder, State Farm InsuranceMenninger, Karl A. - Psychiatrist famous for treating mental illnessMesmer, Franz Anton - practiced Mesmerism which led to HypnotismMichelson, Albert Abraham - Successfully measured the speed of light in 1882Minton, Sherman - Supreme Court JusticeMix, Tom - U.S. Marshal turned actor. Stared in over 400 western filmsMonroe, James - President of the U.S.

Reverendo Jesse Jackson - MinistroRobert H. Jackson - Suprema Corte de JustiçaEdward JennerAndrew Johnson - Presidente dos EUAAl Jolson- Cantor de JazzAnson Jones- 5o Presidente doTexasJohn Paul JonesMelvin Jones, Francis Scott - Wrote U.S. National AnthemKanal AtaturkKarl KrauseKhan III, Aga - StatesmanKipling, Rudyard - WriterLa Guardia, Fiorella H. - La Guardia Airport, Mayor of New York 1930's & 40'sLafayette, Marquis de - Supporter of Amerian FreedomLake, Simon - Built first submarine successfull in open sea.Lamar, Joseph E. - Supreme Court JusticeLamar, Mirabeau B. - 3rd President of the Republic of TexasLand, Frank S. - Founder Order of DeMolayLéon BourgeoisLéon GambettaLewis, Meriwether - ExplorerLincoln, Elmo - First actor to play Tarzan of the Apes (1918)Lindbergh, Charles - AviatorLipton, Sir Thomas - Founder Lipton Tea CompanyLivingston, Robert - Co-Negotiator for purchase of Louisiana Territory

John M. Harlan - Suprema Corte de JustiçaCornelius HedgesPatrick HenryHeinrich SchliemanrHeinrich Von StephanHenri DumantHenri StendhalHenry HoudiniHonoratio NelsonJosiah HensonCharles C. HiltonJames Hoban - Arquiteto da capital dos EUARichard M. HoeJ. Edgar Hoover - Diretor do FBIBob HopeRogers HornsbyHarry Houdini - MágicoSam Houston - 2o e 4o Presidente da República do TexasItalo BalboJacques MontgolfierJacques Louis DavidJames MonroeJean CondorcetJea-Paul MaratJohann Wolfgang Von GoetheJohn Philipp SouzaJohn SibeliusJonaltan SwifttJorge VIAndrew Jackson - Presidente dos EUAReverendo Jesse Jackson - Ministro

Francisco Largo CaballeroFrançois Marie Arouet VoltaireFranklin RooseveltFranz Von LiztFrederico II da PrússiaFredrich SchillerBenjamin FranklinClark Gable - AtorJames A. Garfield - Presidente do U.S.Richard J. GatlingGeorge VI - Rei da Inglaterra durante a Segunda Guerra MundialGeorge MarshallGeorge WashingtonGeorges DantonGiacomo MeyerbbeerGiosue CarducciGiussepi GaribaldiGotthold LessingGiusseppe MazziniEdward GibbonSir William S. GilbertKing C. Gillett - dono da GilletteJohn H. GlennArthur Godfrey - AtorHarold Lincoln GrayVirgil Grissom- AstronautaGrockJoseph Ignace Guillotin - Inventor da guilhotinaJohn HancockWarren G. Harding - Presidente do U.S.Oliver Hardy - Ator e Humorista

David CrockettWilliam Cushing - Suprema Corte de JustiçaDavid GriffithJack DempseyJohn Theophilus Desaguliers - Inventor do planetárioWillis Van Devanter- Suprema Corte de JustiçaJohn G. Diefenbaker - Primeiro Ministro do Canadá 1957-63General James DoolittleWilliam O. Douglas- Suprema Corte de JustiçaWilliam H. DowDuque de WellingtonEdwin L DrakeJean Henri Dunant - Fundador da Cruz VermelhaEdward VIIEdward VIIIDuque EllingtonOliver Ellsworth- Suprema Corte de JustiçaSamual J. Ervin JrEberhard FaberDouglas FairbanksFerdinand LessepsStephen J. Field - Suprema Corte de JustiçaW.C. Fields - AtorGeoffrey Fisher- Arcebispo de Canterbury 1945 - 1961John FitchAlexander Fleming - Inventor da PenicilinaGerald R. Ford - Presidente dos U.S.Henry FordFrançois ArageFrancesco BartolozziFrancisco FerrerFrancisco Giner de Los Rios

Abraham LincolnEdwin E. Aldrin - AstronautaSir Arthur Conan Doyle - autor de Sherlock HolmesLouis Armstrong- Músico de JazzNeil Armstrong- AstronautaJahann Christian Bach - CompositorHenry Baldwin - Supreme Corte de JustiçaLloyd Balfour- JoalheiroFrederic A. Bartholdi - Designer da Estátua da LiberdadeBarão de MontesquieuWilliam "Count" Bassie- Maestro/compositorBenjamin FranklinJames BowieJames Buchanan- Presidente dos EUABúfalo BillPadre Francisco CalvoCasanovaWalter P. ChryslerCHARLES CHAPLINWinston ChurchillAndre CitroenRoy ClarkThomas C. Clark - Suprema Corte de JustiçaWilliam ClarkJohn H.Clarke - Suprema Corte de JustiçaSamuel L. Clemens- escritorTy Cobb"Buffalo Bill" William CodyGeorge M. CohanNat 'King' Cole - cantoraCarlo Collodi - Escritor de PinóquioSamuel ColtEarle Bryan Combs

Preconceitos contra a MaçonariaAutor:Roberta

O mais engraçado, pegajoso, atual e comum preconceito contra a Maçonaria é aquele que vem de ignorantes que se consideram muito sabidos perante os maçons.

Alguns ex-maçons também se queixam, dizem que a Maçonaria é uma adoradora do demônio, Maçonaria é um circo, Maçonaria quer dinheiro, Maçonaria é isso, é aquilo. Infelizmente, esses homens não eram verdadeiros maçons, não encontraram o verdadeiro sentido da Ordem. Muitos deles sequer passaram do terceiro grau.

Explica-se: para chegar ao 3o grau, é muito fácil, basta passar uns três anos, não é preciso desenvolver nenhuma habilidade específica. Mas, para passar para o 4o grau, é preciso ser convidado, você tem de estar preparado para isso! Muitos passam a vida inteira sem nunca terem saído do grau 3! Muitos se zangam com isso, porque se acham perfeitos e seriam considerados homens perfeitos em qualquer igreja, bastando colaborar com alguma obra, mas na Maçonaria não é assim. Você não pode enganar a si mesmo.

Muitos ramos da religião evangélica ligam Esoterismo e Ocultismo ao Diabo. Isso é como associar natureza a catástrofes naturais. Demonstra a completa ignorância no assunto. O Esoterismo prega o crescimento espiritual de forma tão lúcida, que transforma qualquer ateu em seu seguidor fiel.

A Maçonaria tem caráter ocultista? Tem! Mas isso não quer dizer que ela tenha propósitos maléficos nem que ela lide com magia negra.

Os Diferentes Ritos MaçonicosAutor:Roberta

Denomina-se rito maçônico um conjunto sistemático de cerimônias e ensinamentos, que variam de acordo com o período histórico, conotação, objetivo e influência de outras seitas esotéricas que porventura penetrem na Ordem. Os ritos mais difundidos mundialmente são O rito de York, o rito Escocês Antigo e Aceito, O rito Francês ou Moderno. No Brasil se exercemtodos esses, mas se destacam também o rito brasileiro e o Adonhiramita. O Rito Misräim-Mênfis é um dos mais sangüinolentos. Na sua iniciação, o candidato deve ficar com um cadáver humano dentro de um caixão. Ele ainda é praticado.

Ritos

Adonhiramita: Criado pelo Barão de Tschoudy, ilustre escritor, em Paris, França no ano de 1766, de caráter místico e cerimonial, atualmente só em funcionamento no Brasil.

Brasileiro: Rito que se originou em 1878 em Recife, com o primeiro movimento maçônico brasileiro, ficou adormecido até que em 1976 por iniciativa de Lauro Sodré, Grão Mestre, deu o caráter de regular, legítimo e legal para o rito. Este sofreu ainda atualizações, para a sua forma atual.

Escocês Antigo e Aceito: Derivou-se do Rito de Heredon, em 1º de maio de 1786 foram fixados as regras e seus fundamentos, composto até hoje de 33 graus, atualmente é o rito mais difundido nos países latinos.

Escocês Retificado(1782): Como o próprio nome afirma, este rito consiste numa reformulação do R.E.A.A. e o objetivo era retirar um conteúdo por alguns considerado desnecessário.

Estrita Observância: Criado em 1764 pelo Barão Hund, com fundamento nas antigas "Ordens de Cavalaria". Era composto de 12 graus, esse rito deu origem aos ritos da Alta Observância e o da Exata Observância.

Francês ou Moderno: A história deste rito se inicia em 1774, com a nomeação de uma comissão para se reduzir os graus, deixando apenas os simbólicos. No princípio, houve uma forte oposição, então a comissão decidiu deixar 4 dos principais graus filosóficos. Com o decorrer do tempo, lojas adotaram o rito, hoje em dia é muito praticado na França e nos países que estiveram sob sua influência.

Heredom ou Perfeição: Iniciado em Paris, no ano de 1758.

York (ou Real Arco): Acredita-se ter sido criado por volta de 1743, foi levado à Inglaterra por volta de 1777, inicialmente foi composto de 4 graus, hoje possui 13, atualmente é o rito mais difundido no mundo, e considerado o que mais preserva a verdadeira ritualística e conhecimentos maçônicos.

Misräim ou Egípcio: Acredita-se ter ressurgido na Itália em 1813, e em seguida foi levado a França por Marc, Michel e Joseph Bédarride, Mizr significa Egito em hebraico, e seus divulgadores afirmam ser derivado dos Antigos Mistérios Egípcios, possuem 90 graus, dividido em quatro classes.

Mêmphis ou Oriental: Foi introduzido em Marselha(França) pelos Maçons Marconis de Négre e Mouret, no ano de 1838, esse rito dirige seus ensinamentos como o de Mizraim para a tradição Egípcia, compõe-se de 92 graus, dividido em 3 séries.

Mêmphis-Mizraim: Rito criado com a reunião dos ritos de Mêmphis e Mizraim em 1899 no Grande Oriente da França.

Mizraim-Mênphis: Rito criado com a reunião dos dois ritos, com conotação mais voltada ao Mizraim.

Adoção: Criado pelo grande Cagliostro na França em 1730, e reconhecido pelo Grande Oriente da França em 1774, trata-se de um rito voltado de temática egípcia, voltado para mulheres.

Schröeder: Criado por Frederick Louis Schoröeder, em 1766 na Alemanha, com a idéia de a Maçonaria conter apenas suas características fundamentais iniciais, sem nenhum acréscimo. Estudou muito as origens maçônicas para compor este rito. É também um dos que mais preserva a verdadeira essência maçônica.

Swenderborg: Criado em 1721 pelo Sueco Emmanuel Swenderborg, grande rosacruz, iluminista, teósofo, filósofo, psicólogo, físico e estudioso dos mistérios maçônicos. Desenvolveu este rito com oito graus e deu origem posteriormente aos ritos denominados de Iluministas.

Há ainda outras dezenas de ritos, adotados em menor escala.

O Segredo da MaçonariaAutor:Roberta

O segredo maçônico é de natureza única, mística e individual, de maneira que não pode nunca ser violado ou traído. Só pode ser realizado por aquele maçom que o busca para usá-lo construtivamente, com sinceridade e fervor, absoluta lealdade, firmeza e perseverança no estudo e na prática da Arte Sagrada.

A Maçonaria não se revela efetivamente senão a seus verdadeiros adeptos, àqueles que a ela se doam por inteiro, sem reservas mentais, para se tornarem verdadeiros maçons, isto é, Obreiros Iluminados da Inteligência Construtora do Universo.

Isto é conseguido por intermédio de provas que constituem os meios pelos quais torna-se manifesto o potencial espiritual que dorme em estado latente na vida rotineira, as provas simbólicas iniciais e as provas posteriores do desânimo e da decepção. Dentro de cada ser humano existem muitas faculdades ocultas, que podem ser despertadas através de práticas.

Quem se deixar vencer pelas provas, assim como aquele que ingressar na Associação com um espírito superficial, deixará de conhecer aquilo que a Ordem encerra sob sua forma e seu ministério exterior, deixará de conhecer seu propósito real e a Força Espiritual oculta que interiormente anima a Ordem.

Seu tesouro acha-se escondido profundamente na terra. Só escavando, ou seja, buscando-o por baixo da aparência, podemos encontrá-lo. Quem passa pela Instituição como se fosse uma sociedade qualquer ou um clube profano, não pode conhecê-la; somente permanecendo nela longamente, com fé inalterada,esforçando-se em tornar-se verdadeiro maçom e reconhecendo o privilégio inerente a esta qualidade, ela revelará o seu tesouro oculto.

Os EUA e a relação secreta com a MaçonariaAutor:Roberta

George Washington, James Monroe, Andrew Jackson, James Polk, James Buchanan, Andrew Johnson, James Garfield, William McKinley, Theodore Roosevelt, William Howard Taft, Warren G. Harding, Franklin Delano Roosevelt, Harry S. Truman, Lyndon Johnson, Gerald Ford: eis a lista de presidentes norte-americanos que já foram maçons. Vale lembrar que Bill Clinton foi DeMolay. A Ordem DeMolay é filiada à Maçonaria. O atual presidente Bush faz parte da sociedade secreta Skull&Bones (Crânio&Ossos), que também é uma ordem esotérica-ocultista com fins iniciáticos.Basta olhar para cédula de um dólar e ver estampados os símbolos maçônicos: a pirâmide, o olho que tudo vê, a águia...

A Maçonaria quer familiarizar a humanidade com os Mistérios gradualmente, para quando o terreno estiver preparado, possam ocorrer as devidas revelações. De nada adiantaria pôr sementes em um solo infértil, o choque seria muito grande. Até mesmo o Aprendiz não recebe o verdadeiro conhecimento, porque não está preparado nem possui o conhecimento suficiente.As ruas principais de Washington foram feitas de acordo com o simbolismo maçônico. Veja no mapa um esquadro e um compasso ligados a um pentagrama. O mapa foi feito por maçons.

Simbologia Maçonica Autor:Roberta

É importante lembrar que todos os símbolos mencionados não podem ser traduzidos em palavras e que cada palavra, por si só, já é um símbolo, que há de servir apenas de inspiração para a correta análise do simbolismo maçônico.

ACÁCIA (do grego Akakia, árvore que significa a inocência) representa a inocência ou pureza, a segurança e a certeza. Foi um ramo de acácia que os companheiros de Hiram Abiff encontraram no seu túmulo improvisado. Corresponde à murta de Elêusis, ao visco dos Druidas e ao buxo dos Cristãos.

AÇO símbolo da força

ÁGUA TOFANA símbolo do desprezo dado ao maçom que não cumpre o seu dever

ALAVANCA emblema da força moral, da perseverança, do poder da vontade; um dos instrumentos simbólicos, passivos, do grau de Companheiro, que deve ser associado à régua, instrumento ativo

AMPULHETA emblema do tempo e da morte

ÂNCORA emblema da esperança, uma das virtudes necessárias ao aperfeiçoamento do homem e da estabilidade.

ANEL emblema da aliança, do acordo firmado entre partes.

ÂNGULO RETO símbolo da virtude e da conduta do bom maçon. A posição dos pés, estando à ordem, no grau de Aprendiz, é em ângulo reto e assim também deve ser o seu passo

ARCO-ÍRIS símbolo da aliança entre Deus e o homem

AVENTAL: elemento principal e essencial das insígnias maçônicas, símbolo do trabalho, tanto físico, como intelectual e moral. O avental é geralmente composto por um retângulo (alusivo à forma do Templo de Salomão), a que se sobrepõe uma abeta triangular. No 1º grau (Aprendiz), a abeta acha-se levantada, ao passo que em todos os demais graus, ela se dobra para baixo.

O retângulo do avental pode também mudar de forma, nomeadamente para hexágono e para semicírculo. As suas dimensões, cores e decorações variam com os graus, as funções, os ritos, as obediências e a própria história.

AZEITE símbolo da paz, da caridade, da abundância e da fecundidade. Pode ser usado como combustível na iluminação das lojas, em vez das velas e dos círios

BALANÇA símbolo da Justiça

BILHA DE ÁGUA Simboliza a hospitalidade e a frugalidade que devem caracterizar o maçom

BOI símbolo da força e do trabalho

CHAVE símbolo da fidelidade e da discrição e, como tal, emblema do Tesoureiro de todas as lojas e ritos

CINZEL símbolo do discernimento e dos conhecimentos adquiridos mas, também, da força, da tenacidade e da perseverança. O seu uso representa, para o Aprendiz, o aperfeiçoamento e o conhecimento de si próprio. Representa o passivo, indissociado do malhete, o ativo

CÍRCULO símbolo da livre criação, do infinito e do universo, visto não ter começo nem fim e resultar apenas de um ponto central (o homem), que o traça utilizando um instrumento (o compasso) cujo raio é o limite dos seus conhecimentos, da sua iniciativa e da sua ousadia

COLMÉIA símbolo do trabalho coletivo e da solidariedade; como tal, simboliza o trabalho maçônico

COLUNAS J e B: símbolos dos limites do mundo criado, da vida e da morte, do elemento masculino e do elemento feminino, do ativo e do passivo, significam, respectivamente, Jokin e Bohaz

COMPASSO símbolo do espírito, do pensamento nas diversas formas de raciocínio, e também do relativo (círculo) dependente do ponto inicial (absoluto). Os círculos traçados com o compasso representam as lojas

CORAÇÃO símbolo do amor altruísta e da fidelidade

CORDA símbolo da humildade e da escravidão em que se encontra um candidato a determinado grau, até o receber.

CORDÃO também chamado cordão nodoso e cordão do amor, corda com 12 nós e borlas nas extremidades, que se coloca em geral ao longo da parte superior de qualquer templo, junto ao teto. Simboliza a união fraterna entre maçons, a cadeia de união que os liga indissoluvelmente. Os 12 nós aludem aos 12 signos do Zodíaco, haja vista que o cordão, delimitando e rodeando o templo, se interpreta também como a eclíptica desse mesmo universo. Simbolizam igualmente os marcos ou pilares que fazem conservar no seu lugar certo os elementos do templo e, por extensão, os componentes do universo

COROA símbolo da majestade, do poder, da glória e do triunfo.

CRUZ símbolo do cosmos, pela combinação do horizontal com o vertical e, por analogia, do próprio templo; do ponto de vista cristão, simboliza a imortalidade e a ressurreição; os quatro elementos (ar, água, fogo e terra)

CUBO isoladamente, o cubo simboliza a estabilidade; maçonicamente, simboliza, além disso, a obra-prima que o Aprendiz deve começar a preparar, trabalhando na pedra bruta e, portanto, a perfeição, a realização espiritual e de si mesmo. Associado à esfera, o cubo simboliza a totalidade das coisas, o universo, representando ele próprio a Terra. Associado à pirâmide quadrangular, o cubo simboliza a pedra por excelência

DELTA: triângulo luminoso, símbolo da força expandindo-se; distingue o Rito Escocês

ESFINGE Emblema do segredo maçônico e a quádrupla divisa exigida ao maçom "saber" (cabeça humana), "ousar" (garras de leão), "poder" (corpo de leão ou de touro) e "calar" (mutismo da expressão) - os quatro pilares do templo de Salomão

ESPIGA Símbolo da fecundidade e da universalidade do espírito, bem como da indestrutibilidade da vida

ESQUADRO: Resulta da união da linha vertical com a linha horizontal, é o símbolo da retidão e também da ação do Homem sobre a matéria e da ação do Homem sobre si mesmo. Significa que devemos regular a nossa conduta e as nossas ações pela linha e pela régua maçônica. Emite a ideia inflexível da imparcialidade e precisão de carácter, simboliza a moralidade

FERRO símbolo dos trabalhos do mundo

FIO DE PRUMO tal como na Maçonaria operativa o fio de prumo serve para verificar a vertical correta de qualquer lugar, a na Maçonaria especulativa o fio de prumo simboliza a profundidade e a retidão do conhecimento, sem quaisquer desvios. E tal como, entre pedreiros, o fio de prumo, associado ao nível e ao esquadro, permite construir com perfeição um edifício, da mesma forma, entre os pedreiros-livres, aqueles objetos são indispensáveis à perfeição do indivíduo. O fio de prumo é o elemento ativo, de movimento e ação, que se associa ao nível, elemento passivo, de inércia e repouso.

FLOR As principais flores usadas na simbologia maçônica são:

Flor (amarela) da acácia - emblema da imortalidade da alma e da luz, sendo os espinhos emblema dos

raios do Sol

Cravo (vermelho) - emblema do Amor, muitas vezes oferecido pelos maçons às pessoas que amam

Rosa (vermelha) - mesmo significado do cravo vermelho; significa também paixão, dor e martírio

Rosa (combinada com a cruz) - símbolo do Homem-Deus que existe em cada homem

Rosa (branca) - emblema da alegria e pureza

Rosa (amarela) - emblema da união

Rosa (negra) - emblema do silêncio

Lis (vermelho) - emblema da realeza e da autoridade

FOGO símbolo que representa a fonte de energia necessária a qualquer grande obra, o amor profundo pelo próximo e o ardor ou entusiasmo por tudo o que é nobre e generoso. Na cerimônia da Iniciação, representa a purificação espiritual.

FOICE emblema do tempo e da morte.

GALO símbolo da ousadia e da vigilância, da representação do mercúrio

INCENSO símbolo da pureza de intenções, o incenso, ao lado de outros perfumes, pode utilizar-se em cerimônias variadas

LÁGRIMAS símbolo de luto e de tristeza

LÂMPADA símbolo de fonte de luz

LEÃO símbolo da força, do valor e do caráter.

LUVAS emblema da pureza quer no sentido lendário, de não participação no assassínio de Hiram, quer no sentido moral, de não participação nos vícios do mundo profano, as luvas brancas são um dos elementos do vestuário maçônico, usadas na maioria dos graus.

LUZ conhecimento que se recebe ao entrar na Maçonaria, quer do ponto de vista racional e moral, quer simbólico, e cuja intensidade aumenta à medida que se sobe na hierarquia dos graus. A luz maçônica opõe-se às trevas do mundo profano

MACHADO símbolo do poder, da vontade, da autoridade e da destruição da ignorância.

MALHETE pequeno martelo, emblema da vontade ativa, do trabalho e da força material; instrumento de direcção, poder e autoridade

NÍVEL ferramenta utilizada na Maçonaria operativa e, simbolicamente, pela Maçonaria especulativa também. Servindo para reconhecer se um plano é horizontal e sem acidentes, simboliza a igualdade social, indicando que os direitos dos homens são os mesmos

OLHO o olho inscrito no delta ou triângulo luminoso simboliza o Sol visível, fonte de luz e da vida; simboliza igualmente o Verbo, o princípio criador, a presença omnisciente de Deus, a omnisciência da razão superior, omnisciência do dever e da consciência. Corretamente desenhado, o olho não deve ser direito nem esquerdo, mas impessoal e abstrato

OLIVEIRA símbolo da vida e da prosperidade na paz vitoriosa

OSSOS emblema da morte, da degradação e da renúncia. Na Câmara de Reflexões, indicam ao futuro maçom que se deve desprender das ossadas terrenas, da putrefacção do túmulo, para nascer de novo

PÃO emblema do alimento do espírito (com sal), da hospitalidade e (com a água) da frugalidade, existente na Iniciação para meditação do candidato a maçom. Indica-lhe a simplicidade que deverá nortear a sua vida futura

PAVIMENTO EM MOSAICO chão em xadrez de quadrados pretos e brancos, com que devem ser revestidos os templos; símbolo da diversidade do globo e das raças, unidas pela Maçonaria; símbolo também da oposição dos contrários, bem e mal, espírito e corpo, luz e trevas

PEDRA BRUTA símbolo das imperfeições do espírito do profano que o maçon deve procurar corrigir e, também, da juventude, caracterizada pelo domínio das paixões e dos impulsos, a pedra bruta apresenta-se como um bloco tosco de pedra colocado junto da coluna dos Aprendizes. A tarefa destes últimos consiste em desbastá-la até à conversão em pedra cúbica, isto é, em aperfeiçoarem o espírito e em saberem controlar as paixões

PEDRA CÚBICA símbolo da obra-prima que o Companheiro deve procurar realizar pelo aperfeiçoamento de si mesmo e o controle das paixões e dos impulsos, e também símbolo da idade madura, mais serena e calma, a pedra cúbica apresenta-se como um bloco de pedra bem talhada e polida, colocada junto à coluna dos companheiros. A sua forma termina, geralmente em pirâmide. Na pedra cúbica estão, muitas vezes, inscritos emblemas diversos da ciênciamaçônica

PENTAGRAMA estrela pentagonal, também chamada pentalfa, é o emblema da natureza e do homem que nesta se insere. As cinco pontas iguais correspondem à cabeça e aos quatro membros do ser humano. Colocada na parede do Oriente das lojas simbólicas, por cima da cadeira do Venerável

POMBA emblema da força da natureza ou da virgindade

PONTE símbolo da livre passagem

PUNHAL instrumento de vingança simbólico contra os traidores

RAIOS os raios que saem do delta resplandecente simbolizam a glória divina ou, num sentido racionalista, a glória da razão e da verdade

RÉGUA Instrumento ativo, simboliza a retidão, a precisão na execução, o método, a lei justa, o aperfeiçoamento de toda a construção. Simboliza ainda o infinito, visto permitir traçar a linha reta, sem princípio nem fim. Associa-se à alavanca, instrumento passivo

SAL símbolo da hospitalidade, da ponderação e da estabilidade que devem caracterizar o maçom.

SANGUE símbolo do sacrifício e da punição

SOL símbolo da luz, tanto física como espiritual e, também, da vida, da saúde, do equilíbrio, da força, do pólo activo. O Sol desempenha um papel de relevo na emblemática maçônica, estando presente na decoração das lojas, no painel do Aprendiz, na linguagem e no conteúdo dos rituais, na fixação das grandes festividades

TEMPLO simbolicamente, o templo é o objetivo da construção do maçom e do trabalho da Maçonaria. Representa, assim, o Homem perfeito, a Humanidade ideal do futuro e, por extensão, a paz, a harmonia, a liberdade, a igualdade e fraternidade, o bem, em suma, o conjunto de todas as virtudes maçônicas. Simultaneamente, microcosmo e macrocosmo, as dimensões do templo são infinitas: do ocidente ao oriente, do setentrião ao meio-dia, do nadir ao zênite

VINHO símbolo da inteligência

O Significado dos Rituais MaçonicosAutor:Roberta

Uma Loja Maçônica perfeita é a representação simbólica do Univerno, suas leis e da Hierarquia de Poderes que o dirige e governa. Nos rituais, desde a abertura até o encerramento, é executado simbolicamente o drama cíclico de ínicio e fim das ativadades progressivamente evolutivas levadas a cabo num Universo segundo G.A.D.U. Segue-se o divino ritual de criação, desenvolvimento e extinção de um Universo, e cado ato tem um significado cósmico muito além das concepções sobre a importância do Ritual.

G.A.D.U. significa Grande Arquiteto do Univerno. É a forma genérica como é chamado Deus, já que homens de várias religiões participam da Maçonaria, ou seja, é um movimento ecumênico.

Todos os Oficiais da Loja exercem funções similares às que, nos níveis superiores do Universo, desempenham os excelsos Oficiais da perfeitíssima

Grande Loja Branca. - Grande Fraternidade Branca de Mestres Iluminados, que guiam a humanidade para o caminho do bem.O Ritual Maçônico está situado no Ritual Supremo. Por meio dele, seus participantes se põem em contato com a gigantesca atividade do G.A.D.U., capacitando o maçom a colaborar humildemente na consagração diária do Universo na manutenção de toda a vida, e assim, por alguns momentos, o maçom é mais que humano, é divino - que isso não seja interpretado com blasfêmia.

"A Maçonaria é um fato da natureza, e sendo um fato da natureza, seus fenômenos, ensinamentos e práticas têm de se repetir EM e DENTRO do corpo humano, templo vivo de Deus".

(Parte 2 de 2)

Comentários