Mapa de risco em obra de Construção Civil

Mapa de risco em obra de Construção Civil

(Parte 1 de 2)

Campus Universitário de Tucuruí Faculdade de Engenharia Civil

Jéssica Milena Corrêa de Sousa Milena Alves Farias

MAPA DE RISCO Obra do X

Jéssica Milena Corrêa de Sousa Milena Alves Farias

MAPA DE RISCO Obra do X

Trabalho apresentado ao Prof. Msc. Fernanda Gouvea, da UFPA – Universidade Federal do Pará, em cumprimento às exigências da disciplina Saúde e Segurança no Trabalho, do Curso de Engenharia Civil.

Tucuruí – PA 2012

1 INTRODUÇÃO3
2 MAPA DE RISCO4
3 IINFORMAÇÕES SOBRE O MAPEAMENTO5
3.1 Local Inspecionado5
3.2 Agentes Mapeadores6
4 TIPOS DE RISCOS AMBIENTAIS7
5 MAPA DE RISCOS8
5.1 Identificação dos riscos e medidas de controle9

SUMÁRIO 6 CONSIDERAÇÕES FINAIS ........................................................................................... 21

3 1 INTRODUÇÃO

No Brasil a décadas existem relatos de projetos e iniciativas buscando a prevenção de acidentes e doenças do trabalho. No ano de 1944 foi instituída a primeira legislação estabelecendo a obrigatoriedade de formação das – CIPAs - Comissões Internas de Prevenção de Acidentes.

O mapa de riscos desponta nessa situação de constância de elevados índices de acidentes e doenças de trabalho, com amplas perdas humanas e econômicas. Tal mecanismo reflete uma tentativa de comprometer e envolver os trabalhadores e também os empresários com a resolução de uma problemática que é de conveniência todos superar.

Na construção civil, o mapa de risco propicia a antecipação ao risco e o combate antes que ele se apresente ou efetive. Deve-se utilizar os projetos de cada etapa da obra e a partir deles, preceder a dado agente de risco que pode existir em uma determinada etapa.

Existem elementos que possibilitam com maior facilidade a abordagem necessária para se compor o mapeamento de risco na industria da construção, os trabalhadores são especializados, os projetos já estão prontos, são as plantas baixas dos projetos de engenharia, alem da efetiva capacidade de serem antecipados os riscos futuros.

4 2 MAPA DE RISCO

Mapa é a representação gráfica do reconhecimento dos riscos existentes nos locais de trabalho, por meio de círculos de diferentes tamanhos; e cores.

Tem como objetivo informar e conscientizar os trabalhadores pela fácil visualização desses riscos. É um instrumento que pode ajudar a diminuir a ocorrência de acidentes do trabalho objetivo que interessa aos empresários a aos trabalhadores.

O mapa de riscos é elaborado pela Comissão CIPA, após ouvir os trabalhadores de todos os setores produtivos e com a orientação do Serviço Especializado em Engenharia e Segurança e Medicina do Trabalho SESMT da empresa, quando houver. É interessante ter uma planta do local, mas se não houver condições de conseguir, isto não deverá ser um obstáculo: faz se um desenho simplificado, um esquema ou croqui da obra (Santos, 2009).

5 3 IINFORMAÇÕES SOBRE O MAPEAMENTO

O mapeamento de risco é um levantamento dos locais de trabalho apontando os riscos que são sentidos e observados pelos próprios trabalhadores de acordo com a sua sensibilidade.

3.1 Local Inspecionado

O local inspecionado se situa x. O local pode ser observado na fotos.

A obra até dia da inspeção contava com o total 12 (doze) trabalhadores. Contava com o comparecimento de no mínimo 01 (uma) vez ao dia na obra do Técnico em Segurança da empreiteira, a X.

3.2 Agentes Mapeadores

O agente mapeador é uma pessoa capacitada para elaborar o Mapeamento de Riscos

Ambientais na empresa. São algumas características necessárias do mapeador a observação, a percepção, criatividade, visão global, capacidade de comunicação, educação / discrição, alem da capacidade de organização.

Foram agentes mapeadores as discentes Jéssica Milena Corrêa de Sousa e Milena

Alves Farias, graduandas do curso de Engenharia Civil no Campus Universitário da Universidade Federal do Pará em Tucuruí.

Cabe salientar o apoio técnico de outros profissionais para conhecer melhor a atividade obra inspecionada, o mesmo realizado na pessoa do senhor X, Técnico de Edificações responsável pela obra. Na foto seguinte pode-se ver o agente mapeador.

7 4 TIPOS DE RISCOS AMBIENTAIS

A tabela a seguir classifica os riscos de acidentes de trabalho. Nessa tabelal há cinco tipos de riscos que corresponderão a cinco cores diferentes no mapa.

5 MAPA DE RISCOS A seguir o mapa de riscos elaborado.

5.1 Identificação dos riscos e medidas de controle

Fiação exposta - trazem riscos de Curto circuito, choque elétrico, incêndio, queimaduras, acidentes fatais. Medidas de controle – Corrigir a fiação exposta, por meio de padronização.

Má postura – o trabalhador executa a atividade de maneira inadequada Medida de controle – sensibilização do trabalhador e fiscalização do encarregado.

Risco de queda – arranjo físico inadequado Medidas de controle – dispor um recipiente em baixo da peneira, de modo que a areia não caia diretamente no chão, evitando assim a queda do trabalhador.

Altura inadequada do equipamento – altura do suporte não compatível com a altura do trabalhador, podendo causar prejuízos ao mesmo, como dores devido a má postura. Medidas de controle – adaptação do suporte a altura do trabalhador.

Área de vivência Exposição a sujeira – devida a sujeira a presença de microrganismos. Medidas de controle – assepsia e limpeza no local.

Risco de queda de ferramenta – se deve ao fator de as ferramentas estarem mal arrumadas, podendo a qualquer momento causar um acidente. Medida de controle – organização do depósito.

Sujeiras – bebedouros e pia/lava rostos bastante sujos. Medidas de controle – limpeza nos locais.

Arranjo físico inadequado – vestiário não conta com espaço adequado pra seu fim, serve como armário, e com isso os materiais pessoais dos trabalhadores ficam espalhados pelo local. Medidas de controle – adequação e organização do local.

Latas de tinta abertas – as mesmas encontravam-se muito próximo ao local onde os trabalhadores se alimentam. Medidas de controle – realocação das latas, e vedação das mesmas.

Assentos inadequados – os mesmos não possuem encosto. Medidas de controle – providenciar assentos com encosto.

Riscos de presença de animais peçonhentos – a área de vivência é aberta, e circundada por vegetação, além de estar próximo de materiais dispostos de maneira errada. Medidas de controle – vedação da área de vivência e limpeza do entrono.

Arranjo físico inadequado das telhas – as telhas encontram-se diretamente dispostas sob o chão, barras de aço e restos de madeira em local inadequado. Medidas de controle – providenciar o armazenamento correto dos materiais.

Postura inadequada, equipamento mal acondicionada – o trabalhador estava com postura inadequada, e o equipamento conectado a tomada no chão e próximo ao trabalhador.

Medidas de controle – corrigir a postura de trabalho do funcionário e dispor corretamente o equipamento.

Material disposto de maneira incorreta – os trabalhadores executam os serviços pisando nas tesouras.

Medidas de controle - providenciar o correto acondicionamento das tesouras e a correta forma de execução do serviço pelo trabalhador.

Risco de queda – porta obstruída por materiais fora de lugar. Medidas de prevenção – desobstruir a porta.

Esforço repetitivo – somente um trabalhador utilizando o martelo, durante um intervalo grande de tempo, sem pausa para descanso.

(Parte 1 de 2)

Comentários