Relatorio de fisica 1.5

Relatorio de fisica 1.5

Objetivo:

Determinar os coeficientes de atrito para dois corpos que possuem massas diferentes e se movimentam em superfícies planas revestidas de materiais diferentes, compararem os resultados obtidos.

Revisão bibliográfica:

Segundo o site Wikipédia, força de atrito estático é à força de atrito máximo até a eminência do movimento de um móvel.

Coeficiente de atrito tem relação com o grau de rugosidade da superfície e ao contato entre corpos. É uma grandeza adimensional, ou seja, não apresenta unidade

Segundo o site, só física, força de atrito é uma força que se opõe ao movimento, depende do tipo de superfície e é proporcional a força normal. Atrito estático e aquele que atua quando não há deslizamento dos corpos.

A força mínima necessária para mover um corpo apoiado em uma superfície plana é igual à força de atrito máxima que atua no corpo.

Em um corpo parado a força de atrito deve ser maior que a força aplicada para colocá-lo em movimento, neste caso é utilizado no calculo um coeficiente de atrito estático .

Onde; . é força de atrito máxima.

. é coeficiente de atrito. é força de reação normal.

O coeficiente de atrito depende da natureza da superfície e sua rugosidade.

Materiais:

1(um) bloco grande 1(um) bloco pequeno

1(um) bloco de madeira para servir como base 1(um) dinamômetro de 2N 1(um) dinamômetro de 5N

O bloco (A), que servirá como base, terá três materiais diferentes em cada um dos lados, sendo fórmica, lixa, e madeira.

Os blocos (B) e (C) tem base de borracha. Os dois blocos terão um gancho fixado em dois lados opostos;

Por meio do dinamômetro deve ser medido o peso dos dois blocos em Newton (medida padrão).

Para a determinação do atrito dos blocos (B) e (C) com o bloco A, deve-se colocar (A) em uma superfície plana e os blocos (B) e (C) sobre o bloco (A) sendo um de cada vez.

A seqüencial de alteração de superfícies de atrito é: Lixa X Borracha. Fórmica X Borracha. Madeira X Borracha.

Figura 1: exemplo de montagem do experimento.

O experimento deverá ser realizado duas vezes para o bloco

(B) e duas vezes para o bloco (C) em cada uma das superfícies; borracha/lixa

Os blocos estarão sempre em contato com a base A através da borracha, apenas o bloco A será mudado.

Após o peso (B) ser colocado sobre o bloco (A), o dinamômetro deverá ser enganchado ao peso para que seja aplicada uma força.

Quando for aplicada a força será observado na escala do dinamômetro qual foi à força de atrito máximo para que o bloco entrasse em movimento e anotam-se os valores obtidos.

Cálculos:

Seguiu-se os passos acima e após ter anotado os resultados do experimento montou-se as tabelas 1 e 2.

Tabela 1; Força de atrito máxima entre o bloco B e o bloco A

Blocos B/A Borracha/lixa

Borracha/fórmica

Borracha/madeira

Tabela 2; Força de atrito máxima entre o bloco C e o bloco A

Blocos C/A Borracha/lixa

Borracha/fórmica

Borracha/madeira

Considerou-se:

Logo:

Sabe-se que o peso dos blocos é igual à força de reação normal então realizou-se os cálculos:

bloco B borracha/lixa;

bloco B borracha/lixa;

bloco B borracha/fórmica;

bloco B borracha/ madeira;

bloco B borracha/ madeira;

Seguiram-se os cálculos para todas as forças aplicadas no bloco C e resultou nas tabelas 3 e 4.

Tabela 3; coeficiente de atrito bloco B com bloco A

Bloco B de peso 1,65N

Superfície de atrito Borracha/Lixa Borracha/Fórmica Borracha/Madeira

Tabela 4; coeficiente de atrito bloco C com bloco A

Bloco C de peso 2,8N Superfície de atrito

Borracha/Lixa Borracha/Fórmica Borracha/Madeira

Uma media foi calculada entre os coeficientes de atrito encontrados e resultou-se em: Coeficiente de atrito médio borracha/lixa:

Coeficiente de atrito médio borracha/fórmica:

Coeficiente de atrito médio borracha/madeira:

Conclusão:

Concluiu-se o experimento e os resultados obtidos foram, borracha/lixa, borracha/fórmica, borracha/madeira respectivamente mas não foi considerado que a média deveria ser calculada separadamente para o bloco (B) e (C), as medias encontradas apresentam erros por terem sido calculadas sem levar em conta as diferenças das massas dos corpos, não foi comprovada a calibração dos dinamômetros e a visualização da escala dos dinamômetros foi grosseira e sem muita precisão.

Bibliografia:

Site só física: mecânica; dinâmica. Disponível em http://www.sofisica.com.br/conteudos/Mecanica/Dinamica/fa.php acesso em 20 de outubro de 2012 as 18:5 horas.

Site Wikipédia: atrito. Disponível em http://pt.wikipedia.org/wiki/atrito acesso em 21 de outubro de 2012 as 10:0 horas.

Comentários