Educação Financeira para Criança

Educação Financeira para Criança

(Parte 1 de 10)

Este é um material produzido pela equipe do site Brincando na Rede em parceria com as especialistas em educação financeira e consumo consciente Cristina Von, Instituto Avisa-lá e Instituto Akatu.

O site faz parte da Diretoria de Desenvolvimento Sustentável do Banco Real, que coordena as práticas de desenvolvimento sustentável da organização no que tange ao relacionamento com a comunidade.

Criado em 2001, o Brincando na Rede (w.brincandonarede.com.br) é um espaço na internet de entretenimento, especialmente para crianças de cinco a doze anos, a favor do desenvolvimento da criatividade, da imaginação e do raciocínio lógico.

O site tem como princípio o conceito de comunidade, isto é, todo o conteúdo publicado é construído com a colaboração dos visitantes mirins. As crianças são incentivadas a enviar contribuições para as seções de humor, enigmas, curiosidades, contos, educação financeira e desenhos.

O Brincando na Rede diferencia-se por:

• Ter como proposta a formação de uma comunidade virtual, o que permite a construção coletiva e cooperativa do conhecimento;

• Ter sido desenvolvido com base em canais que permitem a interatividade do usuário com o site, estimulando a criatividade e o raciocínio lógico dos visitantes;

• Ter a preocupação com a qualidade do conteúdo (as colaborações enviadas pelos usuários são selecionadas, segundo critérios éticos, e revisadas antes da publicação);

• Ter a preocupação de informar pais e/ou responsáveis sobre a participação da criança nas atividades do site;

• Possibilitar que deficientes visuais naveguem e interajam no site com autonomia.

Na seção “Quanto Vale”, as crianças têm acesso a um curso online sobre educação financeira e consumo consciente, desenvolvido em linguagem simples e lúdica, além de trazer exemplos práticos do cotidiano para abordar conceitos sobre os temas propostos.

O site trouxe, por meio desta seção, uma forma diferente de tratar um tema por vezes árduo: educação financeira. Ao propor este assunto, incentivamos que as crianças façam suas escolhas financeiras e de consumo, ponderando diferentes aspectos e avaliando possíveis impactos no momento da tomada de decisão. Nesta seção, eles também são convidados a interagir com o site, enviando perguntas relativas ao tema, respondendo às de outros usuários ou apenas comentando o que já foi publicado.

Os conteúdos sobre educação financeira são vastos. Neste material, destacamos:

Capítulo 1: “A História do Dinheiro no Brasil e no Mundo” Capítulo 2: “Os Bancos, Cheques, Cartões e Investimentos” Capítulo 3: “A Mesada, Querer (versus) Precisar e Orçamento” Capítulo 4: “Consumo Consciente e Desenvolvimento Sustentável”

Este material está dividido em duas partes: conteúdo educativo, apresentado de forma interativa, e atividades práticas.

Para conhecer melhor o site Brincando na Rede, acesse: w.brincandonarede.com.br

Este é um caderno de atividades práticas em educação financeira e as sugestões podem ser aproveitadas por professores de diversas áreas (artes, educação física, história, português etc.) ou mesmo pelos pais e/ou responsáveis que tenham interesse em trabalhar este tema com a criança. A elaboração e o grau de dificuldade das atividades variam de acordo com a faixa etária.

É possível encontrar atividades para todos os volumes contemplados no Caderno de Atividades para Educação Financeira. Para introduzir este conteúdo, sugerimos a “Atividade de Iniciação” antes das demais atividades.

Sugerimos, também, que se faça uma lista de perguntas que as crianças possam ter sobre o conteúdo do volume a ser lido e deixe num caderno de consulta do grupo. Estas questões podem se ampliar à medida que o conhecimento do grupo vai aumentando. Elas também podem ser enviadas para o canal “Quanto Vale” no site Brincando na Rede, e você têm a oportunidade de acompanhar as respostas e leválas para discussão em classe.

Após a leitura, sugerimos aplicar as atividades práticas do “Aprenda Brincando” de acordo com a faixa etária do grupo.

Atividade de Iniciação: Leitura dramática do capítulo

• Faça 7 impressões do capítulo a ser lido. Faça 8 impressões, sendo 1 completa para o condutor da atividade e 7 impressões contendo apenas as páginas referente ao capítulo que será lido.

• Escolha 7 crianças para lerem o texto, considerando que cada uma lerá um personagem diferente.

• Antes de iniciar as leituras, leia as características de cada personagem (conforme página 5).

• Inicie a leitura dramática com as crianças.

• Após a leitura, pergunte às crianças o que elas lembram do volume e anote para futuramente trabalhar os temas que não foram levantados.

• Em seguida, escolha as atividades desejadas para trabalhar.

Laila

A onça-pintada Laila é muito ágil, observadora, inteligente e é ótima em fazer contas. Não desperdiça nada e sabe poupar muito bem. É gulosa, come tudo o que restou do café da manhã.

O polvo Oto tem um sotaque diferente, pois é estrangeiro. Muito carinhoso, adora abraçar a todos com seu corpo fofinho e cheio de tentáculos. Tem um talento incrível para a pintura.

Oto

Doroti

A coruja Doroti é muito educada, observadora, estudiosa e culta. Passa as noites estudando na árvore e todos os dias tem uma nova lição para dar aos colegas da turma. É a amigona de todas as horas.

Tuti

O jabuti Tuti adora contar histórias e tem uma capacidade única de criar também as suas próprias. Demora muito mais que todos para realizar qualquer atividade, inclusive falar, pois gosta de fazê-las com muita calma e atenção.

O macaco Caquito não pára um minuto sequer em um lugar. Tem um raciocínio muito rápido e cria enigmas divertidos em segundos! Adora praticar esportes e o seu preferido é a corrida com obstáculos.

Joselito

O papagaio Joselito é muito engraçado e gosta de levantar o astral de todos. Faz piadas com tudo que está a sua volta e come muitas pipocas! Está sempre atento para que ninguém jogue lixo no chão.

Caquito

Um belo dia, Laila escolheu um lugar bem gostoso no meio do parque. Ali a oncinha se reuniria com seus amigos e lhes contaria tudo o que sabia, sobre todos os assuntos.

Mas, o que Laila sabia? Ela sabia contar: 1,2,3Tinha o hábito de

contar suas pintas, as estrelas do céu, os peixes no rio e tudo o que encontrasse no caminho. Conseguia somar, subtrair, multiplicar e dividir.

Além disso, ela tinha aprendido, em suas viagens, a lidar com o dinheiro. Mas será que isso era útil? Ela acreditava que sim, porque o dinheiro faz parte do mundo moderno. A forma como lidamos com ele influencia nossas vidas.

Quanto mais cedo aprendermos a usar o dinheiro, melhores serão nossas decisões no futuro. Mesmo as nossas pequenas ações do dia-a-dia podem transformar o mundo. Pensando nisso, Laila foi conversar com a turma do clubinho, que achou ótima a idéia dela compartilhar o seu conhecimento.

Então a oncinha marcou um encontro, perto de sua árvore preferida. Doroti, Caquito, Tuti, Joselito e Oto compareceram.

Narrador:

Eu gostaria de ser útil e ajudar na administração do parque, fazendo um planejamento e organizando as contas.

Eu quero contar para vocês o que aprendi sobre o dinheiro, de modo que isso seja bom para todos nós. Isso se chama educação financeira.

Laila:

Mas vivemos no parque. Não precisamos de quase nada.Oto:

Precisamos de um parque limpinho, de materiais de construção e outras coisas. Devemos saber como ganhar, gastar, poupar e doar. É sempre bom adquirir novos conhecimentos.

(Parte 1 de 10)

Comentários