Slide de Saúde Mental

Slide de Saúde Mental

Transtornos de Humor

Disciplina: Saúde Mental

Facilitadora: ----------------

Conceito de Humor

  • O humor é um estado de ânimo cuja intensidade representa o grau de disposição e de bem-estar psicológico e emocional de um indivíduo.

O que são transtornos de humor?

  • São distúrbios intensos que alteram de forma persistente o estado de humor , sem que a pessoa consiga compreender nem controlar.

  • Além da sensação de falta de controle pelo seu humor, a pessoa com esse tipo de transtorno perde a sua capacidade de realizar atividades, prejuízo das suas funções cognitivas como raciocínio e concentração e um intenso sofrimento psíquico que comprometem negativamente o andamento de sua vida pessoal, profissional e social.

→ A maioria dos transtornos de humor tendem a ser recorrentes e ocorrência dos episódios individuais:

→ A maioria dos transtornos de humor tendem a ser recorrentes e ocorrência dos episódios individuais:

  • Episódios Depressivos (Leve, moderado ou grave)

  • Episódio Maníaco;

  • Episódio Hipomaníaco.

Episódio Maníaco

  • Um Episódio Maníaco é definido por um período distinto, durante o qual existe um humor anormal e persistentemente elevado, expansivo ou irritável. É dividido em Mania sem sintomas psicóticos e Mania com sintomas psicóticos.

  • Mania sem sintomas psicóticos: auto-estima em alta ou grandiosidade (sem delírios); pouca necessidade de sono; compulsão para falar demais; fuga de idéias e pouca concentração; hiperatividade; agitação psicomotora; excesso de atividades prazerosas com alto potencial para conseqüências danosas (excesso em compras, por exemplo) .

  • Mania com sintomas psicóticos: o que difere da mania sem sintomas psicóticos é a presença de idéias delirantes ou de alucinações (em geral do tipo de voz que fala diretamente ao sujeito) ou de agitação, de atividade motora excessiva e de fuga de idéias.

Episódio Hipomaníaco

  • O Episódio Hipomaníaco é uma alteração de humor semelhante à mania, porém com menor intensidade. A pessoa se sente muito bem, com bastante energia. Existe freqüentemente um aumento da sociabilidade, do desejo de falar, da familiaridade e da energia sexual, e uma redução da necessidade de sono; estes sintomas não são, entretanto, tão graves de modo a entravar o funcionamento profissional ou levar a uma rejeição social.

Transtorno Depressivo;

  • Transtorno Depressivo;

  • Transtorno Distímico;

  • Transtorno Bipolar.

Transtorno Depressivo

  • Depressão é uma doença caracterizada por um estado freqüente e prolongado de sintomas de desconforto psicológico e físico, sentimentos de tristeza intensa, desânimo e desesperança que tomam conta da vida da pessoa quase todos os dias, por semanas ou meses seguidos, prejudicando seu trabalho, suas relações sociais, sua saúde e fazendo com que ela perca o gosto pela vida.

  • A depressão apresenta causas multifatoriais, tendo sua origem em fatores endógenos (neurobiológicos, genéticos) e fatores exógenos (psicossociais).

Sintomas da Depressão:

  • Sintomas da Depressão:

  • Humor deprimido;

  • Perda de interesse;

  • Alterações no apetite e/ou no peso;

  • Distúrbios do sono;

  • Retardo ou agitação psicomotora;

  • Fadiga e perda energia;

  • Sentimento de inutilidade ou culpa;

  • Dificuldades de concentração e na tomada de decisões ;

  • Pensamentos de morte ou ideação suicida .

  • Para que seja diagnosticada a depressão é importante realizar uma criteriosa análise médica Assim que comprovado o diagnóstico de doença depressiva, avalia-se em que grau se encontra e a forma como os sintomas se apresentam, ou seja, se é de uma depressão leve, moderada ou grave. Em seguida inicia-se o tratamento recomendado para cada caso em especial.

Transtorno Distímico

  • É um tipo de depressão que se caracteriza por ser leve e prolongada. Embora esteja presente a maioria dos sintomas depressivos comuns à depressão moderada e grave, eles são sentidos de forma menos intensa.

  • Na distimia, os sintomas depressivos incomodam o paciente, mas não o impede de exercer suas atividades, apenas faz com que ele tenha que despender um esforço muito maior que as outras pessoas para realizá-las.

  • As pessoas que sofrem com a distimia estão sempre queixosas e “pra baixo”. Sentem-se, freqüentemente, mal-humoradas e nada parece ser bom o suficiente para elas.

Transtorno Bipolar

  • É caracterizado por oscilações extremas e bruscas do humor.

  • A pessoa intercala momentos da mais profunda tristeza, rebaixamento do humor e de redução da energia e da atividade (depressão), com momentos de agitação intensa, alegria e excitação (hipomania ou mania).

  • O transtorno bipolar afeta homens e mulheres igualmente. Ele geralmente tem início entre os 15 e 25 anos. A causa exata ainda é desconhecida.

  • Dividi-se em Transtorno de Humor Bipolar I e Transtorno de Humor Bipolar II

Transtorno de Humor Bipolar I

  • Transtorno de Humor Bipolar I

→ As pessoas com transtorno bipolar do tipo I apresentam pelo menos um episódio maníaco e períodos de depressão profunda. Antigamente, o transtorno bipolar do tipo I era chamado de depressão maníaca.

→ O período de duração média de um episódio maníaco gira em torno de quatro meses, enquanto que o episódio depressivo pode durar mais tempo, cerca de 6 meses.

Transtorno de Humor Bipolar II

  • Transtorno de Humor Bipolar II

→ As pessoas com transtorno bipolar do tipo II nunca apresentaram episódios maníacos completos. Em vez disso, elas apresentam períodos de níveis elevados de energia e impulsividade sintomas de episodio de hipomania.

→ Esses episódios se alternam com episódios de depressão.

Tratamento para os Transtornos de Humor

  • Farmacológicos: Antidepressivos, Inibidores Seletivos da Recaptação da Serotonina (ISRS).

  • No caso do transtorno bipolar é utilizado os estabilizadores de humor, por exemplo, o Carbonato de Lítio .

  • Psicoterápicos: O trabalho psicoterápico, associado ao tratamento medicamentoso é reconhecidamente a maneira mais eficaz de tratar esse tipo de transtorno. O tratamento psicoterápico só pode ser oferecido por profissionais capacitados na área da saúde mental: psicólogo ou psiquiatra e possui como o objetivo melhora a qualidade de vida do indivíduo, trabalhando sobre as causas e conseqüências do tipo de transtorno desenvolvido, e auxiliando o paciente a desenvolver recursos internos para lidar com suas disfunções.

Referências

Comentários