ABC do cancer INCA (Abordagens Básicas para o Controle do Câncer)

ABC do cancer INCA (Abordagens Básicas para o Controle do Câncer)

(Parte 1 de 8)

MINISTÉRIO DA SAÚDE Instituto Nacional de Câncer (INCA)

Rio de Janeiro, RJ 2011

© 2011 Instituto Nacional de Câncer/ Ministério da Saúde. Todos os direitos reservados. A reprodução, adaptação, modificação ou utilização deste conteúdo, parcial ou integralmente, são expressamente proibidas sem a permissão prévia, por escrito, do Instituto Nacional de Câncer e desde que não seja para qualquer fim comercial. Venda proibida. Distribuição gratuita. Esta obra pode ser acessada, na íntegra, na Área Temática Controle de Câncer da Biblioteca Virtual em Saúde - BVS/MS (http://bvsms.saude.gov.br/ bvs/controle_cancer) e no Portal do INCA (http://w.inca.gov.br).

Tiragem: 3.0 exemplares

Elaboração, distribuição e informações MINISTÉRIO DA SAÚDE INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER (INCA) Coordenação Geral de Ações Estratégicas Coordenação de Educação (CEDC) Rua Marquês de Pombal, 125 – Centro 20230-092 - Rio de Janeiro – RJ Tel.: (21) 3207-50 w.inca.gov.br

Edição Serviço de Edição e Informação Técnico-Científica/CEDC Rua Marquês de Pombal, 125 – Centro 20230-092 - Rio de Janeiro – RJ Tel.: (21) 3207-50

Supervisão Editorial Letícia Casado

Edição e Produção Editorial Taís Facina

Revisão Fabrício Fuzimoto (estagiário de Produção Editorial) Maria Helena Rossi Oliveira Rita Machado

Capa, Projeto Gráfico e Diagramação Mariana Fernandes Teles

Normalização Bibliográfica e Ficha Catalográfica Iara Rodrigues de Amorim

Coordenação de Conteúdo Luiz Claudio Santos Thuler

Equipe de Elaboração No anexo

Impresso no Brasil / Printed in Brazil Flama

I59aInstituto Nacional de Câncer (Brasil).
ABC do câncer : abordagens básicas para o controle do câncer / Instituto
Nacional de Câncer. – Rio de Janeiro : Inca, 2011.
128 p. : il.
ISBN 978-85-7318-187-6 (versão impressa)
ISBN 978-85-7318-188-3 (versão eletrônica)
1. Comunicação em saúde. 2. Neoplasias – Prevenção e controle.
3. Educação em saúde. 4. Prospecto para educação de pacientes. I. Título.
CDD- 302.232

Catalogação na fonte – Seção de Bibliotecas/ Coordenação de Educação

Títulos para indexação Em inglês: ABC of Cancer: Basic Approaches to the Cancer Control Em espanhol: El ABC del Cáncer : Abordajes Básicas para el Control del Cáncer

A Coordenação de Educação do Instituto Nacional de Câncer (CEDC/INCA) agradece a participação dos discentes do programa de Residência Multiprofissional em Oncologia (Turma 2010) e do Curso de Especialização em Enfermagem em Oncologia (Turma 2011) na validação dos conteúdos do curso ABC do Câncer .

O Instituto Nacional de Câncer (INCA) tem o prazer e o orgulho de dividir com você este compêndio sobre o câncer.

Segunda causa de óbitos no país, com tendência de crescimento nos próximos anos, o câncer é uma questão de saúde pública, principalmente ao se levar em consideração seu percentual de prevenção: cerca de um terço dos casos novos de câncer no mundo poderia ser evitado.

Por isso, a Coordenação de Educação (CEDC) do INCA desenvolveu o Curso a Distância ABC do Câncer, cujo foco são os profissionais de nível superior não especializados em oncologia e os alunos dos cursos de graduação e pós-graduação na área da saúde, com o objetivo de compartilhar o conhecimento da Instituição com quem atua diretamente na ponta da assistência, na linha de frente dos ambulatórios e consultórios; e, por isso mesmo, com grande potencial de prevenir e detectar precocemente a doença.

Em uma linguagem simples, dinâmica e de fácil compreensão, o curso fornece informações básicas e objetivas abrangendo todos os principais aspectos do câncer: definição, prevenção, tratamento, epidemiologia e políticas públicas.

Nosso objetivo é que você aproveite e aplique na prática tais conhecimentos. Acima de tudo, buscamos aliados na luta constante que é o controle do câncer no país.

Luiz Antonio Santini

Atualmente, o câncer é um dos problemas de saúde pública mais complexos que o sistema de saúde brasileiro enfrenta, dada a sua magnitude epidemiológica, social e econômica. Ressalta-se que pelo menos um terço dos casos novos de câncer que ocorre anualmente no mundo poderia ser prevenido.

A prevenção e o controle da doença são, por esse motivo, prioridades na Agenda da Saúde do Ministério da Saúde (MS). Nesse contexto, um dos compromissos do Instituto Nacional de Câncer (INCA) com a saúde da população brasileira é participar ativamente das políticas do Sistema Único de Saúde (SUS) e colaborar na constituição da rede de cuidados integrais à saúde.

Dessa forma, ao se utilizar tecnologias de Educação a Distância, o curso ABC do Câncer - Abordagens

Básicas para o Controle do Câncer objetiva, consolidando as políticas governamentais de educação em saúde, oferecer um conjunto de informações básicas e objetivas que facilitem o entendimento da dimensão do câncer, das medidas para o controle da doença e das estratégias de governo para o enfrentamento do problema.

Segundo o sentido dicionarizado, o curso traz: (A) abordagens – uma “forma de tratar alguma questão”; (B) básicas – consideradas “indispensáveis, imprescindíveis, fundamentais, essenciais”, sendo dirigido (C) para o controle do câncer, para dar amplitude às dimensões que nele são abordadas: desde as políticas de saúde e as estratégias de promoção, prevenção, detecção precoce e diagnóstico até o tratamento e os cuidados paliativos.

Estruturado em cinco unidades, o curso é autoinstrutivo e está disponibilizado no ambiente virtual de aprendizagem (Plataforma MOODLE). Instruções sobre inscrição no curso podem ser obtidas na página do INCA na Internet (w.inca.gov.br) ou por e-mail (ead@inca.gov.br).

Esta não é a primeira vez que, no país, se lança um texto com esse nome. Coincidentemente, há exatos 60 anos, o médico e farmacêutico Von Doellinger da Graça lançava O ABC do câncer – um manual prático de clínica e de tratamento. De lá para cá, muita coisa mudou, e o presente texto de apoio ao nosso “ABC do Câncer” quer compartilhar com os não iniciados (ou em vias de se iniciar) na Atenção Oncológica o que há de mais atual no conhecimento sobre a doença. Boa leitura,

Luiz Claudio Santos Thuler

AGRADECIMENTOS03
PREFÁCIO05
APRESENTAÇÃO07
LISTA DE ILUSTRAÇÕES13
UNIDADE I: O QUE É O CÂNCER15
1. INTRODUÇÃO16
2. O QUE É O CÂNCER17
2.1 - Câncer e crescimento celular17
2.2 - Câncer: tipos de crescimento celular18
2.3 - Classificação das neoplasias19
2.4 - Câncer in situ e câncer invasivo20
3. A FORMAÇÃO DO CÂNCER21
3.1 - Oncogênese2
3.2 - Agentes cancerígenos23
4. A EVOLUÇÃO DOS TUMORES23
4.1 - Estadiamento clínico24
5. A NOMENCLATURA DOS TUMORES29
6. OS PRINCIPAIS TIPOS DE CÂNCER30
7. PENSE NISSO34
UNIDADE I: MAGNITUDE DO PROBLEMA35
1. INTRODUÇÃO36
2. TRANSIÇÃO EPIDEMIOLÓGICA37
2.1 - A mudança do perfil epidemiológico ocorrida no Brasil37
3. O NÚMERO DE CASOS NOVOS DE CÂNCER NO BRASIL38

SUMÁRIO 3.1 - Representação espacial..................................................................................................41

- Abor dag ens Básic as par a o Con tr ole do Câncer

4. A MORTALIDADE POR CÂNCER NO BRASIL41
4.1 - Mortalidade proporcional42
4.2 - Análise da mortalidade segundo diferentes aspectos43
5. A IMPORTÂNCIA DO REGISTRO DE DADOS45
6. PENSE NISSO45
UNIDADE I: AÇÕES DE CONTR OLE47
1. INTRODUÇÃO48
2. PREVENÇÃO49
2.1 - Causas de câncer49
2.2 - Classificação dos fatores de risco53
2.3 - Conhecimento em ação56
3. DETECÇÃO PRECOCE57
3.1 - Diagnóstico precoce58
3.2 - Rastreamento58
3.3 - Recomendações para detecção precoce59
3.4 - Conhecimento em ação65
4. DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO65
4.1 - Principais formas de tratamento6
4.2 - Conhecimento em ação70
5. CUIDADOS PALIATIVOS70
5.1 - Sinais e sintomas frequentes71
5.2 - Quando indicar cuidados paliativos72
5.3 - Modelos de assistência72
5.4 - Conhecimento em ação73
6. PENSE NISSO74
UNIDADE IV: A INTEGRAÇÃO DAS AÇÕES DE ATENÇÃO ONCOLÓGICA75
1. INTRODUÇÃO76
2. LINHAS DE CUIDADO7
2.1 - Desenho da história natural da doença79
2.2 - Organização das linhas de cuidado80
2.3 - Função das linhas de cuidado80

3. HIERARQUIZAÇÃO DAS AÇÕES E SERVIÇOS.................................................................................81

4. REGIONALIZAÇÃO DAS AÇÕES E SERVIÇOS83
5. PENSE NISSO83
NO BRASIL85
1. INTRODUÇÃO86
2. O SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE87
3. AS POLÍTICAS GERAIS QUE SE APLICAM AO CONTROLE DO CÂNCER90
3.1 - Pacto pela Saúde91
4. AS POLÍTICAS ESPECÍFICAS RELACIONADAS AO CONTROLE DO CÂNCER94
5. PENSE NISSO94
REFERÊNCIAS95
GLOSSÁRIO103

UNIDADE V: POLÍTICAS, AÇÕES E PROGRAMAS PARA O CONTROLE DO CÂNCER ANEXO..............................................................................................................................................125

Figura 1 - Caranguejo17
Figura 2 - Hipócrates17
Figura 3 - Células cancerosas17
Figura 4 - Tipos de crescimento celular18
Figura 5 - Diferenças entre tipos de tumores19
Figura 6 - Metástase20
Figura 7 - Mutação e câncer21
Figura 8 - Passo a passo do processo de carcinogênese2
Figura 9 - T (tumor primário)25
Figura 10 - N (linfonodos regionais)26
Figura 1 - M (metástases a distância)27
na população brasileira38
as neoplasias41
Figura 14 - Distribuição proporcional das causas de morte - Brasil, 1930-200842
Figura 15 - As dez principais causas de morte por câncer, segundo sexo, Brasil, 200843
Figura 16 - Causas de câncer50
Figura 17 - Estatística sobre as principais causas de câncer52
Figura 18 - Quimioterapia67
Figura 19 - Radioterapia68
Figura 20 - História natural da doença79

FIGURAS Figura 12 - Tipos de câncer mais estimados para 2010/2011, exceto pele não melanoma, Figura 13 - Representação espacial das taxas brutas de incidência por 100 mil homens e mulheres estimadas para os anos 2010/2011, segundo a Unidade da Federação para todas

Quadro 1 - Principais diferenças entre tumores benignos e malignos20
Quadro 2 - Recomendações para detecção precoce segundo a localização do tumor59
Quadro 3 - Recomendações e orientações para detecção precoce do câncer de mama60

QUADROS Quadro 4 - Recomendações e orientações para detecção precoce do câncer do colo do útero.......60

- Abor dag ens Básic as par a o Con tr ole do Câncer

Quadro 5 - Recomendações e orientações para detecção precoce do câncer de cólon e reto61
Quadro 6 - Recomendações e orientações para detecção precoce do câncer de boca62
Quadro 7 - Recomendações e orientações para detecção precoce do câncer de pulmão63
Quadro 8 - Recomendações e orientações para detecção precoce do câncer de próstata63
Quadro 9 - Recomendações e orientações para detecção precoce do câncer de estômago64
Quadro 10 - Recomendações e orientações para detecção precoce do câncer de pele64
Quadro 1 - Exemplo sistematizado da linha de cuidado do câncer do colo do útero82
Tabela 1 - Grupamento por estádios28
em homens e mulheres, segundo localização primária39
regiões do Brasil, 2010/201139
Brasil, 2010/201140
Tabela 5 - Mortalidade proporcional (%), segundo grupos de causas, 200842

TABELAS Tabela 2 - Estimativas, para os anos 2010/2011, do número de casos novos de câncer, Tabela 3 - Número total de casos novos de câncer (exceto pele não melanoma) por Tabela 4 - Número total de casos novos de câncer por Unidade de Federação, Tabela 6 - Número total de óbitos por câncer, distribuído por faixa etária, homens e mulheres, Brasil, em 2007............................................................... .................................4

Unidade I O que é o câncer

O que é o câncer

1. INTRODUÇÃO

Você sabe o que é o câncer e como ele se desenvolve em nosso corpo?

Nesta unidade, você verá que o termo câncer refere-se a uma variedade de doenças, com localizações e aspectos biológicos múltiplos.

Você vai conhecer ainda os principais termos utilizados no estudo do câncer e os aspectos mais relevantes dos tipos de câncer mais comuns.

2. O QUE É O CÂNCER

A palavra câncer vem do grego karkínos, que quer dizer caranguejo (Figura 1), e foi utilizada pela primeira vez por Hipócrates, o pai da medicina (Figura 2), que viveu entre 460 e 377 a.C.

O câncer não é uma doença nova. O fato de ter sido detectado em múmias egípcias comprova que ele já comprometia o homem há mais de 3 mil anos antes de Cristo.

Atualmente, câncer é o nome geral dado a um conjunto de mais de 100 doenças, que têm em comum o crescimento desordenado de células (Figura 3), que tendem a invadir tecidos e órgãos vizinhos.

2.1 Câncer e crescimento celular

(Parte 1 de 8)

Comentários