MATRIX- resenha do filme

MATRIX- resenha do filme

Direção:The Wachowski Brothers. Produção:Joel Silver. Interpretes:Keanu Reeves,Laurence Fishburne e outros. Los Angeles, Warnerer Bros,1fita de vídeo (193 min) VHS,NTSC.Son., color.Legendado em Língua Português, Distribuidora por Warner Home Vídeo do Brasil

Resenhado por Lurdinha Bezerra

A teoria pragmática, que sustenta o critério de verdade, esta se encontra nos efeitos e conseqüências de uma idéia, e o seu êxito, dela depende. Porém a idéia é apenas idéia, um mundo de ilusões, uma realidade imaginada. Assim é Matrix uma simulação projetada pelas ilusões da qual o

homem precisa ser libertado, e uma vezà luz do conhecimento seria senhor

da verdade e livre para definir seus próprios caminhos.

No filme Matrix, Morpheu descobre em seu escolhido: Neo, as qualidades necessárias para salvar a humanidade do sistema que manipula e transporta o homem a uma realidade virtual, a realidade é induzida por Matrix, um sistema de computadores que o programa e o condena a um mundo obsoleto.

Morpheus um dos personagens que protagonizam o filme vê em Neo o escolhido para resgatar o homem, do mundo presente: mundo virtual, projetado pela mente, segundo a teoria Matrix, mundo de ignorância e obscuridade. Articulador da destruição do sistema Matrix, Morpheus tem o propósito de acordar o homem para a verdadeira realidade que estabelece um futuro, futuro este, comandado pela máquina onde os seres humanos são mantidos em cápsulas e sua energia utilizada para a manutenção do sistema.

Matrix não pode ser considerado uma ficção cientifica, pois ele sugere uma fatalidade e todas as tendências do autor estão recheadas de conhecimentos tecnológicos e desafios às leis da física, fundamentadas nos conceitos da metafísica, não muito longe dos computadores inteligentes já projetados pela tecnologia atual, e que pode contribuir, segundo os cientistas, na origem dos primeiros protótipos de uma inteligência artificial.

Toda sociedade é construída por um modelo padronizado sistemático, que se constituem em verdades indiscutíveis e o homem manipulado por suas regras e paradigmas de origens ignoradas, mas simplesmente impostas as segue automaticamente. Só então à luz do conhecimento da verdade, o homem transcenderia às aparências para trazer à tona sua própria realidade.

Analogamente, deduz-se que este mundo, é de fato uma virtualidade, e essa visão inspira concluir que, o homem poderá estar vivendo uma realidade virtual: o mundo de Matrix. Tal qual o Mito da Caverna onde Platão descreve

próprias sombras projetam, e assim permanecem: presos á própria ignorância

sobre seres humanos acorrentados que conhecem apenas o que as suas

O filme envolve uma série de aspectos filosóficos e científicos fazendo também alusões ao dogmatismo, para despertar no espectador um argumento quase contundente na defesa de uma teoria, que se desenvolve a partir de uma busca dos sentidos da existência humana, escalando uma trajetória tridimensional em tempo, espaço e consciência.

Comentários