Horta

Horta

(Parte 3 de 7)

As hortaliças podem ser classificadas de acordo com a parte consumida (folhosas, frutos, raízes ou tubérculos) ou com a semelhança do ponto de vista botânico (flores, folhas e frutos), sendo agrupadas em famílias.

Para que serve a classificação botânica?

A classificação botânica organiza as plantas em grupos e subgrupos, por exemplo, famílias, gêneros e espécies, com nomes específicos em latim, a fim de que cientistas do mundo inteiro utilizem uma linguagem comum, compreensível a todos.

Todas as hortaliças têm nomes próprios e pertencem a alguma família?

Sim. Isso é necessário para evitar confusões, já que as plantas podem ter vários nomes comuns, dependendo da região e do país. Por exemplo, no Brasil usam-se os nomes batatabaroa ou baroa (Rio de Janeiro), cenoura-amarela ou batatafiúza (Minas Gerais), mandioquinha ou mandioquinha-salsa (São Paulo), batata-salsa (Paraná) para uma mesma planta, cujo nome científico é Arracacia xanthorrhiza. Em outras palavras, esta hortaliça pertence ao gênero Arracacia, espécie xanthorrhiza, família Apiaceae, antiga Umbelliferae, a mesma da cenoura, salsão, salsa, coentro e erva-doce.

A mandioquinha-salsa ou batata-baroa foi introduzida no Brasil a partir da região andina, onde é conhecida por outros nomes, como arracacha (países andinos), apio criollo (Venezuela), zanahoria blanca (Equador) e viraca (Peru). O uso do nome científico junto com o nome popular facilita o entendimento entre cientistas e produtores, evitando erros e confusões.

Qual a importância de se saber os nomes científicos e as famílias botânicas das hortaliças?

Não é preciso saber o nome científico das hortaliças, a menos que se necessite de informações mais detalhadas ou, no caso de se comunicar com alguém no exterior, não se saiba o nome comum em outro idioma. Entretanto, o conhecimento das famílias botânicas pode ser importante para definir rotação de culturas na horta, uma vez que as plantas da mesma família podem sofrer o ataque das mesmas pragas e doenças.

A quais famílias pertencem as hortaliças cultivadas no Brasil?

As hortaliças cultivadas no Brasil pertencem a mais de 15 famílias botânicas diferentes, e as mais importantes pertencem às famílias das solanáceas, brássicas, apiáceas, liliáceas e cucurbitáceas.

Como as hortaliças são distribuídas em famílias botânicas?

As hortaliças são agrupadas em famílias botânicas de acordo com características comuns, como tipo de flor, folhas, hábitos de crescimento e outras. Para se ter uma ideia, as principais hortaliças cultivadas no Brasil estão agrupadas por família na Tabela 1.

Tabela 1. Famílias das principais hortaliças cultivadas no Brasil.

Continua...

Família botânica Hortaliça

Solanácea Batata, berinjela, jiló, pimenta, pimentão, tomate, jurubeba

BrássicaAgrião, couve-brócolo, couve-de-bruxelas, couvechinesa, couve-flor, couve-manteiga, couve-rábano, mostarda, nabo, repolho e rúcula

Existem outras formas de agrupar as hortaliças?

Sim. Uma das maneiras mais utilizadas é a classificação em grupos de acordo com a parte da planta usada na alimentação, tais como folha, flor, fruto, haste e legume, e com as partes subterrâneas, como raiz, tubérculo, bulbo e rizoma.

O que são hortaliças-folha?

Hortaliças-folha ou folhosas são todas aquelas cujas partes comestíveis são as folhas – acelga, agrião, alface, almeirão, cebolinha, coentro, chicória, couve-chinesa, couve-manteiga, espinafre, mostarda, repolho, rúcula, salsa, salsão, serralha e taioba.

Fonte: Filgueira (2000).

Tabela 1. Continuação

Família botânica Hortaliça

Apiácea Cenoura, salsão, erva-doce, mandioquinha-salsa, coentro, salsa

Cucurbitácea Melão, melancia, abóbora, moranga, abobrinha, pepino, chuchu, maxixe

LiliáceaAlho, alho-porró, aspargo, cebola e cebolinha Malvácea Quiabo, vinagreira AsteráceaAlface, chicória, alcachofra, almeirão QuenopodiáceaBeterraba, acelga, espinafre verdadeiro AráceaTaioba, inhame, cará, taro FabáceaFeijão-vagem, ervilha-torta, feijão-caupi, fava Convolvulácea Batata-doce Poácea Milho-verde, milho-doce Dioscoreácea Taro (cará)

Aizoácea Espinafre-da-Nova-Zelândia

Rosácea Morango

O que são hortaliças-flor e hortaliças-legume?

São hortaliças cujas partes comestíveis são as flores ou os legumes, por exemplo: • Hortaliças-flor: alcachofra, couve-brócolo e couve-flor.

• Hortaliças-legume: ervilhatorta e feijão-vagem.

O que são hortaliças-fruto?

São todas as hortaliças cujas partes comestíveis, do ponto de vista botânico, são os frutos, como abóbora, abóbora italiana, abóbora japonesa, berinjela, chuchu, ervilha em grão, jiló, maxixe, melancia, melão, milho-verde, moranga, morango, pimenta, pimentão, pepino, quiabo e tomate.

Quais as hortaliças cujas partes comestíveis são subterrâneas?

Estas hortaliças dividem-se em raiz, tubérculos e bulbos: • Hortaliças-raiz: batata-doce, beterraba, cenoura, mandioquinha-salsa (ou batata-baroa), mandioca, nabo e rabanete. • Hortaliças-tubérculo: batata, cará e inhame.

• Hortaliças-bulbo: cebola e alho.

O que são hortaliças-haste?

Hortaliças-haste são aquelas das quais se come o caule ou as hastes, como o salsão (ou aipo) e o alho-porró.

Como podem ser produzidas as hortaliças?

As hortaliças podem ser produzidas de vários modos, chamados sistemas de produção – sistema convencional, hidroponia, cultivo orgânico, agroecológico, cultivo protegido, produção integrada e cultivo intensivo em larga escala, entre outros. O sistema de produção depende do objetivo da produção e da disponibilidade de meios.

O que é o sistema convencional de produção de hortaliças?

Considera-se sistema convencional o cultivo comercial de hortaliças adotado em grande parte da produção brasileira, com uso de fertilizantes químicos e agrotóxicos.

O que são hortaliças hidropônicas?

São hortaliças cultivadas em meio aquoso; ou seja, os fertilizantes químicos são diluídos em água, em lugar do solo, para o cultivo das hortaliças. O sistema de cultivo hidropônico é feito em cultivo protegido, em casasde-vegetação e estufas, com ou sem substrato para sustentar as plantas.

O que é o sistema de produção orgânico?

O sistema orgânico baseia-se no uso de elementos naturais, principalmente estercos e compostos, em contraposição ao uso de fertilizantes químicos, e não utiliza agrotóxicos para o controle de pragas e doenças.

Já existe uma legislação brasileira que estabelece as normas para que um produto seja considerado orgânico, inclusive com certificação externa, para o caso de ser formalmente comercializado. No caso de hortas domésticas, é possível adotar os preceitos básicos do sistema orgânico, sem preocupar-se, entretanto, com a certificação.

Qual a diferença entre a agroecologia e o sistema orgânico?

De maneira simples, a agroecologia é a ciência que norteia o sistema orgânico de produção, e o sistema orgânico é a aplicação prática dos conhecimentos gerados pela agroecologia.

(Parte 3 de 7)

Comentários