Trabalho de redes I

Trabalho de redes I

(Parte 1 de 6)

República de Angola Universidade Metodista de Angola

Temas:

Sinais e Meios de Transmissão Banda e Multiplexadores

Topologia Logica e Fisica

Tecnologia Ethernet (CSMA/CD)

Tecnologia Token Ring

Protocolos de Acesso a Wan

Nome: João Joaquim Xavier da Cruz Abreu Nº.Proc: 10571 Sala: U-106 Turno: Noite Turma: A Curso: Eng. Informatica

Professor(a)

-Luanda-

Indece Indece

Difinição

Sinais e Meios de Transmissão

Meios de transmissão são as conexões físicas entre as estações da rede. Geralmente eles diferem com relação à banda passante, tipo de conexão (se ponto - a - ponto ou multiponto), limitação geográfica, atenuação característica do meio, imunidade a ruído, custo, disponibilidade de componentes e confiabilidade.

Tipos de meios de transmissão Meio Magnético

Meios Guiados

Meios Não - Guiados

Meio Magnético:

Uma das maneiras mais comuns de transporte de dados de um computador para outro é as fitas magnéticas, discos flexíveis, discos rígidos ou CDs.

Através destes meios consegue-se efectuar a transferência de grandes quantidades de dados de maneira barata mas não de forma on-line, incorrendo numa grande demora.

Trata-se de um método muito mais barato, especialmente para aplicações em que o tamanho da largura de banda ou o custo por bit transportado é o factor chave.

Meios Guiados:

Par Trançado Cabo Coaxial

Fibra Óptica

Par Trançado:

O par trançado é um meio de transmissão comum para conexões de curtas distâncias.

Ele está presente na rede de acesso, interconectando o ambiente do usuário à central local, nas redes telefónicas privativas das empresas (redes PABX – Private Automatic Branch Exchange) e nas redes locais Ethernet.

O par trançado também foi bastante utilizado para interconexão de centrais telefónicas (cabos de pares), mas esta aplicação está em desuso.

Tipos: UTP- não blindado:

STP - blindado:

Constituição:

O par trançado é constituído de um par de fios de cobre trançados, que pode ser blindado por uma capa metálica, denominado de STP (Shielded Twisted Pair), ou não blindado, denominado de UTP (Unshielded Twisted Pair).

Vantagens:

Baixo custo; Forte resistência à interferências no STP;

Largamente utilizado;Conexões baratas.

Desvantagens:

Podem ter transmissão tanto analógica como digital, é a sua susceptibilidade às interferências e a ruídos;

Sistemas de baixa frequências

Consiste em um condutor de cobre central, uma camada de isolamento flexível, uma blindagem com uma malha metálica e uma cobertura externa.

Ainda hoje existem vários tipos de cabos coaxiais, cada um com as suas características específicas.

Constituição: Cabo Coaxial Fino Material: Cobre

Resistência de 50 Ohm

Velocidade: até 10 Mbps

Frequência de 2 GHz

Utilização: Cabeamento Horizontal

Vantagens:

Melhores para transmissão em alta frequência; Atenuação mais baixa;

Desvantagens:

Mau - contacto nos conectores. Cabo rígido – difícil manipulação.

Problema da topologia (barramento).

(Parte 1 de 6)

Comentários