Analise Diagnostica dos CIM no Brasil 2000

Analise Diagnostica dos CIM no Brasil 2000

(Parte 1 de 5)

Conselho Federal de FarmáciaConselho Federal de FarmáciaConselho Federal de FarmáciaConselho Federal de FarmáciaConselho Federal de Farmácia

Organização Pan-Americana da SaúdeOrganização Pan-Americana da SaúdeOrganização Pan-Americana da SaúdeOrganização Pan-Americana da SaúdeOrganização Pan-Americana da Saúde Sistema Brasileiro de Informação sobre MedicamentosSistema Brasileiro de Informação sobre MedicamentosSistema Brasileiro de Informação sobre MedicamentosSistema Brasileiro de Informação sobre MedicamentosSistema Brasileiro de Informação sobre Medicamentos

Um medicamento deve ser acompanhado deUm medicamento deve ser acompanhado deUm medicamento deve ser acompanhado deUm medicamento deve ser acompanhado deUm medicamento deve ser acompanhado de informação apropriada. A qualidade da informaçãoinformação apropriada. A qualidade da informaçãoinformação apropriada. A qualidade da informaçãoinformação apropriada. A qualidade da informaçãoinformação apropriada. A qualidade da informação a respeito de um medicamento é tão importantea respeito de um medicamento é tão importantea respeito de um medicamento é tão importantea respeito de um medicamento é tão importantea respeito de um medicamento é tão importante quanto a qualidade do princípio ativo. A informaçãoquanto a qualidade do princípio ativo. A informaçãoquanto a qualidade do princípio ativo. A informaçãoquanto a qualidade do princípio ativo. A informaçãoquanto a qualidade do princípio ativo. A informação e a promoção de medicamentos pode influenciare a promoção de medicamentos pode influenciare a promoção de medicamentos pode influenciare a promoção de medicamentos pode influenciare a promoção de medicamentos pode influenciar em grande medida a forma pela qual osem grande medida a forma pela qual osem grande medida a forma pela qual osem grande medida a forma pela qual osem grande medida a forma pela qual os medicamentos são utilizados. O monitoramento emedicamentos são utilizados. O monitoramento emedicamentos são utilizados. O monitoramento emedicamentos são utilizados. O monitoramento emedicamentos são utilizados. O monitoramento e controle destas atividades são partes essenciais decontrole destas atividades são partes essenciais decontrole destas atividades são partes essenciais decontrole destas atividades são partes essenciais decontrole destas atividades são partes essenciais de uma política nacional de medicamentos.uma política nacional de medicamentos.uma política nacional de medicamentos.uma política nacional de medicamentos.uma política nacional de medicamentos.

Do Prólogo, de Nelly Marín Jaramillo,Do Prólogo, de Nelly Marín Jaramillo,Do Prólogo, de Nelly Marín Jaramillo,Do Prólogo, de Nelly Marín Jaramillo,Do Prólogo, de Nelly Marín Jaramillo, assessora de serviços farmacêuticos daassessora de serviços farmacêuticos daassessora de serviços farmacêuticos daassessora de serviços farmacêuticos daassessora de serviços farmacêuticos da Organização Pan-Americana da Saúde no Brasil.Organização Pan-Americana da Saúde no Brasil.Organização Pan-Americana da Saúde no Brasil.Organização Pan-Americana da Saúde no Brasil.Organização Pan-Americana da Saúde no Brasil.

Organizadores

Carlos Cezar Flores Vidotti Neudo Magnano Heleodoro Paulo Sérgio Dourado Arrais

Rogério Hoefler Rosa Martins Selma Rodrigues de Castilho

Conselho Federal de Farmácia (CFF)

Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS)

Sistema Brasileiro de Informação sobre Medicamentos (Sismed) Brasília, 2000

© Publicação do Conselho Federal de Farmácia (SCRN 712/713 - Bloco G - nº 30 CEP 70760-770 Brasília - DF; Tel.: (61)349-6552; Fax:(61)349-6553; Página eletrônica: http://www.cff.org.br

Preparação editorial e revisão técnica: José Ruben de Alcântara Bonfim Diagramação: Johannes Christian Bergmann

Ficha Catalográfica

Vidottiet al. – Brasília: Conselho Federal de

Encontro dos Centros de Informação sobre Medicamentos do Brasil (2: 1998: Goiânia) Centro de informação sobre medicamentos : análise diagnóstica do Brasil / Organizadores: Carlos C. F. Farmácia, Organização Pan-Americana da Saúde, 2000.

72 p..; 23 cm. Inclui Bibliografia ISBN 85-900299-1-3

1. Centro de Informação sobre Medicamentos 2. Brasil I. Título I. Carlos C. F. Vidotti II. Neudo Magnano Heleodoro IV. Paulo S. D. Arrais V. Rogério Hoefler VI. Rosa Martins VI. Selma Rodrigues de Castilho

Contatos a respeito desta publicação: Sistema Brasileiro de Informação sobre Medicamentos (Sismed) Centro Brasileiro de Informação sobre Medicamentos (Cebrim) SBS Qd 01 - Bl. K - Ed. Seguradoras 8º andar 70093-900 Brasília - DF Email: cebrim@cff.org.br Home Page: http://www.cff.org.br/cebrim

Queremos externar reconhecimentos a Arnaldo Zubioli, Cilene

Aikawa da Silveira, Disney Fabíola Antesama Urquidi, Edemilson Cardoso da Conceição, Edna Fujie Suzuki Nakami, Emília Vitória Silva, Garibaldi José de Carvalho Filho, Gun Birgitta Bergsten Mendes, Jaldo de Souza Santos, José Ruben de Alcântara Bonfim, Keith Johnson, Luciana Lima de Oliveira, Lynn Dee Silver, Micheline Marie Milward de Azevedo Meiners, Murilo Freitas Dias, Nelly Marín Jaramillo, Rosaly Correa de Araújo, Valnides Ribeiro de Oliveira Vianna e a todos que colaboraram para este trabalho de desenvolvimento dos Centros de Informação sobre Medicamentos no país e na difusão do uso racional de medicamentos.

Os organizadores

Participantes 1 Apresentação, Jaldo de Sousa Santos13 Prólogo, Nelly Marín Jaramillo15 Introdução 23 Metodologia 27 Resultados 28 a. Conceito de CIM28 b. Atividades28 c. Formulário de Solicitação de Informação29 d. Avaliação das Atividades do CIM30

Conclusão 32 Referências 3 Anexos

A. Protocolo de Cooperação37 B. A pesquisa a respeito dos Centros de Informação sobre Medicamentos no país51 1. Apresentação51 2. Dados Geográficos52 3. Recursos humanos 4. Financiamento54 5. Planejamento e Avaliação56 6. Informação Passiva58 6.1. Desempenho mensal58 6.2. Consolidação dos dados59 6.3. Caracterização das solicitações de informação encaminhadas aos CIM60 7. Informação Ativa62 8. Fontes de Informação63 8.1. Referências alternativas65 8.2. Apoio especializado66

C. Cadastro dos Centros de Informação sobre Medicamentos do Brasil67

Descreve-se a iniciativa do Conselho Federal de Farmácia, desde 1992, para instalar o Centro Brasileiro de Informação sobre Medicamentos (Cebrim) e, subseqüentemente o Sistema Brasileiro de Informação sobre Medicamentos (Sismed) originado por Centros de Informação sobre Medicamentos (CIM), desenvolvidos em diversos estados da federação, e que resultaram de treinamentos promovidos pelo Cebrim nos anos de 1994 a 1997.

Relata-se também os resultados do I Encontro de Centros de

Informação sobre Medicamentos do Brasil, realizado pelo Cebrim em 1996, em que houve a consolidação do Sismed com a aprovação do seu Protocolo de Cooperação. Desde então, os CIM participantes cresceram 100% (de oito para dezesseis), gerando a necessidade de integrá-los e de revisão do Protocolo de Cooperação. Em 1998, ocorreu o I Encontro de Centros de Informação sobre Medicamentos do Brasil que teve o objetivo de promover o intercâmbio de experiências regionais, e de revisar e atualizar o Protocolo de Cooperação.

Para se conhecer o perfil dos CIM do país remeteu-se um questionário para dezoito CIM identificados. Houve resposta de dezesseis CIM (89%); a análise da consolidação dos questionários foi apresentada no Encontro. Com a presença de quinze participantes, representando onze CIM, foram definidos o conceito de CIM, suas atividades, o formulário de solicitação de informação, a avaliação dos CIM, e feitas sugestões para o melhor desenvolvimento do Sismed. Elegeu-se um Comitê Gestor para o Sismed, entre representantes dos Centros de Informações sobre Medicamentos participantes do I Encontro, e estabeleceu-se as principais atribuições do Comitê Gestor do Sistema Brasileiro de Informações sobre Medicamentos.

DRUG INFORMATION CENTERS: A DIAGNOSTIC ANALYSIS IN BRAZIL Abstract Introduction: The beginning of Drug Information Centers in 1962 and subsequent expansion in support of the rational use of drugs is described. The central role of the pharmacist in such centers and the emergence of specialization in this area is also described. The initiative of the Federal Council of Pharmacy in Brazil, begun in 1992, with the implantation of the Brazilian Center for Drug Information (CEBRIM) and subsequently the Brazilian System for Information on Drugs (SISMED) is described. This System resulted mainly from the Drug Information Centers (CIMs) developed in various states as a result of training by CEBRIM between 1994 and 1997. The results of the first Meeting of Brazilian Drug Information Centers held at CEBRIM in 1996 are described, when SISMED was consolidated with a Cooperative Protocol. Since then the number of CIMs has grown 100% (from 8 to 16), and a need for integration and revision of the protocol arose. In 1998 the second Meeting of Brazilian CIMs was held with the objective of exchanging regional experiences and revising and updating the Cooperative Protocol.

Methods: In order to map the characteristics of the Brazilian CIMs all such institutions received a questionnaire. Using a strategic situational approach as the method, participant were asked about key points of the service and consensus was sought.

Results: The questionnaire was sent to 18 CIMs identified, and 16 were returned (89%). The consolidation of the data was presented at the beginning of the meeting, tracing the characteristics of the Brazilian CIMs. With the participation of 15 people from 1 CIMs, CIMs were defined, as were their principal activities, and a form for information requests and CIM evaluation was developed. A number of requirements were identified and suggestions made for improving the system. Since there was difficulty in reaching consensus a managing committee for SISMED was elected amongst the representatives present to carry out these suggestions. The attributes of this committee were also established.

Conclusion: Two days were insufficient to cover all the pertinent aspects of the activities of each center and of the system as a whole. Nevertheless a significant number of representatives of Brazilian centers were present and it was possible to advance in making procedures in the system more uniform, since the importance of a certain degree of unified action was clear. The objectives were attained and the results of the second meeting were quite satisfactory. There was commitment to continuing and improving the work.

PARTICIPANTES (ordenados por estado)

BAHIA Dra. Rosa Martins Centro de Informação sobre Medicamentos – CIM Faculdade de Farmácia - Universidade Federal da Bahia

CEARÁ Dr. Cleber Domingos Cunha da Silva Dr. Paulo Sérgio Dourado Arrais Centro de Informação sobre Medicamentos – CIM Grupo de Prevenção ao Uso Indevido de Medicamentos – GPUIM Departamento de Farmácia – Universidade Federal do Ceará

DISTRITO FEDERAL Dr. Carlos Cezar Flores Vidotti Dra. Emília Vitória Silva Dr. Rogério Hoefler Centro Brasileiro de Informações sobre Medicamentos – CEBRIM Conselho Federal de Farmácia – CFF

ESPÍRITO SANTO Dr. Neudo Magnago Heleodoro Dra. Elizoneth Campos Delorto Sessa Centro de Informações sobre Medicamentos do Espírito Santo – CEIMES Secretaria de Saúde do Estado do Espírito Santo

GOIÁS Dr. Edemilson Cardoso da Conceição Centro Regional de Informações sobre Medicamentos – CRIM Faculdade de Farmácia – Universidade Federal de Goiás

MATO GROSSO DO SUL Dra. Lia Lusitana Cardozo de Castro Centro de Informações sobre Medicamentos – CIM Departamento de Saúde Pública – Universidade Federal do Mato Grosso do Sul

MINAS GERAIS Dra. Djenane Ramalho de Oliveira Centro de Estudos de Medicamentos – CEMED Faculdade de Farmácia – Universidade Federal de Minas Gerais

PARAÍBA Dra. Ednilza Pereira de Farias Dias Centro de Informação sobre Medicamentos – CIM Hospital Universitário Lauro Wanderley – Universidade Federal da Paraíba

PARANÁ Dra. Mara Rúbia Keller Sartori Centro de Informação sobre Medicamentos – CIM Conselho Regional de Farmácia do Estado do Paraná

RIO DE JANEIRO Dra. Márcia Maria Barros dos Passos Centro Regional de Informação sobre Medicamentos – CRIM Faculdade de Farmácia – Universidade Federal do Rio de Janeiro

Dra. Selma Rodrigues de Castilho Centro de Apoio à Terapia Racional pelo Informação sobre Medicamentos – CEATRIM Faculdade de Farmácia – Universidade Federal Fluminense

Dra. Janeth Montalvo Jaramillo Centro de Información de Medicamentos y Tóxicos – CIMET/ Equador

Dr. Keith Johnson Vice President and Director of Information Development – The United States

Pharmacopeia (USP), Estados Unidos da América, na qualidade de consultor da Organização Pan-Americana da Saúde.

Dra. Isabela Heineck Farmacêutica responsável pelo CIM a ser desenvolvido na Faculdade de Farmácia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

O Sistema Brasileiro de Informação sobre Medicamentos

(Sismed) é um relevante programa que o Conselho Federal de Farmácia executa desde 1992, em parceria com a Organização Pan- Americana da Saúde, para incentivar a instalação de Centros de Informação sobre Medicamentos (CIM) no país e, conseqüentemente, criar estrutura técnica permanente de apoio ao uso racional de medicamentos pela população. Esta iniciativa reflete também a necessidade de empreender mudanças na atuação do farmacêutico no sentido do que é considerado um dos aspectos promissores da profissão: a atenção farmacêutica.

Este trabalho é o resultado das discussões realizadas no I Encontro de Centros de Informação sobre Medicamentos do Brasil, ocorrido em Goiânia, em 1998, organizado pelo Centro Brasileiro de Informação sobre Medicamentos (Cebrim). Expressa a integração dos representantes dos CIM em torno do ideal de aprimorar o uso dos medicamentos pela sociedade, com seriedade, persistência e profissionalismo na execução de um trabalho profícuo e que se encontra em plena expansão no país graças a atuação cooperativa entre instituições públicas e privadas.

Fundado no desenvolvimento do que até aqui foi realizado é possível prever-se que, em breve, a atividade se multiplicará em todos os estados e se fortalecerá ainda mais aos Centros de Informação de Medicamentos integrantes do Sismed, e fora dele, caminhando para se transformar num bem socialmente reconhecido.

Dr. Jaldo de Souza Santos Presidente do Conselho Federal de Farmácia

A Informação sobre Medicamentos no Contexto Sanitário da Política Nacional de Medicamentos NELLY MARÍN JARAMILLO

A Organização Mundial da Saúde (OMS) propõe a adoção de Política Nacional de Medicamentos e nela o papel da informação sobre medicamentos como componente fundamental desta política.

Os medicamentos modernos salvam vidas e melhoram a saúde.

Porém, existem milhões de pessoas com doenças comuns — pneumonia, diarréia, malária, tuberculose ou hipertensão — que não possuem recursos para realizar um tratamento adequado, assim como podem não ter acesso a ele, que recebem o medicamento mas com dose errada, que não tomam corretamente o medicamento indicado ou ainda recebem medicamentos de baixa qualidade.

(Parte 1 de 5)

Comentários