Monográfia Estudo de tempos, movimentos e métodos no processo de requalificação de recipientes de gás liquefeito de petróleo (Arilson da Silva Martins)

Monográfia Estudo de tempos, movimentos e métodos no processo de requalificação...

(Parte 1 de 5)

1 ARILSON DA SILVA MARTINS

Trabalho de monografia apresentado por Arilson da Silva Martins como exigência para a disciplina TCC como requisito do grau de bacharel em Engenharia de Produção do Centro Universitário Nilton Lins, sob orientação dos professores Patrícia da Silva e do Gilson Lira.

Monografia defendida e aprovada em 1 de dezembro de 2009 pela banca examinadora constituída pelos professores:

Dedico este trabalho a todas as pessoas que me apoiaram e participaram ativamente no desenvolvimento deste trabalho, em especial a minha família a quem sempre me deram forças nos momentos de turbulência e principalmente a minha mãe, que apesar de não está presente em corpo mais sempre esteve presente na minha vida em espírito e amor.

Em primeiro lugar agradeço a Deus por me dar oportunidade de estar hoje defendendo o meu projeto junto a esta instituição. A minha família pelo apoio prestado nesta cavalgada. Aos professores desta instituição que fizeram parte deste sonho. Aos amigos que hoje partilham comigo a alegria de defender e seu projeto e aos que ficam pela amizade partilhada nesta empreitada.

O estudo da Engenharia de tempos, movimentos e métodos auxilia na otimização do processo e na melhoria da qualidade do ambiente de trabalho.

Buscamos apresentar a utilização da engenharia de tempos e movimentos como a melhor metodologia para otimizar a produção no processo de manufatura e aumentar o conforto dos colaboradores durante a execução das atividades, atribuindo uma melhor qualidade na produção do produto final como também agregar uma melhor qualidade de vida para os colaboradores dentro do ambiente de produção. Para a aplicação das técnicas e metodologias de Engenharia de Tempos, Movimentos e Métodos foi escolhido um ambiente de trabalho de recuperação (requalificação) de recipientes dentro de uma empresa de engarrafamento de Gás Liquefeito de Petróleo - GLP, onde deverão ser aplicadas as técnicas e metodologias com objetivo de melhorar o processo produtivo e do ambiente de trabalho. O trabalho apresenta os seguintes tópicos: conceitos da Engenharia de Tempos, Movimentos e Métodos, apresentação das técnicas e métodos selecionados, aplicação das técnicas e métodos apresentados, levantamento dos problemas encontrados, apresentação de ações para otimizar o processo produtivo e melhorar as atividades dos colaboradores, análise de viabilidade para implementação das ações propostas.

Palavras chaves: Engenharia de Produção, Engenharia de tempos, movimentos e métodos, processo de manufatura.

We present the use of engineering time and motion as the best methodology to optimize production in the manufacturing process and increase the comfort of employees during the execution of activities by providing a better quality production of the final product but also add a better quality of life for employees within the production environment. For the application of techniques and methodologies of engineering time, movement and Methods was chosen a desktop recovery (rehabilitation) of containers in a bottler of Liquefied Petroleum Gas - LPG, which should apply the techniques and methodologies with the objective of improving the production process and the work environment. This paper presents the following topics: concepts of Engineering Times, movements and methods, presentation techniques and methods selected, applying the techniques and methods in a survey of the problems encountered, the presentation of actions to optimize the production process and improve the activities of employees , feasibility analysis for implementation of proposed actions.

Key words: Production Engineering, Engineering Times, movements and methods, the manufacturing process.

8 LISTA DE TABELAS

TABELA 1 – GRAVIDADE2
TABELA 2 – FREQUÊNCIA2
TABELA 3 – DETECÇÃO2
TABELA 4 – PRIORIDADE23
TABELA 5 – TABELA DA CONFIABILIDADE24
TABELA 6 – TABELA DA HABILIDADE28
TABELA 7 – TABELA DO ESFORÇO30
TABELA 8 – TABELA DE CONDIÇÕES31
TABELA 9 – TABELA DA PERSISTÊNCIA32
TABELA 10 – TABELA FATOR A3
TABELA 1 – TABELA FATOR B34
TABELA 12 – TABELA MONOTONIA35
TABELA 13 – CONDIÇÕES AMBIENTAIS36
TABELA 14 – AVALIAÇÕES AMBIENTAIS37
TABELA 15 – SÍMBOLOS PARA O GRÁFICO DE FLUXO DE PROCESSO40
TABELA 16 – SÍMBOLOS COMBINADOS40

9 LISTA DE FIGURAS

FIGURA 1 – EVOLUÇÃO DA ENG DE TEMPOS, MOVIMENTOS E MÉTODOS18
FIGURA 2 – TEMPO PADRÃO DE UMA TAREFA26
FIGURA 3 – POSIÇÃO EM PÉ (FRONTAL)48
FIGURA 4 – POSIÇÃO EM PÉ (LATERAL 1)48
FIGURA 5 – POSIÇÃO EM PÉ (LATERAL 2)49
FIGURA 6 – POSIÇÃO SENTADA49
FIGURA 7 – GRÁFICO CUSTO TOTAL X TOTAL PRODUZIDO56
FIGURA 8 – GRÁFICO DE PRIORIDADES57

10 LISTA DE ANEXOS

ANEXO A - CERTIFICADO DE CALIBRAÇÃO DO CRONÔMETRO DIGITAL63
ANEXO B - CERTIFICADO DE CALIBRAÇÃO DO TERMÔMETRO DE GLOBO65

ANEXO C - CERTIFICADO DE CALIBRAÇÃO DO DOSÍMETRO DIGITAL ............. 67

1 LISTA DE APÊNDICES

APÊNDICE A – MATRIZ DE ANÁLISE DO PROCESSO69
APÊNDICE B – CRONOÁNALISE DO PROCESSO7
APÊNDICE C – GRÁFICO DO FLUXO DO PROCESSO82
APÊNDICE D – GRÁFICO HOMEM-MÁQUINA85

12 SUMÁRIO

INTRODUÇÃO13
CAPÍTULO I – DO ESTUDO DE TEMPOS, MOVIMENTOS E MÉTODOS16
1.1 Evolução do estudo de Tempos, Movimentos e Métodos16
1.2 Análise de Modos de Falha e Efeito (AMFE)19
1.3 Cronometragem23
1.4 Estudo de tempos (cronoanálise)25
1.5 Gráfico de fluxo do processo39
1.6 Gráficos homem-máquina42
1.7 Antropométria45
CAPÍTULO I – METODOLOGIA51
2.1 Quanto aos objetivos51
2.2 Quanto à forma de estudo52
2.3 Quanto ao objeto52
2.4 Método cientifico53
2.5 Instrumento de coleta de dados54
2.6 Campo de pesquisa5
CONCLUSÕES56
REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS61
APÊNDICES63

A tendência atual para o aumento da eficiência em todos os tipos de atividade despertou interesse no estudo de tempos, movimentos e métodos. Onde quer que se execute trabalho manual, existe sempre o problema de se encontrar o meio mais econômico de se executar a tarefa e, após isso de se determinar a quantidade de trabalho que deve ser executada em um dado período de tempo. O estudo de tempos, movimentos e métodos fornece técnicas para se determinarem os métodos mais econômicos e para se medir o trabalho executado.

Este trabalho tem como proposta ajustar o ambiente do trabalho no processo de requalificação de recipientes de gás liquefeito de petróleo as capacidades e a realidade da pessoa que trabalha em determinado posto, tendo na Engenharia de Tempos, Movimentos e Métodos as técnicas e metodologias de avaliação dos postos de trabalho que propõe na forma de menores custos, melhor qualidade, produção mais alta por homem-hora, maiores lucros para a empresa, e maior satisfação, salários mais altos e maior auto-realização para os funcionários.

Através da utilização das técnicas e métodos da Engenharia de Tempos,

Movimentos e Métodos no processo de requalificação de gás liquefeito de petróleo pretende-se unificar o que há de melhor nesta ciência para a melhoria dos ambientes de trabalho e oferecer a maior qualidade de vida no trabalho para os colaboradores do processo produtivo, onde certamente terá reflexão na maior interação com os envolvidos e na qualidade do produto final.

O questionamento a ser respondido neste trabalho será como gerenciar um processo de requalificação de recipientes de gás liquefeito de petróleo utilizando as ferramentas de Engenharia de Tempos, Movimentos e Métodos implementando melhorias no processo produtivo.

Apresentar uma metodologia de gerenciamento de melhoria no processo produtivo de requalificação de recipientes de gás liquefeito de petróleo utilizando as ferramentas que auxiliam no gerenciamento de ações e a aplicar as ferramentas de Engenharia Tempos, Movimentos e Métodos para identificar pontos de melhoria no processo produtivo e no ambiente de trabalho, bem como auxiliar no entendimento da aplicabilidade destas ferramentas através de exemplo de estudo de caso. Obter da Engenharia de Tempos, Movimentos e Métodos o melhor para proporcionar uma qualidade superior de produção visando o conforto dos colaboradores envolvidos no processo.

Conceituar a ferramenta Análise de Método de Falha e Efeito para aplicar como ferramenta de gestão dos pontos de melhoria levantados no processo de requalificação de recipientes, demonstrar a aplicação dos resultados do Gerenciamento da Análise de Método de Falha e Efeito utilizando critérios estabelecidos, conceituar as ferramentas da Engenharia de Tempos, Movimentos e Métodos aplicadas no processo de requalificação de recipientes, demonstrar a aplicação pratica das ferramentas da Engenharia de Tempos, Movimentos e Métodos como identificador de pontos de melhoria no processo de recuperação de recipientes, aplicar através de analise de causa as ferramentas da Engenharia de Tempos, Movimentos e Métodos no processo de requalificação de recipientes, estabelecer metodologia para gerenciar a implementação do plano de ação resultante da aplicação das ferramentas de Engenharia de Tempos, Movimentos e Métodos, criar documentos para registro de dados da aplicabilidade das ferramentas de Engenharia de Tempos, Movimentos e Métodos e estabelecer os critérios para hierarquia e prioridade quanto à resolução de problemas e melhoria continua do processo produtivo e do ambiente de trabalho, são os objetivos fundamentais necessários para o desenvolvimento eficaz do estudo em questão.

A Engenharia Tempos, Movimentos e Métodos aplicada no processo de requalificação de recipientes de gás liquefeito de petróleo são de grande utilidade para estabelecer melhoria dos processos produtivos, auxiliando na capacitação dos profissionais da área e permitindo que os processos produtivos inseridos nos mais diversos segmentos da indústria sejam melhorados. O trabalho referente à aplicação da Engenharia Tempos, Movimentos e Métodos aplicados na requalificação de recipientes de gás liquefeito de petróleo deixará grande contribuição de conhecimentos que poderão ser utilizadas nas mais diversas áreas propiciando o enriquecimento dos conhecimentos e das pesquisas no campo educacional, nas empresas e para a sociedade.

O trabalho será fundamentado na metodologia de pesquisa bibliográfica e de pesquisa de campo. Os métodos científicos aplicados serão o método quantitativo e o método qualitativo das informações levantadas.

O trabalho será uma Pesquisa Descritiva onde deverá ser realizado a aplicação das ferramentas da Engenharia de Tempos, Movimentos e Métodos no processo de requalificação de recipientes de gás liquefeito de petróleo e os resultados serão registrados em um cronograma de implementação de ações para melhoria do processo produtivo e do ambiente de trabalho, sendo utilizada a ferramenta FMEA como modelo para gerenciar esta implantação.

Com o objetivo de permitir uma melhor visão do assunto exposto, esta monografia foi dividida em cinco capítulos, apresentados da seguinte maneira: no primeiro foi apresentada uma descrição das normas relacionadas ao processo de requalificação de recipientes de Gás Liquefeito de Petróleo; No segundo capítulo descrevemos a metodologia de Analise de Modos de Falha e Efeito (AMFE) utilizada para gerenciar os pontos de melhoria coletados com o uso das ferramentas aplicadas; no terceiro capitulo é apresentada a aplicação dos Métodos de Análise de Processo - MAP nos postos de trabalho do processo de requalificação de recipientes de Gás Liquefeito de Petróleo, no quarto capítulo é apresentada a aplicação da

Análise Ergonômica do Trabalho – AET nos postos de trabalho do processo de requalificação de recipientes de Gás Liquefeito de Petróleo; Os resultados, juntamente com as conclusões são explicitados no quinto capítulo deste trabalho monográfico.

ESTUDO DE TEMPOS, MOVIMENTOS E MÉTODOS 1.1. Evolução do Estudo de Tempos, Movimentos e Métodos

O estudo de tempos tem a finalidade de estabelecer a melhor forma de trabalho. O estudo de tempos procura encontrar um padrão de referencia que servirá para:

Determinação da capacidade produtiva da empresa;

Elaboração dos programas de produção;

Determinação do valor da mão-de-obra direta no calculo do custo do produto vendido (CPV);

Estimativa do custo de um novo produto durante seu projeto e criação;

Balanceamento das linhas de produção e montagem. Abaixo segue os passos da evolução do estudo de tempos, movimentos e métodos dentro das indústrias, e os grandes contribuintes para a sua evolução como ferramenta de otimização e operacionalização de processos: a) É interessante descrever as características básicas da manufatura inglesa e americana do período imediatamente após a Revolução Americana, culminando com a declaração de 1776, onde James Watt vendeu seu primeiro motor a vapor na Inglaterra e disparou a chamada Primeira Revolução Industrial. Essa revolução mudou a face da indústria, como uma crescente mecanização das tarefas anteriormente executadas de forma manual. b) Em 1776 com a necessidade de organizar a fabrica para acomodar um processo regular de manufatura e construindo maquinas capazes de trabalhar dentro de limites estreitos de tolerâncias dimensionais, Eli Whitney redefiniu a natureza das tarefas de manufatura. A natureza não seria mais de coordenar os esforços de virtuosos individuais, mais de resolver o problema técnico de organização do processo. c) Coube a Frederick Taylor, em torno de 1901, o pioneirismo no desenvolvimento de técnicas efetivas, visando sistematizar o estudo e a analise do trabalho (o que viria a se a gênese da área de “estudo de tempos e métodos” que influenciou tremendamente a área de gestão de operação no inicio do século X). Nesse período da história, as fabricas dedicadas a grandes volumes de produção estavam se estabelecendo como unidades produtivas que demandavam soluções que as tornassem mais eficientes e gerenciáveis, e é nesse ambiente que o trabalho de Taylor floresce.

O pioneirismo de Taylor contribuiu no desenvolvimento de técnicas efetivas, visando sistematizar o estudo e a análise do trabalho (CORRÊA/ CORRÊA, 2008).

Embora importante, o papel de Taylor no desenvolvimento do estudo de tempos foi apenas uma de suas contribuições ao aumento da eficiência industrial, a invenção do aço rápido, o estudo sistemático de variáveis que afetam o corte de metais, a introdução do sistema funcional de organização e o desenvolvimento do que se convencionou chamar administração cientifica (BARNES, 1977, P. 8). d) Em 1908 Henry Ford trouxe para o ambiente industrial os princípios da

Administração Cientifica. Acrescentou a estes a idéia de padronização dos produtos e de fazer produtos moverem-se, enquanto estações de trabalho ficavam estáticas. Isso trouxe grande amento de produtividade. A eficiência em custos desse tipo de organização do trabalho advém de três fatores:

Menor tempo de treinamento necessário por trabalhador, porque os métodos e os procedimentos são limitados;

Maior ritmo de trabalho, levando a maiores produções em menor tempo; e

Menor remuneração paga, porque os requisitos de educação e de habilidade são menores.

A estratégia absolutamente focalizada de Henry Ford teve grande sucesso, o que representou a possibilidade de a Ford Motor Company tornar-se uma grande corporação já nos anos de 1910 (CORREA/CORREA, 2008, P. 1). e) O estudo de movimentos não pode ser discutido sem referencia ao trabalho de Frank B. Gilbreth e sua esposa Lillian M. Gilbreth, onde os conhecimentos de engenheiro e de psicóloga estendeu em 1911 os estudos de tempos de Taylor para o que se chamou de estudos de movimentos, a respeito dos quais fez extensivos estudos na área da construção civil, buscando procedimentos mais eficientes.

O principio e as técnicas desenvolvidas pelos Gilbreth há muitos anos estão sendo adotados em ritmo crescente pela indústria atual (BARNES, 1977, P. 1).

Abaixo segue o gráfico com a escala de evolução da engenharia de tempo, movimentos e métodos de meados de 1900 com os estudos de Taylor até 1990 com a Organização e Métodos – O & M, aplicados nas indústrias na atualidade.

Apesar de ser um conceito bastante antigo, a divisão de tarefas e cronometragem dos tempos padrão é muito utilizado nas organizações industriais.

O estudo de tempos, também conhecido como cronoanálise, é uma forma de mensurar o trabalho por meio de métodos estatísticos, permitindo calcular o tempo padrão que é utilizado para determinar a capacidade produtiva da empresa. Elaborar programas de produção e determinar o valor da mão-de-obra direta no calculo do custo do produto vendido CPV), dentre outras aplicações.

Uma forma de calcular o tempo padrão de uma atividade, também bastante utilizada na pratica, consiste na utilização de tempos pré-determinados, que podem ser interpretados por meio de tabelas especializadas. A amostragem do trabalho é uma técnica mais abrangente que permiti estimar a porcentagem de tempo que um trabalhador ou uma maquina utiliza para realizar cada atividade, sendo uma técnica muito utilizada em organizações de serviço.

(Parte 1 de 5)

Comentários