Reação de oxidação e redução

Reação de oxidação e redução

Marcelo G. da Silva

Química Oxidação , Redução e Eletrolise. Curso: Engenharia Mecânica

Processo que explica as ligações metálicas que envolvem perda e ganho de elétrons, que permite entender melhor as propriedades dos metais e muitos problemas que enfrentamos hoje em decorrência de seu uso, como devastação de florestas para sua extração e emissão de poluentes durante seu tratamento.

Os metais, após serem separados dos minérios, reagem com o oxigênio, formando óxidos.

As reações químicas em que o oxigênio é um dos reagentes foram denominadas historicamente como reação de oxidação.

Já a reação inversa foram denominadas de reação de redução, pois reduzem a massa da substancia inicial.

Processo químico no qual átomos doam elétrons, aumentando seu NOX

Fe0 Fe

+ 2 elétrons

Processo químico no qual átomos recebem elétrons, diminuindo seu NOX

+ 2 elétronsCu0
(0) (+1)(-1)(+2)(-1) (0)
Fe + 2HClFeCl2 + H2

Cu2+ Doa 2 e- ∆nox= 2 aumenta

Recebe 1 e- ∆nox diminui O ferro sofre oxidação O hidrogênio sofre redução

Marcelo G. da Silva

Química Oxidação , Redução e Eletrolise. Curso: Engenharia Mecânica

(0)(0) (+3)(-2)
4 Fe + 3 O22 Fe2O3

2 Nox aumenta O para +3

 O ferro sofre oxidaçãoO oxigênio sofre redução
Fe2O3= Fe+3 + O-2

Nox diminui de O para -2

: substância que é reduzida, provocando a oxidação. : substância que é oxidada, provocando a redução.

(0) (+1)(-1)(+2)(-1) (0)
Fe + 2HClFeCl2 + H2

FeFe é o agente redutor varia de 0 a +2, sofre oxidação, logo

HHCl é o agente oxidante varia de +1 a 0, sofre redução, logo

Marcelo G. da Silva

Química Oxidação , Redução e Eletrolise. Curso: Engenharia Mecânica

Marcelo G. da Silva

Química Oxidação , Redução e Eletrolise. Curso: Engenharia Mecânica

Quanto mais positivo o E red, mais forte é o agente oxidante à esquerda.

Quanto mais negativo o E red , mais forte é o agente redutor à direita.

Uma espécie na parte esquerda superior da tabela de potencial padrão de redução oxidará espontaneamente uma espécie que está na parte direita inferior da tabela.

Isto é, o F2 oxidará o H2 ou o Li; o Ni2+ oxidará o Al(s).

É conhecido pelo nome de eletrólise todo o processo químico não espontâneo provocado por uma corrente elétrica proveniente de um gerador (mais especificamente, uma pilha). A palavra eletrólise é a combinação de dois termos gregos: “elektró” (eletricidade) e “lisis” (solução), unidas para se referir a uma reação ocorrida por meio de energia elétrica.

Marcelo G. da Silva

Química Oxidação , Redução e Eletrolise. Curso: Engenharia Mecânica

Trata-se de um processo químico inverso ao da pilha, que é espontâneo e transforma energia química em elétrica.

Agente redutor: provoca a redução (sofrendo oxidação). Agente oxidante: provoca a oxidação (sofrendo a redução). Obs.: Sempre no reagente

: Ocorre pela fusão de um sal, na ausência de água. : Ocorre pela dissolução do sal em meio aquoso.

A seguir está descrita a nomenclatura hoje utilizada no estudo da eletroquímica a) : São assim chamadas as partes metálicas que estão em contato com a solução dentro de uma célula eletroquímica.

b) : São os eletrodos pelo qual a corrente elétrica que circula numa célula ENTRA na solução.

Marcelo G. da Silva

Química Oxidação , Redução e Eletrolise. Curso: Engenharia Mecânica c) : São os eletrodos pelo qual a corrente elétrica que circula numa célula DEIXA a solução.

d) : São assim chamadas todas as soluções que

CONDUZEM a corrente elétrica.

e) : São assim chamadas as partículas carregadas que se movimentam na solução.

OBS. Lembrando que o sentido convencionalmente adotado para a corrente elétrica é o sentido oposto ao da movimentação dos elétrons, ânodo e cátodo podem ser redefinidos como segue:

: Eletrodo do qual saem os elétrons para o circuito externo da célula.

: Eletrodo no qual entram os elétrons através do circuito externo da célula.

f) : Todo sistema formado por um circuito externo que conduza a corrente elétrica e interligue dois eletrodos que estejam separados e mergulhados num eletrólito.

Comentários