Mapa de Risco

Mapa de Risco

EM 1975 O BRASIL CHEGOU A TER QUASE 10% DOS SEUS TRABALHADORES ACIDENTADOS, AS PERDAS HUMANAS E ECONÔMICAS ERAM ELEVADAS.

  • EM 1975 O BRASIL CHEGOU A TER QUASE 10% DOS SEUS TRABALHADORES ACIDENTADOS, AS PERDAS HUMANAS E ECONÔMICAS ERAM ELEVADAS.

  • O MAPA DE RISCO SURGIU NUMA TENTATIVA INÉDITA DE ENVOLVER TRABALHADORES E EMPREGADOS NESTE PROBLEMA.

É A REPRESENTAÇÃO GRÁFICA DOS RISCOS DE ACIDENTE NOS DIVERSOS LOCAIS DE TRABALHO, EM PROCESSO PRODUTIVO OU NÃO, FIXADOS EM LOCAIS ACESSÍVEIS DE FÁCIL VISUALIZAÇÃO NO AMBIENTE DE TRABALHO, ORIENTANDO E INFORMANDO A TODOS.

  • É A REPRESENTAÇÃO GRÁFICA DOS RISCOS DE ACIDENTE NOS DIVERSOS LOCAIS DE TRABALHO, EM PROCESSO PRODUTIVO OU NÃO, FIXADOS EM LOCAIS ACESSÍVEIS DE FÁCIL VISUALIZAÇÃO NO AMBIENTE DE TRABALHO, ORIENTANDO E INFORMANDO A TODOS.

DE ACORDO COM A PORTARIA Nº 25 , O MAPA DE RISCO DEVE SER ELABORADO PELA CIPA (COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES) COM A PARTICIPAÇÃO DOS TRABALHADORES ENVOLVIDOS E A ORIENTAÇÃO DO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO (SESMT).

  • DE ACORDO COM A PORTARIA Nº 25 , O MAPA DE RISCO DEVE SER ELABORADO PELA CIPA (COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES) COM A PARTICIPAÇÃO DOS TRABALHADORES ENVOLVIDOS E A ORIENTAÇÃO DO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO (SESMT).

QUANDO TUDO VAI BEM NIGUÉM LEMBRA QUE EXISTE.

  • QUANDO TUDO VAI BEM NIGUÉM LEMBRA QUE EXISTE.

  • QUANDO VAI MAL, DIZEM QUE NÃO EXISTE.

  • QUANDO É PARA GASTAR, ACHA-SE QUE NÃO É PRECISO QUE EXISTA.

  • PORÉM, QUANDO REALMENTE NÃO EXISTE, TODOS CONCORDAM QUE DEVERIA EXISTIR

  • FIM

Comentários