(Parte 1 de 2)

Criado e Desenvolvido por:

Todos os direitos são reservados ©2017 tioronnicabral.blogspot.com.br

Características gerais

- Uni ou Pluricelulares - Heterótrofos

- Parede celular de quitina

- Substância de reserva: glicogênio

- Digestão extracorpórea

- Não há tecidos verdadeiros

- Aeróbios ou anaeróbios

- Aclorofilados

- Decompositores (saprófagos)

- Hifas: elementos do sistema vegetativo.

- Micélio: conjunto de hifas.

Curiosidades

Da superfície, dá para ver apenas suas extremidades junto aos troncos das árvores, mas debaixo da terra ele ocupa 880 hectares - o equivalente a 1 220 campos de futebol. "Ele ainda cresce de 70 centímetros a 1,20 metro por ano", diz o engenheiro agrônomo João Lúcio de Azevedo, da USP. Antes de sua descoberta, o maior ser vivo era outro fungo da mesma espécie, encontrado em 1992. Até os anos 90, o título pertencia a uma árvore sequoia da Califórnia.

A maior criatura do planeta foi descoberta apenas em 1996: um fungo que cresce sob o solo da Floresta Nacional de Malheur, no Estado do Oregon, Estados Unidos.

Esse Armillaria ostoyae, popularmente conhecido como "cogumelo do mel", nasceu como uma partícula minúscula, impossível de ser vista a olho nu, e foi estendendo seus filamentos durante um período estimado de 2 400 anos.

Estrutura Estrutura

Características gerais

Produzem grande quantidade de enzimas digestivas – papel de decompositores.

Formação de corpos de frutificação durante a reprodução.

Importância dos Fungos

Farmacêutica:

A ciclosporina, composto derivado de um fungo (Tolypocladium inflatum) reprime reações imunológicas que causam rejeição de órgãos transplantados, com o isolamento desta droga houve um avanço nas cirurgias de transplantes.

O fungo Claviceps purpurea que infecta o centeio, pode causar espasmos nervosos, visões psicóticas e convulsões. alguns alcaloides deste fungo foram usados em tempos remotos para a contração uterina durante o parto, dilatação de vasos sanguíneos para abaixar a pressão sanguínea, tratamento de enxaqueca, com isso esforços estão sendo feitos para obtenção de linhagens C. purpurea e seu cultivo. Fungos do gênero Penicilium são conhecidos por produzirem antibióticos que são usados para tratamento de infecção bacteriana.

Importância dos Fungos

Alimentícia:

Alguns fungos são comestíveis, os fungos do gênero Penicilium proporcionam aroma e sabor distintos em diferentes tipos de queijos, P. roquefortii e P. camembertii.

Alguns fungos acabam se tornando praga pois sua capacidade decompositora torna-se um transtorno para o homem, pois atacam tecidos, couros, petróleo, madeira, papel, alimentos.

Os fungos reduzem o valor nutricional de produtos alimentares.

Importância dos Fungos

Indústria:

Certas leveduras produzem etanol e dióxido de carbono, que tem importância na panificação, fermentação e indústria do vinho. Saccharomyces cerevisae é o principal fungo usado na produção de pão, vinho e cerveja.

Controle biológico:

Na agricultura alguns fungos são estudados para o uso de controles de pragas. Fungos entomopatogênicos também estão sendo estudados para controle de carrapatos, estes fungos são patógenos de larvas de vários insetos, sendo usado na agricultura para reduzir pragas, diminuindo assim o uso de produtos químicos.

Fungos predadores estão sendo estudados para o controle de helmintos gastrointestinais em ruminantes. Algumas espécies da ordem Zoopagales que vivem no solo, tornaram-se predadores de helmintos que parasitam raízes de plantas ou de larvas de helmintos que são parasitas de animais domésticos.

Reprodução Assexuada por brotamento

Esquizogênese Reprodução sexuada

Formação dos Esporos

Endósporos: cada esporos produz sua própria membrana, não utilizam a membrana do esporângio.

Exósporos: cada esporos produz sua própria membrana, utilizam a membrana do esporângio.

Zoósporos: células flageladas que se locomovem em meio aquático durante o período reprodutivo.

Dicários: processo de fusão de duas hifas de diferentes sexos.

Cientistas encontraram um fóssil de um fungo gigante, ele tem seis metros de altura e estava vivo há 350 milhões de anos atrás.

Classificação: Filo Chytridiomycota

O filo Chytridiomycota reúne fungos em sua maioria aquáticos, que apresentam flagelos em algum estagio do ciclo de vida. Nenhum dos outros grupos de fungos apresenta flagelo. Como os outros fungos, os quitridiomicetos apresentam quitina em sua parede celular e armazenam glicose. Algumas espécies são unicelulares, mas na maioria é filamentosa com hifas cenocíticas.

Muitas espécies de quitridiomicetos e de oomicetos são saprofágica, decompondo cadáveres de plantas e animais.

Classificação: Filo Zygomcota

Seus representantes são multicelulares e não possuem corpos de frutificação. Além disso, suas hifas não apresentam paredes transversais, e são preenchidas por citoplasma repleto de núcleos: hifas cenocíticas. Seus esporos são denominados zigósporos. A reprodução assexuada é mais frequente.

Classificação: Filo Ascomycota

Os ascomicetos representam cerca de metade das espécies descritas de fungo. Eles caracterizam-se por formar, no ciclo de reprodução sexuada, células especiais em forma de saco, os ascos, de onde provém o nome do filo. No interior dos ascos formam-se esporos sexuais denominados ascósporos. Em certos ascomicetos, os ascos ficam reunidos em corpos de frutificação carnosos chamados de ascocarpos, ou ascomas.

Existem ascomicetos comestíveis como Morchella esculenta, muito apreciado pelos amantes da culinária, e espécies que vivem em associações mutualisticas com algas ou cianobacterias, formando líquens Na maioria dos líquens, o fungo participante é um ascomiceto.

Classificação: Filo Basidiomycota

A reprodução sexuada é mais frequente. Algumas de suas hifas, septadas, formam estruturas denominadas basídios. Em alguns representantes, tais estruturas formam corpos de frutificação denominados basidiocarpos, popularmente conhecidos como cogumelos. Os esporos sexuais dos basidiomicetos são chamados de basidiósporos.

Micorrizas: relação mutualística

Micorrizas são associações simbióticas entre fungos e raízes. Essas associações são mutualísticas e tanto as raízes quanto são beneficiados. A maioria das pteridófitas, gimnospermas e angiospermas fazem esse tipo de associação. Os fungos auxiliam as plantas na absorção de nutrientes (especialmente o fósforo) do solo e da água e na proteção contra fungos patogênicos e pequenos vermes cilíndricos. Em troca, a planta fornece ao fungo várias substâncias orgânicas essenciais ao crescimento como carboidratos e vitaminas. Essa associação é muito importante, a ponto de certas plantas só sobreviverem na presença do fungo.

Líquens: relação mutualística

Os líquens são formados pela associação mutualística entre fungos (geralmente ascomicetos) e algas (geralmente cianofíceas) ou cianobactérias.

Nessa relação mutualística, as algas produzem, através da fotossíntese, substâncias orgânicas (carboidratos) que são utilizadas pelo fungo, enquanto o fungo dá às algas proteção e um ambiente adequado para seu desenvolvimento.

Na associação com cianobactérias pode haver aproveitamento do nitrogênio atmosférico como alimento. Os líquens produzem ácidos que degradam rochas e ajudam na formação do solo, tornando-se organismos pioneiros em diversos ambientes. Esses ácidos também possuem ação citotóxica e antibiótica. Quando a associação é com uma cianobactéria, os líquens são fixadores de nitrogênio, sendo importantes fontes de nitrogênio para o solo.

Líquen

Reprodução assexuada por meio de sorédios.

Sorédio: fragmentos de líquen, que contém hifas ao redor das gonídeas (algas).

Fungos Predadores

Algumas espécies da ordem Zoopagales que vivem no solo, tornaram-se predadores de helmintos que parasitam raízes de plantas ou de larvas de helmintos que são parasitas de animais domésticos. Diversos helmintos, que parasitam animais domésticos, realizam parte de seu ciclo biológico no solo em que suas fezes são depositadas. Fungos da ordem Zoopagales produzem, com suas hifas, armadilhas sensitivas semelhantes a laços. Quando um helminto passa por dentro de um deles, ele se fecha imediatamente e só volta a abrir quando o animal morre e para de se movimentar.

Doenças Causadas por Fungos

- Pitiríase versicolor: popularmente conhecida como impingem, é uma inflamação causada na pele causa da pelo agente Malassezia furfur..

Doenças Causadas por Fungos

- Micoses: aparecem em regiões úmidas do corpo (virilhas, dobras, pés, entre os dedos).

Doenças Causadas por Fungos

- Onicomicoses: também conhecidas popularmente como unheiros. Agente etológico: Trichophyton rubrum e Tricgophyton mentagrophytes

Doenças Causadas por Fungos

- Candidíase: doença sexualmente transmissível (DST), que aparece na boca e na mucosa vaginal, sendo provocada pelo fungo Candida albicans.

Doenças Causadas por Fungos

- Piedra Negra: Piedra negra é uma infecção causada por um ascomiceto, Piedraia Hortae que se caracteriza pelo aparecimento no terço distal dos cabelos de nódulos fusiformes de consistência dura e coloração preta constituídos por massas compactas e organizadas de fungos. No homem, a piedra negra ocorre em regiões tropicais e subtropicais com precipitações pluviais abundantes, temperaturas elevadas e alta umidade do ar.

Doenças Causadas por Fungos

- Piedra Branca: essa micose superficial assintomática é caracterizada pelo aparecimento de nódulos brancos, com consistência mucilaginosa, contendo artrosporos na porção extrafolicular dos pelos. Esses nódulos podem ser facilmente destacados. Podem acometer os pelos do couro cabeludo, das axilas, dos genitais, da barba, do bigode e da região perianal. Agente: Trichosporon beigelli.

Doenças Causadas por Fungos

- Histoplasmose: é uma micose sistêmica causada pelo fungo Histoplasma capsulatum, que afeta órgãos internos. Ela é uma zoonose, transmitida por aves e morcegos. Foi descrita pela primeira vez no Panamá, por Samuel Darling, que necropsiou três casos disseminados da doença entre os anos de 1905 e 1906.

Doenças Causadas por Fungos

- Blastomicoses: também chamada de blastomicose norte-americana, doença de Chicago ou doença de Gilchrist, é uma doença pulmonar que possui como agente etiológico o fungo Blastomyces dermatitidis. Este, por sua vez, é dismórfico e cresce em tecidos de mamíferos na forma de uma célula em brotamento.

Doenças Causadas por Fungos

- Criptococose: acomete tanto pessoas com a imunidade normal, como aquelas que estão com a imunidade comprometida, tendo como principal porta de entrada a via inalatória. É causada pelo Cryptococcus neoformans, que apresenta três variedades: Cryptococcus neoformans neoformans, Cryptococcus neoformans gattii e Cryptococcus grubii.

Doenças Causadas por Fungos

- Mucormicose: Existe em todo o mundo, é transmitida pelos esporos produzidas pelas formas de vida livre presentes na terra. Nos doentes imunodeprimidos pode causar infecções pulmonares; rinocerebrais que são potencialmente fatais ou disseminar-se por mais órgãos, produzindo um quadro clínico ainda mais perigoso. O tratamento é com anfotericina B e outros antifúngicos.

Doenças Causadas por Fungos

- Esporotricose: é uma micose provocada pelo fungo da espécie Sporothrix schenckii. Chega a afetar os vasos linfáticos, a pele e até a alguns órgãos internos, como o pulmão, ossos e cérebro. É mais frequente em lugares de clima temperado e úmido e o fungo vive na natureza, sendo transmitida através de felinos como o gato, roedores e insetos.

Exercício 1

O corpo de um fungo multicelular é formado por filamentos que recebem o nome de (1). O conjunto desses filamentos forma o (2), que constitui o corpo do fungo, entretanto essa estrutura não é considerada um tecido verdadeiro.

Marque a alternativa que indica corretamente os nomes indicadas pelos números 1 e 2.

a) 1 - hifas; 2 - micélio. b) 1 - micélio; 2 - hifas. c) 1 - corpo de frutificação; 2 - hifas. d) 1 - micélio; 2 - corpo de frutificação. e) 1 – corpo de reprodução; 2 – corpo de frutificação.

Exercício 2

As bolhas microscópicas de gás carbônico eliminadas pela levedura na massa contribuem para tornar o pão macio. Em relação à organização celular e ao modo de obtenção dos alimentos, leveduras são organismos, respectivamente:

a) Eucariontes unicelulares e autótrofos. b) Procariontes unicelulares e heterótrofos. c) Procariontes coloniais e autótrofos. d) Procariontes coloniais e heterótrofos. e) Eucariontes unicelulares e heterótrofos.

Exercício 3

No processo de fabricação do pão, um ingrediente indispensável é o fermento, constituído por organismos anaeróbicos facultativos.

a)Determine os organismos formam o fermento da massa do pão. O fermento contém fungos que promovem o crescimento da massa adquirido volume e textura.

b) Explique o porquê o fermento faz o pão crescer. O fungo se alimenta do açúcar presente na massa e produz gás carbônico (CO2) que formado pequenas bolsas de gás, consequentemente aumentando o volume.

Exercício 4

(FUVEST) O molho de soja mofado vem sendo usado na China, há mais de 2.500 anos, no combate a infecções de pele. Durante a Segunda Guerra Mundial, prisioneiros russos das prisões alemãs, que aceitavam comer pão mofado, sofriam menos infecções de pele que os demais prisioneiros, os quais recusavam esse alimento.

a)O que é mofo? Mofo é um termo vulgar que designa certos tipos de fungos.

b) Por que esses alimentos mofados podem combater as infecções de pele? Alguns fungos podem produzir substâncias antibióticas que impedem a proliferação de bactérias, evitando infecções de pele.

Exercício 5

(URCA/2013.1) São exemplos de doenças causadas por fungos:

a) Candidíase e pano branco b) Furunculose e leishmaniose c) Paracoccidiose e asma d) Hanseníase e hidrofobia e) Amigdalite e toxoplasmose

Exercício 6

(Vunesp- SP) A parte comestível do cogumelo (champignon) corresponde ao:

a) micélio monocariótico do ascomiceto. b) corpo de frutificação do ascomiceto. c) micélio monocariótico do basidiomiceto. d) corpo de frutificação do basidiomiceto. e) sorédio do fungo.

Exercício 7

Durante muito tempo, os fungos foram classificados no reino Plantae, juntamente com as plantas. Entretanto, uma característica evidente nos permite reconhecer os motivos de estes serem separados em reinos distintos. Que característica tão evidente pode ser essa? a) O fato dos fungos serem procariontes. b) O fato dos fungos possuírem clorofila b, diferente da clorofila a presente nas plantas. c) Os fungos não fazem fotossíntese. d) Os fungos se reproduzem por esporos, diferentemente das plantas que o fazem por sementes. e) os fungos são autótrofos decompositores.

Exercício 8

Substância presente na parede das hifas fúngicas, também presente no esqueleto de alguns animais como crustáceos e insetos:

a) Celulose. b) Quitina. c) Oxalato de cálcio. d) Glicogênio. e) Amido.

Exercício 9

Os fungos apresentam nutrição heterótrofa, sendo decompositores de matéria orgânica morta e em alguns casos, viva. Durante seu processo de obtenção de nutrientes, a digestão com uso de enzimas nos fungos ocorre através de:

a) Digestão interna. b) Digestão intracelular. c) Digestão extracelular. d) Digestão extra e intracelular. e) Não realiza digestão.

(Parte 1 de 2)

Comentários