• Mesmo o soro estando lipêmico, como o colesterol total está normal?

    Paciente com 45 anos hábitos alimentares saudáveis chega para consulta de rotina. O profissional médico pede exames laboratoriais de rotina. Um dia antes de colher os exames o paciente participa de uma feijoada. O perfil lipídico do paciente se apresenta: soro lipêmico, colesterol total normal e HDL E LDL tão altos que não conseguem ser detectados.

1 Resposta

  • Diego Vitor Diegorow

    Primeiro, deve haver um erro no local que você tirou esta informação. HDL e LDL não podem estar tão elevados de modo que não foram detectados. Se não foram detectados, é porque não estavam elevados. E outra: HDL e LDL não se relacionam tão intimamente de forma que subam concomitantemente. Na verdade, o HDL é muito difícil de elevar. O LDL é fácil, fácil.
    Mas enfim, não importando isto, vou dar minha impressão do caso.
    O que acontece é Hipertrigliceridemia. O colesterol total é a soma do HDL, LDL, VLDL e IDL (que normalmente não é expresso, pois tem características semelhantes ao LDL e, por isso, sua quantidade é adicionada ao valor do LDL).
    Este paciente ingeriu uma grande quantidade de alimentos com alto teor lipídico. A forma de armazenamento de lipídios e dos carboidratos em excesso são os triglicerídios (TG). A ingesta de alimentos com alto teor lipídico pode interferir nos níveis de TG até 10 ou 12h depois.
    E foi isso que aconteceu! A ingesta acentuada no dia anterior acabou interferindo nos níveis circulantes de TG. Como o exame de sangue pega uma porção de sangue e mede a razão das lipoproteínas no sangue, esta razão ficou aumentada em favor dos TG.
    Há uma relação, muito estudada na medicina, que é entre TG e HDL (TG/HDL). Certas síndromes ou doenças que favorecem a coronariopatia (Síndrome Metabólica, Aterosclerose, Diabetes Mellitus etc.) causam aumento do TG e redução do HDL, aumentando a relação TG/HDL. Esta relação pode explicar um fenômeno: quando a fração do sangue analisada aumentou para TG, acabou diminuindo para HDL, o que poderia explicar os níveis reduzidos de HDL (e não elevados, como no enunciado da questão), o que implica em níveis indetectados.
    Quanto ao colesterol estar normal, mesmo com LDL elevado, como eu disse, é por conta da razão no soro. O HDL baixo e um LDL alto pode deixar o Colesterol Total (CT) inalterado. Veja abaixo uma analogia que pode melhorar o que quero dizer.

    a) HDL 20 + LDL 50 + VLDL 30 = CT de 100.
    b) HDL 10 + LDL 60 + VLDL 30 = CT de 100. Veja, mesmo com um HDL mais baixo e um LDL mais alto, o CT ficou inalterado.

    Então, o que explica soro lipêmico com CT normal é a grande quantidade de TG vinda da dieta no dia anterior. Desta forma, o esperado é encontrar um TG elevadíssimo (que é medido sem levar em conta o colesterol), com uma variação pouco significativa do CT, ficando normal. A elevação do LDL (também sofre influência, só que menor, com a ingesta lipídica) e a redução concomitante do HDL (tanto pela elevação proporcional do HDL quanto pela relação inversa com os TG) mantém o CT inalterado.

    Por isso que eu acho que deve ter um erro no enunciado. Soro lipêmico significa que podem ser vistas gotículas de lipídios no plasma examinado, que é explicado pelo TG alto, mesmo com CT normal (com níveis de HDL indetectáveis e não elevados, como vem descrito. O LDL pode estar elevado mesmo).