Tipos de compressores - Atlas Copco

Tipos de compressores - Atlas Copco

(Parte 2 de 4)

Filtros Coalescentes – D, PD

Para utilização geral Remoção de partículas até 0.01 µm Remoção de água líquida e óleo até 0.01 ppm Fluxo – do interior para o exterior

Filtros de partículas – DDp, PDp

Filtragem de partículas sólidas Remoção de partículas até 0.01 µm Fluxo – do exterior para o interior

Atlas Copco de PortugalDivisão de Compressores

Filtros de carvão activo – QD

Para remoção de vapores de óleo Remoção de vapor óleo até 0.003 ppm Fluxo – do interior para o exterior Para temperaturas superiores a 40ºC não se dá a absorção dos vapores de óleo Tempo de vida útil do elemento filtrante = 1000 h Para aplicações com pequenos caudais para determinados consumidores.

Para elevados consumos de ar comprimido torna-se mais rentável a utilização de compressores isentos de óleo

Atlas Copco de PortugalDivisão de Compressores

Optimização da selecção de compressores

Atlas Copco de PortugalDivisão de Compressores

Optimização da selecção de compressores

Compressores carga vazio:

Eficientes em perfis de consumo com poucas flutuações

Quando utilizados em perfis intermitentes o facto de necessitarem de trabalhar em vazio => consumo de energia sem produção de ar comprimido => desperdício de energia.

Arrancador DOL, YD ou arrancador suave Potências 5 KW - 750KW

Baseada na determinação do perfil de consumos

Atlas Copco de PortugalDivisão de Compressores

Compressores VSD (velocidade variável):

Eficientes em perfis com elevada intermitência => redução de até 35% nos consumos de energia.

Redução obtida devido à eliminação da operação em vazio. Pressão na rede constante Arranque com aceleração progressiva => arranque suave Potências 11KW - 900KW

Optimização da selecção de compressores

Atlas Copco de PortugalDivisão de Compressores

Co mpressores Centrífugos:

Eficientes em perfis de consumo de elevado caudal e muito constantes (Potências 350KW - 8.5MW)

Quando utilizados em perfis intermitentes o facto de necessitarem de fazer “blow off” => Potência consumida Abertura min. IGV para um débito inferior

Arrancador DOL, YD ou arrancador suave

Optimização da selecção de compressores

Atlas Copco de PortugalDivisão de Compressores

Sistemas de tratamento de ar comprimido de elevada eficiência:

Secadores de refrigeração:

Caudal a tratar constante => Secador de refrigeração de velocidade fixa.

Caudal a tratar variável => Secador de refrigeração VSD (velocidade variável) => desaceleração do compressor de frio => consumo ao seu regime.

Atlas Copco de PortugalDivisão de Compressores

Secadores de Adsorção:

Quanto > o ar de purga gasto, para garantir o caudal de ar seco necessário > o compressor => Potência consumida superior

Sistemas de tratamento de ar comprimido de elevada eficiência:

Devem ser utilizados secadores com controlo de ciclo por PDP

(Ponto de orvalho à pressão) => prolongamento do ciclo de secagem até que seja atingido o PDP mínimo desejado

Sempre que possível (PDP = -30ºC e ar isento de óleo), devem ser utilizados secadores sem consumo de ar comprimido para regeneração do tipo MD

Atlas Copco de PortugalDivisão de Compressores

Sistemas de filtragem:

Consoante os requisitos do processo fabril devem ser dimensionados sistemas de filtragem de ar comprimido de baixa perda de carga.

Aumento da pressão de trabalho do compressor em 1bar => aumento da potência consumida em 6%.

Filtros de carvão activo para remoção de vapores de óleo => filtragem de ar para pequenos pontos de consumo

Processos dependentes de isento de óleo => compressores isentos de óleo

Sistemas de tratamento de ar comprimido de elevada eficiência:

Atlas Copco de PortugalDivisão de Compressores

Perda de carga baixa => redução da pressão de trabalho do compressor => redução da potência consumida

Lei de Darcy

(Parte 2 de 4)

Comentários