A Regra dos Porques-Dica de Português

A Regra dos Porques-Dica de Português

Regras dos “porque, porquê, por que e por quê”.

Tire suas dúvidas sobre a colocação e todas as variações dos “Porquês” nas frases:

Por que - utiliza-se quando se faz uma pergunta.Ex: Por que você não leu a revista?

Por quê - utiliza-se numa pergunta quando o por quê fica no final da frase.Ex: Você foi embora por quê?

Porque – quando se explica alguma coisa.Ex: Eu estou perguntando isto, porque eu não sei.

Porquê – quando funciona como um substantivo.Ex: Eu quero saber o porquê das coisas.

Mais detalhes

Porquê - Por ser um substantivo, só pode ser usado quando precedido de artigo definido (o, a, os, as), pronome adjetivo (meu, este, esse, aquele) ou numeral (um, dois, três). Exemplos:

  • Não sei o porquê de tanta confusão com os porquês.

  • Este porquê é um substantivo.

  • Quantos porquês existem na Língua Portuguesa?

  • Existem quatro porquês.

Por quê - Sempre que aparecer no final de uma frase. Uma outra maneira de entender é lembrar que antes de pontuação, o quê recebe o acento. Exemplos:

  • Por quê?

  • Você nem sabe por quê.

  • Você está rindo de quê?

Por que - Usamos a forma por que sempre que houver junção da preposição por com o pronome interrogativo que. Em outras palavras, pode-se dizer que por que é usando quando podemos trocá-lo por por qual razão, por qual motivo, pelo qual, pelos quais, por qual. Exemplos:

  • Por que você quer saber?

  • Por que você quer ir lá?

  • Você nem sabe por que ela fez isso.

Porque - Usamos porque quando a expressão for uma explicação ou causa (pois, uma vez que). Exemplos:

  • Não vim trabalhar porque estava doente.

  • Por que você estuda? Porque gosto de aprender.

  • Porque a vida não é fácil para ninguém.

Comentários