Proteínas

Proteínas

As proteínas são substâncias orgânicas constituídas por aminoácidos unidos entre si, formando uma cadeia polipeptídica

  • As proteínas são substâncias orgânicas constituídas por aminoácidos unidos entre si, formando uma cadeia polipeptídica

Um aminoácido se une com outro através da reação entre a função carboxila de um e a função amina do outro.

  • Um aminoácido se une com outro através da reação entre a função carboxila de um e a função amina do outro.

  • Ligação peptídica.

As proteínas são denominadas por apresentar de dois a mais aminoácidos em sua estrutura.

  • As proteínas são denominadas por apresentar de dois a mais aminoácidos em sua estrutura.

  • Sendo assim, os peptídeos menores são designados de acordo com os aminoácidos que o constituem.

Desta maneira, a nomenclatura é: Começa pelo N-terminal, e o aas C-terminal mantém seu nome inalterado.

  • Desta maneira, a nomenclatura é: Começa pelo N-terminal, e o aas C-terminal mantém seu nome inalterado.

Dipeptídeo – 2 aas

  • Dipeptídeo – 2 aas

  • Tripeptídeo – 3 aas

  • Tetrapeptídeo – 4 aas

  • Polipeptídeo – muitos aas

Existem várias classificações para as proteínas.

  • Existem várias classificações para as proteínas.

  • A classificação depende dos critérios utilizados.

Proteínas Simples – são constituídas somente por aminoácidos.

  • Proteínas Simples – são constituídas somente por aminoácidos.

  • Proteínas Conjugadas – apresentam em sua constituição aminoácidos e um grupo prostético (carboidratos, lipídios e outros…..).

De acordo com a conformação da molécula (Fibrosas e Globulares);

  • De acordo com a conformação da molécula (Fibrosas e Globulares);

  • De acordo com os produtos da hidrólise (Simples e Conjugadas);

  • Número de cadeias (Monoméricas e Oligoméricas).

Primário

  • Primário

  • Secundário

  • Terciário

  • Quaternário.

É a estrutura que caracteriza a propriedade das proteínas.

  • É a estrutura que caracteriza a propriedade das proteínas.

  • É o alicerce na qual a proteína é montada.

Notamos que todas as proteínas têm o mesmo esqueleto, e a única diferença entre elas é a natureza do grupamento R.

  • Notamos que todas as proteínas têm o mesmo esqueleto, e a única diferença entre elas é a natureza do grupamento R.

  • Esta estrutura depende da maneira de interação de cada amina com cada carboxila do esqueleto da proteína.

Composta a estrutura secundária, surge conseqüentemente a interação entre si dos grupamentos laterais.

  • Composta a estrutura secundária, surge conseqüentemente a interação entre si dos grupamentos laterais.

Estrutura de proteínas terciárias que se organizam através de ligações para realizar funções como o transporte de oxigênio.

  • Estrutura de proteínas terciárias que se organizam através de ligações para realizar funções como o transporte de oxigênio.

Comentários