Patologia - estudo das dopenças

Patologia - estudo das dopenças

FUNGOS, VERMES

Aparelho respiratório

* Hipóxia

Síntese protéica * Álcool

* Vírus

* Hipóxia* Drogas

Integ. das membranas * Radiações

* Reações Ag/Ac-C

* Hipóxia * Drogas

Aparelho genético

* Radiações * Vírus * Drogas

*RADICAIS DE OXIGÊNIO –OH ¯ ; H2O2; O2 ¯ .

•Lesão direta:citotóxica –subst. químicas ligam

-se a organelas ou moléculas celulares; ex: en- venenamento por Cloreto de mercúrio ou por Cianeto

metabolização por oxidases, como a P-450Ex:

•Lesão indireta:drogas que sofrem ativação após envenenamento pelo CCl4, com produção de radicais livres e peroxidação lipídica.

•TIPOS DE LESÃO Lesões reversíveis

Lesões irreversíveis

* Tumefação celular

* Metamorfose gordurosa

*Necrose *Apoptose

*CORAÇÃO
EPÁLIDOS OU

*GENE INDUTOR –P53 *GENE INIBIDOR –BCL2

GRANTER, JAIN E cols. Apoptose na pele e no fígado em uma reação mediada imunologicamente.

NECROSE e APOPTOSE

Morte celular programada

Refere-se a um espectro de

alterações morfológicas que

sucedem a morte celular no tecido

vivo, em grande parte resultantes

da ação degradativa progressiva de

enzimas sobre as células letalmente lesadas.

DIGESTÃO ENZIMÁTICA DA

AUTÓLISE: as enzimas catalíticas provém dos lisossomas das próprias células mortas

HETERÓLISE: dos lisossomas de leucócitos imigrantes

NECROSE Alterações nucleares

Necrose de Coagulação Necrose de Coagulação

Necrose de Coagulação Necrose de Coagulação

Necrose de Coagulação Necrose de Coagulação

Necrose de Coagulação Necrose de Coagulação

Necrose de Coagulação Necrose de Coagulação

Necrose de Coagulação Necrose de Coagulação

Necrose de Liquefação Necrose de Liquefação

Comentários