(Parte 1 de 5)

Prof. Amaral, M.Eng.

Engenharia Econômica

Engenharia de Produção Mecânica

Capítulo 3

Método de Depreciação de Ativos

Prof. Amaral, M.Eng.

Engenharia Econômica Engenharia de

Produção Mecânica2

Conteúdo Programático

Capítulo 2 –Métodos de Análise de Investimentos

Capítulo 3 –Métodos de Depreciação de Ativos Capítulo 4 –Modalidades de Financiamento de Ativos

Capítulo 5 –Índices, Taxas e Inflação

Capítulo 6 –Substituição de Equipamentos

Capítulo 7 –Análise de Investimentos em condições de risco Capítulo 8 –Viabilidade Econômico-Financeira de empreendimentos

Capítulo 1 –Matemática Financeira e Introdução à Engenharia Econômica

Prof. Amaral, M.Eng.

Engenharia Econômica Engenharia de

Produção Mecânica3

Cap.3 –Métodos de Depreciação de Ativos

O Balanço Patrimonial representa uma fotografia do patrimônio de uma Empresa.

3.1 –Balanço Patrimonial

Prof. Amaral, M.Eng.

Engenharia Econômica

Engenharia de Produção Mecânica

Qual a melhor forma de organizar as suas Contas a Pagar?

Por ordem de vencimento, é claro!!!

Cap.3 –Métodos de Depreciação de Ativos

No Ativo as contas devem estar dispostas em ordem decrescente de grau de liquidez dos elementos nela registrados

Prof. Amaral, M.Eng.

Engenharia Econômica Engenharia de

Produção Mecânica5

Cap.3 –Métodos de Depreciação de Ativos

3.1.1 –Ativo Permanente

Os recursos aplicados no Ativo Permanente, como o próprio nome sugere, estão todas as aplicações de recursos feitas pela empresa de forma permanente (fixa), que são representadas pelos:

O Ativo Permanente está dividido em três grupos a saber:

•Bens adquiridos para uso da empresa;

•Aplicações de recursos na compra de ações ou quotas de outras empresas de caráter permanente;

•Aplicação de recursos em despesas que devam onerar o resultado de vários exercícios.

Investimentos;

Ativo Imobilizado; Ativo Diferido;

Prof. Amaral, M.Eng.

Engenharia Econômica Engenharia de

Produção Mecânica6

Cap.3 –Métodos de Depreciação de Ativos

Investimentos: são representados pelos bens e direitos em participações permanentes em outras empresas ou sociedades e os direitos de qualquer natureza, não classificáveis no Ativo Circulante, que não se destinem à manutenção da atividade da empresa ou sociedade. Exemplos: Participação em Coligadas, Provisões para Perdas, Obras de arte,Imóveis não de uso etc.

Ativo Imobilizado: é representado pelos direitos que tenham por objeto os Bens destinados à manutenção das atividades da empresa ou exercidos com essa finalidade, inclusive os de propriedade industrial ou comercial. Exemplos: Computadores, Imóveis, Moveis, Utensílios, Veículos, Máquinas e Equipamentos, Instalações etc.

Ativo Diferido: é composto pelas aplicações de recursos em despesas que contribuirão para a formação do resultado de exercícios futuros.

Exemplos: Despesas de Organização (propaganda, despachante,registro de aberturas da empresa), Despesas pré-operacionais etc.

Prof. Amaral, M.Eng.

Engenharia Econômica Engenharia de

(Parte 1 de 5)

Comentários