Normas para certificação -2

Normas para certificação -2

(Parte 8 de 8)

6.5- Qualificação a) Os candidatos a eletricistas de manutenção níveis I e I, devem se submeter a um exame escrito de conhecimentos e um prático específico, com base na estrutura de exames e conforme o descrito nos itens 6.2 e 6.3 desta norma.

b) Os candidatos são considerados qualificados quando obtiverem aproveitamento mínimo igual ou superior a 50% por item de conhecimento da estrutura de exames escritos e média aritmética igual ou superior a 70% do corpo do exame. No que se refere ao exame prático, os candidatos são considerados qualificados se obtiverem aproveitamento mínimo igual ou superior a 70% em cada questão prática do corpo do exame e, consequentemente, média aritmética geral das questões também igual ou superior a 70%.

c) Os exames escritos e práticos, nas suas elaborações, deverão seguir a metodologia descrita no "PR-AD-012 - Procedimento para Elaboração, Validação e Aplicação de Exames Ocupacionais", reconhecido em nível internacional, conforme publicação "Guia para a Administração e Análise de Exames Ocupacionais - DOCTRAB/SEM 128/ 4-CINTERFOR-OIT ".

PNQC-PR-CS-005 – REV. B - NORMA DE REQUISITOS PARA QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE ELETRICISTAS DE MANUTENÇÂO d) O profissional qualificado e certificado em uma área de especialização do nível I, não necessitará realizar os exames de conhecimentos comuns para se qualificar em outra área de especialização.

e) Após a realização dos exames escrito e prático, o candidato passa por uma entrevista técnica pedagógica onde toma conhecimento dos seus pontos fortes e fracos, recebendo um plano de desenvolvimento profissional.

OBS.: Veja o fluxograma à seguir para uma melhor visualização do processo de qualificação e certificação do PNQC.

6.6 - Reexame a) O candidato que não obter o rendimento mínimo necessário a certificação em algum dos dois exames ou em ambos, deverá aguardar o prazo mínimo de 30 dias, contados a partir da divulgação dos resultados/entrevista técnico-pedagógica, para realizar um outro exame escrito e/ou prático.

b) Todo candidato poderá fazer até 2 (dois) reexames escrito e/ou prático, sendo considerado como período máximo de sua permanência no processo de certificação, 180 (cento e oitenta) dias, contados a partir da primeira entrevista pedagógica e divulgação do resultado dos primeiros exames realizados.

c) O candidato que não obter sua qualificação e certificação neste período ou não atingi-la após a terceira tentativa, deverá se qualificar e retornar ao processo após um período de 180 (cento e oitenta) dias contados a partir da sua última entrevista pedagógica e divulgação do resultado do (s) último (s) exame (s). Neste caso, ao retornar, o candidato deverá realizar os exames em sua totalidade.

6.7 - Apelações

O candidato à certificação, que participa do processo de avaliação em um CEQUAL, têm o direito de fazer uma apelação caso o mesmo discorde e/ou tenha dúvidas sobre o conteúdo de qualquer exame escrito/prático assim como sobre o processo de aplicação, correção e avaliação dos exames.

Realização de Exame Escrito e/ou Prático

Reexame

Análise da Documentação

Inscrição do Candidato

Entrevista Pedagógica

Certificação

PNQC-PR-CS-005 – REV. B - NORMA DE REQUISITOS PARA QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE ELETRICISTAS DE MANUTENÇÂO

Quando do surgimento de alguma dúvida ou reclamação, o candidato à certificação deverá registrar em um formulário próprio do CEQUAL, cabendo ao coordenador do CEQUAL analisar e emitir um parecer preliminar, ao Bureau do PNQC, com os seus comentários.

O Bureau do PNQC de posse de toda documentação, apelação do candidato e parecer preliminar do coordenador do CEQUAL, analisará o caso e emitirá o parecer final.

7- CERTIFICAÇÃO

Baseado nos resultados obtidos nos exames de qualificação, o BUREAU expedirá uma carteira de identificação, indicando o nível para qual o profissional esta qualificado e certificado . No caso de eletricista de manutenção nível I, o certificado deverá indicar as áreas de especialização.

O BUREAU do PNQC, quando solicitado, deverá tornar pública a situação da certificação dos profissionais.

7.1 - Validade da certificação

A certificação de profissionais em qualquer um dos dois níveis tem prazo de validade de 48 (quarenta e oito) meses, a contar da data da entrevista pedagógica que habilita a certificação do candidato.

7.2 - Manutenção da certificação

A manutenção da certificação será feita mediante a comprovação do exercício da ocupação, durante 30 (trinta) meses, no período de validade considerado no item 7.1.

7.3 - Revogação da Certificação A Revogação da certificação ocorrerá nos seguintes casos:

a) Perda da demanda física ou psíquica do profissional para exercer as atividades da ocupação para qual está certificado.

b) Quando houver evidências objetivas e comprovadas apresentadas ao BUREAU e por este analisada e aceitas, que indiquem não mais estar o profissional qualificado para exercer as atividades da ocupação para as quais foi certificado.

7.4 - Recertificação

O eletricista de manutenção, pode renovar a sua certificação. Para tanto deve comparecer ao CEQUAL, onde obteve a sua certificação, num prazo máximo de 60 dias após o vencimento da certificação e apresentar a seguinte documentação:

a) Registro na carteira de trabalho e previdência social ou declaração da empresa na qual o mesmo atuou, comprovando o exercício da ocupação, em pelo menos 30 meses, consecutivos ou não, no período de validade considerado em 7.1;

PNQC-PR-CS-005 – REV. B - NORMA DE REQUISITOS PARA QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE ELETRICISTAS DE MANUTENÇÂO b) Documento reconhecido pela legislação do trabalho, com validade de 1 (um) ano, comprovando que o mesmo possui capacitação física e mental conforme definido em 6.4; c) Carteira original da Abraman/PNQC, vencida; d) outros documentos solicitados pelo CEQUAL.

O eletricista de manutenção que não comparecer ao CEQUAL onde obteve a sua certificação, no prazo estabelecido, apresentando a documentação exigida, terá cancelada a sua certificação, sendo então necessário realizar todo processo de qualificação, previsto em 6.5, para obte-la novamente.

7.5 - Cancelamento da certificação

Na ocorrência de casos de fraude, imperícia grave e prática de atos delituosos, cabem ao BUREAU a análise das solicitações, das evidências objetivas e das apurações dos fatos.

A critério do BUREAU, o eletricista poderá ter suspensa a sua certificação, cabendo ao gerente deste órgão encaminhar a documentação pertinente ao CNQC, que decide ou não pelo cancelamento da certificação.

(Parte 8 de 8)

Comentários