Biologia 1 - apostila ceesvo

Biologia 1 - apostila ceesvo

(Parte 3 de 9)

Lactose Glicose + galactose

Papel energético. Encontrado no leite

Maltose Glicose + glicose

Papel energético.

Encontrado em alguns vegetais. Também pode ser proveniente da digestão do amido no tubo digestório de animais.

Polissacarídeos

Polissacarídeos são moléculas grandes, formadas pela união de centenas ou milhares de monossacarídeos.

O que acontece quando ingerimos carboidratos em excesso. O ser humano apresenta uma capacidade muito limitada de reserva de açúcar. Podemos armazenar glicose, sob a forma de glicogênio, nas células do fígado e nas células musculares. Todo o excedente é transformado em gorduras e armazenado sob a pele ou entre os órgãos.

Os vegetais apresentam uma capacidade maior de armazenar glicose sob a forma de amido ou de aumentar a parede celular, composta de celulose. Claro que alguns vegetais armazenam energia sob a forma de gordura como os óleos vegetais das sementes de girassol, amendoim, soja, nozes, mamona, etc. Mas, infelizmente, os animais armazenam, estocam gordura, e quanto maior a ingestão de alimentos e menor o gasto energético pela prática de esportes, atividades mentais, locomoção etc., maior é o acúmulo de gordura, ocasionando, em muitos casos, a obesidade.

Lipídios

Os lipídios são substâncias orgânicas encontradas em grande quantidade nos seres vivos, principalmente no corpo dos animais. São insolúveis em água e solúveis em solventes orgânicos (éter, álcool, clorofórmio, etc.).

Os lipídios desempenham diversas funções no organismo animal, as mais importantes são:

- Reserva energética. - Formação das membranas celulares em conjunto com as proteínas. - Atuam como hormônios.

Os lipídios podem ser classificados em glicerídeos, cerídeos, lipídios complexos, esteróides e carotenóides.

Proteínas As proteínas são macromoléculas formadas pela união de dezenas ou centenas de moléculas menores chamadas aminoácidos.

Quimicamente, os aminoácidos são constituídos por carbono (C), hidrogênio (H), oxigênio (O) e nitrogênio (N). Alguns são formados também por enxofre (S).

Os aminoácidos são capazes de se ligarem e formarem moléculas de vários tamanhos e funções. Assim, existem proteínas com estruturas simples (poucas unidades ligadas) e proteínas com estruturas complexas, compostas por milhares de aminoácidos.

Funções das proteínas As proteínas exercem diversas funções no organismo dos seres vivos.

As funções mais importantes são: estrutural, hormonal, nutritiva, enzimática e de defesa.

As proteínas são os principais alimentos plásticos do organismo responsáveis pela formação das enzimas e dos anticorpos. As proteínas se dividem em:

Proteínas plásticas ou enzimas que servem de matéria-prima para a formação de várias partes das células.

Proteínas catalisadoras ou transportadoras que tem como função transportar outras substâncias químicas dentro do corpo e dentro das células.

ou seres invasores do corpo, como as bactérias e os vírus

Proteínas de defesa têm a tarefa de defender o organismo contra substâncias estranhas Proteínas estruturais

Colágeno

Abundante nos tendões, cartilagens e ossos. Presente ainda na pele, à qual confere resistência. Num osso, a resistência é devida principalmente ao colágeno; o cálcio determina apenas a rigidez.

Queratina

Presente na superfície da pelo, nas garras, unhas, bico e pêlos dos vertebrados; importante papel de impermeabilização de superfícies, nos vertebrados terrestres.

Actina e miosina Principais componentes dos músculos. Proteínas contráteis, fundamentais, portanto, para o movimento.

Albumina

É a proteína mais abundante da parte líquida do sangue, o plasma, ao qual ela confere uma certa viscosidade e pressão osmótica. Presente também na clara do ovo, no qual servirá de reserva alimentar utilizada pelo embrião.

As enzimas são proteínas que atuam como catalisadores orgânicosParticipa das

Enzimas reações químicas que ocorrem nos seres vivos, diminuindo a energia de ativação e aumentando a velocidade das reações químicas sem, no entanto participar do produto final destas reações.

As enzimas são específicas em relação a um substrato, desencadeando sempre o mesmo tipo de reação (Teoria da chave - fechadura). Alguns fatores influenciam atividade de uma enzima como a temperatura, o pH e a concentração do substrato (essência).

Vitaminas

Hoje em dia ao comprarmos diversos produtos observamos escrito nas embalagens a palavra vitaminado. Mas, o que são vitaminas? Quais as suas funções? Qual a dose diária necessária ao organismo? Onde podemos encontrá-las?

Saiba que as vitaminas estão entre as substâncias orgânicas mais importantes que existem, sendo indispensáveis à sobrevivência das células.

Elas são necessárias em quantidades muito pequenas ao organismo dos seres vivos. As vitaminas atuam como coenzimas, sendo necessária a maior parte dos processos metabólicos.

São produzidas pelos vegetais e por organismos unicelulares, e assimiladas pelos animais através da alimentação.

São classificados de acordo com a solubilidade em lipídios ou em água.

Lipossolúveis - são aquelas que se dissolvem em lipídios (gordura) tais como vitamina A, D, E e K.

Hidrossolúveis - são aquelas que se dissolvem em água, tais como vitamina C e vitaminas do complexo B.

Sua falta (avitaminose) no organismo pode determinar doenças resultantes de carências nutricionais. Observe com atenção o quadro abaixo.

Retinol

Vitamina A ou

Laticínios, gema de ovo, fígado, rins. Fabricada também a partir do betacaroteno de hortaliças verdes, tomate, cenoura, mamão, etc.

Pele áspera e seca, facilidade para infecções, dificuldade de visão na obscuridade (cegueira noturna) ressecamento da córnea que pode levar à cegueira (xeroftalmia) e baixa imunidade.

Vitamina D ou Calciferol

Fígado, óleo de peixe, laticínios, gema de ovo. Fabricada na pele, pelo sol a partir do ergosterol, encontrado nos alimentos vegetais.

Ossos fracos e deformados nas crianças (raquitismo). Ossos fracos no adulto (osteomalácia).

ou Tocoferol

Vitamina E

Cereais hortaliças com folhas verdes, legumes, óleos vegetais, laticínios, gema de ovo, amendoim, entre outros alimentos.

Não foi observada em humanos. Em animais, esterilidade, anemia, lesões musculares e nervosas.

(Parte 3 de 9)

Comentários