Tumores do estômago

Tumores do estômago

(Parte 1 de 4)

Reynaldo Quinino

Reynaldo Quinino

Objetivos:

1.Discutir sobre os principais tipos histológicos de tumores do estômago;

2.Comentar sobre epidemiologia e fatores de risco para desenvolvimento do adenocarcinoma gástrico;

3.Expor as principais formas de diagnóstico;

4.Discutir as diversas formas de tratamento; 5.Falar sobre o prognóstico do Câncer gástrico

Tumores Benignos

Pólipos Gástricos Glândulas fúndicas

Hiperplásicos

Adenomas Pâncreas ectópico

Tumores Malignos

Adenocarcinoma Linfoma

Tumores Carcinóides

Tumores Gástricos Estromais

Adenocarcinoma Gástrico

Epidemiologia A maioria dos Pacientes encontra-se entre 65 e 74 anos;

A incidência global em homens é o dobro da incidência em

mulheres; Há uma diminuição na incidência de tumores distais.

Fatores de Risco

História Familiar

Aumento de 2 a 3 vezes na incidência com parentes

de primeiro grau; Normalmente forma difusa e idade mais jovem;

Corresponde por aproximadamente 10% dos casos;

Indivíduos são mais susceptíveis a desenvolver

gastrite atrófica; Síndromes de Câncer familiar –FAP, HNPCC e PJ.

Fatores Protetores

Dieta Rica em frutas e vegetais; Dieta pobre em sal;

Dieta pobre em comidas preservadas;

Uso de antagonistas da COX –2;

Erradicação do H. pylori.

Screening

50% Câncer Precoce.

Ocidente Menor incidência;

20% Câncer Precoce;

É indicado em casos de Displasia moderada, adenomas gástricos e história de PAF.

Manifestações Clínicas

Câncer Gástrico precoce – Assintomático 80% dos

casos Nos casos avançados: Perda de peso;

Sintomas digestivos: Queixas dispépticas

Sinais de doença avançada: Massa epigástrica, hepatomegalia, ascite e edema de membros inferiores;

Diagnóstico

Exames Laboratoriais; Endoscopia digestiva Alta;

Ultrassonografia;

Ultrassonografia Endoscópica;

Exame radiológico contrastado;

Tomografia Computadorizada;

Ressonância Magnética.

Endoscopia digestiva Alta

Sensibilidade > 95% Recomendação da AGA:

(Parte 1 de 4)

Comentários