AEP-Acos ConstruçãoMecanica

AEP-Acos ConstruçãoMecanica

(Parte 1 de 10)

I Características de Produto3
1 Faixas de Bitolas Produzidas (m)5
2 Bitolas Padrões Laminadas6
3 Bitolas Padrões Forjadas - Perfi l Redondo e Quadrado7
Forjados e Sobremetal de Forjados8
4.1 Tolerância para Fio Máquina (m)8
4.2 Tolerância para Barra Laminada Redonda (m)8
4.3 Tolerância Especial de Barras Redondas (m)8
4.4 Tolerância de Barras Quadradas (m)9
4.5 Tolerância de Barras Laminadas com Acabamento9
no Cliente (no Diâmetro)9
4.7 Tolerância de Barras Forjadas; Sobremetal (m)10
com Acabamento (m)10
a Quente Redondas1
4.10 Tolerâncias para Acabados a Frio - Norma ISO12
5 Características Mecânicas13
Mecânica Carbono13
Construção Mecânica Ligado e Construção Mecânica Carbono14
I Aços Gerdau e Equivalências com Normas15
1 Aços Carbono Não Ressulfurados17
2 Aços de Usinagem Fácil17
3 Aços Ligados para Benefi ciamento18
4 Aços Ligados para Cementação19
5 Aços para Deformação a Frio19
6 Aços para Molas20
7 Aços para Rolamentos20
I Composição Química: COPANT, AISI, SAE e ASTM21
1 Aços Construção Mecânica Carbono SAE J40323
1.1 Aços Carbono23
1.2 Aços Carbono com Teor de Manganês Elevado24
1.3 Aços Carbono Ressulfurados (Usinagem Fácil)24
1.4 Aços Carbono Ressulfurados e Refosforados (Usinagem Fácil)24
Mecânica Carbono25

ÍNDICE 4 Tolerâncias Dimensionais de Laminados, 4.6 Norma AEP para Sobremetal de Barras para Usinagem 4.8 Tolerância Domensional de Barras Forjadas 4.9 Tolerância de Bitolas em Barras Laminadas 5.1 Dureza (HB) - Construção Mecânica Ligado e Construção 5.2 Propriedades Mecânicas de Material Benefi ciado - Aços 1.5 Tolerância para Análise de Verifi cação dos Aços Construção 2 Aços Construção Mecânica Ligados COPANT/SAE - J404 ..................26

Mecânica Ligados28
IV Composição Química: Aços DIN29
1 Aços de Usinagem Fácil DIN EN 1008731
2 Aços para Benefi ciamento DIN EN 1008332
3 Aços para Cementação DIN EN 100843
4 Aços para Conformação a Frio DIN EN 1026334
V T emperabilidade35

2.1 Composição Química ............................................................................ 26 2.2 Tolerância para Análise de Verifi cação dos Aços Construção

- Valores de Dureza em HRc37
- Valores de Dureza em HRc45
VI T abelas Gerais49

1 Temperabilidade dos Aços Norma SAE J1268 2 Temperabilidade dos Aços Norma DIN EN 10083 e 10084

Normalizado em Função da Bitola51
de Laminado Normalizado e Recozido52

1 Durezas Esperadas em Aços Carbono e Ligados no Estado 2 Propriedades Mecânicas dos Aços nas Condições 3 Infl uência da Temperatura de Revenimento nas Propriedades

de 25,4 m de Diâmentro54
4 Efeito dos Elementos de Ligas nas Propriedades dos Aços57
5 Sistema de Codifi cação SAE58
6 Áreas, Volumes e Superfícies59
7 Equivalência de Bitolas de Chapas e Arames (m)67
8 Conversão de Polegadas e Frações68
para Aços Não Austeníticos69
10 Conversão de Temperaturas - °C / °F71
1 Conversão para Medidas e Pesos Diversos73

Mecânicas dos Aços Carbono e Ligados para Corpo de Prova 9 Conversão de Dureza - Resistência à Tração Conforme ASTM 12 Peso Linear de Aço em Barras ..............................................................74

Capítulo I Características de Produto

I - CARACTERÍSTICAS DE PRODUTO Capítulo I

5,5 a 203,20 (1) 76,20 a 127,0 5,50 a 30,16 152,40 a 508,0 152,40 a 424,0

Sob consulta de fabricação 4,50 a 40,0 (2) 15,0 a 123,20 5,0 a 101,60 4,80 a 10,0 124,0 a 540,0

Quadrado:120,0 a 390,0 Chato: Sob consulta de fabricação

*OBS: Este manual tem a fi nalidade didática, portanto, algumas qualidades de aço podem apresentar res tri ções de bitolas; outras se ções além das indicadas poderão ser atendidas. Con sulte a nossa área co mercial para even tuais es clarecimentos. 1)Barras Laminadas Redondas nos intervalos de bitola entre 5,50 m e 15,8 m e 139,70 m a 203,20 m, sujeito a consulta de fabricação. 2) Barras Trefi ladas abaixo de 10 m, sob consulta de fabricação.

1 - FAIXAS DE BITOLAS PRODUZIDAS (m)

FAIXAS DE BITOLA (m)

Barras Laminadas Re dondas Barras Laminadas Qua dra das Fio Máquina Barras Forjadas Re dondas Barras Forjadas Qua dra das Barras Forjadas Chatas Barras Trefi ladas Barras Descascadas Barras Polidas Barras Retifi cadas Barras Torneadas Barras Forjadas Fresadas

Capítulo I 6

2 - BITOLAS PADRÕES LAMINADAS

OBS: *Bitolas derivadas - são bitolas em milímetros que utilizam um canal mais próximo em polegadas, ou seja, não possuem canal próprio. Demais bitolas, sob consulta de fabricação.

Capítulo I

3 - BITOLAS PADRÕES FORJADAS - PERFIL REDONDO E QUA DRADO

OBS.: Para bitolas maiores que 152,40 m poderão ser fabricadas quaisquer bitolas, apenas respeitando-se os limites máximos.

pol.

Capítulo I

4.1 - TOLERÂNCIA PARA FIO MÁQUINA (m)

5,50 a 10,0 10,20 a 15,8 16,15 a 20,64 21,40 a 30,16

BITOLAS (m)

+ 0,20 + 0,25

+ 0,30

+ 0,35

+ 0,15

+ 0,20

+ 0,25

+ 0,30

+ 0,50 + 0,60

+ 0,80

+ 1,0

+ 1,30

+ 1,50

+ 2,0

+ 3,0

+ 4,0 máx. 0,75 máx. 0,90 máx. 1,20 máx. 1,50 máx. 1,95 máx. 2,25 máx. 3,0 máx. 3,75 máx. 4,50 máx. 6,0

4.2 - TOLERÂNCIA PARA BARRA LAMINADA REDONDA (m)

BITOLAS OVALIZAÇÃOAFASTAMENTO 15,0 - 25,0 26,0 - 35,0 36,0 - 50,0 51,0 - 80,0 81,0 - 10,0 101,0 - 120,0 121,0 - 160,0 161,0 - 20,0 201,0 - 220,0 221,0 - 250,0

+ 0,25 + 0,30

+ 0,50 - 0,30

+ 0,60 - 0,40

+ 0,80 - 0,40

+ 1,20 - 0,40 máx. 0,38 máx. 0,45 máx. 0,60 máx. 0,75 máx. 0,90 máx. 1,20

4.3 - TOLERÂNCIA ESPECIAL DE BARRAS REDONDAS (m)

BITOLAS OVALIZAÇÃOAFASTAMENTO 15,8 - 20,64 20,64 - 30,16 30,16 - 38,10 38,10 - 50,80 50,80 - 63,50 63,50 - 85,0

OBS.: Bitolas com outras tolerâncias poderão ser fabricadas mediante consulta de fabricação.

(Parte 1 de 10)

Comentários