(Parte 1 de 5)

Cursode EngenhariaIndustrial Mecânica

Manutenção de Equipamentos Rotativos Professor Amaro

Alunos-Carlos Alberto Marques -JairSilva DiasSalvador, 04 de Janeiro de 2008

Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.

1. INTRODUÇÃO3
1.1 Histórico3
2. CLASSIFICAÇÃO DE TIPOS DE COMPRESSORES5
2.1 Quanto à aplicação5
2.2 Quanto ao princípio construtivo6
2.3 Quanto ao Funcionamento:6
CONSTRUTIVAS8
3.1 Compressores alternativos8
3.1.1 Formas construtivas dos Compressores Alternativos9
3.2 Compressores Rotativos de Palhetas1
3.3 Compressores Rotativos de Parafusos1
3.4 Compressores Rotativos de Lóbulos12
3.5 Outros volumétricos menos usados: Diafragma12
3.6 Outros volumétricos menos usados: Scroll13
3.7 Outros volumétricos menos usados: Tooth14

3. PRINCÍPIOS DE FUNCIONAMENTO DOS COMPRESSORES VOLUMÉTRICOS E SUAS FORMAS 3.1.2 Disposição dos cilindros em compressores alternativos 9 3.1.3 Válvulas na sucção e na descarga de Compressores Alternativos 10

CONSTRUTIVAS15
4.1 Compressores Centrífugos15
4.2 Difusores16
4.3 Impelidores17
4.4 Tipos de Impelidores18
4.5 Compressores Centrífugos de simples e múltiplo estágio19
4.6 Tipo de Partição da Carcaça20

4. PRINCÍPIOS DE FUNCIONAMENTO DOS COMPRESSORES DINÂMICOS E SUAS FORMAS

Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.

5. COMPRESSORES AXIAIS21
6. SELEÇÃO DE UM COMPRESSOR21
7. RENDIMENTO DOS COMPRESSORES2

2 8. SISTEMA DE SELAGEM

8.1 Selagem Interna2
8.1.2 Definições Gerais Sobre Utilização23
8.2 Selagem Externa24
8.2.1 Tipos De Selagem24
9. SISTEMA DE BALANCEAMENTO AXIAL28
9.1 Disco de Balanço28
9.2 Fluxo Misto29
10. MANCAIS30
10.1 Mancais Axiais30
10.2 Mancais Radiais31
1. LIMITES DE OPERAÇÃO31
1.1 Limite Inferior32
1.2 Limite Superior32
13. UNIDADES DE MEDIÇÃO DE VAZÃO34
14. CURVA CARACTERISTICA DE UM COMPRESSOR34
15. EJETORES35
15.1 Funcionamento Do Ejetor A Vapor35
15.2 Tipos De Ejetores36
16. CONCLUSÃO38
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS39

12. CUIDADOS PRINCIPAIS NA MONTAGEM DOS CONJUNTOS ROTATIVOS 3

Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.

1. INTRODUÇÃO

1.1HISTÓRICO

• Primeira aplicação: certamente, na pré-história, para avivar as brasas de uma fogueira.

• Primeiro compressor: os pulmões humanos, 100 l/min e pressão de 0,02 a 0,08 bar em valores médios.

• Encontra aplicação até nos dias de hoje.

• Por volta de 3.0 AC, quando o homem começou a trabalhar com metais esse compressor se mostrou ineficiente. Usou-se o vento como fonte de ar.

• No Egito, em 1.500 AC, foram introduzidos os foles acionados com os pés ou com as mãos.

• Os foles manuais permaneceram em uso por mais de 2.0 anos. A ilustração mostra um fole de 1530, usado para a ventilação de minas.

Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.

Em 1762 John Smeaton registra a patente de um compressor acionado por uma roda d’água.

• Aperfeiçoamento com a invenção de John Wilkinson, a máquina de broquear.

• O desenvolvimento dos compressores possibilitou o incremento do processamento de minérios e da produção dos metais.

• Em 1857 foi feita a primeira experiência de sucesso no transporte de energia por meio de ar comprimido, na construção do túnel Mont Cenis, nos Alpes Suíços.

• Em Paris, no ano de 1888 entra em operação a primeira planta de distribuição de ar comprimido. O ar comprimido era usado desde o acionamento de geradores e relógios até distribuição de cerveja.

Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.

A técnica de construção e de materiais foi se desenvolvendo, a figura abaixo, mostra um compressor de ar alternativo, resfriado a água, de duplo efeito e duplo estágio, fabricação Mannesmann, de 1935.

• O escoamento e aumento de pressão de fluidos compressíveis se torna possível por máquinas como os compressores, ejetores, ventiladores, sopradores e bombas de vácuo.

2. CLASSIFICAÇÃO DE TIPOS DE COMPRESSORES

2.1 Quanto à aplicação:

- Compressores de ar para serviços ordinários,

- Compressores de ar para serviços industriais, - Compressores de gases ou de processos,

- Compressores para instalações de refrigeração,

- Compressores para vácuo.

Cada um desses equipamentos tem características próprias que atendem uma determinada aplicação específica.

Generated by Foxit PDF Creator © Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.

Max. Pressão de Descarga (psia)

Max. Relação Compressão por estágio

Máx. Relação Compressão por máquina

Máx. Vazão medida na sucção

Volu

Rotativos 100-250 4 8 50.0

Tu rbo

2.2 Quanto ao princípio construtivo:

- Compressores volumétricos, também de chamados de deslocamento positivo.

- Compressores dinâmicos ou turbo compressores.

Nos primeiros a elevação da pressão é conseguida por meio da redução do volume ocupado pelo fluido.

Já no segundo caso a elevação da pressão é obtida pela transformação da energia cinética do gás, que foi acelerado pelo impelidor (ou rotor), em energia de pressão, quando o gás passa por elemento interno denominado difusor.

2.3 Quanto ao Funcionamento:

Alternativos

Volumétricos

(Parte 1 de 5)

Comentários