Aula 7 Problemas e Soluções Tecnológicas

Aula 7 Problemas e Soluções Tecnológicas

(Parte 1 de 3)

Prof. Éder Clementino dos Santos Prof. Éder Clementino dos Santos

Problemas Ambientais

Prof. Éder Clementino dos Santos Prof. Éder Clementino dos Santos

Problemas Sócio-econômicos e Ambientais

Fonte: UFV / Revista Ação Ambiental Prof. Éder Clementino dos Santos

Prof. Éder Clementino dos Santos

Flora Fauna

Solo Água

A gestão da Produção Animal, como resultado das interações dos recursos naturais e atividades humanas

Clima Atividades

Econômicas

Prof. Éder Clementino dos Santos Prof. Éder Clementino dos Santos

Produção Produção

Animal Animal

Prof. Éder Clementino dos Santos Prof. Éder Clementino dos Santos

Alimentação equilibrada: objetivos Alimentação equilibrada: objetivos hhAtendimento às necessidades nutricionais Atendimento às necessidades nutricionais hhQuantidade de resíduos por unidade alimentar e Quantidade de resíduos por unidade alimentar e unidade produto final diminui unidade produto final diminui hhAumento da Aumento da digestibilidadedigestibilidade//biodisponibilidadebiodisponibilidadedos dos alimentos alimentos

Prof. Éder Clementino dos Santos Prof. Éder Clementino dos Santos

Técnicas para Alimentação equilibrada Técnicas para Alimentação equilibrada hhAjustar os padrões alimentação às necessidades Ajustar os padrões alimentação às necessidades nutricionais/fisiológicas das diferentes categorias nutricionais/fisiológicas das diferentes categorias dos animais dos animais hhEx. Maior parte azotoEx. Maior parte azoto--urina (N) tem origem urina (N) tem origem desequilíbrio entre quantidade e qualidade da desequilíbrio entre quantidade e qualidade da proteína digerível e as necessidades do animal proteína digerível e as necessidades do animal hhBalaceamento Balaceamento de energia, proteína (N), minerais (de energia, proteína (N), minerais (CaCa, ,

P, K), metais pesados necessidades fisiológicas P, K), metais pesados necessidades fisiológicas

Redução N urina

Ajustar Ajustar proteína ração proteína ração

Prof. Éder Clementino dos Santos Prof. Éder Clementino dos Santos

Sistema intensivo monogástricos Sistema intensivo monogástricos hhRedução das perdas de N será efetiva no ajuste Redução das perdas de N será efetiva no ajuste conteúdo protéico ração (idade e produtividade), conteúdo protéico ração (idade e produtividade), busca equilíbrio necessidades aminoácidos com os busca equilíbrio necessidades aminoácidos com os aminoácidos digestíveis aminoácidos digestíveis hhAdoção fornecimento aminoácidos sintéticos rações Adoção fornecimento aminoácidos sintéticos rações comerciais (lisina, comerciais (lisina, metioninametionina, , triptofanotriptofano, , treoninatreonina), ), porém alguns limitantes porém alguns limitantes

Prof. Éder Clementino dos Santos Prof. Éder Clementino dos Santos

Sistema intensivo monogástricos Sistema intensivo monogástricos hhA biotecnologia tem potencial melhorar a A biotecnologia tem potencial melhorar a digestibilidade digestibilidade (eliminação de fatores (eliminação de fatores antinutricionais), que interferem digestão e antinutricionais), que interferem digestão e absorção dos nutrientes; absorção dos nutrientes; hhFatores antinutricionais (ANF): são taninos, Fatores antinutricionais (ANF): são taninos, inibidores da tripsina, inibidores da tripsina, lectinaslectinas, polissacarídeos não , polissacarídeos não amiláceos amiláceos e o e o oligopolissacarídeos oligopolissacarídeos específicos. específicos.

Alterar rações alimentares inclusão Alterar rações alimentares inclusão ingredientes origem animal e leguminosas ingredientes origem animal e leguminosas

(elevada (elevada digestibilidade digestibilidade P) P)

Redução excreção P

Prof. Éder Clementino dos Santos Prof. Éder Clementino dos Santos

Sistema intensivo ruminantes Sistema intensivo ruminantes hhEquilibrar dose de proteína e energia degradável no Equilibrar dose de proteína e energia degradável no rúmen pode produzir resultados significativos rúmen pode produzir resultados significativos

(fornecimento N da pastagem/forragem pode ser (fornecimento N da pastagem/forragem pode ser reduzido quando as forragens são colhidas numa reduzido quando as forragens são colhidas numa fase mais tardia do seu crescimentofase mais tardia do seu crescimento--mais próximo mais próximo maturação maturação hhA quantidade N pode ser reduzida substituindo parte A quantidade N pode ser reduzida substituindo parte forragem por milho, trigo, centeio, cevada, ou forragem por milho, trigo, centeio, cevada, ou limitadas quantidades de palha limitadas quantidades de palha

Aumenta relação C:N Aumenta relação C:N

Redução N urina -amônia

Prof. Éder Clementino dos Santos Prof. Éder Clementino dos Santos

Sistema intensivo ruminantes Sistema intensivo ruminantes hhUso de margens de segurança para necessidades de Uso de margens de segurança para necessidades de

P, existe grande variação na P, existe grande variação na digestibilidade digestibilidade do P do P nos alimentos origem vegetal, desde 20% milho e nos alimentos origem vegetal, desde 20% milho e arroz até 38% para farinha cevada e soja; arroz até 38% para farinha cevada e soja; hhO conteúdo de P O conteúdo de P fitato fitato e e conteudo conteudo de de fitase fitase podem podem explicar em parte esta variaçãoexplicar em parte esta variação--P P fitato fitato é é dificilmente digerível, mas se a atividade dificilmente digerível, mas se a atividade fitase fitase é alta é alta a a digestibilidade digestibilidade do P aumenta; do P aumenta;

Prof. Éder Clementino dos Santos Prof. Éder Clementino dos Santos

Metais pesados sistema intensivo Metais pesados sistema intensivo hhO conteúdo de Cu das rações pode ser bastante O conteúdo de Cu das rações pode ser bastante reduzido, embora possa exigir uma melhoria do reduzido, embora possa exigir uma melhoria do nível geral de manejo para evitar declínio nível geral de manejo para evitar declínio crescimento; crescimento; hhA utilização A utilização fitasefitasepode também aumentar pode também aumentar disponibilidade de disponibilidade de ZnZn, reduzindo assim necessidade , reduzindo assim necessidade de sua suplementação; de sua suplementação;

Prof. Éder Clementino dos Santos Prof. Éder Clementino dos Santos

Metais pesados sistema intensivo Metais pesados sistema intensivo hhO conteúdo de Cd está relacionado adição P O conteúdo de Cd está relacionado adição P inorgânico às rações, e assim podem também inorgânico às rações, e assim podem também conseguirconseguir--se melhorias utilização de menos fosfato se melhorias utilização de menos fosfato e fosfato com menos Cd; e fosfato com menos Cd; hhNa Holanda o conteúdo máximo de Cu rações para Na Holanda o conteúdo máximo de Cu rações para leitões (leitões (±±PV 16 kg) é 175 mg/Kg. Em todas outras PV 16 kg) é 175 mg/Kg. Em todas outras rações o máximo é de 35 mg/kg; rações o máximo é de 35 mg/kg;

Prof. Éder Clementino dos Santos Prof. Éder Clementino dos Santos

Variação de Custo: tipo dieta Variação de Custo: tipo dieta hhRedução aditivos Redução aditivos hhRedução de Redução de mistura mineral mistura mineral hhRedução níveis de Redução níveis de pr oteína (animal/vegetal) pr oteína (animal/vegetal) hhRedução ingredientes qualidade Redução ingredientes qualidade elevada (elevada (fitasefitase, aminoácidos) , aminoácidos)

Dieta Dieta personalidada personalidada

Prof. Éder Clementino dos Santos Prof. Éder Clementino dos Santos

Tipos de Impactos Ambientais Tipos de Impactos Ambientais

--Redução dos subprodutos e Redução dos subprodutos e resíduos na indústria de resíduos na indústria de rações rações

--Maior uso matériasMaior uso matérias--primas primas de elevada qualidade de elevada qualidade

--Competição com Competição com alimentação humana alimentação humana

Posit ivo Posit ivo

--Redução quantidade resíduos Redução quantidade resíduos por unidade de alimentação e por unidade de alimentação e unidade de produto unidade de produto

Redução conteúdo metais Redução conteúdo metais pesados nos resíduos pesados nos resíduos h Negativo Negativo

Produtiv idade Produtiv idade

* Uso de MDL na * Uso de MDL na alime ntação alime ntação

* Eficiência produção * Eficiência produção melhorada melhorada

Prof. Éder Clementino dos Santos Prof. Éder Clementino dos Santos

Melhoramento Genético Animal Melhoramento Genético Animal

Na exploração intensiva de animais são substituídos cada vez mai

Na exploração intensiva de animais são substituídos cada vez mais s as raças, linhagens e variedades locais por exemplares de outras as raças, linhagens e variedades locais por exemplares de outras regiões, exóticos ou cruzas; regiões, exóticos ou cruzas;

--Alterações nos pacotes dos genótipos das raças, linhagens e Alterações nos pacotes dos genótipos das raças, linhagens e variedades (risco de supressão); variedades (risco de supressão);

Questões ambientais Questões ambientais

Prof. Éder Clementino dos Santos Prof. Éder Clementino dos Santos

Melhoramento Genético Animal Melhoramento Genético Animal

Possuir animal mais produtivo e econômico (indivíduos Possuir animal mais produtivo e econômico (indivíduos superiores); superiores);

Maior eficiência utilização de recursos (relação fatores Maior eficiência utilização de recursos (relação fatores produção/produção); produção/produção);

--Adoção técnicasAdoção técnicas--produção produção mais sofisticadas; mais sofisticadas;

Agregar gestão produção à Agregar gestão produção à econômica, sócio econômica , sócio --ambiental. ambiental.

Prof. Éder Clementino dos Santos Prof. Éder Clementino dos Santos

Melhoramento Genético Animal Melhoramento Genético Animal

Fatores limitantes Fatores limitantes

Instalações Instalações especializadas especializadas

Susceptibilidade Susceptibilidade doenças doenças

Maior necessidade Maior necessidade fatores produção fatores produção externas externas

Reduzida tolerância Reduzida tolerância condições condições ambientais ambientais

--FrioFrio--Calor Calor

-- ÁguaÁgua -- Vento Vento

Prof. Éder Clementino dos Santos Prof. Éder Clementino dos Santos

Técnicas melhoramento animal Técnicas melhoramento animal hhA A seleçãoseleçãonatural numa população torna possível natural numa população torna possível aumentar o valor médio da variabilidade genética aumentar o valor médio da variabilidade genética visando melhorar o potencial genético dos animais; visando melhorar o potencial genético dos animais; hhO O cruzamentocruzamentotorna possível combinar as vantagens torna possível combinar as vantagens de várias raças para uma única finalidade produtiva. de várias raças para uma única finalidade produtiva.

Os limites da seleção e reprodução em raças puras Os limites da seleção e reprodução em raças puras conduziu à investigação da possibilidade de cruzar conduziu à investigação da possibilidade de cruzar reprodutores de raças diferentes; reprodutores de raças diferentes;

Prof. Éder Clementino dos Santos Prof. Éder Clementino dos Santos

Técnicas melhoramento animal Técnicas melhoramento animal hhA A inseminação artificialinseminação artificialconsiste depositar o sêmen consiste depositar o sêmen na zona indicada órgãos genitaisna zona indicada órgãos genitais--fêmea para fêmea para conseguir uma fertilização, que torna possível conseguir uma fertilização, que torna possível combinar as melhores características de uma combinar as melhores características de uma população; população; hhO O transplante de embriãotransplante de embriãoconsiste remover o consiste remover o embrião de uma fêmea doadora, após a fertilização embrião de uma fêmea doadora, após a fertilização realiza a transferência para fêmeas receptoras, onde realiza a transferência para fêmeas receptoras, onde embriões irão se desenvolver até o nascimento, embriões irão se desenvolver até o nascimento, garantindo agregar forte capacidade hereditária num garantindo agregar forte capacidade hereditária num indivíduo superior; indivíduo superior;

Prof. Éder Clementino dos Santos Prof. Éder Clementino dos Santos

Tipos de Impactos Ambientais:melhoramento Tipos de Impactos Ambientais:melhoramento

--Redução da biodiversidade Redução da biodiversidade animal animal

--Introdução de novas Introdução de novas patologias patologias

--Aumento das áreas Aumento das áreas produção cereais produção cereais

Posit ivo Posit ivo

--Redução da carga animal Redução da carga animal

--Animais mais produtivos Animais mais produtivos

--Sistema de produção Sistema de produção intensificado, podendo ter intensificado, podendo ter menos animais para manter o menos animais para manter o mesmo nívelmesmo nível--produção produção h Negativo Negativo

Prof. Éder Clementino dos Santos Prof. Éder Clementino dos Santos

Impacto na produtividade Impacto na produtividade hhMelhor qualidade Melhor qualidade produtos (maior produtos (maior gasto) gasto) hhAumento Aumento reprodutividade reprodutividade hhAumento carne 1 a 2%/ ano Aumento carne 1 a 2%/ ano

Produção leite 0,5 a 1%/ano Produção leite 0,5 a 1%/ano hhSaúde animal (maior despesas) Saúde animal (maior despesas) hhOutros fatores externos Outros fatores externos

Animal:genética:ambiente Animal:genética:ambiente

Alimentos melhor qualidade Alimentos melhor qualidade

Prof. Éder Clementino dos Santos Prof. Éder Clementino dos Santos

Aplicação melhoramento Aplicação melhoramento

Aumento da procura de produtos animais; Aumento da procura de produtos animais;

--Preocupação de reduzir número de animais; Preocupação de reduzir número de animais;

Desejo de uma melhor gestão do potencial das raças, linhagens; Desejo de uma melhor gestão do potencial das raças, linhagens;

Progresso dos resultados das técnicas de reprodução artificial; Progresso dos resultados das técnicas de reprodução artificial;

--Dificuldades em controlar progressos genéticos nos sistemas Dificuldades em controlar progressos genéticos nos sistemas produção extensivos; produção extensivos;

--Dificuldade de certas raças melhoradas em viverem em certos Dificuldade de certas raças melhoradas em viverem em certos ambientes; ambientes; h Fatores favoráveis Fatores favoráveis h Fatores desfavoráveis Fatores desfavoráveis

Prof. Éder Clementino dos Santos Prof. Éder Clementino dos Santos

Instalações rurais para produção animal Instalações rurais para produção animal

Redução das emissões de amônia para o ambiente; Redução das emissões de amônia para o ambiente;

--Redução das perdas de resíduo sólido e líquido e nutrientes; Redução das perdas de resíduo sólido e líquido e nutrientes;

--Redução da entrada de água da chuva nas instalações, Redução da entrada de água da chuva nas instalações, esterqueira e ambiente de ração; esterqueira e ambiente de ração;

Reduzir a exposição dos resíduos sólidos e líquidos ao Reduzir a exposição dos resíduos sólidos e líquidos ao ambiente; ambiente;

Presença de estrutura hidráulica para condução dos resíduos até Presença de estrutura hidráulica para condução dos resíduos até sua armazenagem; sua armazenagem;

--Manejo adequado dos resíduos sólidos e líquidos; Manejo adequado dos resíduos sólidos e líquidos; h Objetivos Objetivos h Fatores importantes Fatores importantes

Prof. Éder Clementino dos Santos Prof. Éder Clementino dos Santos

(Parte 1 de 3)

Comentários