Sistemas de informação

Sistemas de informação

(Parte 1 de 2)

PROF. MARCELO CAMPOS marcelocampos@terra.com.br

UNIRONDON – Apostila Sistema de Informação 1

1. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO3
1.1. INTRODUÇÃO AO S.I3
1.2. CONCEITOS4
1.3. OBJETIVO, FOCO E BENEFÍCIO DO S.I4
2. SUB-SISTEMAS DE INFORMAÇÃO6
2.1. SUB-SISTEMAS EMPRESARIAIS6
2.2. DECOMPOSIÇÃO DOS SUBSISTEMAS6
2.3. INTEGRAÇÃO DE S.I6
3. S.I. E ORGANIZAÇÕES7
3.1. ESTRUTUTRAS ORGANIZACIONAIS7
3.2. PERFIL PROFISSIONAL VINCULADO AO T.I7
4. NÍVEIS DE INFORMAÇÃO E DE DESCISÃO EMPRESARIAL9
4.1. NÍVEL ESTRATÉGICO9
4.2. NÍVEL TÁTICO OU GERENCIAL9
4.3. OPERACIONAL9

Índice

5.1. EXECUTIVE INFORMATION SYSTEMS – EIS10
5.2. SISTEMA DE APOIO A DESCISÃO - SAD10
5.3. ENTERPRISE RESOURCE PLANNING - ERP10
5.4. BANCO DE DADOS1
5.5. INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL - IA1

1. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1.1. INTRODUÇÃO AO S.I.

Todo sistema, usando ou não recursos da tecnologia da informação, que manipula e gera informação pode ser genericamente considerado Sistema de Informação (REZENDE, 1999).

Para conceituação inicial, informação é todo o dado trabalhado, útil, tratado, com valor significativo atribuído ou agregado a ele e com um sentido natural e lógico para quem usa a informação. O dado é entendido como um elemento da informação, um conjunto de letras, números ou dígitos, que tomado isoladamente não transmite nenhum conhecimento, ou seja, não contém um significado claro.

Quando a informação é “trabalhada” por pessoas e pelos recursos computacionais, possibilitando a geração de cenários, simulações e oportunidades, pode ser chamada de conhecimento. O conceito de conhecimento complementa o de informação com valor relevante e de propósito definido.

De maneira geral, as informações se apresentam em grande volume atualmente, disponibilizadas nos mais diversos meios de comunicação, exigindo de todos a seleção e organização das informações para sua efetiva utilização.

Estes programas podem ser vistos em forma de triângulo ou pirâmide, semelhante ao já relatado na estrutura organizacional, representada pela pirâmide invertida dos problemas (estratégicos, táticos e operacionais).

Portanto, Sistemas de Informação são sistemas que permitem a coleta, o armazenamento, o processamento, a recuperação e a disseminação de informações. Para um perfeito entendimento do papel da informação dentro do processo estratégico empresarial, é preciso um modelo que descreva o gerenciamento de informação (figura 2.1). Um modelo que descreva o gerenciamento de informação deve ser genérico porque [MCG 94]

UNIRONDON – Apostila Sistema de Informação 3

1.2. CONCEITOS a. Sistema

• Conjunto de partes que interagem entre si, integrando-se para atingir objetivos ou resultados.

b. Sistema de Informação

• Relatórios de determinados sistemas ou unidades departamentais entregues e circulados dentro da empresa, para uso dos componentes da organização;

• Relato de processos diversos para facilitar a gestão da empresa;

• Coleção de informações expressas em um meio de veiculação;

• Conjunto de procedimentos e normas da empresa, estabelecendo uma estrutura formal;

• Conjunto de partes (quaisquer) que geram informações.

c. Sistema de Informação com Tecnologia da Informação

• Grupo de telas e relatórios, habitualmente gerados na Unidade de Tecnologia da

Informação que possui a maioria dos recursos de processamento de dados e gestiona a Tecnologia da Informação da empresa e seus recursos, gerando informações profícuas e oportunas aos clientes e/ou usuários;

• Conjunto de software, hardware, recursos humanos e respectivos procedimentos que antecedem e sucedem o software.

d. Sistema de informação empresarial

• Empresa com seus vários subsistemas internos, contemplando ainda o meio ambiente externo; Subsistemas do Sistema Empresa.

1.3. OBJETIVO, FOCO E BENEFÍCIO DO S.I.

Os Sistemas de informação independentemente de seu nível ou classificação, têm como maior objetivo: auxiliar os processos de tomada de decisões na empresa. Se os Sistemas de Informação não se propuserem a atender a esse objetivo, sua existência não será significativa para a empresa.

O foco dos Sistemas de Informação está direcionado para o principal negócio empresarial. O caso contrário seria se os esforços dos Sistemas de Informação estivessem direcionados aos negócios secundários ou de apoio. Para facilitar o entendimento deste foco, o exemplo pode ser uma indústria que deve ter seus Sistemas de Informação direcionados ao processo fabril, efetivamente auxiliando nos processos de produção e comercialização dos referidos produtos industrializados por ela. Este foco esta intimamente relacionado com os quesitos de qualidade, produtividade, rentabilidade, perenidade e competitividade empresarial.

Entre os benefícios que as empresas procuram obter por meio dos Sistemas de Informação estão:

• suporte à tomada de decisão profícua;

UNIRONDON – Apostila Sistema de Informação 4

• valor agregado ao produto (bens e serviços) • melhor serviço e vantagens competitivas

• produtos de melhor qualidade;

• oportunidade de negócios e aumento da rentabilidade;

• mais segurança nas informações, menos erros, mais precisão;

• aperfeiçoamento nos sistemas, eficiência, efetividade, produtividade;

• carga de trabalho reduzida;

• redução de custos e desperdícios;

• controle das operações, etc..

UNIRONDON – Apostila Sistema de Informação 5

2. SUB-SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

2.1. SUB-SISTEMAS EMPRESARIAIS

Dentro da mesma linha de raciocínio, o Sistema de Informação Empresarial pode ser dividido em Subsistemas de Informação Empresarial. Os Subsistemas de Informação Empresarial podem ser parcionados em outros subsistemas, tais como, Produção ou Serviços, Comercial, Materiais, Financeiro, Recursos Humanos, Jurídico Legal e outros.

2.2. DECOMPOSIÇÃO DOS SUBSISTEMAS

Essencialmente cada subsistema, a partir da entrada e coleta de dados, elabora uma série de funções e conseqüentemente gera produtos e informações, que são distribuídas e utilizadas: a. Subsistema de entrada; b. Subsistema de processamento; c. Subsistemas de saída.

2.3. INTEGRAÇÃO DE S.I.

São as relações de interdependência entre os subsistemas, que resultam principalmente na troca de informações entre eles. Estas relações são necessárias para o funcionamento efetivo das funções empresariais e respectivos Sistemas de Informação. Com a utilização destes recursos, é plenamente possível construir um sistema integrado pelos vários subsistemas de empresa que considere as suas funções empresariais internas, tais como Produção e/ou Serviços, Comercial, Financeira, Materiais, Recursos Humanos e Jurídico Legal. Deve ser considerado também o meio ambiente externo.

Integração também pode ser chamada e conhecida como visão sistêmica, abordagem sistêmica, visão de floresta, engrenagem empresarial, sinergia da informação ou conjunto harmônico das funções empresariais.

UNIRONDON – Apostila Sistema de Informação 6

3. S.I. E ORGANIZAÇÕES

(Parte 1 de 2)

Comentários