DHM AUTOMAÇÃO http://www.dhmautomacao.com.br

Atualmente é grande o número de pequenas e médias termoelétricas em usinas para cogeração de energia a partir da biomassa do bagaço da cana. É comum maquinas de diferentes potencias em paralelo entre si e com todo o sistema elétrico brasileiro.

Turbinas a vapor são dotadas de uma válvula reguladora de velocidade e carga no gerador , equipadas com atuador hidráulico por ser de velocidade elevada, e uma outra válvula de fecho rápido para emergências por sobre velocidade.

Estas válvulas de emergência normalmente são acionadas por dois ou três sistemas locais e autônomos distintos ( através de sensor eletrônico de rotação, interruptor centrifugo e pressão do óleo )

Em paralelo estas maquinas são freadas naturalmente pela carga. No momento em que o disjuntor se abre o freio natural some repentinamente, e quando o rotor sofre uma verdadeira estilingada e a sua rotação tende ao infinito (caso a reguladora de velocidade não consiga controlar) nesta ocasião e que a válvula XV de fecho rápido entra em funcionamento.

Em situação de emergência ou pane quando é desfeito o paralelismo em uma destas maquinas, normalmente a primeira a cair é a de menor potência.

Por ser mais compacta e de menor custo estas válvulas são do tipo globo gaiola. Válvulas globo gaiola possuem uma superfície de guia entre o obturador e gaiola muito elevada em relação as válvulas globo convencional (menos compacta de custo mais elevado).

Estas máquinas de menor potência normalmente também são acionadas por vapor gerado em caldeiras de menor pressão (20 ou 42 Kgf/Cm2) que não requer um tratamento químico da água tão eficiente.

Caso o vapor possua alguma impureza por deficiência no tratamento da água , estas irão acumular nas guias entre a gaiola e o obturador (globo gaiola), pois a válvula de fecho rápido fica totalmente aberta, no momento de seu acionamento a mesma irá travar, provocando a sobre rotação e total destruição da turbina e gerador.

Para evitar este acidente, instalamos antes da turbina uma outra válvula de bloqueio e fecho rápido “XV” de acionamento pneumático. Dimensionada para evitar perda de carga e queda no rendimento da turbina e com atuador ultra rápido (normalmente um atuador pneumático para válvula desta bitola leva 30 segundos para fechar). Acionada por um sistema redundante autônomo e monitorado pelo supervisório do sistema de utilidades.

Não é pequeno o numero de acidentes com perda total do conjunto turbo gerador de pequeno porte. Abaixo relação de alguns trabalhos por nós realizados para evitar este tipo de ocorrência: 1- Paraisobioenergia Brotas - Instalação de valv. Globo conv. - Eng. Eduardo Calishiman 2- Citrossuco Matão - Acessória técnica especificação instalação - Eng. Décio Beraldo Junior 3- Irmãos Baldim Piraçununga- Instalação Válvula Globo convencional - Eng. Fabio Zufo 4- Cevasa Franca - Instalação de válvula Globo convencional .

Globo Gaiola Globo Convencional

Desenvolvemos internos especiais balanceados para válvulas Globo Gaiola , com pequena superfície de guia no obturador e gaiola, evitando assim o travamento das mesmas por impureza no vapor.

Autor: Fernando Souza Sampaio E-mail: Fernando@dhmautomacao.com.br

Comentários