Apostila de Ensaios Preliminares

Apostila de Ensaios Preliminares

(Parte 1 de 11)

43

Ensaios Cerâmicos Preliminares

AMOSTRAGEM

Coleta de amostras que permita a retirada de frações iguais.

AMOSTRA

É a parte de Material ou um grupo de unidades, retirada de uma grande massa ou conjunto

UTILIZAÇAO DA AMOSTRA

São utilizadas para, através dos ensaios cerâmicos, fornecer informações sobre as características da grande massa ou conjunto.

PROCESSO DE REDUÇÃO DA AMOSTRA

A quantidade ideal da amostra, para ser usada nos ensaios, é obtida através da redução de amostras maiores. A redução das amostras é feita pelo processo de quarteamento.

OBJETIVO DO QUARTEAMENTO

Reduzir urna amostra pelo processo de quarteamento é ter sempre uma amostra homogênea e capaz de fornecer informações da massa ou conjunto.

MÉTODO DE QUARTEAMENTO

  1. Homogeneizar a amostra; (com espátula)

  1. Amontoar a amostra formando um cone;

  1. Achatar o monte e dividi-lo em 4 partes iguais;

  1. Separar 2 partes opostas, e juntar as outras duas;

  1. Repetir as operações acima até obter a quantidade necessária a ser utilizada.

Ps.: 1 Kg de amostra após o quarteamento é suficiente para a realização dos ensaios.

PREPARAÇÃO DA AMOSTRA

APÓS QUARTEAMENTO

  1. Acomodar a amostra num recipiente adequado; (bandeja de alumínio):

  1. Separar em paralelo, certa quantidade de amostra para a realização do ensaio de umidade. (vide método).

  1. Codificar o recipiente com nome do material, componentes do grupo, turma, etc.

  1. Levar para estufa à 70 o C x 24 horas.

APÓS SECAGEM

Separar amostra necessária para ensaio de resíduo. moer ou triturar a argila utilizando:

  • britador de mandíbulas;

  • moinho de disco;

  • moinho de pratos vibratórios;

  • almofariz e pistilo de porcelana;

APÓS MOAGEM

  • peneirar a argila em peneira malha 80 para prensagem e extrusão e # 180 ou 200 para colagem.

ENSAIO DE RESÍDUO

PROCEDIMENTO

  1. Utilizar a amostra bruta, seca a 70 oC x 24 horas.

  2. Através de um becker de plástico de 1.000 ml, pesar 100 g da amostra.

  3. Adicionar 500 ml de água e 20 ml de hidróxido de amônio ou solução de silicato de sódio

Obs.: os reagentes atuam como defloculante da fração argilosa desfazendo assim alguns grânulos de argilas que se encontrarem mais agregados.

  1. Agitar com bastão de vidro e deixar em repouso por 24 hora.

  1. Após as 24 horas, agitar a mistura através de um agitador mecânico, para dispersar a fração argilosa, por 30 minutos.

  1. transferir a amostra quantitativamente para uma peneira de # 325.

  1. Lavar em água corrente até eliminar a fração argilosa. (quando a água sair limpa).

Observações:

  1. Passar suavemente os dedos sob o material; não forçar a passagem dos grãos pela peneira.

  1. Se ocorrer a presença de material argiloso duro, gotejar gotas de NH40H ou solução de silicato de sódio, e, esfregar.

  1. Caso, o material argiloso duro, não se desfazer, transferir o material contido na peneira para um becker, com auxílio de um apicete. Adicionar 10 ml silicato de sódio ou hidróxido de amônio e ferver por 1 hora. Após a fervura, repetir os dois últimos itens do procedimento.

CONTINUAÇÃO DO ENSAIO

  1. Quando a água sair limpa da peneira, transferir o resíduo cuidadosamente para uma cápsula de alumínio.

  1. Acomodar a cápsula de alumínio na estufa.

  1. Após seco montar um conjunto de peneiras, sendo: # 100, # 150, # 200 e # 325.

  1. Transferir o resíduo para o conjunto de peneiras.

  1. Levar o conjunto de peneiras ao vibrador. Vibrar por 10 minutos.

  1. Após vibrar, pesar o material retido em cada peneira.

OBSERVAÇÕES:

1) a massa retida é relativa a massa da amostra bruta e seca a 110 oC.

2) caso usar a amostra úmida para iniciar o ensaio, calcular a massa da amostra seca utilizada.

  1. Transferir o resíduo para uma cápsula de porcelana e analisar o resíduo pesado e observar a presença de:

Mica = observação visual.

Matéria Orgânica = calcinar parte do resíduo a 700 oC e observar a cor após carbonização.

(Parte 1 de 11)

Comentários