(Parte 2 de 11)

a imagem fotográfica, distorcida, não representa a realidade.

21. Câmaras Fotogramétricas

21.1. Considerações Gerais

Toda câmara fotográfica constitui uma imitação grosseira do olho humano e, como tal, está sujeita a limitações quando da obtenção de informações, registrando apenas a faixa visível do espectro eletromagnético.

A concepção básica de qualquer câmara é a mesma.

Trata-se simplesmente de uma caixa com uma de suas faces internas sensibilizada quimicamente, tendo, na face oposta a esta, um pequeno orifício. Esta abertura é feita de forma a permitir que a luz refletida/emitida por uma cena entre na caixa e atinja a face sensível (filme), registrando assim a imagem.

Existem dois tipos de câmaras fotogramétricas: a terrestre e a aérea.

21.2. Câmara Terrestre

Características:

permanece fixa durante o tempo de exposição;

o objeto fotografado geralmente está fixo;

o tempo de exposição do filme é relativamente longo e só diminui quando o objeto a ser fotografado estiver em movimento;

utiliza emulsão de baixa sensibilidade e de granulação fina;

o formato do filme é pequeno;

seu funcionamento pode ser manual ou automático.

21.3. Câmara Aérea

Características:

está em movimento (velocidade constante) durante o tempo de exposição;

o objeto fotografado pode ser fixo ou móvel;

o tempo de exposição é bastante curto;

o obturador é de altíssima eficiência (95%);

utiliza emulsão de altíssima sensibilidade;

apresenta grande capacidade de armazenamento de filme;

o formato do filme é grande;

o filme é planificado durante o tempo de exposição;

seu funcionamento é todo automático.

21.4.Comparação entre uma Câmara e o Olho Humano

Câmara:

imitação grosseira do olho humano;

registra a informação luminosa através do filme;

o registro é feito num pequeno intervalo de tempo, quase que instantaneamente (1/2000 s);

o raio luminoso passa por uma proteção que é o filtro;

o diâmetro do feixe luminoso, conforme sua intensidade, é controlado pelo diafragma;

para a formação da imagem, utiliza-se de um sistema de lentes convergente;

todo mecanismo mencionado acima está envolvido por uma armação.

Olho Humano:

câmara fotográfica perfeita;

registra a informação luminosa através da retina (cujo ponto principal é a fovea);

o registro é feito continuamente e ao mesmo tempo;

a interpretação da informação, feita pelo cérebro, é instantânea;

o raio luminoso passa por uma proteção que é a córnea;

o diâmetro do feixe luminoso, conforme sua intensidade, é controlado pela membrana íris;

para a formação da imagem, utiliza-se do cristalino;

está envolvido pela esclerótica.

22. Câmaras Aéreas

As câmaras aéreas, já mencionadas anteriormente, estão classificadas em relação:

22.1. Ângulo de Campo

Ângulo de Campo () é o ângulo de abrangência da câmara.

Tipos de câmaras:

a)Pequeno:   50

Obtém fotografias de ângulo pequeno.

Empregada em:

Trabalhos de reconhecimento com fins militares.

Vôos muito altos, para a confecção de mapas de áreas urbanas densas.

Confecção de ortofotomapas e mosaicos de áreas urbanas com construções muito altas.

b)Normal: 50    75

Obtém fotografias de ângulo normal.

Empregada em:

Trabalhos cartográficos (confecção de mapas básicos).

Confecção de mosaicos e ortofotomapas de áreas urbanas não muito densas.

Mapeamento de regiões com muita cobertura vegetal.

c)Grande-angular: 75    100

Obtém fotografias de ângulo grande.

Empregada em:

Trabalhos cartográficos com maior economia.

Serviços de aerotriangulação.

(Parte 2 de 11)

Comentários