(Parte 5 de 12)

Criado por Reinaldo 2-72

Disciplina de Lógica de programação

Lição 3 - Expressões Aritméticas

Grande parte do processamento em qualquer programa é numérica. As linguagens de programação trabalham com a aritmética mais ou menos do mesmo jeito que nós, na escola (veja bem, mais ou menos...) Os componentes básicos das expressões aritméticas são: constantes, variáveis e operadores. Os dois primeiros já conhecemos; operadores são os "sinais" que usamos nas contas:

Operador Operação Exemplo Resultado

+ Adição 3 + 2 5 - Subtração 10 - 5 5 * Multiplicação 3 * 7 21 / Divisão 25 / 2 12.5 Potenciação 5 2 25 \ Divisão Inteira 25 \ 2 12

fração para indicar a divisão

Note que não se usa o "X" para indicar a multiplicação, nem a barra horizontal de

Você deve ter notado que há dois operadores para divisão. O segundo ( \ ) é o da divisão inteira, ou seja, a que não tem parte decimal, mesmo que o dividendo não seja múltiplo do divisor. Várias liguagens de programação têm estes dois operadores. Por outro lado em algumas linguagens de programação, o operador de potenciação é ** (dois asteriscos juntos). Nos nossos exemplos e exercícios sempre usaremos os operadores descritos acima.

Da mesma maneira que estudamos na escola, algumas operações têm prioridade sobre as outras. A potenciação tem a maior prioridade entre todos estes operadores. Multiplicação e divisão devem ser operadas antes da adição e subtração. Assim, na expressão

3 + 2 * 5 primeiro operamos o 2*5, e somamos o resultado com 3 para obter 13.

Para mudar a ordem das operações, usamos parênteses: como na aritmética da escola, o que estiver entre parênteses será operado primeiro. Por exemplo:

( 3 + 2 ) * 5 primeiro operamos o 3 + 2, porque está entre parênteses, e depois o resultado desta operação será multiplicado com 5 para obter 25.

Quando na expressão só houver operações com a mesma prioridade, a avaliação é feita normalmente da esquerda para a direita.

Nas linguagens de programação e nos algoritmos não se usam colchetes e chaves para sucessivos agrupamentos de operações, e sim mais parênteses. Vamos ver um exemplo mais complexo. Qual o valor de:

( 3 + 5 ) * ( 4 * ( 10 -7) ) / 2 Opera-se o que estiver nos parênteses mais internos

)/ 2 Operam-se os dois parênteses que restaram
8* 12 / So há * e / - , então opera-se da esquerda para a

( 3 + 5 ) * ( 4 * 3 Criado por Reinaldo 23-72

Disciplina de Lógica de programação

2direita 96 / 2

48 Resultado final

Um outro exemplo:

6 * ( 9 + 3 * 2 ) / ( 2 * 4 - 1 ) Operam-se as multiplicações nos parênteses

6 * ( 9 + 6 ) / ( 8 - 1 ) Operam-se os parênteses

6* 15 / -
3So há * e / - opera-se da esquerda para a direita
90 / -3Observe o sinal negativo antes do 3...

-30 Resultado final

Até agora só vimos expressões com constantes. Na maioria das vezes, porém, haverá expressões que combinarão variáveis e constantes. Quando houver uma variável em uma expressão, o cálculo deve ser feito usando-se o valor da variável naquele momento. Como exemplo, veja os algoritmos a seguir:

Comandos Comentários 1) Declare A : Numerico Declaração da variável

2) Declare A, B : Numerico
A <- 10
EscrevaB - A + 1 Será exibido o valor 21 ( 30 - 10 + 1 )

A <- 3 Atribuição de valor Escreva A * 5 Será exibido o valor 15, pois A=3, logo 3*5 = 15 B <- A * 3 O valor de B é 30 ( 10*3) B <- 40 Novo valor para B

EscrevaB - A + 1 Agora será exibido o valor 31 (40 - 10 + 1), pois o

valor de B mudou

3) Declare A : Numerico

A <- 3 * 2 O valor de A é 6

A <- A + 1 Agora o valor de A passa a ser 7 (6, o valor anterior, mais 1)

EscrevaA * A Será exibido o valor 49 ( 7 * 7 )
4) Declare X : Numérico

Escreva "Digite um número :"

Leia X Obtenha um número qualquer do usuário

EscrevaX * 2 Será exibido o dobro do número digitado (qualquer

que ele seja)

Pelos exemplos acima, você deve ter notado que podemos usar uma expressão no comando Escreva. Ela é calculada, e o seu resultado é exibido.

Com os conhecimentos adquiridos até agora, podemos começar a construir nossos próprios algoritmos.

Criado por Reinaldo 24-72

Disciplina de Lógica de programação

Lição 4 - Construindo os Primeiros Algoritmos Basicamente a construção de um algoritmo se resume às seguintes etapas:

1. Entendimento do problema;

2. Definição dos dados que serão necessários para resolvê-lo (as entradas); aí já deveremos ter idéia dos tipos de dados que usaremos;

3. Obtenção destes dados; alguns vêm do "exterior" do programa, e outros são calculados no próprio algoritmo;

4. Processamento em si; 5. Exibição dos resultados.

que podem ser aplicados. Programação é arte, ciência e técnica, tudo ao mesmo tempo

A primeira fase é a mais difícil de se "pegar", pois depende um pouco da experiência do programador. Entretanto, mesmo nesta fase há técnicas que podem ser aprendidas, e modelos

Problema 1 - Cálculo de Média Aritmética

Enunciado Faça um programa que leia dois valores numéricos, e calcule e exiba a sua média aritmética.

Etapa 1

Simples, hein? Dos tempos de escola lembramos que a média aritmética de dois valores é calculada como (a+b)/2, e sendo assim a primeira etapa já está pronta.

Etapa 2

Os dados necessários serão os dois valores, que colocaremos em duas variáveis A e B, do tipo numérico, e uma terceira variável, que chamaremos Média, que armazenará a média aritmética calculada.

Etapa 3

A obtenção dos dados neste programa é simples e direta. Basta pedir ao usuário que digite os valores.

(Parte 5 de 12)

Comentários